x
Convex Datacenter
  • Cidade do litoral sul catarinense sediará a 2ª etapa do Campeonato Rally SC

    Rebocando com o Suzuki-rali.jpg

    Está tudo pronto para o 1º Rally Litoral Sul, que será na cidade de Laguna. A prova será válida para a 2ª etapa do Campeonato Rally SC, que já tem até agora 60 duplas inscritas.

    A prova em Laguna será inédita e em um terreno completamente diferente da 1ª etapa em Caçador. Serão cerca de 80 quilômetros de trechos cronometrados e três horas de duração. Toda a prova será em um terreno amplo, um loteamento com ruas e quadras, repleto de laços e pegadinhas. Segundo o diretor técnico da prova, Wagner Souza, tudo neste rali será diferente e todos terão trabalho: “Entre as categorias o que vai diferenciar é a média de velocidade exigida em cada uma, ou seja, ela diminui das superiores às dos que estão começando agora, dando mais chances aos pilotos e navegadores de pensar rápido e acertar o trajeto. Outra grande novidade será o piso que é todo arenoso. Por isso recomendo às equipes providenciarem pneus apropriados para andar na areia, tipo MUD. Já quem for usar pneus mais agressivos para off road e lama, terão dificuldades”.

    A paisagem com certeza será algo que irá surpreender as duplas das categorias Super Master, Graduado, Junior, Cidade e Passeio. As trilhas passarão bem próximas ao lado da Praia do Gi, um dos cartões postais da cidade. Quem não quiser se inscrever nas categorias de competição e optar por um turismo local, o mais indicado é ir na Passeio, que tem roteiro diferenciado. Em Laguna, os carros inscritos na categoria irão sair do Centro, pegar uma balsa e em seguida seguirão para o Farol de Santa Marta, considerado o maior das Américas, mas seguindo caminhos alternativos.

    A disputa nas demais categorias também promete na 2ª etapa do Campeonato Rally SC. Na Super Master, estão na ponta da tabela os chapecoenses Daniel Maffi e Enedir Silva Junior, o Bolacha. Na Graduado, estão liderando representantes de Rio do Sul, a dupla Alex Camacho e Jean Luis Ropelato. Já na categoria Junior, está à frente o casal de Rio Negrinho Daniella e Klaus Schumacher. Quem nunca participou de uma prova 4x4, a dica é se inscrever na Cidade, que tem o mesmo roteiro, porém com médias mais baixas não exige o uso de equipamentos de navegação.

    Ao final da temporada, os campeões da categoria Super Master levarão R$ 4 mil, os da Graduado ganham R$ 3 mil reais e a dupla campeã da Junior R$ 2 mil. Os valores serão divididos entre piloto e navegador campeões, mesmo que de duplas distintas ou não. Além da premiação em dinheiro ao final do campeonato, os cinco competidores mais assíduos de cada categoria participarão dos sorteios de vários brindes, como duas motos, quatro pares de amortecedores Off Shox, um jogo de pneus Hankook e um guincho.

    Fonte: Cronospeed