x
Convex Datacenter
Página 4 de 5 PrimeiroPrimeiro 12345 ÚltimoÚltimo
Resultados 37 a 48 de 49
  1. #37
    Usuário
    Entrada
    23/09/2019
    Local
    Caçapava do Sul/RS
    Idade
    29
    Posts
    2
    Agradecimentos: 0

    Lightbulb Dois corações! Peço ajuda aos experientes.




    Boa noite amigos

    A algum tempo venho lendo bastante o fórum, a pouco cadastrei me. Agora peço ajuda aos senhores.
    Estou querendo a tempos comprar um troller, meu intuito e apenas ir a minha fazenda, trabalhar, andar na lavoura e ser feliz. Nao tenho intenção de fazer viagens mto longas tão pouco trilhas pesadas.
    Foram me ofertados dois trollers, similares, contudo com diferenças, qual a opinião dos senhores?

    Um troller t4 prata ano 2003 motor 2.8 MWM com aproximadamente 180mil km. Esta todo original e não era usado em trilhas. Valor $52 mil

    um troller t4 amarelo ano 2007 motor 3.0! Com apenas 85mil km. Também esta todo orginal e não era usado em trilhas pesadas. Valor $55 mil.

    O motor 2.8 é muito superior em custo beneficio como dizem? Ouvi dizer que um bico injetor do 2.8 custa 300 reais, ao passo que o mesmo bico no motor 3.0 eletronico custa 2mil reais!!!! Sera que toda essa quilometragem de diferença nao tem um impacto nos carros? O que acham?

    Desde ja agradeço a atenção dos senhores

  2. #38
    Usuário Avatar de Pedro Sylvestre
    Entrada
    31/03/2018
    Local
    São Paulo/SP
    Posts
    8
    Agradecimentos: 0
    Olá Rodrigo,

    Tenho um T4 2007 com 160mil km e as únicas diferenças pra um 100% original são os pneus 33", roda livre igual a da Bandeirantes e escape diretão. Meu pai também já teve um ano 2005. Vou dar aqui minha humilde opinião elencando alguns pontos positivos dos dois modelos.

    Pontos positivos do Troller 2.8:

    - De fato ele possui uma mecânica mais simples em comparação com o 3.0, o que, caso o carro esteja bem conservado e com a manutenção em dia, garante menor chance de falha.
    - Motor com menos eletrônica embarcada, o que garante mais confiabilidade na hora de transpor rios/alagamentos/brejos mais fundos/qualquer outro obstáculo que possua um nível de água acima de 80 cm.
    - Os Trollers até 2005 são aproximadamente 200kg mais leves do que os 3.0 2006-2008 e 500kg do que os 3.0 2009-2012

    Pontos positivos do Troller 3.0:

    - Melhor acabamento interno (isso inclui forro dos bancos, console redesenhado e painel com fundo preto, que na minha opinião é bem mais bonito do que os do modelo 2.8, etc...)
    - Câmbio mais macio e com a relação melhor dimensionada.
    - Motor mais forte e moderno que inclusive foi utilizado em outros carros de marcas grandes (exemplo, Ford) o que pode facilitar a disponibilidade de peças.
    - Suspensão com um curso pra baixo ligeiramente maior.

    Pontos negativos do 2.8:

    - Por sere mais antigo, a disponibilidade de peças novas está começando a se tornar um problema.
    - Pelo mesmo motivo citado no item anterior, a manutenção em caso de quebras de alguns componentes (caso da bomba injetora por exemplo) é caríssima e requer um serviço mais especializado e não é em todo lugar que se faz.
    - A chance de você encontrar um em bom estado de conservação (tanto estético quanto mecânico) é bem baixa e se encontrar, vão te cobrar os olhos da cara.
    - O preço de uma revisão mecânica geral está começando a ficar mais caro.

    Pontos negativos do 3.0:

    - Motor costuma dar problema no sistema de arrefecimento caso a manutenção não esteja em dia (válvula termostática, bomba do liquido de arrefecimento são itens que precisam ser trocados).
    - Filtro do Diesel e bomba de combustível também podem dar problema caso não seja feita a manutenção no tempo certo.
    - É mais suscetível a falhas caso ande com o carro em águas com profundidade acima de 80cm por ter mais eletrônica embarcada (sensores em geral, inclusive no sistema de injeção), mas não é por isso que ele deixa de ser um carro extremamente robusto e confiável.

    Como usuário do Troller 3.0 eu não tenho do que reclamar, nunca tive nenhum problema em 2 anos rodando 25km por dia todos os dias de segunda a sexta nas ruas esburacadas (se é que podemos chamar esse amontoado irregular de piche de ruas) aqui de São Paulo e fazendo umas trilhas de vez em quando (mas nada muito pesado).
    Conclusão, se eu fosse você, iria de 3.0. A diferença de preço não é tão grande e a quilometragem está baixa. Pensando no médio/longo prazo, acho que ele se encaixa melhor. É um baita jipe e é bem mais do que o necessário para o uso que você citou. Uma peça ou outra pode até ser mais cara em comparação com o modelo 2.8, mas o contrário também é verdadeiro e para ver quem tem as peças mais baratas, teríamos que fazer uma lista enorme analisando o preço item por item.

    Espero ter ajudado !
    4X4 Brasil
    Troller T4 3.0 TDI Eletronic 2007

  3. #39
    Concordo plenamente e assino embaixo. Abs
    4X4 Brasil

  4. #40
    Usuário
    Entrada
    31/07/2012
    Local
    Brasília/DF
    Idade
    37
    Posts
    105
    Agradecimentos: 0
    Acrescentando as vantagens que o 3.0 poderá ter, na época em que o 2006 foi lançado injeção direta era algo visto em carro topo de linha na maioria das vezes, então eventual manutenção dos bicos injetores era bem mais cara que bicos normais de injeção indireta. Ao longo do tempo a manutenção dos bicos de injeção direta ficou mais barato, mas a expectativa hoje, 2019, é que a manutenção deles fique mais em conta, pois ela chegou de vez aos "populares": o Onyx, o carro mais vendido do Brasil, vai vir com injeção direta agora, então a expectativa é que serviços relacionados fiquem mais baratos.

    Outra vantagem do 3.0 é a possibilidade de refazer a programação original do carro e colocar acima de 200 cavalos facilmente. Parece que o Troller 3.0 tem estrutura para aguentar sem problemas até uns 250 cavalos pelo menos, mais que isto eu já não sei, ao menos foi o que eu entendi lendo os comentários.

    Sobre aquecimento no Troller 3.0, é bom vc sempre olhar o conjunto de arrefecimento. Em 2018 a mangueira de água o meu Troller rachou e eu não vi vazamentos, pra piorar a bomba d'água tb estava bichada, resultado? Cabeçote condenado e tive que comprar um novo. Eu sou obrigado a olhar direto o motor para ver se não tem problemas de vazamento, pois uso o Troller para ir para o sítio, são 100 kms de estrada de terra ida com volta e tem muita trepidação e o conjunto de amortecedor/suspensão do Troller não presta pra este tipo de terreno. Um pouco mais sobre isto, ainda penso na ideia que já deram no fórum de colocar uma boia dentro do reservatório de água para dar algum sinal elétrico se a água baixar demais, isto evita problemas com bastante antecedência. Sobre a bomba d'água do Troller a hélice dela é de plástico que é suscetível a quebra/rachadura (o meu estava quebrado/rachado), existe a venda uma que usa hélice de metal, uma vez que trocou eu acho que vc não precisa se preocupar com bomba d'água por uns 500 mil quilômetros até olhar preventivamente, provavelmente vou trocar nos próximos 10 mil quilômetros por esta bomba.
    4X4 Brasil
    Troller Prata 2007 - Ex-Jipe Willys CJ5

  5. #41
    Usuário
    Entrada
    23/09/2019
    Local
    Caçapava do Sul/RS
    Idade
    29
    Posts
    2
    Agradecimentos: 0
    Bom dia amigos.

    Obrigado pelas respostas. Confesso que estou tendencioso em ir de 2007 3.0. O que me deixou com o pé um pouco atras foram os comentários de alguns mecânicos da minha cidade, falando muito bem do 2.8 mwn. Contudo agora posso ver alguns benefícios do 3.0 também, gracias pela ajuda.

    Vou postar as fotos dos trollers, o 2007 parece estar em ótimo estado. Logico, pretendo fazer alguns testes antes de comprar, e por falar nisso, os senhores recomendam algum teste em especifico? alguma coisa que preciso me atentar mais? Um amigo me disse para acelerar fundo o carro sem a vareta do óleo e ver se ele espirra.

    TROLLER 2003 2.8 180MIL KM 52 MIL REAIS
    Dúvida na compra de um Troller-3.jpg Dúvida na compra de um Troller-1.jpgDúvida na compra de um Troller-2.jpg


    TROLLER 2007 3.0 85MIL KM 55MIL REAIS
    Dúvida na compra de um Troller-11.jpgDúvida na compra de um Troller-12.jpgDúvida na compra de um Troller-13.jpgDúvida na compra de um Troller-14.jpg

  6. #42
    Usuário Avatar de franco_huts
    Entrada
    14/04/2015
    Local
    Porto Belo/SC
    Posts
    24
    Agradecimento: 1
    Bom dia Rodrigo!
    Estou com meu terceiro troller no momento, tive dois 3.0, um 2010 e um 2011 e hoje tenho um troller 2.8 ano 2003.
    Por incrivel que pareça me sinto mais seguro em fazer longas viagens e ir pra onde for com meu antiguinho 2003.

    Os 3.0 que tive eram muito fortes, cambio um pouco mais macio e uma bala na estrada hehehe andam muito. Mas o 2010 me incomodava com a luz da injeção que ligava na estrada e cortava rotação. O 2011 vazava por um bico que eu arrumava e logo o problema voltava.

    O 2003 me garante manutenção mais barata e um pouco mais de confiança na parte de motor. As peças são fáceis e baratas de encontrar, até hoje não tive dificuldade de encontrar nada.


    Se tiver alguma duvida pode perguntar!

  7. #43
    Usuário Avatar de jorgeffn
    Entrada
    23/06/2008
    Local
    Belo Horizonte/MG
    Idade
    38
    Posts
    1,801
    Agradecimentos: 43
    Rodrigo, os amigos acima já deram excelentes dicas e opiniões. Não tive Troller 3.0 então é mais difícil opinar, mas aqui na região tem muitos, já tive conhecido que passou raiva com motor e teve que gastar uma grana, mas a grande maioria é só elogios. O 3.0 tem muita força... e é um motor mais moderno. Agora o fundamental aí é o estado geral dos carros e as manutenções. Às vezes uma km baixa sem manutenção preventiva não é tão vantajosa. Busque pelo histórico de manutenções dos carros, um jipe precisa de dono... é muito comum acharem que o Troller é “trator” e só judiar do carro.
    No mais, ande nos dois, leve a um mecânico que conheça de Troller e possa avaliá-los criteriosamente.

    Abs!

  8. #44
    Usuário Avatar de franco_huts
    Entrada
    14/04/2015
    Local
    Porto Belo/SC
    Posts
    24
    Agradecimento: 1
    Ambos tem pontos positivos! Eu, depois de já ter tido os dois e conhecer um pouco do problema de cada um, se tivesse que comprar outro hoje compraria novamente um 2.8.... Realmente ele é mais barato de manter e é um dos melhores motores que temos rodando por ai! Talvez tive azar em pegar dois troller 3.0 meio bixados mas parecia que eles tinham seus dias bons e ruins....

    Dê uma volta nos dois, repare bem nas trocas de marcha se todas engatam direitinho (lembrando que a caixa do 2003 tem engates um pouco mais duros)... Também dê uma boa acelerada e veja se a embreagem não patina, verifique pontos de ferrugem no chassi se for carro de litoral e terminais de direção.
    Troller MWM SPRINT 2.8 TDI - ex Troller 2010 3.0 / ex Toyota Bandeirante OM-314 TDI / ex Toyota Hilux SR5 97 2.8 /

  9. #45
    Usuário Avatar de Armindo Canellas
    Entrada
    10/10/2019
    Local
    Rio de Janeiro/RJ
    Idade
    20
    Posts
    2
    Agradecimentos: 0
    Como já fora dito acima, ambos possuem pontos positivos e negativos.

    Aqui em casa, temos um 2.8. O jipe é excelente: Robusto, confiável e de manutenção barata.

    Contudo, devido a idade do modelo, tendo em vista que o último Troller 2.8 fabricado foi em 2005, eu compraria o 3.0, caso o mesmo esteja em boas condições. A grande questão é que, quanto mais velho um modelo fica, mais difícil se torna o acesso a peças de reposição para o mesmo.

    Para além disso, o mesmo 3.0 foi aplicado na Ranger, veículo com uma grande quantidade de unidades em circulação - e que foi fabricado com tal motor até o ano de 2012, salvo melhor juízo. Esse é outro fator que pode facilitar a busca por peças de reposição para o motor do bugão.

    Sem mais, desejo-lhe sorte na busca, e, acima de tudo, paciência. Encontrar um Troller usado, as vezes, é uma tarefa hercúlea . Todavia, vale a pena o tempo dedicado a busca, visto que, encontrando um jipe em bom estado, terás um companheiro de aventura bastante confiável.

    Abraço.
    Armindo Neto
    Troller T4

  10. #46
    Comprando Troller 2.8 hoje em dia, você pode ter duas frustações bem comuns:

    1- Preço de manutenção corretiva no motor e bomba injetora do 2.8. Está caro!!!!! Hoje a tecnologia padrão é Common Rail. Injeção por bomba mecânica morreu, está ficando a cada dia mais escasso, os fabricantes de 1ª linha não estão produzindo mais (só são obrigados a produzir peças por 10 anos do último ano de fabricação). As peças de 2ª e 3ª linha não são confiáveis, é frustrante. O Common Rail está aí desde 2006 e veio pra ficar, é o padrão dos motores a diesel desde 2006 no Brasil e desde o meio da década de 90 lá fora (E tinha gente que achava que o CR era novo em 2006 rsrs...).

    2- Câmbio Eaton 2305 (exceção para os Trollers 2005 com câmbio Eaton 2405). NÃO TEM PEÇA! Vai correr atrás em ferro velho ou acabar adaptando um câmbio Eaton 2405. Não vi um, dois ou três casos, infelizmente, vários amigos com Trollers 2001 a 2004 tendo muita dor de cabeça por causa desse câmbio.

    Comprando Troller 3.0, você pode ter duas frustações bem comuns também:

    1- Tampa de distribuição corroída por solupan (ou outros desengraxantes). Muitos donos tiveram problemas com isso. É bom verificar isso, talvez dar pressão no reservatório e ver se tem vazamento (já vi um 3.0 que o antigo dono botou cola num furo pra vender o carro desse jeito).

    2- Travamento dos bicos injetores. Os bicos travam mesmo e pra soltar, tem que ter paciência. A solução pra isso é a mão do mecânico, tem que ser um cabra experiente. Deixar de molho em óleo de freio, girar pros lados, enfim, tem uns macetes pra soltar, não é na ignorância. Vídeos de gente fazendo forças absurdas são prova de ignorância, pois dá pra levantar o carro na girafa com um bico desse colado. E tem mecânico que vai em dois dias tirar no jeito. Ao recolocar, aplicar a graxa de alta temperatura.

    Aspectos positivos/negativos:

    No 2.8:

    - Sua bolsa de ferramentas pra levar pro meio do mato dispensa um multímetro(mas é interessante ter para problemas no alternador/bateria). Basta correia de reserva para caso arrebente não ficar sem alternador, além da solenóide da bomba injetora, poucos fios, peças do alternador e poucos fusíveis/relês e ferramentas e peças convencionais. Pra dar uma melhoradinha na performance, basta abrir um pouco a bomba, não é uma melhora tão significativa, mas ajuda. Por não ter uma ECU e alguns sensores de auxílio, se ocorrer algum problema mecânico no motor, como aquecimento, pressão de óleo, ponto de injeção da bomba, etc, nada será feito para amenizar ou evitar prejuízos, então é melhor instalar sensores e manômetros e você deverá fazer o papel da ECU e tirar o pé quando for necessário.

    No 3.0:

    - Sua bolsa de ferramentas deve conter um multímetro e alguns fusíveis/relês (Uns 10 fusíveis da caixa de relês são simplesmente idênticos, então não precisa tantos), além de ferramentas e peças convencionais. A correia de periféricos de reserva é mandatória. Caso arrebente, além do alternador, a direção hidráulica não funciona. É possível arrancar 240-310cv e até quase 65kgfm de torque desse motor sem prejuízos mecânicos significativos (sabendo usar). Isso é potência/torque de caminhão de quase 40 toneladas (um Cargo 2623 puxa 37 mil kgs c/ especificações semelhantes). De eletrônica neste motor, temos pedal, bicos e bomba, é impossível uma eletrônica mais simples. Sensores de rotação (roda fônica), temperatura, pressão e ar, são apenas uma meia dúzia de sensores, que basicamente monitoram temperatura de água, combustível e pressão. Caso algum valor fuja dos padrões, limita-se a potência do motor para evitar estragos mecânicos. Devido a esse monitoramento, e ao radiador superdimensionado, esse motor consegue rodar a até 90 km/h com a bomba d'água quebrada. Por isso, a bomba d'água não precisa ser trocada preventivamente, pra quem faz um uso normal. E via de regra, 99% das vezes que acende-se a luz da injeção nesse motor, tanto na Ranger quanto no Troller, trata-se de restrição no fluxo de combustível, seja em peneiras do tanque, filtros sujos, etc, pois não há muito o que dar errado. Além disso, como são muito poucos sensores, medir a resistência dos mesmos e comparar com os valores padrões, é algo trivial demais. É imprescindível verificar se não há corrosão na tampa de distribuição. Uma lavagem de motor em posto que faça uso desses desengraxantes que atacam alumínio pode comprometer a tampa (iniciar a corrosão). Se for necessário remover bicos e estiver difícil, não deixa na mão de qualquer mecânico.

    Minha opinião:
    Sou dono de um 3.0 com 455 mil kms rodados, motor original. Bomba d'agua MWM dura entre 80-140 mil kms dependendo do uso. Já afundei muito meu Troller com água em cima do capô. Tão fundo que várias vezes tive que substituir óleo de câmbio, transferência, diferenciais e direção hidráulica por contaminação com água e lama. Esse motor é simplesmente sensacional na minha opinião. A manutenção é fácil e o divertimento é garantido, seja pra rallys, trilhas, passeios ou trabalho rural.

  11. #47
    Citação Postado originalmente por Jorgao Ver Post
    Comprando Troller 2.8 hoje em dia, você pode ter duas frustações bem comuns:

    1- Preço de manutenção corretiva no motor e bomba injetora do 2.8. Está caro!!!!! Hoje a tecnologia padrão é Common Rail. Injeção por bomba mecânica morreu, está ficando a cada dia mais escasso, os fabricantes de 1ª linha não estão produzindo mais (só são obrigados a produzir peças por 10 anos do último ano de fabricação). As peças de 2ª e 3ª linha não são confiáveis, é frustrante. O Common Rail está aí desde 2006 e veio pra ficar, é o padrão dos motores a diesel desde 2006 no Brasil e desde o meio da década de 90 lá fora (E tinha gente que achava que o CR era novo em 2006 rsrs...).

    2- Câmbio Eaton 2305 (exceção para os Trollers 2005 com câmbio Eaton 2405). NÃO TEM PEÇA! Vai correr atrás em ferro velho ou acabar adaptando um câmbio Eaton 2405. Não vi um, dois ou três casos, infelizmente, vários amigos com Trollers 2001 a 2004 tendo muita dor de cabeça por causa desse câmbio.

    Comprando Troller 3.0, você pode ter duas frustações bem comuns também:

    1- Tampa de distribuição corroída por solupan (ou outros desengraxantes). Muitos donos tiveram problemas com isso. É bom verificar isso, talvez dar pressão no reservatório e ver se tem vazamento (já vi um 3.0 que o antigo dono botou cola num furo pra vender o carro desse jeito).

    2- Travamento dos bicos injetores. Os bicos travam mesmo e pra soltar, tem que ter paciência. A solução pra isso é a mão do mecânico, tem que ser um cabra experiente. Deixar de molho em óleo de freio, girar pros lados, enfim, tem uns macetes pra soltar, não é na ignorância. Vídeos de gente fazendo forças absurdas são prova de ignorância, pois dá pra levantar o carro na girafa com um bico desse colado. E tem mecânico que vai em dois dias tirar no jeito. Ao recolocar, aplicar a graxa de alta temperatura.

    Aspectos positivos/negativos:

    No 2.8:

    - Sua bolsa de ferramentas pra levar pro meio do mato dispensa um multímetro(mas é interessante ter para problemas no alternador/bateria). Basta correia de reserva para caso arrebente não ficar sem alternador, além da solenóide da bomba injetora, poucos fios, peças do alternador e poucos fusíveis/relês e ferramentas e peças convencionais. Pra dar uma melhoradinha na performance, basta abrir um pouco a bomba, não é uma melhora tão significativa, mas ajuda. Por não ter uma ECU e alguns sensores de auxílio, se ocorrer algum problema mecânico no motor, como aquecimento, pressão de óleo, ponto de injeção da bomba, etc, nada será feito para amenizar ou evitar prejuízos, então é melhor instalar sensores e manômetros e você deverá fazer o papel da ECU e tirar o pé quando for necessário.

    No 3.0:

    - Sua bolsa de ferramentas deve conter um multímetro e alguns fusíveis/relês (Uns 10 fusíveis da caixa de relês são simplesmente idênticos, então não precisa tantos), além de ferramentas e peças convencionais. A correia de periféricos de reserva é mandatória. Caso arrebente, além do alternador, a direção hidráulica não funciona. É possível arrancar 240-310cv e até quase 65kgfm de torque desse motor sem prejuízos mecânicos significativos (sabendo usar). Isso é potência/torque de caminhão de quase 40 toneladas (um Cargo 2623 puxa 37 mil kgs c/ especificações semelhantes). De eletrônica neste motor, temos pedal, bicos e bomba, é impossível uma eletrônica mais simples. Sensores de rotação (roda fônica), temperatura, pressão e ar, são apenas uma meia dúzia de sensores, que basicamente monitoram temperatura de água, combustível e pressão. Caso algum valor fuja dos padrões, limita-se a potência do motor para evitar estragos mecânicos. Devido a esse monitoramento, e ao radiador superdimensionado, esse motor consegue rodar a até 90 km/h com a bomba d'água quebrada. Por isso, a bomba d'água não precisa ser trocada preventivamente, pra quem faz um uso normal. E via de regra, 99% das vezes que acende-se a luz da injeção nesse motor, tanto na Ranger quanto no Troller, trata-se de restrição no fluxo de combustível, seja em peneiras do tanque, filtros sujos, etc, pois não há muito o que dar errado. Além disso, como são muito poucos sensores, medir a resistência dos mesmos e comparar com os valores padrões, é algo trivial demais. É imprescindível verificar se não há corrosão na tampa de distribuição. Uma lavagem de motor em posto que faça uso desses desengraxantes que atacam alumínio pode comprometer a tampa (iniciar a corrosão). Se for necessário remover bicos e estiver difícil, não deixa na mão de qualquer mecânico.

    Minha opinião:
    Sou dono de um 3.0 com 455 mil kms rodados, motor original. Bomba d'agua MWM dura entre 80-140 mil kms dependendo do uso. Já afundei muito meu Troller com água em cima do capô. Tão fundo que várias vezes tive que substituir óleo de câmbio, transferência, diferenciais e direção hidráulica por contaminação com água e lama. Esse motor é simplesmente sensacional na minha opinião. A manutenção é fácil e o divertimento é garantido, seja pra rallys, trilhas, passeios ou trabalho rural.
    Falou muito e falou bem. Dificilmente teremos um motor tão eficiente e elástico quanto o NGD 3.0 de concepção alemã. Dificilmente não, nunca mais, pois as atuais normas de emissão de poluentes não permitem mais um motor como esse 3.0. Abs

  12. #48
    Boa noite a todos.
    Sou antigo no fórum, mas, antei por muito tempo, sumido. Tenho um Troller 2001 (isso mesmo, 2001) e sou o segundo dono, desde 2005. Ou seja, ele tem 14 anos comigo. Um casamento!
    Depois de 5 anos de muita trilha, 4 anos de muito trabalho em área rural e 5 anos de calmaria (só passeios off road), temo que tenha chegado a hora de aposentá-lo das minhas mãos. Ele foi reformado 3 anos atrás e está um brinco (foto abaixo). Mas, ao longo deste tempo tive outros veículos (kadett, focus ghia, megane, duster awd, sandero stepway), mas, todos foram e o T4 ficou. Contudo, mesmo após freio a disco na traseira, persistem freios razoáveis e a falta padrão de conforto do interior.
    Estou sentido a possibilidade e, mais do que isso, a necessidade de um veículo mais seguro. Tá bom, poderia ser um Freelander 2, um Renegade, uma Toro, todos a diesel (viciei!!), mas, sentiria muita falta da robustez do Troller.
    Moral da história: tenho pensado em comprar um T4 dos modelos novos, mas, já ouvi muita coisa ruim deles, inclusive gente descrevendo que trata de lendas, estas coisas ruins.
    Puxa vida... preciso de ajuda. Precisaria de uma luz para comparação de modelos novos do T4, de 2015 até o zero. Vale à pena? Desfazer do meu 2001 para um destes novos? Procuro pouco mais de conforto, mas, não gostaria de abrir mão da estabilidade operacional.
    Alguém pode me ajudar?
    Agradeço muito!
    Abraços
    TROLLER 2.8 TDI
    7Lagoas, MG

Classificados ANUNCIE GRÁTIS

AQUI VOCÊ ENCONTRA TUDO

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Tópicos Similares

  1. O que Comprar??... Duvida, duvida,duvida.....
    Por Rafael-Cruzeiro no fórum Troller
    Respostas: 4
    Última resposta: 04/05/2009, 12:43
  2. duvida
    Por lorenzo santangelo no fórum Troller
    Respostas: 9
    Última resposta: 04/04/2007, 14:37
  3. Dúvida
    Por Lama no fórum Rural, F-75 e F-85
    Respostas: 7
    Última resposta: 27/12/2006, 20:19
  4. Dúvida!?
    Por Cássio no fórum Suporte
    Respostas: 4
    Última resposta: 04/11/2005, 21:12
  5. Dúvida 3.6, 4.9i, 4.1???
    Por RogerK no fórum Jeep Willys
    Respostas: 2
    Última resposta: 15/12/2004, 09:50

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  • BB Code está Ligado
  • Smilies estão Ligados
  • Código [IMG] está Ligado
  • Código HTML está Desligado