x
Convex Datacenter
Página 7 de 13 PrimeiroPrimeiro 12345678910111213 ÚltimoÚltimo
Resultados 73 a 84 de 147
  1. #73
    Usuário Avatar de joão k. chikui
    Entrada
    03/02/2007
    Local
    cotia/SP
    Idade
    59
    Posts
    2,555
    Agradecimento: 1



    Sergio
    Esta discussão é atual, Jun de 2008.
    Samurai Maracujá:Motor 1.6, eixo Hilux tras LR , Calmini 4.16 , SPOA, Jumelo revolver , Warn XD9000-i, 3k guerra 305/70-16

  2. #74
    Tô indo pra Canastra no próximo domingo, dia 23 de junho. Vou pegar minha Tracker no sabado e viajo no domingo. Vou apenas colocar as proteções inferiores. O que dá pra fazer com a Tracker original e o que não dá?
    Obrigado

  3. #75
    tem alguem indo pra lá no dia 23 de junho?

  4. #76
    Usuário Avatar de joão k. chikui
    Entrada
    03/02/2007
    Local
    cotia/SP
    Idade
    59
    Posts
    2,555
    Agradecimento: 1
    Mineiro
    As estradas estão muito bem conservadas , dá prá andar em tudo .

    Citação Postado originalmente por mineirodaterra Ver Post
    Tô indo pra Canastra no próximo domingo, dia 23 de junho. Vou pegar minha Tracker no sabado e viajo no domingo. Vou apenas colocar as proteções inferiores. O que dá pra fazer com a Tracker original e o que não dá?
    Obrigado
    Samurai Maracujá:Motor 1.6, eixo Hilux tras LR , Calmini 4.16 , SPOA, Jumelo revolver , Warn XD9000-i, 3k guerra 305/70-16

  5. #77
    Usuário Avatar de Sergio Furnas
    Entrada
    08/05/2008
    Idade
    68
    Posts
    32
    Agradecimentos: 0

    Thumbs up Babilônia - Canastra

    Citação Postado originalmente por mineirodaterra Ver Post
    Tô indo pra Canastra no próximo domingo, dia 23 de junho. Vou pegar minha Tracker no sabado e viajo no domingo. Vou apenas colocar as proteções inferiores. O que dá pra fazer com a Tracker original e o que não dá?
    Obrigado
    Tomando cuidado com as pedras (pneus, carter, câmbio e diferencial) não haverá problema. Porem, atualmente não recomendo a trilha do Rolador (Serra da Babilônia descendo para o Boqueirão do S. Francisco) pois está muito erodida. Desça pela trilha da Igrejinha; não é uma maravilha (ou é?) mas não corre risco de acidente (tombamento).
    Daí para a frente é só doce de leite com queijo canastra.
    Os ribeirões nesta época estão vazios. Se estiver sozinho (um carro apenas) é sempre recomendável fazer uma sondagem à pé pelo riacho à procura de buracos, onde for passar com o carro. Geralmente o fundo é cascalho e não atola.
    Vai dar o giro completo pelo parque?
    Se for pernoitar em S. José do Barreiro procure a pousada Recanto da Canastra, do Seu Creuso (37-3433-2048). É muito boa. Pode até ficar uns 2 dias só ali, que não vai enjoar.
    Bom passeio.

  6. #78

    Thumbs up

    Citação Postado originalmente por joão k. chikui Ver Post
    Mineiro
    As estradas estão muito bem conservadas , dá prá andar em tudo .
    Obrigado pela dica, mas vale lembrar que eu não tenho experiência nemhuma em off-road.. Mesmo assim dá pra encarar tudo? Ou quase tudo?
    Se tiver que atravessar algum riacho com a Tracker , dá pra arriscar com água até aonde(joelho?)? O que devo fazer: reduzida, qual marcha?

  7. #79
    Alguém tem um mapa umm pouco mais detalhado da serra, que dê pra imprimir? O próximo passo será um GPS, mas por enquanto tenho que seguir mapa. Valeu

  8. #80
    Usuário Avatar de Sergio Furnas
    Entrada
    08/05/2008
    Idade
    68
    Posts
    32
    Agradecimentos: 0

    Post Babilônia - Canastra

    Citação Postado originalmente por mineirodaterra Ver Post
    Obrigado pela dica, mas vale lembrar que eu não tenho experiência nemhuma em off-road.. Mesmo assim dá pra encarar tudo? Ou quase tudo?
    Se tiver que atravessar algum riacho com a Tracker , dá pra arriscar com água até aonde(joelho?)? O que devo fazer: reduzida, qual marcha?
    Se você vai com amigos, pode encarar. Se vai com a família não aconselho pegar pesado.
    O problema das trilhas da Serra da Canastra é a falta de onde se socorrer. A região não tem recursos de oficina, comunicação é rara (celular não funciona, telefones muito escassos), passam poucos carros (especialmente fora de feriados prolongados), postos de combustíveis e serviços tambem são raros, bares e restaurantes são escassos, principalmente para quem não conhece.
    As travessias de riachos nesta época do ano são tranquilas. Para quem não conhece é bom sondar o terreno à pé, primeiro. Até a altura do joelho não tem crise. Nestes terrenos de muito cascalho, antes da travessia de riachos convem traçar 4x4 o carro (sem reduzida se for na batida de outros carros), engatar primeira e tocar. Não precisa esguelar o carro, mas mantenha o giro alto para evitar apagar dentro do rio. Se for atravessar barro, vá de segunda marcha, mais veloz desta vez, que não tem erro. Se perder velocidade passe para primeira e acelere com calma para não patinar muito. Cuidado com facões muito altos que o carro pode ficar com as rodas motrizes no ar.
    Repetindo, quanto a atoleiros a região não tem muitos, principalmente no meio do ano. A especialidade aquí são as pedras e erosões. Riscos de tombamento existem. Agora, se chover na cabeceira dos riachos, fique onde está. O terreno é impermeável e escarpado. A água dos riachos sobe instantaneamente, da ordem de alguns metros, levando tudo que encontra pela frente. Dê uma observada nas matas marginais e veja os detritos acumulados nos galhos.

    Caso a viagem seja com a família, minha sujestão é entrar no parque da Serra da Canastra pela cidade de Piumhi-MG e primeiro tocar para Vargem Bonita com destino final no vilarejo de S. José do Barreiro (só 15 km de terra). Depois, retornando por Vargem Bonita, vá para S. Roque de Minas.
    S. José do Barreiro - Aqui você pode se aventurar por trilhas que o socorro é mais fácil. A localidade tem muitas trilhas, cachoeiras, sendo a principal a Casca D'Anta (Rio S. Francisco - Portaria 2 do PARNA CANASTRA) e mais opções para refeições. Pousada recomendo o Recanto da Canastra (37-3433-2048 do seu Creuso Soares). Confira se tem vaga. Um dia nesta localidade é o mínimo que se pode aproveitar. Sugiro 2 dias se a agenda permitir.
    S. Roque de Minas - Tem muita opção de hospedagem (muita para o local) . Suba a serra que dá acesso a outra portaria do Parque (Portaria 1 do PARNA CANASTRA). Dentro do parque, conheça a nascente do Rio S. Francisco, Casca d'Anta por cima, curral de pedras e uma infinidade de outras localidades. Na portaria o pessoal costuma ter mapas das atrações. Se quiser atravessar o parque, são uns 80 km e você estará saindo bem próximo de Araxá (Portaria 3 do PARNA CANASTRA). Alí a volta pode ser por Franca-SP (asfalto) ou pelo caminho de ida. Tem outra opção de voltar pelas trilha da serra da Sete Vorta, como dizem por aqui, Zoi d'Água e Passos-MG. Mas acho bom deixar um pouquinho para outra ocasião, né?
    LEMBRE-SE: Encha sempre o tanque de combustível quando possível e, principalmente: Deixe pelo caminho somente seus rastros e dalí leve apenas boas lembranças e bastante fotos.
    A propósito. ainda não sei de onde você pretende sair. BH, SP, Ribeirão?

  9. #81
    Citação Postado originalmente por Sergio Furnas Ver Post
    Se você vai com amigos, pode encarar. Se vai com a família não aconselho pegar pesado.
    O problema das trilhas da Serra da Canastra é a falta de onde se socorrer. A região não tem recursos de oficina, comunicação é rara (celular não funciona, telefones muito escassos), passam poucos carros (especialmente fora de feriados prolongados), postos de combustíveis e serviços tambem são raros, bares e restaurantes são escassos, principalmente para quem não conhece.
    As travessias de riachos nesta época do ano são tranquilas. Para quem não conhece é bom sondar o terreno à pé, primeiro. Até a altura do joelho não tem crise. Nestes terrenos de muito cascalho, antes da travessia de riachos convem traçar 4x4 o carro (sem reduzida se for na batida de outros carros), engatar primeira e tocar. Não precisa esguelar o carro, mas mantenha o giro alto para evitar apagar dentro do rio. Se for atravessar barro, vá de segunda marcha, mais veloz desta vez, que não tem erro. Se perder velocidade passe para primeira e acelere com calma para não patinar muito. Cuidado com facões muito altos que o carro pode ficar com as rodas motrizes no ar.
    Repetindo, quanto a atoleiros a região não tem muitos, principalmente no meio do ano. A especialidade aquí são as pedras e erosões. Riscos de tombamento existem. Agora, se chover na cabeceira dos riachos, fique onde está. O terreno é impermeável e escarpado. A água dos riachos sobe instantaneamente, da ordem de alguns metros, levando tudo que encontra pela frente. Dê uma observada nas matas marginais e veja os detritos acumulados nos galhos.

    Caso a viagem seja com a família, minha sujestão é entrar no parque da Serra da Canastra pela cidade de Piumhi-MG e primeiro tocar para Vargem Bonita com destino final no vilarejo de S. José do Barreiro (só 15 km de terra). Depois, retornando por Vargem Bonita, vá para S. Roque de Minas.
    S. José do Barreiro - Aqui você pode se aventurar por trilhas que o socorro é mais fácil. A localidade tem muitas trilhas, cachoeiras, sendo a principal a Casca D'Anta (Rio S. Francisco - Portaria 2 do PARNA CANASTRA) e mais opções para refeições. Pousada recomendo o Recanto da Canastra (37-3433-2048 do seu Creuso Soares). Confira se tem vaga. Um dia nesta localidade é o mínimo que se pode aproveitar. Sugiro 2 dias se a agenda permitir.
    S. Roque de Minas - Tem muita opção de hospedagem (muita para o local) . Suba a serra que dá acesso a outra portaria do Parque (Portaria 1 do PARNA CANASTRA). Dentro do parque, conheça a nascente do Rio S. Francisco, Casca d'Anta por cima, curral de pedras e uma infinidade de outras localidades. Na portaria o pessoal costuma ter mapas das atrações. Se quiser atravessar o parque, são uns 80 km e você estará saindo bem próximo de Araxá (Portaria 3 do PARNA CANASTRA). Alí a volta pode ser por Franca-SP (asfalto) ou pelo caminho de ida. Tem outra opção de voltar pelas trilha da serra da Sete Vorta, como dizem por aqui, Zoi d'Água e Passos-MG. Mas acho bom deixar um pouquinho para outra ocasião, né?
    LEMBRE-SE: Encha sempre o tanque de combustível quando possível e, principalmente: Deixe pelo caminho somente seus rastros e dalí leve apenas boas lembranças e bastante fotos.
    A propósito. ainda não sei de onde você pretende sair. BH, SP, Ribeirão?
    Obrigados pelas dicas Sérgio.
    Vou viajar com um amigo, em um carro só. No último caso, durmo até dentro do carro, mas não é minha intenção. Prefiro não agarrar dentro de rio e nem tombar.
    Como não tenho experiência, queria umas trilhas mais leves, sem adrenalina demais. Deixa isso pra próxima, depois de uns treinos.
    Vou sair de BH na manha de domingo.
    Valeu Abraço Daniel

  10. #82
    Usuário Avatar de joão k. chikui
    Entrada
    03/02/2007
    Local
    cotia/SP
    Idade
    59
    Posts
    2,555
    Agradecimento: 1
    Daniel
    lá pelo # 17 , # 22 e outros mais no começo deste tópico tem algumas dicas de locais para se conhecer.
    Nesta época de seca , os riachos estão bem rasos , as estradas bem conservadas . Vai se surpreender com muitos veículos 4x2 na babilônia , Gurita , Casca D'anta de baixo , etc...
    Samurai Maracujá:Motor 1.6, eixo Hilux tras LR , Calmini 4.16 , SPOA, Jumelo revolver , Warn XD9000-i, 3k guerra 305/70-16

  11. #83
    Pergunto a todos....
    Vou ter 5 dias pra passear pela serra. Seguindo algumas sugestões, tô pensando em começar o passei por São Roque. Ficar um dia lá e depois ir pra vargem bonita. De lá dá pra ir pra Delfinópolis? Qual o caminho? Estou tendo dificuldade em me localizar porque não tem nenhum mapa completo, então cada um fala um lugar legal, mas eu não sei exato onde fica e como planejar.
    Outra opção que avalio é chegar por Glória. Dormir lá e depois ir pra babilônia. Acho que esse caminho vai dar em delfinópolis. É isso mesmo? Como é essa estrada, muito radical?
    Se alguem tiver um mapa mais completo, por favor, me envie. Tô perdidão. Rsrsrsrs danieloftalmo@yahoo.com.br

  12. #84
    Usuário Avatar de Fernando da Terra
    Entrada
    11/01/2007
    Local
    Amparo/SP
    Idade
    56
    Posts
    1,210
    Agradecimentos: 0

    caminho mais curto

    Fala ai rapaziada!!
    Escuta, qual é o caminho mais curto para se ir de São Jõao da Serra da Canastra para a Babilônia?
    Não poderei atravessar pelo parque, pois como já foi dito, não poderei passar. Bebida e instrumentos cortantes daria para ficar sem (só na travessia!! rsrsrs...), mas lampião e bujão de gás, não dá, e pelo que sei, também não posso passar com eles por dentro do parque.
    Existe algum caminho que não passe por São Roque e seja mais curto? Se sim, quantos km? Ou se não, quanto dá em distância esse trecho (SJS Canastra até Babilônia)?

    Fernando

Classificados ANUNCIE GRÁTIS

AQUI VOCÊ ENCONTRA TUDO

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  • BB Code está Ligado
  • Smilies estão Ligados
  • Código [IMG] está Ligado
  • Código HTML está Desligado

Change privacy settings Alterar definições de privacidade