x
Convex Datacenter
  • Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin são os campeões na categoria carros

    freio de mão-sertoes.jpg
    A 23ª edição do Rally dos Sertões terminou neste sábado (08/08) com a chegada dos competidores à usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu (PR). Com liderança invicta na categoria carros, o piloto Reinaldo Varela e o navegador Gustavo Gugelmin, da equipe Divino Fogão Rally Team, subiram no lugar mais alto do pódio.“Esse ano deu tudo certo. Desde o princípio a gente conseguiu certa vantagem no começo do rali, chegamos sem problema, sem penalizações, sem nada. Então foi um rali perfeito”, diz Gugelmin. Ele ainda falou sobre o bom entrosamento da dupla, que já vem fazendo o campeonato mundial há dois anos. “Eu já sei se ele acorda de mau humor de manhã, se está nervoso, então a gente está afinado”, explica.Para Varela, a liderança não era motivo para se acomodar. “Você fica preocupado o tempo inteiro. Mesmo nessa última especial, você vem com o carro e qualquer coisinha que acontece o coração dispara. Mas, a gente conduziu bem, fizemos o trabalho de casa, o principal era chegar inteiro”, afirma. Ele se sentiu aliviado ao cruzar a linha de chegada. “Nós viemos com a pressão do ano passado, estava engasgado. Mas o melhor de tudo foi que terminamos e meus filhos terminaram bem também. Foi um presente maravilhoso de Dia dos Pais”, completa.

    O segundo lugar no pódio ficou com a dupla Marcos Baumgart/Kleber Cincea, que corre pela X Rally Team / NWM. Segundo Marcos, o resultado reflete o bom trabalho de toda a equipe. “Foi excelente. Só de completar o Sertões já estamos de parabéns. É sempre uma prova dura, difícil. Acho que todo mundo trabalhou super bem, está bem merecido este segundo e terceiro lugares no geral”, diz.Cristian Baumgart e Beco Andreotti conquistaram o terceiro lugar geral. A dupla, que representa a equipe X Rally Team / NWM, teve problemas no percurso desta última etapa e não fez um bom tempo. “Nós erramos hoje. Foi um trecho muito difícil, de alta, muito sombreado de árvore. Você não conseguia visualizar direito o piso. Mas o percurso era maravilhoso, apesar de muito perigoso. Demos uma escapada em uma saída, andamos com duas rodas, saltamos, o carro quase capota. Então, foi meio perigoso, mas chegou todo mundo bem e é isso que importa”, fala.Satisfeito com a colocação, o navegador Beco disse ainda que esse Rally, com muitas lombas e saltos, acabou exigindo mais de todos os competidores. “A gente acabou sofrendo uma quebra no primeiro dia e viemos buscando, isso prova a nossa competência”, diz. Agora, a dupla optou por correr também em algumas etapas do mundial.Os três primeiros na etapa1ª posição: Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin - equipe Divino Fogão Rally Team- 1h10min40
    2ª posição: Guiga Spinelli/Youssef Haddad – equipe Mitsubishi Petrobras - 1h11min06
    3ª posição: Marcos Baumgart/Kleber Cincea– equipe X Rally Team / NWM - 1h11min16


    Fonte: http://www.webventure.com.br/