x
Convex Datacenter
Página 4 de 7 PrimeiroPrimeiro 1234567 ÚltimoÚltimo
Resultados 37 a 48 de 78
  1. #37
    Usuário Avatar de Imperador!
    Entrada
    18/02/2010
    Local
    Fortaleza/CE
    Idade
    32
    Posts
    5,370
    Agradecimentos: 29



    Citação Postado originalmente por PY5KJ Ver Post
    Com isso colegas, não tenho dúvidas em pensar que a fragilidade e a escassez de bons mecânicos está nos levando a tal sociedade consumo de picapes, outrora duradouras, para no máximo 5 anos de uso.

    Um abraço

    Marco
    Concordo plenamente contigo, mas eu não vou aderir a essa sociedade de consumo. Primeiro por questões financeiras e segundo porque se os consumidores pensarem bem, vão ver que estão sempre num ciclo vicioso: vendem um carro que compraram novo porque apresentou algumas falhas de projeto e adquirem outro carro novo, que também poderá apresentar as falhas de projeto do carro anterior.

    Prefiro estabilizar com um carro e conhecê-lo e só vendê-lo quando deixar de me satisfazer no prazer de dirigir e que não mais compensar financeiramente...
    Ford F-1000 HSD 4x4 - "Peste"
    Dodge RAM 2500 5.9 - "Spitfire"

  2. #38
    Usuário Avatar de Walter da Camper
    Entrada
    25/11/2011
    Local
    Bragança Paulista/SP
    Idade
    51
    Posts
    1,977
    Agradecimentos: 52
    Em parte, a culpa de pickups terem virado moda é da política de preço praticada pelas montadoras, principalmente entre os SUV derivados de pickups.
    No meu caso, eu necessito de 4x4, reduzida, chassi de verdade, suspensões robustas e espaço para bagagem, mas não tenho nada para carregar em caçamba, logo a escolha racional é um SUV derivado de pickup, como Pajero Dakar e Hilux SW4.
    O problema é que esses modelos custam 40mil mais carro que a versão pickup.
    Embora ofereçam alguma perfumaria adicional, não há nada no custo de produção que justifique essa diferença de preço. Isso sem falar no mercado de usados, onde uma SW4 com oito anos de uso é vendida por 80 mil, valor que faz o sujeito pensar em comprar uma pickup zero.
    Tirando o fator modismo, esse é um dos motivos de muita gente adepta do 4x4 optar por uma pickup, mesmo sabendo que nunca usará a caçamba.

  3. #39
    Usuário Avatar de Marvila
    Entrada
    22/02/2006
    Local
    Salvador/BA
    Idade
    57
    Posts
    341
    Agradecimentos: 0
    Onde é que assino, Walter ?
    Você colocou num post a situação de vários companheiros aqui, onde estou incluído.
    A Hilux SW4 está com preços surrealistas (estou me referindo às usadas). Fico propenso a adquirir uma picape mesmo não necessitando da caçamba e sim de espaço. Não resta outra alternativa.
    Daí, vem aquele círculo...gasolina x diesel, manutenção mais em conta, menos eletrônica embarcada, melhor custo x benefício...e haja pesquisa...

  4. #40
    Usuário Avatar de JoaoClaudio
    Entrada
    26/08/2008
    Local
    São Paulo/SP
    Idade
    42
    Posts
    2,982
    Agradecimentos: 0
    Citação Postado originalmente por Imperador! Ver Post
    O tópico está crescendo bastante graças a contribuição dos colegas, continuemos!
    Acho que um dos grandes problemas dos carros atuais (picapes ou não) é a robustez da eletrônica, porque não tem como voltar mais ao tempo dos MWM 229... O que acontece é que a competiçção no mercado é muito grande, e as montadoras não tem tempo para testar exaustivamente os produtos, fazendo com que nós usuários sejamos os verdadeiros testadores dos problemas do veículo. Assim, acabamos por concluir o trabalho que as montadoras não podem/não tem tempo ou dedicação de fazer: entregar um produto estável e robusto.
    Isso se conecta plenamente com problemas de garantia que as marcas "normais" apresentam (negar garantia por uma falha de projeto) ou até mesmo não saber como se conserta um problema; Acho que o problema realmente passa por essa questão...
    Fala Imperador! Grande ideia este tópico!

    E como sugestão, cada qual poste apenas as experiências ou problemas que teve com a sua picape, assim teremos o tópico mais sério do fórum e não vai ficar aquela idiotisse de a minha é melhor que a sua.

    Vou discordar um pouco do seu ponto quanto ao tempo de teste das picapes moderna, pois temos um caso nessa geração, a Nova Ranger demorou mais de 4 anos pra ser lançada, foi tempo mais do que suficiente para os testes.

    Bom quanto às picapes, já tive várias e vou me ater apenas à atual:

    Apareceu no CB: falha no sistema 4x4: Levei na CCS resetaram o erro, voltou, limparam o conector resetaram o erro de novo e nunca mais apareceu. O conector de acionamento da tração é muito exposto, sem qualquer proteção e ainda são fios muito finos, como tinha pegado lama pesada e depois passei no posto vap de caminhão acredito que deve ter afetado alguma coisa no conector ou a lama ou a água.

    O problema cronico das S10 é no freio, é um treme treme desgraçado, no inicio não pegava balanceamento depois começou o freio a tremer muito, trocaram disco melhorou mas voltou, trocaram ponta de eixo e manga de eixo não resolveu.

    Agora vão trocar os discos de novo. Pode ser que estejam empenados de novo ou tb já ouvimos casos de que podem ser as rodas empenadas.

    Fora isso tá com o ploc ploc na parte de trás que não identifiquei ainda.
    COMPASS 4x4 flex 2018!
    Ex: TR4 2015; Tiguan 2014; S-10 2013; Triton 2010.

  5. #41
    Usuário Avatar de BIGZAN
    Entrada
    09/09/2008
    Local
    Litoral Norte-SP/SP
    Idade
    64
    Posts
    123
    Agradecimentos: 0
    Citação Postado originalmente por Walter da Camper Ver Post
    Em parte, a culpa de pickups terem virado moda é da política de preço praticada pelas montadoras, principalmente entre os SUV derivados de pickups.
    No meu caso, eu necessito de 4x4, reduzida, chassi de verdade, suspensões robustas e espaço para bagagem, mas não tenho nada para carregar em caçamba, logo a escolha racional é um SUV derivado de pickup, como Pajero Dakar e Hilux SW4.
    O problema é que esses modelos custam 40mil mais carro que a versão pickup.
    Embora ofereçam alguma perfumaria adicional, não há nada no custo de produção que justifique essa diferença de preço. Isso sem falar no mercado de usados, onde uma SW4 com oito anos de uso é vendida por 80 mil, valor que faz o sujeito pensar em comprar uma pickup zero.
    Tirando o fator modismo, esse é um dos motivos de muita gente adepta do 4x4 optar por uma pickup, mesmo sabendo que nunca usará a caçamba.
    Walter, boa noite.
    Rapidamente pois não é esse o objetivo desse fórum mas eu discordo quando você diz que :"...a culpa de pickups terem virado moda é da política de preço praticada pelas montadoras..." na realidade a grande culpa é do próprio governo com uma legislação antiquada e retrograda em relação a veículos movidos a diesel.
    Sabe-se que os motores diesel ( falando do velho mundo...) estão muito mais evoluídos do que os motores a gasolina e/ou Flex. Poluem muitíssimo menos, não soltam mais aqueles "bufos" de fumaça preta, entre outras coisas .... dai infelizmente, assim como você, por uma questão de preços ou robustez ou seja lá o que for, acabamos por comprar as pick-ups médias e as utilizamos como automóveis grandes, muito grande diga-se de passagem todas nas casas dos 5,40 de comprimento.


    Abraços
    BIGZAN - Frontier LE/AT - 10/10 e John Deere 4x4
    Ex-Jeep Gran Cherokee Turbo Diesel
    Ex-Nissan Pathfinder Turbo Diesel

  6. #42
    Usuário
    Entrada
    05/09/2014
    Local
    Jaboatão/PE
    Idade
    49
    Posts
    44
    Agradecimentos: 0
    Tenho uma XE 2.5 4x2 2009 que comprei usada em 2013 com 30000km já está com 75m km e apresentou problema na polia do alternador e tiver dificuldade para achar a peça e quando achei tava por R$ 1200,00 e começou a perder potencia e fumaçar muito o mecânico identificou problema na válvula da turbina, mas depois de uma limpeza e lubrificação voltou a funcionar perfeitamente.
    FRONTIER XE 2.5 4X2 - 2009

  7. #43
    Usuário
    Entrada
    19/03/2016
    Local
    Rio de Janeiro/RJ
    Posts
    2
    Agradecimentos: 0
    Caros Foristas,

    Acredito que o que aconteceu com minha Triton HPE 3.2 Diesel CR 2011/12 (motor 4M41) foi um ponto fora da curva e venho aqui relatar o ocorrido e perguntar se algum dos senhores com a experiencia de vocês saberia o que pode ter causado o meu problema.
    Comprei a barca em meados de 2015 com 40 mil rodados e no 45 mil o motor começou a fazer um tec tec, levei no mecânico e ele me disse que a principio ele achava que era combustível S10 ruim, fez a leitura com o aparelho no carro e não apareceu nada.
    Passei a abastecer em outro posto mas o barulho continuou, quando ela fez 46 mil percebi óleo no chão da minha garagem e voltei no mecânico e ele descobriu um furo na tampa do motor causado internamente pelo empeno da polia do motor que, como estava empenada, foi pegando na tampa frontal do motor e literalmente abriu um buraco nela e por isso vazava óleo.
    Ele me disse que nunca viu isso acontecer em 4M41 e por isso nem pensou que poderia ser isso e que não poderia ter detectado isso porque nunca tinha visto isso acontecer com esse motor.
    Enfim, acabou que gastei 5 mil reais pra consertar, tomei esse prejuízo infelizmente, tive que comprar uma tampa nova e uma polia nova e mais a mão de obra.
    O carro hoje em dia funciona normal, tudo novo tudo certo mas tomei essa bomba e nem tinha 6 meses que tinha comprado o carro, paguei 90k no carro mais 5k logo em seguida.
    Algum de vocês já tinha ouvido falar nesse defeito? Sera que o antigo dono moeu o carro? Tem como relacionar esse defeito com estilo de direção ou chipagem / reprogramação da ECU do carro ou será que foi azar mesmo? Eu não faco a minima ideia. Enfim, relatei o ocorrido pra alertar os amigos foristas e prevenir vocês, caso motor da triton comece a fazer barulho tec tec fiquem ligados nessa possibilidade.
    Fora isso é um super carro! Muita potencia e torque em baixa, uma nave!
    Abraços cordiais meus amigos,

    Beportela
    4X4 Brasil

  8. #44
    Usuário Avatar de edulpj
    Entrada
    29/05/2015
    Local
    Bauru/SP
    Idade
    57
    Posts
    133
    Agradecimentos: 3
    Consumidor brasileiro, é um ser "sui generis"... Dá uma tese de doutorado... De moto, carro, picape, jipe, caminhão... Se eu ganhasse um real pra cada vez que me perguntaram se minha picape é "chipada", eu já estaria aposentado...

    Picape pra mim, não é novidade... Comecei com uma Ford F100 1975 comprada com menos de um ano de uso. De lá pra cá, perco a conta de quantas picapes tive. Sempre Ford e agora na atual, mudei para VW (Amarok).

    No motociclismo, proprietários de motos de baixa cilindrada (os famozos CEGEZEIROS, alusão à Honda CG 150), compram a moto e gastam um rio de dinheiro para fazê-la "andar junto" com uma 250... Em outras palavras, gastam dinheiro para transformar merda em ouro. No final, gastaram mais dinheiro do que teriam gasto se tivessem comprado ouro logo de cara e o máximo que conseguem é ter uma substância palidamente dourada e altamente fedorenta...

    Minha Amarok, está na famosa série "mumunhada", ou seja, aquela série que a VW programou para fraudar o teste de emissão de poluentes. Muita gente me pergunta se eu vou mandar reprogramar o motor... A resposta, é um sonoro NÃO, pois NUNCA ALTERO CARACTERÍSTICA ORIGINAL DE NENHUM VEÍCULO MEU... Para o bem, ou para o mal...

    Parto do princípio, que a engenharia das fábricas, é composta de pessoas MAIS GABARITADAS QUE EU e se o veículo tiver alguma deficiência de projeto, não serei eu quem vai resolver...

    Meus veículos hoje são: Uma moto Yamaha YBR 125, um Fiat Mille Way, um Ford Fiesta Sedan, uma VW Amarok, um VW Karmann-Ghia, uma picape Ford F1000, uma picape Ford F250, um caminhão Ford F14000, uma moto Honda XLR 125 e quatro tratores Valtra. Nenhum desses veículos tem qualquer alteração nas características originais... O caminhão, já virou o odômetro quatro vezes (> 400.000 km rodados...) e está com o motor original sem qualquer manutenção interna, apenas a manutenção de rotina.

    Não mando no bolso dos outros, "malemá" mando no meu... Cada um sabe o que faz com seu dinheiro, mas não tenho a menor pena de quem modifica e depois reclama que a conta do mecânico ficou alta...
    __________________________________________________ _______________________________________________
    Onde há anarguridade, não pode haver espótica!!!

  9. #45
    Usuário Avatar de Walter da Camper
    Entrada
    25/11/2011
    Local
    Bragança Paulista/SP
    Idade
    51
    Posts
    1,977
    Agradecimentos: 52
    Uma das hipóteses é que esse carro tenha levado uma batida de frente e algum componente empurrou a polia.
    Como o conserto feito na concessionária às expensas da seguradora se preocupa mais em esconder os sinais estéticos da batida, possivelmente ninguém viu que tinha afetado o motor.

    Citação Postado originalmente por beportela Ver Post
    Caros Foristas,

    Acredito que o que aconteceu com minha Triton HPE 3.2 Diesel CR 2011/12 (motor 4M41) foi um ponto fora da curva e venho aqui relatar o ocorrido e perguntar se algum dos senhores com a experiencia de vocês saberia o que pode ter causado o meu problema.
    Comprei a barca em meados de 2015 com 40 mil rodados e no 45 mil o motor começou a fazer um tec tec, levei no mecânico e ele me disse que a principio ele achava que era combustível S10 ruim, fez a leitura com o aparelho no carro e não apareceu nada.
    Passei a abastecer em outro posto mas o barulho continuou, quando ela fez 46 mil percebi óleo no chão da minha garagem e voltei no mecânico e ele descobriu um furo na tampa do motor causado internamente pelo empeno da polia do motor que, como estava empenada, foi pegando na tampa frontal do motor e literalmente abriu um buraco nela e por isso vazava óleo.
    Ele me disse que nunca viu isso acontecer em 4M41 e por isso nem pensou que poderia ser isso e que não poderia ter detectado isso porque nunca tinha visto isso acontecer com esse motor.
    Enfim, acabou que gastei 5 mil reais pra consertar, tomei esse prejuízo infelizmente, tive que comprar uma tampa nova e uma polia nova e mais a mão de obra.
    O carro hoje em dia funciona normal, tudo novo tudo certo mas tomei essa bomba e nem tinha 6 meses que tinha comprado o carro, paguei 90k no carro mais 5k logo em seguida.
    Algum de vocês já tinha ouvido falar nesse defeito? Sera que o antigo dono moeu o carro? Tem como relacionar esse defeito com estilo de direção ou chipagem / reprogramação da ECU do carro ou será que foi azar mesmo? Eu não faco a minima ideia. Enfim, relatei o ocorrido pra alertar os amigos foristas e prevenir vocês, caso motor da triton comece a fazer barulho tec tec fiquem ligados nessa possibilidade.
    Fora isso é um super carro! Muita potencia e torque em baixa, uma nave!
    Abraços cordiais meus amigos,

    Beportela

  10. #46
    Usuário Avatar de Walter da Camper
    Entrada
    25/11/2011
    Local
    Bragança Paulista/SP
    Idade
    51
    Posts
    1,977
    Agradecimentos: 52
    Engenheiros de montadora são pessoas muito competentes, mas nem sempre seus projetos são norteados pelas prioridades que interessam a nós consumidores, como durabilidade, confiabilidade, custo/facilidade de manutenção... etc.
    A tomada de decisão acerca de, por exemplo, se a distribuição do motor vai ser por correia dentada, corrente ou trem de engrenagens, ou se um cabeçote vai ser de ferro ou de alumínio, é feita em uma reunião onde a palavra do analista de custos pode pesar bem mais do que o critério técnico defendido pelo engenheiro.
    Quem observa com olhar crítico a evolução dos projetos dos utilitários nacionais percebe claramente a tendência cada vez maior em direção ao descartável. Além disso tem a legislação ambiental que cada vez mais obriga a utilizar soluções técnicas que retiram a durabilidade dos projetos diesel. Exemplo: sistema EGR, obrigatório a partir de 2012, que faz o motor engolir fuligem de escapamento através de uma ligação entre este e a admissão.
    Só para pegar exemplos dentro da sua frota, experimente ficar 10 anos com sua Amarok e depois compare com sua F-1000 e F250 no mesmo uso pelo mesmo período.
    Quanto a modificar veículos, vejo, pela sua frota, que você possivelmente utiliza seus 4x4 na lida rural. Se você fosse praticante de off-road por esporte como muitos aqui (afinal estamos em um forum sobre 4x4), saberia que, por exemplo, sem a modificação de um diferencial (bloqueio 100%) e sem utilização de pneus especiais, é inviável transpor determinados obstáculos existentes nas trilhas, tais como erosões de mais de 80 cm de profundidade (vide foto do meu perfil).
    Enfim, embora sua opinião seja totalmente válida para a forma que utiliza seu 4x4, há pessoas que tem seus motivos para não ser muito adepta da placa preta (originalidade).



    Citação Postado originalmente por edulpj Ver Post
    Consumidor brasileiro, é um ser "sui generis"... Dá uma tese de doutorado... De moto, carro, picape, jipe, caminhão... Se eu ganhasse um real pra cada vez que me perguntaram se minha picape é "chipada", eu já estaria aposentado...

    Picape pra mim, não é novidade... Comecei com uma Ford F100 1975 comprada com menos de um ano de uso. De lá pra cá, perco a conta de quantas picapes tive. Sempre Ford e agora na atual, mudei para VW (Amarok).

    No motociclismo, proprietários de motos de baixa cilindrada (os famozos CEGEZEIROS, alusão à Honda CG 150), compram a moto e gastam um rio de dinheiro para fazê-la "andar junto" com uma 250... Em outras palavras, gastam dinheiro para transformar merda em ouro. No final, gastaram mais dinheiro do que teriam gasto se tivessem comprado ouro logo de cara e o máximo que conseguem é ter uma substância palidamente dourada e altamente fedorenta...

    Minha Amarok, está na famosa série "mumunhada", ou seja, aquela série que a VW programou para fraudar o teste de emissão de poluentes. Muita gente me pergunta se eu vou mandar reprogramar o motor... A resposta, é um sonoro NÃO, pois NUNCA ALTERO CARACTERÍSTICA ORIGINAL DE NENHUM VEÍCULO MEU... Para o bem, ou para o mal...

    Parto do princípio, que a engenharia das fábricas, é composta de pessoas MAIS GABARITADAS QUE EU e se o veículo tiver alguma deficiência de projeto, não serei eu quem vai resolver...

    Meus veículos hoje são: Uma moto Yamaha YBR 125, um Fiat Mille Way, um Ford Fiesta Sedan, uma VW Amarok, um VW Karmann-Ghia, uma picape Ford F1000, uma picape Ford F250, um caminhão Ford F14000, uma moto Honda XLR 125 e quatro tratores Valtra. Nenhum desses veículos tem qualquer alteração nas características originais... O caminhão, já virou o odômetro quatro vezes (> 400.000 km rodados...) e está com o motor original sem qualquer manutenção interna, apenas a manutenção de rotina.

    Não mando no bolso dos outros, "malemá" mando no meu... Cada um sabe o que faz com seu dinheiro, mas não tenho a menor pena de quem modifica e depois reclama que a conta do mecânico ficou alta...

  11. #47
    Usuário Avatar de edulpj
    Entrada
    29/05/2015
    Local
    Bauru/SP
    Idade
    57
    Posts
    133
    Agradecimentos: 3
    Bem... Antes de comprar um veículo, eu analiso se suas características vêm de encontro às minhas necessidades. Se vierem, eu compro, caso contrário, procuro um veículo que me satisfaça na configuração original (ou que chegue o mais próximo possível disso...), caso contrário, terei de fazer uma GAMBIARRA pra ajustar e gambiarra eu não faço.

    Acabei de voltar da fazenda e tive de dar uma "comida de toco" num encanador que estava aquecendo um tubo de PVC para fazer uma curva... Tive de perguntar a ele se ele nunca viu uma conexão da Tigre chamada CURVA SOLDÁVEL 45 GRAUS... Não gasto um centavo sequer com gambiarra...

    4x4, eu só tenho três, um Valmet 980, um Valtra BM 110 e um Valtra 685... As picapes são 4x2. Estou pensando seriamente em trocar a Amarok por um veículo 4x4, pois estou ficando véio e preguiçoso. Não quero ter de descer do veículo quando atolar, embora essa situação seja bem rara.

    Quanto ao uso "esportivo", aí sim é que eu pulo fora mesmo... Esporte a motor, é algo que se deve fazer com TÉCNICA e SEGURANÇA. Para isso, existem as federações e confederações de cada modalidade. E também os trâmites para poder praticar tais esportes. Da mesma forma que cada um faz o que quer com seu dinheiro, também faz o que quer com seu pescoço. Arrisquei meu pescoço muito na vida, mas a partir do dia que tive pessoas que dependiam de mim, saí dessa vida...




    Citação Postado originalmente por Walter da Camper Ver Post
    Engenheiros de montadora são pessoas muito competentes, mas nem sempre seus projetos são norteados pelas prioridades que interessam a nós consumidores, como durabilidade, confiabilidade, custo/facilidade de manutenção... etc.
    A tomada de decisão acerca de, por exemplo, se a distribuição do motor vai ser por correia dentada, corrente ou trem de engrenagens, ou se um cabeçote vai ser de ferro ou de alumínio, é feita em uma reunião onde a palavra do analista de custos pode pesar bem mais do que o critério técnico defendido pelo engenheiro.
    Quem observa com olhar crítico a evolução dos projetos dos utilitários nacionais percebe claramente a tendência cada vez maior em direção ao descartável. Além disso tem a legislação ambiental que cada vez mais obriga a utilizar soluções técnicas que retiram a durabilidade dos projetos diesel. Exemplo: sistema EGR, obrigatório a partir de 2012, que faz o motor engolir fuligem de escapamento através de uma ligação entre este e a admissão.
    Só para pegar exemplos dentro da sua frota, experimente ficar 10 anos com sua Amarok e depois compare com sua F-1000 e F250 no mesmo uso pelo mesmo período.
    Quanto a modificar veículos, vejo, pela sua frota, que você possivelmente utiliza seus 4x4 na lida rural. Se você fosse praticante de off-road por esporte como muitos aqui (afinal estamos em um forum sobre 4x4), saberia que, por exemplo, sem a modificação de um diferencial (bloqueio 100%) e sem utilização de pneus especiais, é inviável transpor determinados obstáculos existentes nas trilhas, tais como erosões de mais de 80 cm de profundidade (vide foto do meu perfil).
    Enfim, embora sua opinião seja totalmente válida para a forma que utiliza seu 4x4, há pessoas que tem seus motivos para não ser muito adepta da placa preta (originalidade).
    __________________________________________________ _______________________________________________
    Onde há anarguridade, não pode haver espótica!!!

  12. #48
    Posso falar entre as HILUX (todas acima de 2014) que temos na familia e amigos, o que mais vi de anormal;
    -Freios; Discos empenados em uso severo (carga, reboque, pé pesado). Solução discos Fremax e pastilhas Cobreq. Não resolvem 100%, mas melhoram bem o freio borrachudo e aguentam mais desaforo pra quem usa pesado...
    -Ví 3 casos de problemas de turbinas, todos trocados em garantia sem custo. 1 deles a parte do turbo em si estava ok, deu problema na parte elétrica da mesma... Nas outras duas babou oleo mesmo. Segundo conversas até a Toyota já detectou o problema e nos casos de garantia ou picapes acima de 2015 já vem com a turbina diferente (problema corrigido). Todas deram problema com km de 60 a 80 mkm...
    -2 casos de Hilux com problemas em bicos injetores. Caminhonete morre do nada, vira na partida, acende a luz de emergencia no painel e não pega mais. Geralmente a concessionaria passa o raster, troca somente o bico com defeito e lava o tanque. Dizem ser por diesel S-10 de má qualidade. Nos dois casos os donos juram rodar religiosamente só com diesel s10. Também ouvi de mecânicos que é relativamente comum este defeito, o consultor da toyota me disse que essa nova hilux ''voltou'' o modelo do bico injetor pelo modelo mais antigo que provou ser mais apropriado e apresentar menos defeitos... Nos dois casos as caminhonetes estavam também com 60-80mkm.

    De resto nas Hilux ok. Tanque de guerra. Só estou esperando surrarem essa nova geração das hilux pra saber se valem o preço e honram a marca... hehehe

    []'s

Classificados ANUNCIE GRÁTIS

AQUI VOCÊ ENCONTRA TUDO

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Tópicos Similares

  1. Picapes sobre lagarta (esteira)
    Por Vinicius Cordeiro no fórum Picapes
    Respostas: 10
    Última resposta: 06/04/2011, 23:23
  2. L200 / Hilux 93 - 95 Informações sobre Mecânica, Suspensão, Consumo, Defeitos.
    Por schinzel no fórum Comparações entre Veículos
    Respostas: 34
    Última resposta: 07/05/2010, 14:28
  3. Respostas: 50
    Última resposta: 16/09/2008, 10:01

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  • BB Code está Ligado
  • Smilies estão Ligados
  • Código [IMG] está Ligado
  • Código HTML está Desligado

Change privacy settings Alterar definições de privacidade