x
Convex Datacenter
Página 79 de 79 PrimeiroPrimeiro ... 296970717273747576777879
Resultados 937 a 939 de 939

Tópico: Honda CRV 4X4

  1. #937
    Usuário
    Entrada
    17/10/2019
    Local
    Dois Vizinhos/PR
    Posts
    1
    Agradecimentos: 0



    Vou a Curitiba na Próxima Semana e vou levar minha 2010 EXL na Niponsul.... ela está fazendo 4,2Km/l na cidade e 8,5Km/l na estrada.... muito baixa a média..... já fiz tudo o que a Cartilha manda, menos resetar a central.... vamos ver se resolve.

  2. #938
    Usuário Avatar de Newton Neto
    Entrada
    26/06/2012
    Local
    Curitiba/PR
    Idade
    35
    Posts
    197
    Agradecimentos: 3
    Citação Postado originalmente por Rodrigo Cabredo Ver Post
    Vou a Curitiba na Próxima Semana e vou levar minha 2010 EXL na Niponsul.... ela está fazendo 4,2Km/l na cidade e 8,5Km/l na estrada.... muito baixa a média..... já fiz tudo o que a Cartilha manda, menos resetar a central.... vamos ver se resolve.

    Bom dia, amigo! Depois poste os resultados que obteve!

    Abraço!
    F-250 V6 - "Small Plastic Car, Keep Safe... Stay Away!!"
    Pajero Full 3.2 - Na lida
    Honda CRV EXL. 4x4 de shopping!


  3. #939
    Usuário Avatar de Diego VillaVas
    Entrada
    28/10/2019
    Local
    Maceió/AL
    Posts
    1
    Agradecimentos: 0
    Fala pessoal, tudo ok...sou novo aqui no fórum e nos conhecimentos leigos de mecânica, procurei bastante por um fórum que fosse dedicado a SUV's, em especÃ*fico aos CR-V's, porém sem sucesso, encontrado apenas de Civic's e Fit's; no entanto eis que encontro este aqui, que me aparenta ser povoado com gente da melhor qualidade e de bom nÃ*vel de entendimento.

    Sem mais delongas, tenho aqui em casa um gostoso exemplar de Honda CR-V 2013 4x2 com atuais 73 mil KM, aparentemente conservado quando fomos vê-lo na revenda (com então 68 mil km). Porém logo percebi que não havia sido trocado seu óleo do câmbio automático, pois trepidava a partir dos 60 km/h e apresentou um ruÃ*do alto ao rodar acima dos 40 km/h oriundo da roda traseira direita.

    O dono da revenda se propôs a arcar com a manutenção básica preventiva e a corretiva, que consistiu na troca do cubo da roda direita traseira. Adicionei nesse serviço, por conta própria, troca das velas iridium. Por falta de atenção minha, comprei as velas do modelo 2012 Ã* gasolina, que não fez muita diferença, já que o carro anda somente na gasolina aditivada.

    Ato contÃ*nuo, um tempo depois, os freios traseiros da viatura começaram a estalar em frenagens em baixa velocidade, o mecânico disse que era apenas falta de lubrificação, parecia que era isso, mas tornaram os estalos e levei a uma CSS e troquei o fluÃ*do de freio que estava nela pelo DOT 3 original. Os estalos cessaram por uns momentos, todavia reapresentaram-se. Convivo com eles até hoje, já que não interferiram no desempenho da frenagem nenhuma vez.

    Entretanto o problema que trago aqui é ainda mais preocupante, desde essa época da primeira manutenção pós-compra, havia surgido um barulho caracterÃ*stico de coxim batendo, oportunidade em que o mesmo mecânico disse que daria uma olhada e afirmou que era alguma coisa que já esqueci os nomes que tinham a ver com a direção, como o carro estava em garantia da revenda, pensei que por ser um reparo de bem pouca monta que foi cobrado do revendedor, não seria algo sério (MUITA ATENÇÃO A ISTO, À FRENTE FALAREI DE UMA POSSÍVEL CONSEQUÊNCIA DESTE ATO DO QUAL DUVIDO) .

    O tempo passou, o barulho aumentou. Voltei Ã* dita cuja oficina, relatei as mesmas batidas com direito a verificação do som em rua de calçamento, o mecânico disse depois de uma olhada que seriam os amortecedores dianteiros batendo hastes. Pedi os amortecedores ao revendedor em garantia, que relutou um pouco mas que, para manter a amizade, cedeu. Providenciou-se um par de amortecedores Kayaba, peças de linha.

    Trocas efetuadas, foi cobrado apenas, colateralmente a essa troca, um kit batente e alinhamento, sem troca de coxins (o que estranhei, mas não indaguei pois realmente estava sem dinheiro pra custear a troca das peças adjuntas aos amortecedores). carro ficou mais durinho e estável, contudo, lá estava a batidinha novamente ao colocar o carro na buraqueira daqui de Maceió.

    Infelizmente deixei o tempo passar e não retornei mais Ã* oficina por falta de tempo e dinheiro, mesmo sabendo da garantia do serviço e das peças do kit batente (o que pode ter sido um vacilo). E o barulho só aumentou.

    Junto Ã*s batidas, um novo sintoma, ESTALOS NA DIREÇÃO! Ao esterçar a direção, dependendo do terreno, ocorre somente um estalo ou uma série deles. Dessa forma, fui pesquisar o que poderia ser e vi que podem ser causados (assim como as batidas) por FOLGA NA CAIXA DE DIREÇÃO ELÉTRICA! Descobri também que esse defeito pode ser causado por reparo impróprio na referida peça. Não deu outra, agora lembram-se daquela intervenção do mecânico lá numa das primeiras manutenções do veÃ*culo? Pronto, fiquei no minimo pensativo. Será que o mecânico tentou reparar a caixa de direção e ocasionou o problema que pode ser a origem dessas batidas e estalos na direção??? Acrescentando que na parte direita onde acho que fica o coxim direito está havendo um barulho agudo de rangido, principalmente quando o carro está frio e quando passo por irregularidades de piso!! (Fim do Relato)


    Relato Extra para melhor vislumbre do caso:


    Pois bem amigos, fui mais longe e coloquei esse carro pra pegar estrada e ver se sofria mais algo em decorrência dessa minha suspeita.

    Não sei se isso terá muito a ver, mas como forma de esclarecimento para ilustração da dinâmica na estrada, na ida para meu destino, por parcela de culpa minha e do governo (por falta de sinalização devida), rampei na parte mais baixa de uma lombada a aproximadamente 60km/h ao desviar da porção que estava na rodovia para a porção que estava no acostamento. Acredito que possa aÃ* ter sofrido uma perda de alinhamento, mas não tive certeza, pois no resto da ida, a direção não estava puxando pelo resto do trajeto, inclusive em velocidades mais altas (100, 120, 140).

    Ocorreu que na volta, depois de o carro ficar um tempo parado, ao empreender velocidades de 120km/h para mais, o carro tendia a não ficar em linha reta, indo ou para esquerda ou direita.

    Pois bem, fiquei temeroso, pois dessa forma não teria uma viagem tranquila, visto que tinha 240 km de chão pela frente. Fui mais persistente que a situação, segurei bem firme no volante e tornei a colocar altas velocidades, assim consegui controlar mais essa alternância de direita e esquerda. Ganhei mais confiança e cheguei a 140 km/h como limite, porem senti o carro TREPIDAR demais, baixei a velocidade. Quando cheguei mais próximo ao meu destino de volta, recobrei coragem e coloquei até 160km/h! Porém ao chegar em tal velocidade, senti uma repentina e ligeira puxada para direita que fez meu coração saltar e a espinha gelar, freei na hora para diminuir seguramente.

    Assim, amigos, fico no aguardo de um parecer de vocês, será que isso de puxar pra lá e pra cá seria desalinhamento ou a caixa de direção elétrica??
    Honda CR-V 2013 4x2

Classificados ANUNCIE GRÁTIS

AQUI VOCÊ ENCONTRA TUDO

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 7 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 7 visitantes)

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  • BB Code está Ligado
  • Smilies estão Ligados
  • Código [IMG] está Ligado
  • Código HTML está Desligado