x
Convex Datacenter
  • Meu 4x4

    CADASTRE SEU VEÍCULO AQUI
  • Avaliamos a bruta: Ford Ranger 3.2 Limited

    Água no Diesel-ford-ranger-3.2-limited-4x4brasil-1-.jpg

    Avaliar a tão esperada Ford Ranger foi muito bom e melhor ainda foi ter programado um dia de gravação e um imprevisto acontecer para deixar tudo ainda melhor no final das contas. Vou explicar...

    Água no Diesel-ford-ranger-3.2-limited-4x4brasil-0-.jpg

    O imprevisto aconteceu quando além da Ranger, eu testava a VW Amarok V6 e apenas por um dia, com as duas juntas. Para aproveitar a oportunidade, programei um dia de filmagens e fotos das duas picapes em uma pista off road nervosa, sugestão do meu amigo Renato Maia, do Canal Falando de Carro.

    Água no Diesel-ford-ranger-3.2-limited-4x4brasil-3-.jpg

    O lugar é muito bom, só que? Deu ruim!!! Chegando lá descobri que só passaria por ali com viaturas preparadas, mas o Renato me avisou.

    Fui com a Amarok na frente e no primeiro atoleiro, atolou!!! Mas para não deixar mal entendido, a culpa não foi da picape, mas sim do piloto (eu) que não dimensionou a dificuldade do trajeto - e a fé que não costuma falhar - falhou!

    Água no Diesel-vw-amarok-v6-enroscada-4x4brasil.jpg

    Como isso aconteceu bem no inicio, acabou jogando todo o trabalho de imagens pelo brejo, literalmente. Mas como atrás de toda coisa ruim existe alguma coisa boa, foi justamente a dificuldade da situação quem proporcionou uma experiência maior com a Ranger, que agora era a única ajuda que eu tinha em mãos e não poderia falhar novamente.

    Água no Diesel-ford-ranger-3.2-limited-4x4brasil-12-.jpg

    Imaginem ficar a 5 km de qualquer ajuda, com duas picapes de teste em um lugar ermo, e ainda sem sinal de celular? Pois é, não era o que eu queria que acontecesse naquele dia e ainda tinha uma Amarok a resgatar.

    Água no Diesel-ford-ranger-3.2-limited-4x4brasil-9-.jpg

    Fui preparado com uma cinta de 8ton que se rompeu, anilhas parrudas que se abriram transformando a letra C para a letra I de tão travada que a Amarok ficou no chão. Dai só perseverança, técnica e a Ranger foram capazes de tirar a VW dali. Lembrando que nenhum guincho normal chegaria até lá para resgatá-la.

    Água no Diesel-ford-ranger-3.2-limited-4x4brasil-7-.jpg

    O que pude tirar de proveito desta situação exaustiva, foi perceber o desempenho das picapes na real necessidade e dificuldade. Neste momento ficou claro para mim que a Ranger continua "Bruta" no off road, como sempre foi sua referencia.

    Água no Diesel-ford-ranger-3.2-limited-4x4brasil-11-.jpg

    A Ranger é perfeita? Obviamente que não, mas seus méritos são muito valorizados pela legião fiel a picape. Alguns detalhes me incomodaram em seu uso, como por exemplo o posicionamento dos botões: dos vidros elétricos, principalmente, posicionados muito atrás e o acionamento desconfortável. Por exemplo, tenho 500mm do cotovelo até a ponta dos dedos com a mão aberta e dedos esticados. Para acionar os botões, a ponta dos meus dedos teriam que chegar aos 300mm para acionar os vidros dianteiros, nem queiram ver para os traseiros. Outro comando difícil são os de ajuste dos espelhos retrovisores que parecem estar escondidos atrás do raio do volante. O rebatimento não é automático, se fosse, talvez não incomodasse tanto. A entrada USB do console central fica dentro de um nicho com acesso idem.

    Água no Diesel-ford-ranger-3.2-limited-4x4brasil-13-.jpg

    Outra função incômoda é a trava central das portas que quando o motorista sai do carro e quer abrir alguma outra porta precisa acionar o destravamento pelo controle da chave ou na própria porta. Prefiro que quando destravado, tudo destravado e vice versa. Apesar de muita tecnologia embarcada, falta chave keyless. O multimídia funciona bem, mas os alto falantes não entregam qualidade sonora.

    Água no Diesel-ford-ranger-3.2-limited-4x4brasil-5-.jpg

    A potencia do motor 3.2 de 200cv é mais que suficiente para levar a picape, seus ocupantes e mais 1050 kg na caçamba sem sofrer. O cambio de 6 velocidades tem um excelente funcionamento, inclusive quando em modo seqüencial, que neste caso é na alavanca. A suspensão é confortável no off road e também no asfalto para o que esperamos de uma picape deste porte. A traseira 'quica' um pouco mais do que deveria, mas acostuma.

    Água no Diesel-ford-ranger-3.2-limited-4x4brasil-8-.jpg

    No quesito design, sabemos que virá atualização por ai e no final do ano passado, houve um encontro, onde a Ford tradicionalmente apresenta os resultados obtidos e o que projeta para o próximo ano e seu presidente para a América do Sul, senhor Lyle Watters disse: "A Ranger Storm foi apresentada como teste de mercado no Salão do Automóvel e a resposta do publico foi tão positiva que estamos anunciando agora o seu lançamento no final de 2019 e começo de 2020", ou seja, teremos uma versão mais 'Americanizada' e mais 'Bruta' ainda.

    Água no Diesel-ford-ranger-3.2-limited-4x4brasil-6-.jpg

    Eu mesmo já tive um Ford Ranger 4x4 no passado, o qual me admirava pela capacidade off road e robustez. E com base na minha experiência do passado, ficou mais fácil entender o quanto evoluiu nos dias de hoje, mas mantendo a tradição da Raça Forte.

    Água no Diesel-ford-ranger-storm-4x4brasil.jpg

    A Ranger Storm será uma versão com maior apelo off-road não só no aspecto estético, mas também com incrementos funcionais, como: snorkel, alargadores de pára-lama, pára-choques off-road, rack de teto, estribos laterais tipo plataforma e capota marítima. A grade dianteira traz o nome Storm em letras grandes, como nos modelos americanos, além de duas cores com grafismos. Mecânica e eletrônica será a mesma que já conhecemos.

    Água no Diesel-ford-ranger-3.2-limited-4x4brasil-2-.jpg

    A versão Limited vem com bom pacote de tecnologia focado em segurança, como o controle de velocidade adaptativo, de tração, estabilidade, descida e assistente de partida em rampa além dos bem vindos 7 air bags. Possui também alerta de colisão frontal, de mudança de faixa, além de frenagem automática de emergência. Foi muito bom conhecer as novas tecnologias disponíveis para a segurança.

    Água no Diesel-ford-ranger-3.2-limited-4x4brasil-0-.jpg

    Em resumo, posso dizer que a Ranger melhorou e evoluiu bastante em vários aspectos que não estão presentes em seu já conhecido visual, e mesmo assim, continua carregando legiões de adoradores mundo a fora. Quer fazer parte desta legião? Com 189k compra-se uma maquina desta na versão avaliada Limited que é a topo de linha hoje.

    Flávio Verna
    Insta: Flaviostm
  • Jipe Clube

    Parceiros de estrada