x
Convex Datacenter
Página 2 de 5 PrimeiroPrimeiro 12345 ÚltimoÚltimo
Resultados 13 a 24 de 52
  1. #13
    Usuário Avatar de mauricio_silva
    Entrada
    17/08/2008
    Local
    São João da Boa Vista/SP
    Idade
    52
    Posts
    607
    Agradecimentos: 3



    Olá.
    Não é a primeira vez que vejo uma notícia que prega a volta do Niva (atualmente, Lada 4x4) ao Brasil.
    Já criei "calos" sobre o assunto. Sinceramente: só acredito vendo.
    E temo que o "novo Niva" que venha a ser produzido será posicionado como um SUV deixando (mais uma vez) os amantes de off road sem uma opção de um 4x4 robusto e barato.
    Não inventem! Tragam o bom (e velho) Niva para o Brasil. Sem "frescuras" e a um preço justo!
    []s.

    Maurício "Che" ( de Che Guevara)

  2. #14

  3. #15
    Usuário Avatar de mauricio_silva
    Entrada
    17/08/2008
    Local
    São João da Boa Vista/SP
    Idade
    52
    Posts
    607
    Agradecimentos: 3
    A opção de pintura camuflada é interessante. As rodas pintadas de preto ficaram muito bonitas.
    Mas não seria o tipo de opcional que me faria comprar o modelo.
    Eu compraria numa cor sólida. Sem dúvida!
    []s.

    Citação Postado originalmente por VOVÔ DO TROLLER Ver Post
    Maurício "Che" ( de Che Guevara)

  4. #16
    Usuário
    Entrada
    26/12/2010
    Local
    Itaituba/PA
    Idade
    38
    Posts
    118
    Agradecimentos: 3
    Citação Postado originalmente por Sergio c Ver Post
    No Brasil acho que ficaria no patamar de preço do Suzuki Jimny, uns R$ 60.000,00 reais.
    A Renault conseguiu reduzir o custo do Kwid, utilizando fornecedores indianos.




    Acho que carros desenvolvido para a Índia vão invadir o Brasil, até mesmo o novo Gol.

    Novo compacto da VW para o Brasil deve ser feito pela Skoda | Quatro Rodas

    "A Skoda, marca de origem checa controlada pelo Grupo Volkswagen, deve liderar o projeto de um veículo de baixo custo para o mercado indiano, que poderá ser comercializado a partir de 2020 em vários países emergentes, inclusive o Brasil.
    Segundo informações da agência Automotive News, a afirmação partiu de Thomas Sedran, diretor de estratégias do grupo alemão.
    O executivo revelou que a Skoda já apresentou “várias ideias” para o projeto, mesmo após o fracasso das negociações para uma aliança estratégica com a Tata Motors.
    As empresas pretendiam firmar um acordo para acelerar o desenvolvimento de um veículo de baixo custo, mas esbarraram em divergências quanto à economia de custos. Até um acordo de intenções já havia sido firmado pelas marcas em março, prevendo o desenvolvimento conjunto de produtos para a Índia e outros mercados.
    A Automotive News afirma que as negociações foram encerradas após a Skoda ter rejeitado a ideia de desenvolver um projeto sob a plataforma AMP, de origem Tata.
    Uma fonte ligada à Volkswagen disse que, na visão da VW, a decisão resultaria em custos extras para modernizar e reforçar a plataforma para atender aos padrões de segurança e emissões de poluentes exigidos em vários países.
    O projeto, que continuará centrado na Skoda, deve substituir no Brasil a geração atual do Gol, cuja oferta será simplificada com a chegada do novo Polo. O ex-campeão de vendas permanece no mercado pelo menos até 2020, justamente a data prevista para o lançamento do futuro compacto."

  5. #17
    Citação Postado originalmente por Lucas Costa Ver Post
    A Renault conseguiu reduzir o custo do Kwid, utilizando fornecedores indianos.




    Acho que carros desenvolvido para a Índia vão invadir o Brasil, até mesmo o novo Gol.

    Novo compacto da VW para o Brasil deve ser feito pela Skoda | Quatro Rodas

    "A Skoda, marca de origem checa controlada pelo Grupo Volkswagen, deve liderar o projeto de um veículo de baixo custo para o mercado indiano, que poderá ser comercializado a partir de 2020 em vários países emergentes, inclusive o Brasil.
    Segundo informações da agência Automotive News, a afirmação partiu de Thomas Sedran, diretor de estratégias do grupo alemão.
    O executivo revelou que a Skoda já apresentou “várias ideias” para o projeto, mesmo após o fracasso das negociações para uma aliança estratégica com a Tata Motors.
    As empresas pretendiam firmar um acordo para acelerar o desenvolvimento de um veículo de baixo custo, mas esbarraram em divergências quanto à economia de custos. Até um acordo de intenções já havia sido firmado pelas marcas em março, prevendo o desenvolvimento conjunto de produtos para a Índia e outros mercados.
    A Automotive News afirma que as negociações foram encerradas após a Skoda ter rejeitado a ideia de desenvolver um projeto sob a plataforma AMP, de origem Tata.
    Uma fonte ligada à Volkswagen disse que, na visão da VW, a decisão resultaria em custos extras para modernizar e reforçar a plataforma para atender aos padrões de segurança e emissões de poluentes exigidos em vários países.
    O projeto, que continuará centrado na Skoda, deve substituir no Brasil a geração atual do Gol, cuja oferta será simplificada com a chegada do novo Polo. O ex-campeão de vendas permanece no mercado pelo menos até 2020, justamente a data prevista para o lançamento do futuro compacto."
    Desculpa aí, mas o que tem a ver esse carrinho com 4x4????

  6. #18
    Usuário
    Entrada
    26/12/2010
    Local
    Itaituba/PA
    Idade
    38
    Posts
    118
    Agradecimentos: 3
    Estava comentando o preço.
    40% da peças do Renault Kwid vem de fornecedores indianos.

    Renault Kwid brasileiro tera 40% das pecas importadas da India | Quatro Rodas

  7. #19
    Usuário Avatar de mauricio_silva
    Entrada
    17/08/2008
    Local
    São João da Boa Vista/SP
    Idade
    52
    Posts
    607
    Agradecimentos: 3
    Não creio que os custos de produção/manufatura da Rússia sejam muito mais elevados que os da Índia.
    O problema não é este.
    O que acontece é que a marca "Lada" é considerada "mico" no Brasil. E um carro como o Niva atende a um tipo bem específico de consumidor, se caraterizando por um produto de nicho de mercado. Assim, não tem ninguém disposto a importar o Niva (carro de nicho de mercado específico, de uma marca "micada").
    O posicionamento do carro como um SUV também é um equívoco. O Niva não é um SUV. É um "offroader" de baixo custo.
    Quem compra um carro "aventureiro" dificilmente comprará um Niva.
    Assim, continuo achando muito difícil a importação "oficial" do russinho.
    []s.
    Citação Postado originalmente por Lucas Costa Ver Post
    Estava comentando o preço.
    40% da peças do Renault Kwid vem de fornecedores indianos.

    Renault Kwid brasileiro tera 40% das pecas importadas da India | Quatro Rodas
    Maurício "Che" ( de Che Guevara)

  8. #20
    Usuário
    Entrada
    26/12/2010
    Local
    Itaituba/PA
    Idade
    38
    Posts
    118
    Agradecimentos: 3
    Estão prometendo uma nova geração do Lada Niva para o segundo semestre de 2018

    NOVA GERACAO DO LADA NIVA CHEGARA NO SEGUNDO SEMESTRE DE 2018 - PlanetCarsz

    Seria bem aceita no Pará, O Suzuki Jimny faz sucesso aqui, tem muito mercado para esses carros.

    Já em relação a nicho específicos parece que nosso mercado esta mudando.
    A Ford está trazendo o Mustang, a GM o Camaro, a Renault o Sandero RS, VW Golf Variant etc. Que o volume de vendas e bem reduzido.

  9. #21
    Usuário Avatar de mauricio_silva
    Entrada
    17/08/2008
    Local
    São João da Boa Vista/SP
    Idade
    52
    Posts
    607
    Agradecimentos: 3
    Olá.
    Mas os exemplos que você citou são de veículos com alto valor agregado. Veja o Camaro, por exemplo. Ele é produzido no México. A mesma versão que nos EUA custa US$ 30.000,00 (o que corresponde a cerca de R$ 90.000,00), no Brasil é vendida por R$ 310.000,00 (mais de US$ 90.000,00). E não adianta culpar os altos impostos brasileiros. O mesmo carro tem um preço três vezes maior no Brasil do que nos EUA, sendo que em ambos países o veículo é importado. E a o Brasil mantêm com o México uma parceria de importação semelhante a que ele (México) tem com os EUA.
    Ou seja, estes veículos que você citou tem uma margem de lucro "fabulosa" para o fabricante/comerciante aqui no Brasil.
    Já veículos como um Niva não vão ser "populares" entre as classes mais abastadas. São veículos destinados a classe média/baixa, com pouca margem de lucro. E portanto, pouco atrativos para um processo de importação.
    É melhor "importar pouco" mas "ganhar muito" do que "importar muito" para "ganhar pouco"... É esta a forma de pensar da industria automobilística estabelecida no Brasil. Infelizmente para nós...
    []s.


    Citação Postado originalmente por Lucas Costa Ver Post
    Estão prometendo uma nova geração do Lada Niva para o segundo semestre de 2018

    NOVA GERACAO DO LADA NIVA CHEGARA NO SEGUNDO SEMESTRE DE 2018 - PlanetCarsz

    Seria bem aceita no Pará, O Suzuki Jimny faz sucesso aqui, tem muito mercado para esses carros.

    Já em relação a nicho específicos parece que nosso mercado esta mudando.
    A Ford está trazendo o Mustang, a GM o Camaro, a Renault o Sandero RS, VW Golf Variant etc. Que o volume de vendas e bem reduzido.
    Maurício "Che" ( de Che Guevara)

  10. #22
    Citação Postado originalmente por Lucas Costa Ver Post
    Estava comentando o preço.
    40% da peças do Renault Kwid vem de fornecedores indianos.

    Renault Kwid brasileiro tera 40% das pecas importadas da India | Quatro Rodas
    Valeu Lucas. Desculpe-me pois eu não havia entendido. Abs

  11. #23
    Citação Postado originalmente por mauricio_silva Ver Post
    Olá.
    Mas os exemplos que você citou são de veículos com alto valor agregado. Veja o Camaro, por exemplo. Ele é produzido no México. A mesma versão que nos EUA custa US$ 30.000,00 (o que corresponde a cerca de R$ 90.000,00), no Brasil é vendida por R$ 310.000,00 (mais de US$ 90.000,00). E não adianta culpar os altos impostos brasileiros. O mesmo carro tem um preço três vezes maior no Brasil do que nos EUA, sendo que em ambos países o veículo é importado. E a o Brasil mantêm com o México uma parceria de importação semelhante a que ele (México) tem com os EUA.
    Ou seja, estes veículos que você citou tem uma margem de lucro "fabulosa" para o fabricante/comerciante aqui no Brasil.
    Já veículos como um Niva não vão ser "populares" entre as classes mais abastadas. São veículos destinados a classe média/baixa, com pouca margem de lucro. E portanto, pouco atrativos para um processo de importação.
    É melhor "importar pouco" mas "ganhar muito" do que "importar muito" para "ganhar pouco"... É esta a forma de pensar da industria automobilística estabelecida no Brasil. Infelizmente para nós...
    []s.
    Pois é "Che"....Essas montadoras tiram a nossa pele, fígado, rins, pulmões e o que mais der. Governo corrupto + montadoras safadas e ávidas por lucros = povo se f....... E não é só em veículos não. É em tudo.....
    4X4 Brasil

  12. #24
    Usuário
    Entrada
    26/12/2010
    Local
    Itaituba/PA
    Idade
    38
    Posts
    118
    Agradecimentos: 3
    Citação Postado originalmente por mauricio_silva Ver Post
    Olá.
    Mas os exemplos que você citou são de veículos com alto valor agregado. Veja o Camaro, por exemplo. Ele é produzido no México. A mesma versão que nos EUA custa US$ 30.000,00 (o que corresponde a cerca de R$ 90.000,00), no Brasil é vendida por R$ 310.000,00 (mais de US$ 90.000,00). E não adianta culpar os altos impostos brasileiros. O mesmo carro tem um preço três vezes maior no Brasil do que nos EUA, sendo que em ambos países o veículo é importado. E a o Brasil mantêm com o México uma parceria de importação semelhante a que ele (México) tem com os EUA.
    Ou seja, estes veículos que você citou tem uma margem de lucro "fabulosa" para o fabricante/comerciante aqui no Brasil.
    Já veículos como um Niva não vão ser "populares" entre as classes mais abastadas. São veículos destinados a classe média/baixa, com pouca margem de lucro. E portanto, pouco atrativos para um processo de importação.
    É melhor "importar pouco" mas "ganhar muito" do que "importar muito" para "ganhar pouco"... É esta a forma de pensar da industria automobilística estabelecida no Brasil. Infelizmente para nós...
    []s.
    Mas o Lada Niva tinha valor agregado, comparado com os carros dos anos noventa, será que hoje ele teria? Sim ele tem itens variolizado no Norte do país. Entretanto ele seria vendido principalmente no Sul do pais. Acho que o Suzuki Jimny já sofre com isso, por ter projeto antigo, não ter motor para andar na rodovia dos bandeirantes etc.

Classificados ANUNCIE GRÁTIS

AQUI VOCÊ ENCONTRA TUDO

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Tópicos Similares

  1. vendo lada niva todo original pintura nova excelente 12000,00
    Por juliano fogaça no fórum Vendem-se Veículos
    Respostas: 0
    Última resposta: 22/01/2014, 18:28
  2. Finalmente a nova geração do NIVA no Brasil
    Por cerberosph no fórum Niva
    Respostas: 4
    Última resposta: 04/11/2010, 17:13
  3. Nova Geração do Cherokee Sport 2008 de cara nova
    Por Dorival de castro junior no fórum Jeep Wrangler/Cherokee
    Respostas: 1
    Última resposta: 10/11/2008, 08:59
  4. Respostas: 10
    Última resposta: 14/11/2006, 13:22

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  • BB Code está Ligado
  • Smilies estão Ligados
  • Código [IMG] está Ligado
  • Código HTML está Desligado