x
Convex Datacenter
Página 3 de 312 PrimeiroPrimeiro 1234567891011121353103 ... ÚltimoÚltimo
Resultados 25 a 36 de 3740

Tópico: Ssangyong Kyron

  1. #25
    Usuário Avatar de PAULO RAPAKI
    Entrada
    16/02/2011
    Local
    Tramandaí/RS
    Idade
    54
    Posts
    28
    Agradecimentos: 0



    Citação Postado originalmente por fertag Ver Post
    Boa noite, Paulo Rapaki e colegas foristas :

    Vou confessar que também tenho duvidas quanto ao tipo de diesel(comum ou aditivado) a usar no motor sy 2.0 de 141 cv do Kyron.

    Na loja informaram-me que eu deveria somente utilizar o diesel comum para não ter problemas no sistema de alimentação(filtros/bicos/bomba) com a retirada de tinta interna/impurezas do tanque de combustível do veículo .

    Ocorre que ‘entrei’ no mundo diesel em 2001 com uma Grand Sportage diesel, fiquei com ela quase 9 anos(193 k km), sempre fazendo a revisão na km de manual, e jamais tive problemas com bicos/bomba/filtros entupidos/tanque soltando material/ etc, embora sempre procurasse abastecer em postos confiáveis, mas não me preocupando em utilizar esse ou aquele tipo de diesel.

    Alguns conhecidos avisaram-me que para evitar bicos”mijando” e outras situações de falhas na alimentação, deveria usar o diesel aditivado, e a partir daí, já perto dos 100 k km foi o que comecei a fazer : sempre que possível( quando disponível e dependendo da bandeira/”cara”/localização/movimento do posto ), abastecia com o aditivado.

    Parece-me agora, ser um contra-senso o tipo de recomendação dado pela loja, de só usar o diesel comum para não causar entupimento de filtros/retirada do revestimento interno do tanque: e quanto à limpeza/durabilidade do conjunto da alimentação(bicos em especial), sem o uso do diesel aditivado: como fica ? Não vai exigir uma manutenção mais freqüente( e mais cara ) para esse conjunto ? Ainda : com o uso desse diesel comum, o problema de soltar o revestimento interno do tanque não irá ocorrer “mais adiante”, além do período de garantia ( de 3 anos ), deixando-nos com uma boa despesa adicional na mão ??

    Também andei perguntando na oficina, por ocasião da troca do óleo dos 15 k km, e a resposta foi de que para o modelo 10/10, pelo menos quanto ao Kyron, para os que já estavam fazendo a revisão dos 70 k km, nenhum problema havia ocorrido( aqui em caxias ); eles me disseram não ser necessária a instalação de um segundo filtro, como nos casos de modelos de anos anteriores , e que eles (a fábrica), para os veículos 10/10, haviam implementado modificações( não sei quais ) no sentido de resolver o assunto.

    Por outro lado, meu irmão, quando de posse de uma f1000 4x4-98, motor MWM, com alguma freqüência reclamava dos bicos injetores, até que alguém dentro de uma autorizada Bosch em Porto Alegre, recomendou trocar o diesel comum pelo aditivado para reduzir as tais ‘dores de cabeça’... e foi o que ele fez: a partir daí nunca mais se queixou...

    Hoje ele está com toy hilux 4x4-09, com 70 k km, sempre usando o diesel aditivado e não mais se preocupando com os bicos, apesar de a ccs tentar a empurroterapia para ‘limpeza e descarbonização’ de bicos injetores, já aos 10 k km !!

    Contra-ponto: ali por perto de Santa Maria, ao eu procurar o tal ‘aditivado’( e não encontrando ), a resposta foi a de que como a região era predominantemente agrícola, era utilizado o diesel comum, pois quando, num certo momento, alguém colocou o aditivado, causou o mesmo efeito descrito de retirar tudo que era impureza dos tanques dos tratores/similares, causando transtornos, até que voltaram a usar somente o ‘comum’...mas, sempre levando em conta que esse equipamento agrícola( que já é algo antigo ) utiliza motores não tão modernos em sua concepção....

    Ainda : estive hoje perguntando para o pessoal da ccs de porto alegre sobre os problemas de tanque, e a resposta foi de que a fábrica resolveria o assunto, de uma vez por todas (pelo jeito não resolveu ainda), através de plastificação interna do tanque, e que alguém em caxias seria especialista nisso ( já ouvi algo similar vindo de possuidores de Kias Sportage e Sorrento diesel ), e aliás, deixei de comprar a antiga sorrento por ter ouvido exatamente da ocorrência desse problema em especial e arrisquei no Kyron (por não ter nenhuma fonte de consulta naquele momento- e agora descubro que também com ele poderemos ficar ‘parados’ alhures )! >>Podes ir para o Atacama, mas não vá sozinho(um só carro) !!

    A propósito, Paulo, a partir do momento que acendeu a lâmpada no painel e ocorreu a perda de força do veículo, teve que coloca-lo em uma plataforma e leva-lo daí de tramandaí para porto alegre, ou conseguiu levar o carro ‘rodando’ até lá ? Abraços.
    Fertag,eu conheci um senhor que fez este serviço ,
    através de plastificação interna do tanque, e que alguém em caxias seria especialista nisso:
    Só que ele disse que só gastou mais dinheiro e não resolvendo o problema de soltar tinta de dentro do tanque .É Fertag,para Atacama eu vou ter que entrar nestas Expedições que fazem de vez enquanto e entrar nos grupos para não ficar sózinho por lá.
    E sobre a lampada acender, deu para ir de Tramandaí até na oficina rodando,mas limitado a não mais que 80 Khs que é o tal de MODO SEGURO que é para não danificar mais coisas do motor.
    E agora com o carro consertado eu fico só olhando para o painel se esta maldita lampada não vai acender de novo,estou numa desconfiança total do carro.
    Vou ficar relatando oque ocorrer no carro aqui no FORUM,Abçs.T+

    PCRAPAKI

    JÁ ESTOU COMEÇANDO A FICAR COM SAUDADES DA MINHA TRACKER 2.0/ 2008...
    4X4 Brasil

  2. #26
    Usuário
    Entrada
    03/03/2009
    Local
    Caxias do Sul/RS
    Posts
    1,766
    Agradecimentos: 9

    Ssangyong Kyron

    Olá Paulo Rapaki, 6420 e colegas foristas !

    Acho que nos últimos tempos, com os veículos mais modernos(motores), estamos todos com um certo temor de enfrentar estradas/roteiros algo mais distantes de nossa rotina do dia a dia.

    Também estou preocupado com o fato do acontecido com você Paulo, mas deve-se levar em conta que o veículo lhe possibilitou ir, por seus próprios meios, até a oficina, e isso é relevante, uma vez que tenho lido no fórum, junto aos possuidores do Land Rover Discovery diesel, de que quando dá problema com o combustível, o carro, praticamente, é levado para a oficina rebocado ...

    Com minha ex-GSTD2001 já estive na estrada, via Ruta 40 argentina, via Carretera Austral chilena, noroeste argentino, e boa parte do brasil, ‘solito’ (só um carro), mas quando chegou a oportunidade de ir ao Peru via Acre, pelas porções das amazônias brasileira e peruana, com subida da cordilheira andina até perto de cuzco em uma estrada precária (estavam fazendo a transoceânica), tremi as bases : e se me acontecer alguma problema de saúde ou mecânico com o carro, naquelas paragens: o que vou fazer ?? E com esse pensamento, entrei numa dessas empresas de expedições, e pode apostar que alguns dos outros companheiros que também participaram, com o mesmo objetivo, mais tarde agradeceram por terem tido a mesma idéia... O roteiro ainda passou por SPAtacama/Salta/Foz do Iguaçu/etc. Eis um resumo dos ‘pepinos’ ocorridos para mostrar que não é tão ruim ir em grupo( de 09 ), como está imaginando, principalmente pelo apoio obtido :

    -2 Defender 4 portas (um deles apresentou disfunção na direção hidráulica devido ao frio excessivo nas alturas/proximidades do vulcão Licancabur, e o outro ficou ‘sem bateria’ na saída da aduana argentina, antes da entrada em Foz do Iguaçu );
    -1 Defender 2 portas (já no trecho inicial da viagem para ele, entre Brasília e Cuiabá, ocorreram dois ‘estouros’ de motor, devido à correia dentada, de tal modo que o carro foi ‘abandonado’ em Cuiabá, na oficina, e o casal proprietário foi de avião juntar-se ao grupo em Cuzco-como tripulação de 1 dos Def 4 p.);
    - 2 Troller 2007(apresentaram percalços alternadamente entre os dois com eixo comando de válvulas/soltura da proteção do carter/quebra de coxim do motor/rolamentos de rodas/pneus furados/etc.);
    -1 Toyota SW4 1999(devido à particular ‘pauleira’ nas estradas cheias de buracos/costeletas, soltaram-se faróis e bateria);
    -1 Rav 4 2007(parte inferior’ralada’ no trecho ainda não asfaltado da Rodovia Transoceânica peruana até Cuzco, onde então teve substituídos seus componentes danificados.);
    -1 Gran Sportage TD2001(perda de ação do comando central do vidro traseiro esquerdo, a partir do motorista, devido à excessiva trepidação oriunda da buraqueira existente na subida da cordilheira dos Andes, somente operando diretamente o comando da própria porta) – e meu carro à época;
    - 1 Honda CRV 4x4 2007 ( nada a reportar ) .

    Enfim, para evitar dissabores, resta essa opção das empresas de expedição !!
    (e não que tenha gostado especialmente do fato de ter tido que dirigir vários dias noite adentro-até 21h30/22h- ou ficar acordado durante 23h direto, dirigindo no trecho em obras da subida da cordilheira peruana das 18 h até as 06h da manhã-rezando para chegar lá antes de ser fechada a estrada novamente para as obras durante o dia, a fim de não ficar ‘preso’ ali e ter de esperar de novo até às 18h, fato que inviabilizou o fito inicial que seria ir por ali para conhecer a cordilheira, mas de dia (!!); resumindo: foi como se eu não tivesse ido !!!! )

    A propósito do pajero sport li:
    # que ele já teve descontinuidade na produção;
    # (li e ouvi) : grande incidência de sobre-aquecimento do motor, em especial nas alturas dos andes, ou mesmo indo à patagônia (e consumo alto) !

    Paulo, faço coro com o 6420 e sugiro pensar um pouco mais antes de sair do Kyron!!
    Abraços.

  3. #27
    Usuário
    Entrada
    03/03/2009
    Local
    Caxias do Sul/RS
    Posts
    1,766
    Agradecimentos: 9

    Ssangyong Kyron

    Olá 6420 ! Eis a tua resposta !

    Fui colocar o ‘piloto automático’ – controlador de velocidade – na Back Som, em poa ; converse com o Sílvio(ele também estava com um Kyron todo ‘incrementado’) . Se o telefone não mudou, deve ser um desses 051 8149 4000 ou 051 3338 2805 . (www.backsom.com.br )

    Verificar primeiro os preços com ele e depois compare com a ccs.

    Na época em que comprei o carro( na loja da ccs ), já fui colocando na nota do pedido do carro o tal controlador e como ele não é de série para o modelo de roda de 16”, foi tratado como opcional( e marchei: pois diferença foi grande-quase o dobro !!! ) .

    A propósito desse controlador, em função das estradas de serra (cheias de movimento) aqui da região, tenho usado muito pouco. A idéia foi possibilitar, em longas viagens, descansar o pé direito ( acelerador ), pois por experiência própria, dirigir por vezes, dias a fio, das 8h às 18h, estava se tornando muito cansativo ( a ex-GSTD2001 não era automática, nem possuía controlador de velocidade e nas retas argentinas, de minha viagem de 27 dias e 13.600km para Ushuaia, esse dispositivo fez muita falta ).

    Abraços.

  4. #28
    Usuário
    Entrada
    03/03/2009
    Local
    Caxias do Sul/RS
    Posts
    1,766
    Agradecimentos: 9

    Ssangyong Kyron

    Salve, Pessoal !

    No ultimo findi, no showroom de Atlântida da ccs, tentei obter informações atualizadas sobre o tal problema do tanque de diesel do Kyron e a resposta dada foi de que “provavelmente para 2011 estaria solucionado de vez o assunto” – (noutras palavras, o assunto então não foi resolvido em 2010 como me falaram anteriormente....) .

    Adiantaram-me que agora como sendo a Mahindra a proprietária da marca Ssangyong, e tendo ela fábrica em Manaus, não demoraria muito e o Kyron( e os outros SY ) seria fabricado aqui( em Manaus ) . Resta esperar ... Ver para crer !

    Falei das dificuldades de conseguir os endereços das ccs ao que eles me disseram para entrar no site da districar que lá estaria tudo !
    Minha resposta foi de que já havia entrado, mas como a informação era ainda de 2009, aquela relação estava senão desatualizada, algo incompleta, uma vez que não apareciam lojas de vendas/ pontos de assistência técnica terceirizados / concessionárias propriamente ditas...exemplo : não está referida a loja de caxias, e muito menos a possibilidade de prestação de serviços de assistência técnica também por aqui.

    Foi adicionado por eles(ccs) que foram/estão sendo abertos pontos de vendas/assistência técnica também em Santa Maria, Santo Ângelo e Passo Fundo .

    Essa falta de informações dificulta sobremaneira aquele que precisa viajar pelo país(lembrar que a troca do óleo é feita a cada 5.000km), não só de Kyron como também com os outros veículos da Ssangyong .

    Eles ficaram de dar-me retorno sobre o assunto ...( vou aguardar sentado ), mas independentemente disso, alguém teria idéia de como/onde buscar esse material, devidamente atualizado ? O interesse estaria voltado não só para o Brasil, mas também para o Uruguai, Argentina e Chile.

    Gratos pela atenção e Abs.

  5. #29

    4x4 somente em piso sem aderencia

    Pessoal

    Voces estão usando o 4x4 no asfalto mesmo molhado ele escorrega pouco e por isso o fato do sistema todo endurecer em manobras (pode checar no manual de voces), ele não tem o diferencial como nos carros com o 4x4 integral que distribui a força e velocidade das rodas pelo sistema, e a longo prazo VAI FERRAR TODAS SUAS ENGRENAGENS DO SISTEMA. 6420 mesmo disse em seu comentario que tirou o 4x4 e continuou a viagem com otima aderencia, por tanto ela não era necessaria, ou pelo menos não a use em curvas lentas e fechadas, bem como em manobras, pois vai moer tudo. Acrescentando, nem pneus de tamanho diferente podem ser usados (exemplo pneu da frente menor que pneu de tras) pois o 4x4 tem que ter (nos nosso carros) a mesma velocidade das rodas para funcionar sem forçar.
    Abraços
    Marcelo
    Kia Sorento 2.5 crdi tgv 170 cv

  6. #30
    Usuário
    Entrada
    12/05/2009
    Local
    RG/RS
    Posts
    223
    Agradecimentos: 0
    Olá, Fertag, boa tarde; obrigado pela informação, vou ver se vai ser preciso colocar, pois por hora não estou pensando em grandes viagens.
    E tens razão também quando dizes que estamos ficando mal-acostumados com esses veículos cheios de tecnologia, para evitar isso, até o fim do ano passado eu tinha também um Jeep Willys 1969 bem legal, mas que sempre dava alguma pane, e alguma coisa eu conseguia fazer: carros assim são bem simples, ou é falta de combustível ou é falta de eletrecidade, passando por todas as suas "linhas": mangueira, filtros, bombas, carburador, giclês, velas, bobina, platinado e etc...
    Bom, vendi o Jeep e comprei uma pickup Ranger Sport (além do Kyron), que já não tenho mais idade pra ficar "pifando" no meio da estrada ou caindo roda pelas curvas por aí...
    A grande verdade é que esses carros cheios de tecnologia embarcada nos deixam à mercê de uma rede de assistência que não é nem ampla nem atualizada.
    Vcs. tem falado da troca de óleo de 5 em 5 mil km, e eu estou ainda pensando o que fazer, pois tem uma parte do manual que informa que se não é condição severa, a troca pode ser de 10 em 1o mil km; por outro lado, na revisão de 1000 km, informaram que é para fazer de 5 em 5 pq. não é indicado o uso de óleo sintético, então o intervalo deve ser menor. Por fim, o consultor da Daisul disse que a troca de óleo poderia ser feita num posto Shell, usando o óleo recomendado (fiquei pensando se teria também o filtro de óleo...).
    Uma das coisas que eu tinha como sagrado é que um carro diesel é melhor para enfrentar alagados, bastando a entrada de ar do motor estar fora d'água, e agora o consultor da oficina da Daisul disse que não se pode nem lavar o motor que pode estragar e o sistema acusa (tipo dedo-duro) e a garantia não cobre...
    E o Marbo tá com razão, 4x4 só na areia e lama, se não vai estragar esse treco.
    E quanto ao diesel comum x aditivado, eu pensei aqui comigo (sem grandes estudos sobre o caso), que o diesel aditivado tem detergentes para limpeza dos bicos injetores, então talvez estes detergentes tenham ação sobre a tinta dos tanques, e talvez por isso que eles indicam o diesel comum. Talvez o nosso amigo PC Rapaki saiba mais sobre isso, vamos ver.
    Até a próxima...



    Citação Postado originalmente por fertag Ver Post
    Olá 6420 ! Eis a tua resposta !

    Fui colocar o ‘piloto automático’ – controlador de velocidade – na Back Som, em poa ; converse com o Sílvio(ele também estava com um Kyron todo ‘incrementado’) . Se o telefone não mudou, deve ser um desses 051 8149 4000 ou 051 3338 2805 . (www.backsom.com.br )

    Verificar primeiro os preços com ele e depois compare com a ccs.

    Na época em que comprei o carro( na loja da ccs ), já fui colocando na nota do pedido do carro o tal controlador e como ele não é de série para o modelo de roda de 16”, foi tratado como opcional( e marchei: pois diferença foi grande-quase o dobro !!! ) .

    A propósito desse controlador, em função das estradas de serra (cheias de movimento) aqui da região, tenho usado muito pouco. A idéia foi possibilitar, em longas viagens, descansar o pé direito ( acelerador ), pois por experiência própria, dirigir por vezes, dias a fio, das 8h às 18h, estava se tornando muito cansativo ( a ex-GSTD2001 não era automática, nem possuía controlador de velocidade e nas retas argentinas, de minha viagem de 27 dias e 13.600km para Ushuaia, esse dispositivo fez muita falta ).

    Abraços.
    4X4 Brasil

  7. #31
    Usuário Avatar de PAULO RAPAKI
    Entrada
    16/02/2011
    Local
    Tramandaí/RS
    Idade
    54
    Posts
    28
    Agradecimentos: 0
    Citação Postado originalmente por MarBO Ver Post
    Pessoal

    Voces estão usando o 4x4 no asfalto mesmo molhado ele escorrega pouco e por isso o fato do sistema todo endurecer em manobras (pode checar no manual de voces), ele não tem o diferencial como nos carros com o 4x4 integral que distribui a força e velocidade das rodas pelo sistema, e a longo prazo VAI FERRAR TODAS SUAS ENGRENAGENS DO SISTEMA. 6420 mesmo disse em seu comentario que tirou o 4x4 e continuou a viagem com otima aderencia, por tanto ela não era necessaria, ou pelo menos não a use em curvas lentas e fechadas, bem como em manobras, pois vai moer tudo. Acrescentando, nem pneus de tamanho diferente podem ser usados (exemplo pneu da frente menor que pneu de tras) pois o 4x4 tem que ter (nos nosso carros) a mesma velocidade das rodas para funcionar sem forçar.
    MarBo,eu tive em 1985 uma PAMPA 4X4 e já era assim o sistema de tração,o uso do 4X4 só funcionava bem com as rodas alinhadas e se fosse tentar arrancar com as rodas viradas para a direita ou esquerda o carro não saía do lugar,só queimava disco e isto foi em 1985...
    E agora, este sistema de tração da Ssngyong é moderno ???? ou ainda é... ... ...

  8. #32
    Citação Postado originalmente por PAULO RAPAKI Ver Post
    MarBo,eu tive em 1985 uma PAMPA 4X4 e já era assim o sistema de tração,o uso do 4X4 só funcionava bem com as rodas alinhadas e se fosse tentar arrancar com as rodas viradas para a direita ou esquerda o carro não saía do lugar,só queimava disco e isto foi em 1985...
    E agora, este sistema de tração da Ssngyong é moderno ???? ou ainda é... ... ...
    Paulo

    Este sistema não é o mesmo da pampa e sim do jeep (mais velho ainda) mas é bem atualizado e modernizado so que precisa ter seus cuidados. As motos BMW tem os motores e sua concepçao do inicio do seculo a maioria dos carros tambem. O carro mais atual que dirigi foi o hibrido da Toyota Prius que tem dois motores um ciclo otto convencional para dar apoio aos motores eletricos que tiram o carro da inercia, este sim pode se dizer que é um carro moderno.
    Abraços
    Marcelo
    Kia Sorento 2.5 crdi tgv 170 cv

  9. #33
    Usuário
    Entrada
    03/03/2009
    Local
    Caxias do Sul/RS
    Posts
    1,766
    Agradecimentos: 9

    Ssangyong Kyron

    Olá, Paulo Rapaki, 6420, MarBo e colegas foristas .

    Quanto à troca do óleo a cada 5 k km ou a cada 10 k km :
    O vendedor da ccs daqui disse-me para não ter preocupação nenhuma em viagens, que poderia ser trocado o óleo a cada 10 k km, usando o óleo ‘certo’, entretanto, a resposta que obtive do pessoal da assistência técnica terceirizada, é de que deve ser obedecido o manual, que prevê trocas a cada 5 k km, sob pena de perda da garantia ....

    Quanto ao uso da 4x4 :
    Durante os quase 9 anos em que fiquei com minha ex-GSTD2001, só utilizava a 4x4 em situações em que o controle do carro estava em risco : cascalho, rípio, terra meio solta, areia, areião, neve, locais alagados, pequenos rios, grama, lama, pedras, etc., e dependendo da declividade ou da velocidade compatível, utilizava a reduzida. Cansei de utilizar a reduzida também em cidades do litoral, onde o calçamento geralmente é um ‘monte de pedras irregulares’, andando bem devagar, propiciando uma marcha constante dentro dos 2 k rpm do motor sem sequer forçá-lo ou à embreagem, e tive que, pela falta de resposta do motor ( só 87 cv ) andar nas altitudes dos andes também em reduzida 4ª e 5ª, entre 40 e 50 km/h.. No asfalto molhado pouco usei, pois não gostava do comportamento assaz delicado(saia de traseira com extrema facilidade) do carro frente a ele . Nunca me arrependi disso e também nunca tive problemas com caixa/engrenagens/4x4/ e afins .

    Com o Kyron estou adotando o mesmo princípio antes citado : quando o controle do carro fica em risco( desliza, geralmente de traseira ), ou fica patinando devido à falta de condições de atrito melhores, já parto para a condição de segurança, isto é, utilizar o 4x4, seja o terreno que for . No momento em que percebo que o 4x2 é suficiente, volto àquela condição inicial, pois sei que este projeto significa uso temporário da tração 4x4 ( diferente, por exemplo daquele do Rexton, que é AWD, ou do Forester, que é 4x4 permanente ) .
    Foi por isso que escolhi um carro que permitisse a MIM escolher como andar ( 4x2,4x4, 4x4L), e não o carro escolher !
    E nas situações em que fiz uso do 4x4 em dia chuvoso, o primeiro sinal de aviso veio como uma leve ‘dançada’ ou uma leve guinada de traseira .
    Gente, prefiro correr o risco de ‘moer’ o 4x4 na chuva do que eu ficar moído na primeira curva .

    Quanto ao diesel, deveríamos, todos os usuários/consumidores deste tipo de combustível, pressionar os fabricantes, tanto do diesel aqui no país quanto os fabricantes dos veículos ( daqui e de fora ) de modo a que pudéssemos ‘ajudar’ a resolver esses conhecidos ( todo mundo sabe do problema, mas ninguém assume uma solução definitiva, seja do diesel, seja do motor/sistema de alimentação) “pepinos” que vão estourar em nossas mãos-como consumidores (panes/falta de confiança no produto/submissão a uma assistência técnica que às vezes não é tão técnica assim).....
    Abraços.

  10. #34
    Usuário
    Entrada
    23/02/2011
    Idade
    55
    Posts
    11
    Agradecimentos: 0

    Informações sobre Kyron

    Pessoal estou muito interessado em adquirir uma Kyron, usada ou nova e estou confuso com a sopa de letrinhas. No site não tem muita informação. Quais as diferenças entre GL, GLS e GLX? Quais as diferenças entre a 2009,1010 e 2011? Desde já agradeço a todos pela colaboração.

  11. #35
    Usuário Avatar de PAULO RAPAKI
    Entrada
    16/02/2011
    Local
    Tramandaí/RS
    Idade
    54
    Posts
    28
    Agradecimentos: 0

    Cool

    Boa noite pessoal,hoje dia 26/02/2011 tirei a tarde de folga e estava em casa coçando o saco sem ter o que fazer, aí olhei para o Kyron e resolvi fuçar no motor para ver onde fica filtros,bomba injetora,bicos e etc... e primeiro tirei aquela proteção em cima do motor e estudei os filtros de diesel e comecei a desmontar e tirar as mangueiras dos filtros que é a coisa mais facil de se mexer e limpar e esgotar o filtro ou trocar por outro novo.
    Olhando o filtro e a numeração e marca eu achei a fabrica :

    http://www.hengst-catalogo.com.br/pt...0000/01/H192WK


    Eu comprei da Framm o filtro do diesel e o do motor para eu levar junto nas minhas viagens para não ficar empenhado se acender aquela maldita luz no painel . Depois que chegar os filtros que eu comprei eu coloco aqui a numeração e preços .T+ pessoal...

  12. #36
    Usuário
    Entrada
    26/02/2011
    Posts
    17
    Agradecimento: 1

    New Kyron 2011

    Prezados,

    Em Dezembro comprei a minha Kyron 2010/2011 GLS, até o momento estou muito satisfeito com o carro, tanto que já penso em comprar a versão 2.7 o qual possui uma motorização melhor (165cv/340Nrpm), airbags laterais de cortina, espelhos com rebatimento, etc.
    Gostaria da opinião de vocês se vale a pena o upgrade da versão 2.0 para a 2.7 (custo benefício).
    Sei que não é o tópico contudo já li que o novo Korando vem com uma motorização de (177CV/380Nrmp) e que faz 16KM/L, entretanto o motor não é Mercedes.
    Um abraço a todos e grato pela atenção.

Classificados ANUNCIE GRÁTIS

AQUI VOCÊ ENCONTRA TUDO

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  • BB Code está Ligado
  • Smilies estão Ligados
  • Código [IMG] está Ligado
  • Código HTML está Desligado