x
Convex Datacenter
Página 2 de 5 PrimeiroPrimeiro 12345 ÚltimoÚltimo
Resultados 13 a 24 de 59
  1. #13
    Usuário Avatar de paulorl
    Entrada
    07/08/2012
    Local
    Campinas/SP
    Idade
    42
    Posts
    662
    Agradecimentos: 22



    Fabricio, fique atento quando for chegar na região de PUCÓN, eles subiram o nivel de alerta de erupção do vulcão.

    Link: https://watchers.news/2019/09/10/vil...ce-2015-chile/

    Viagem Ushuaia Setembro/2019-eegi0uoxkaak9x4.jpgViagem Ushuaia Setembro/2019-eegi0upwwamfyod.jpg

  2. #14
    Usuário
    Entrada
    18/12/2018
    Local
    Piracicaba/SP
    Idade
    38
    Posts
    65
    Agradecimentos: 8
    Obrigado Paulo,

    Vou acompanhar.

    Citação Postado originalmente por paulorl Ver Post
    Fabricio, fique atento quando for chegar na região de PUCÓN, eles subiram o nivel de alerta de erupção do vulcão.

    Link: Villarrica volcano Alert Level raised to Orange for the first time since 2015, Chile

    Viagem Ushuaia Setembro/2019-eegi0uoxkaak9x4.jpgViagem Ushuaia Setembro/2019-eegi0upwwamfyod.jpg
    Fabrício C. Matias
    Jeep Renegade Trailhawk 2019
    Piracicaba - SP

  3. #15
    Usuário
    Entrada
    18/12/2018
    Local
    Piracicaba/SP
    Idade
    38
    Posts
    65
    Agradecimentos: 8
    Hoje, dia 10/09 chegamos em Ushuaia, após 10 dias de viagem e 5.707 km rodados.
    Acordamos cedo, tomamos o café no hotel e fizemos o check-up as 07:30h, a temperatura em Río Gallegos estava -2 graus com sensação de -6.
    A dar partida na Renegade no painel acende a luz de gelo na pista, deve ser um alerta automático, pois quando a temperatura passou de 2 gruas positivos apagou.
    Abastecemos e pegamos a estrada, dos quase 3.000 quilômetros rodados na argentina até Río Gallegos não encontrei nenhum buraco, com excessão em algumas pontes. Hoje a estrada entre Río Gallegos e o Passo Austral foi diferente, a estrada tinha vários buracos.
    Chegamos no Paso da Integração Austral, nesse Paso a imigração é feito o processo de saída da Argentina e entrada no Chile juntos. O processo é dividido em quatro passos, primeiro na policia de investigacion do chile, depois saída argentina, em seguida entrada chile e por final receita federal chila. Tudo bem sinalizado e eles entregam um papel que vai sendo carimbado durante os passos.
    O passo 1 entrega um papel para ser entregue quando deixar o chile. O passo 2 apenas registra sua saída da Argentina. No passo 3 é onde registra os bens trazidos ao Chile, no caso o automóvel. No passo 4 entregamos o papel de nada a declarar.
    Feito isso saímos e pegamos o carro para passar pela inspeção, abriram porta malas, as malas e olharam as sacolas no veículo, tudo certo e mandaram seguir.
    Seguimos em frente e após alguns quilômetros chegamos a Punta Delgada para pegar a balsa e atravessar o Estreito de Magalhães, a balsa custa 16.400 pesos chilenos, também pode ser pago em dólares, euros e pesos argentinos. Não aceitam cartão. Paguei U$ 20. O pagamento é feito dentro da balsa durante o transporte.
    Desembarcamos e seguimos pelo Chile até o próximo paso.
    Dessa vez os Pasos são separados. Primeiro do Chile. No passo 1 entregamos os passaportes para registrar nossa saída, nos deram o papel dos 4 passos que são carimbados conforme avançamos nos passos e no passo 2 entregamos o papel que foi entregue no passo 1 do Paso Austral.
    Feito isso, seguimos por ripio pela Argentina até o Paso, no passo 3 registramos nossa entrada na Argentina e passo 4 registraram os dados do veículo. Ao sair o veículo é fiscalizado, abre porta malas, malas e sacolas. Agora seguimos em frente.
    Ao passar pela cidade de Rio Grande, no posto policial estam parando todos veículos, na nossa vez o policial pergunta para onde vamos, dissemos Ushuaia, ele perguntou se tínhamos "Cadenas", disse que não. Ele disse que até o mês de setembro é obrigatório ter cadenas no veículo para ir a Ushuaia. Informou que hoje o tempo estava bom e para ir a Ushuaia não seria necessário utilizar, mas que o tempo de Ushuaia é imprevisível, e se nevar ficaríamos preso em Ushuaia. Ele falou que tinhamos 2 opções, voltar para Rio Grande e comprar as cadenas, ou seguir a Ushuaia por conta e risco.
    Falei que iria seguir a Ushuaia, ele disse que tudo bem. Perguntou se era a primeira vez e eu disse que sim. Então ele explicou o trajeto, disse que seriam 100km até Tolhuin e mais 100km até Ushuaia. Disse que entre Tolhuin e Ushuaia existe uma montanha, falou que iria subir a montanha e depois desce-la, informou que era cheia de curvas e que esse é o ponto critico quando neva. Falou para ter cuidado e desejou boa viagem.
    Então seguimos, passados uns 10km começamos a ver gelo na bera do rodovia e avistar as montanhas de longe, mas alguns kilometros começamos a ver neve na beira da rodovia, o que foi aumentando. Paramos em alguns pontos na montanha para tirar fotos, tem um mirante no caminho para tirar fotos, chama Mirante Paso Garibaldi.
    Acho subir a montanha vimos a beleza daquela paisagem que parecia que não era de verdade.
    Enfim chegamos a Ushuaia, fizemos checkin e saímos para explorar a cidade e bater fotos.
    Fabrício C. Matias
    Jeep Renegade Trailhawk 2019
    Piracicaba - SP

  4. #16
    Usuário
    Entrada
    18/12/2018
    Local
    Piracicaba/SP
    Idade
    38
    Posts
    65
    Agradecimentos: 8
    No dia de hoje(11/09), logo pela manhã fomos ao parque do fim do mundo.
    Um pouco antes da entrada paramos na estação de trem parar tirar algumas fotos em seguida fomos ao parque, na entrada do parque o guarda perguntou se era a primeira vez e nos deu um mapa do parque e informações. Perguntei sobre a entrada e ele falou que é gratuita, o inicio da cobrança é apenas em Novembro.
    Seguimos pelo parque e fomos parando para tirar algumas fotos até chegamos ao final da Ruta 3. Começou a chover e ventar muito, nessa hora fazia 2 graus com sensação térmica de -6 e então resolvemos voltar ao hotel e esperar a chuva parar.
    Por volta das 12:00h para de chover se fomos ao Glaciar Martial, quando estávamos chegando na base começou a nevar.
    Na base do Glaciar Martial tem uma escola de ski. O teleférico está desativa e não pode subir a montanha. Então ficamos batendo fotos.
    A neve começou a aumentar então decidimos ir conhecer o Shopping de Ushuaia, almoçamos por lá.
    Como está nevando, fiquei com medo de também estar nevando na sexta(13/09) e ficarmos preso em Ushuaia, então fui comprar as cadenas, mesmo que não use não quero ter inconvenientes. Lembrando que ainda iremos passar por Bariloche e Púcon.
    Depois fomos a Avenida San Martin, nesse horário a neve começou aumentar e ja não dava para ficar andando na rua, então voltamos para o Hotel.
    Ficamos no hotel até as 20h e vimos que a neve não iria dar trégua, então resolvemos sair para jantar mesmo assim.
    Fabrício C. Matias
    Jeep Renegade Trailhawk 2019
    Piracicaba - SP

  5. #17
    Usuário Avatar de Glaicon
    Entrada
    22/06/2009
    Local
    Florianópolis/SC
    Idade
    52
    Posts
    4,812
    Agradecimentos: 106
    Sugiro visitar o bar/restaurante Ramos Generales, na avenida beira-mar.
    É uma casa quase que secular, estilo portuária, que servia aos navegadores.
    Muito bacana.
    Av. Maipú 749.

  6. #18
    Usuário
    Entrada
    18/12/2018
    Local
    Piracicaba/SP
    Idade
    38
    Posts
    65
    Agradecimentos: 8
    Ontem(12/09) o dia amanheceu com céu limpo, a cidade de Ushuaia está toda branca. Dia de conhecer o Cerro Castor.
    Pegamos a estrada, logo na saída de Ushuaia o policial está parando todos os carros. O veículo da frente, um Chevrolet Agile, ele confere os pneus, creio que para verificar se está usando pneus para neve. Ele me para e apenas fala para tomar cuidado que tem bastante gelo e neve na pista e mandou seguir. Logo a frente percebo isso, pista escorregadia e molhada. Fomos devagar, pois nunca havia dirigido nessas condições.
    A cerca de 25 km chegamos ao Cerro Castor, fazia - 5,2 graus.
    Fomos comprar a entrada, como nosso objetivo não era esquiar compramos o passa de pedestres. Esse passe da o direto de subir pelo teleférico até o primeiro posto, lá tem restaurante e cafeteira. Andamos pelo parque e ficamos vendo as pessoas esquiarem.
    Depois de umas 4 horas voltamos a Ushuaia, agora por casa do sol o gelo da pista já havia derretido, estava apenas molhada.
    Fomos novamente ao Glaciar Martial agora que o tempo estava limpo.
    Voltamos para o hotel e jantamos aqui mesmo.

  7. #19
    Usuário Avatar de paulorl
    Entrada
    07/08/2012
    Local
    Campinas/SP
    Idade
    42
    Posts
    662
    Agradecimentos: 22
    Que bacana seu relato! Quando puder mande fotos também!

  8. #20
    Usuário
    Entrada
    18/07/2014
    Local
    MG/MG
    Posts
    2,240
    Agradecimentos: 70
    Bom dia ... Maravilhoso relato, com uma maravilhosa redação ... Parabéns, meu caro Fabrício, pela bela viagem, e pela riqueza de detalhes com que conta a sua invejável saga ... Sua forma de contar é bastante estimulante a quem nunca visitou a região (meu caso) ... Vai nos mantendo informados ... Forte abraço e boa sorte ...

    E.T.:

    Uma das coisas que me chamou-me a atenção foi o relato do policial parando a viatura para inspeções ... Já que você é detalhista, então, depois, conta aqui para nós como foram seus preparativos para essa viagem ... viatura, vestuário dos viajantes, hospedagem e alimentação, etc. ...
    4X4 Brasil
    Pajero Hpe Full 3.2 4X4 T.I.Diesel 5P Aut 2013/2014

  9. #21
    Usuário
    Entrada
    18/12/2018
    Local
    Piracicaba/SP
    Idade
    38
    Posts
    65
    Agradecimentos: 8
    Paulo, vou postar as fotos no final, minha esposa é quem está tirando a maioria.
    Quando retornar de viagem vou postar, pode deixar.

    Citação Postado originalmente por paulorl Ver Post
    Que bacana seu relato! Quando puder mande fotos também!
    Fabrício C. Matias
    Jeep Renegade Trailhawk 2019
    Piracicaba - SP

  10. #22
    Usuário
    Entrada
    18/12/2018
    Local
    Piracicaba/SP
    Idade
    38
    Posts
    65
    Agradecimentos: 8
    Hoje(12/09) foi dia de deixar Ushuaia para trás e levar boas lembranças.
    Pegamos a estrada cedo, a ideia na viagem é sempre viajar durante o dia. A viagem não é longa, mas temos pela frente duas imigrações(Argentina e Chile) e uma balsa.
    Hoje a estrada que ontem tinha neve e gelo estava seca, apenas com neve nos acostamentos.
    Fizemos as imigrações nas duas aduanas, saída da Argentina e entrada no Chile. Os 4 passos.
    A cerca de 10 km percorridos no Chile, uma caminhonete cruza no sentido inverso e atinge o parabrisa da Renegade com uma pedra(segunda da viagem), pedra que marcou o vidro. Passado alguns minutos ouço um estalo no vidro e lá está, a trinca. Trinca que veio me perseguindo toda a viagem e aumentando.
    Chegamos em Bahía Azul e a balsa estava encostando, aguardamos uns 5 minutos e entramos. A balsa estava o mesmo valor 16500 pesos chilenos. A valor em outras moedas varia conforme cotação, hoje eram 15000 pesos ou 24 dólares. Uns 40 minutos a estávamos do outro lado.
    Chegamos em Punta Arenas e aparentemente a trinca parou de aumentar, deve estar com uns 20 cm e bem na parte superior do motorista. Amanhã cedo veremos se realmente parou, não quero atrapalhar a viagem, estou com hotéis reservados até Bariloche, dia 17 a 20/09 e não quero atrapalhar a viagem.
    Fabrício C. Matias
    Jeep Renegade Trailhawk 2019
    Piracicaba - SP

  11. #23
    Usuário
    Entrada
    18/12/2018
    Local
    Piracicaba/SP
    Idade
    38
    Posts
    65
    Agradecimentos: 8
    Enasor,
    Das coisas que fiz para preparar para viagem, comecei vendo sobre seguros. Meu seguro anterior era Allianz, eu precisava de um seguro com cobertura do Mercosul e Chile, a Allianz não tinha essa cobertura, nem com Endosso. Então cancelei o seguro e fiz pela Tokio Marine, também alterei as coberturas para guincho ilimitado e vidros VIP com Logomarga, esse ultimo é muito importante, pois o parabrisa a Renegade é estilizado e tem um jeep desenhado na lateral. E que terei que trocar no retorno da viagem.
    O seguro carta verde pesquisei vários e contratei com meu corretor pela Porto Seguro, a Tokio Marine não fornece.
    Seguro viagem para mim é importante, contratei também.
    O SOAPEX contratei pela internet.
    Os hotéis, havia reservado quando sai os hotéis em Criciúma, Gramado e Punta del Este. Quando cheguei em Criciúma reservei o em Buenos Aires e Bahía Blanca.
    Não reservo todos para que caso seja necessário possa alterar o roteiro.
    O que ja fiz, o inicial para o atual ja realizei algumas alterações. Tirei El Chatén por causa do tempo, aumentei Bariloche, diminui Mendoza e aumentei Foz do Iguaçu.
    Os itens necessários, o Edu aqui do fórum me empresou os triângulos, colete reflexivo e cambão. O extintor peguei emprestado com colega. O kit de primeiro socorros montei por conta. O carro é novo, sai de Piracicaba com 7.500km, a única coisa que fiz foi alinhar e balancear.
    As roupas de inverno fui na Decathlon para comprar e acabei comprando mais doque precisava e para um frio mais intenso, mas isso ficou como experiencia.
    Os valores para hotéis e alimentação estipulei um valor, calculei R$ 250,00/dia de hotel e R$ 200,00/dia alimentação, isso para 2 pessoas. Esses valores sempre coloco um pouco acima, de todas as reservas que fiz, os hotéis estão na média de R$ 200,00/dia e alimentação R$ 100,00. Nos dias que viajamos procuramos comer durante a viagem e jantamos no local.

    Qualquer dúvida é só pergunta.
    Tenho uma planilha bem organizada, no final da viagem se quiser posso compartilhar.

    Abraços

    Citação Postado originalmente por enasor Ver Post
    Bom dia ... Maravilhoso relato, com uma maravilhosa redação ... Parabéns, meu caro Fabrício, pela bela viagem, e pela riqueza de detalhes com que conta a sua invejável saga ... Sua forma de contar é bastante estimulante a quem nunca visitou a região (meu caso) ... Vai nos mantendo informados ... Forte abraço e boa sorte ...

    E.T.:

    Uma das coisas que me chamou-me a atenção foi o relato do policial parando a viatura para inspeções ... Já que você é detalhista, então, depois, conta aqui para nós como foram seus preparativos para essa viagem ... viatura, vestuário dos viajantes, hospedagem e alimentação, etc. ...
    Fabrício C. Matias
    Jeep Renegade Trailhawk 2019
    Piracicaba - SP

  12. #24
    Usuário
    Entrada
    18/12/2018
    Local
    Piracicaba/SP
    Idade
    38
    Posts
    65
    Agradecimentos: 8
    Dia 14/09, após 14 dias viajando estamos chegando a metade da viagem.
    Acordamos cedo, o objetivo era passar em Torres del Paine, mas a previsão não estava animadora, 1 grau com chuva com gelo. Desistimos e vamos direto para El Calafate. No Chile o diesel é bem mais barato que a gasolina. Em Punta Arenas enquanto a gasolina mais barata custa 818 pesos, o diesel custa 625 pesos. Na conversão de hoje seria R$ 4,74 da gasolina e R$ 3,63 do diesel.
    Por essa experiencia de 1 dia, percebi que o Chile é bem mais caro que Brasil e Argentina, quando for para Púcon, e depois Santiago poderei confirmar.
    Abastecemos o carro para seguir viagem.
    Uns 100 km antes fui parado em um posto policial, solicitou documentos e o seguro SOAPEX. Tudo certo e desejou boa viagem, não falou nada do parabrisa trincado.
    Como não iriamos para Torres del Paine pegamos a primeira saída para Argentina a uns 15km antes de Puerto Natales no Paso Fronterizo Casas Viejas, fizemos a saída do Chile e seguimos por uns 4km de ripio até o Paso Fronterizo Laurita na Argentina, mesmo processo e mais 10 km em ripio até a Ruta 40.
    Depois de passar por esses 14 km em ripio a trinca do parabrisa aumentou, no caminho encontramos uma La Anonima na beira da Ruta, quem não conhece, o La Anonima é um rede de supermercado da Argentina. Paramos para comprar algumas coisas e também um fita para colocar sobre a trinca afim de pará-la ou evitar que ela avance, pois sabemos que teríamos bastante rípio pela frente.
    Depois de 100 km em asfalto pela ruta 40, pegamos o primeiro trecho em ripio na Ruta 40, aproximadamente 70 km, em alguns trechos o ripio está muito bom, da pra trafegar a 100 km/h, mas em alguns as pedras estão soltas e temos que trafegar devagar. Fiz o trecho sem ativar o 4x4, a Renegade é tração dianteira, algumas vezes o carro escorregou, tirei o pé do acelerador e esperei o carro corrigir, tomei alguns sustos. Depois de sair do ripio, verifiquei no GPS que poderia seguir pela Ruta 7 e retornar pela Ruta 5, assim não pegaria o ripio, mas a volta seria de 150 km, ou seja, 80 km a mais, porém deve ser avaliado a segurança no fim das contas levaria o mesmo tempo. Descobri que o mesmo ocorrerá quanto estiver indo de El Calafate para Perito Moreno, depois que passar por lá dou mais detalhes.
    Depois que passamos o ripio, verifiquei o parabrisa e a trinca aumentou menos, sinal que a fita ajudou.
    Seguimos se mais problemas e chegamos a El Calafate. A cidade é bem diferente das outras que passei pela Argentina, tem bastante árvores, a mais bonita até agora.
    Fabrício C. Matias
    Jeep Renegade Trailhawk 2019
    Piracicaba - SP

Classificados ANUNCIE GRÁTIS

AQUI VOCÊ ENCONTRA TUDO

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Tópicos Similares

  1. Respostas: 54
    Última resposta: 06/10/2019, 16:44
  2. Viagem Ushuaia Setembro/2019
    Por fcmatias no fórum Planejamento
    Respostas: 43
    Última resposta: 08/09/2019, 19:15
  3. Viagem Brasília -> Jalapão dias 08-06-2019 até 15-06-2019.
    Por diogofalcomer no fórum Planejamento
    Respostas: 28
    Última resposta: 23/06/2019, 17:59
  4. Respostas: 23
    Última resposta: 18/09/2018, 09:12
  5. Respostas: 33
    Última resposta: 26/11/2011, 18:26

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  • BB Code está Ligado
  • Smilies estão Ligados
  • Código [IMG] está Ligado
  • Código HTML está Desligado