x
Convex Datacenter
Página 47 de 47 PrimeiroPrimeiro ... 3738394041424344454647
Resultados 553 a 564 de 564
  1. #553
    Usuário
    Entrada
    17/02/2020
    Local
    Campinas/SP
    Idade
    42
    Posts
    1
    Agradecimento: 1



    Entrei aqui a partir de um grupo de whatsapp que participo.
    Esse grupo é formado por chefes mecânicos e profissionais gabaritados de várias concessionárias de veículos, além de algumas oficinas de colegas escolhidos a dedo.
    Sou chefe de oficina de uma autorizada Nissan atualmente, há 11 anos. Minha vida toda foi trabalhando com carros.

    Vim por conta de uma discussão que surgiu em nosso grupo e em outro grupo de whatsapp que participo. Não me identifiquei corretamente aqui pois não quero fazer propaganda da concessionária onde trabalho, já que essa mensagem não terá nenhum caráter de vantagem pessoal. Quero ser imparcial e não me apresentar aqui como um fornecedor de serviços. Mas a moderação tem acesso a todos os meus dados.

    Também vou fazer uma única postagem, porque não quero ficar entrando em discussões e criando confusões. Quero apenas colaborar com esse tema com o conhecimento que temos, tentando orientar as pessoas corretamente.
    Tivemos essa iniciativa em vários colegas de várias concessionárias e de várias marcas ao elaborarmos esse texto. Não é o trabalho de uma única pessoa. Nosso grupo não é oficial já que algumas montadoras ou mesmo concessionárias não aprovam muito esse tipo de troca de informações entre "concorrentes". Ridículo, mas é assim que alguns enxergam isso.

    Parece que voltou a moda agora a eliminação da válvula EGR como uma solução de economia e de evitar problemas nos veículos equipados com ela. Semanalmente nos deparamos nas oficinas com veículos com essa válvula eliminada, e isso parece que vem crescendo desde o ano passado. Na maior parte, senão em todas, os serviços são feitos em oficinas não autorizadas das marcas, que vem infestando youtube, fóruns, grupos de whatsapp e outros tantos para oferecer a sua "única" e "mais eficiente solução". Como eu já disse, a nossa participação aqui será sem qualquer identidade comercial.
    Para nós, não importa o que os donos de veículos fazem com eles. Isso é problema de cada um (se não prejudicar o próximo), mas que o faça de forma consciente e com informações e orientações corretas.

    Estamos preocupados e tristes com a quantidade de donos de veículos que tem caído no conto das "vantagens de eliminar a válvula EGR", e depois de ver a bobagem que fizeram procurarem uma autorizada da marca para tentar resolver os problemas decorrentes disso. É triste isso porque os donos destes veículos acabam gastando duas vezes, e a segunda em concessionária não é barata. Vamos ser honestos e dizer que serviços em concessionárias são mais caros, porque usamos peças originais, certificadas, de origem, e temos toda uma estrutura constantemente treinada e equipamentos específicos para os atendimentos.
    Trabalhamos com apoio da engenharia das fábricas, com desenhos técnicos, equipamentos apropriados e específicos, recebendo boletins de atualização, instruções de recalls, etc. Oficinas particulares não tem acesso a quase nada disso.

    Estimamos que mais da metade dos veículos que circulam hoje nas ruas não realizaram recalls importantes nestas condições, o que é muito grave. Quando um veículo desse dá entrada numa concessionária, imediatamente o número de chassis é introduzido no sistema e toda e qualquer orientação de necessidade de correção entra em tela. A concessionária tem a obrigação legal e moral de realizar o serviço, mesmo sem o consentimento do cliente, sob o risco de responder por negligência em caso de consequências de acidentes. Mais da 80% dos consumidores que levam seus veículos em autorizadas não tem a menor ideia de que o mesmo sofreu ajustes orientados pela engenharia de fábrica, desde um reaperto de uma dobradiça, a troca da borracha de vedação de uma porta, até a substituição de um airbag que pode levar a morte de ocupantes do veículo.
    Oficinas não credenciadas normalmente nem sabe da existência destas ocorrências.

    Alguém pode dizer, como já ouvimos, que os fabricantes falam tanto de sua competência técnica em relação as oficinas particulares mas são eles que cometem esses erros de projeto e fabricação. Mas 90% dos problemas de recalls não são de projeto, e sim de componentes fabricados por terceiros. Mas, a fábrica identifica estes problemas e corrige.
    Não queremos desmerecer as oficinas não autorizadas. Alguns colegas que ajudaram a escrever este texto trabalham nelas ou são donos de algumas. Elas acabam sendo uma opção para quem tem um veículo mais velhinho e já não se preocupa ou não pode pagar por uma manutenção mais adequada.
    Mas, o sujeito ter um veículo de 40, 70 ou mais de 100 mil reais em mãos e querer economizar algumas centenas de reais na manutenção do seu veículo não faz muito sentido.
    Mas, mesmo os donos de veículos velhinhos devem ter em mente que estão reduzindo a segurança e a confiabilidade dos seus veículos a optar por realizar economias na qualidade dos serviços.

    É comum as pessoas se perguntarem porque peças originais dos veículos duram muito mais que as vendidas no mercado paralelo. Isso acontece porque as peças do mercado paralelo não passam por controle de qualidade nas lojas, e são peças, normalmente, de qualidade inferior.
    Mas, o nosso objetivo não é defender as concessionárias, até porque elas já vivem lotadas e não precisam de nossa propaganda.
    Mas, é nossa obrigação ética e moral alertar sobre os riscos de uma manutenção mal executada nos veículos.

    No caso da eliminação da válvula EGR, chega a ser assustador como o mercado tem tratado essa questão.
    Primeiro é preciso dizer a verdade, que não é dita pela falta de conhecimento ou pela esperteza de algumas oficinas, então vamos a elas.

    1. A válvula EGR ganhou uma má fama pela falta de competência de algumas oficinas e de alguns “mecânicos”. A cada 10 carros que chegam na concessionária com suspeita de problemas na EGR, e que alguém recomendou a sua eliminação, 6 não apresentam qualquer problema na válvula, pois outros defeitos podem sugerir isso. O mecânico acaba eliminando ou trocando a válvula para descobrir, por exemplo, um problema de micro-furo numa mangueira, mas ele não conta isso para o cliente (“aproveitei e troquei umas mangueiras doutor”). Outros 3 carros destes 10 apresentam realmente problemas na válvula EGR, que é corrigido com uma simples limpeza. E apenas 1 veículo precisa realmente ter a válvula substituída. Estamos sendo bastante pessimistas, porque o índice de necessidade de substituição é menor do que isso. Mas, nenhum mecânico de oficina não autorizada conta isso para o seu cliente, e talvez até alguma autorizada de má-fé talvez recomende trocar a válvula do que limpar. Trocar a válvula ou eliminá-la é um serviço mais lucrativo do que limpá-la.

    2. A Válvula EGR é projetada para funcionar continuamente e sem manutenção por 100.000km, recomendando a sua limpeza depois disso, e somente isso. Mas, na prática, os veículos passam até dos 200.000km sem qualquer problema. Num grupo de whatsapp de donos de Frontier que participo também, tivemos depoimentos de muitos donos que passaram dos 200.000km e até dos 250.000km sem qualquer problema com esta válvula. Então não sou em quem está afirmando essa durabilidade da válvula, mas donos que atestam isso.
    Veja que com uma quilometragem dessas os donos de caminhonetes já trocaram de pneus algumas vezes, já trocaram filtros dezenas de vezes, trocaram óleo dezenas de vezes, trocaram as pastilhas de freio, correias, etc. Mas, quando se chega na válvula EGR, cria-se uma situação de valorizar demais a peça, e nem uma limpeza o dono quer fazer, quanto mais uma eventual troca, mesmo ela custando uma pequena fração de tudo que ele já trocou na caminhonete. É apenas mais um componente como qualquer outro, mas nas oficinas particulares ele ganha um “prestigio e um mistério” maior do que o próprio motor ou a turbina, por exemplo. E é aí que todo mundo vende a sua "fórmula mágica", incluindo a desnecessária e prejudicial eliminação da válvula.

    3. A válvula EGR vai durar tanto quanto os seus cuidados com o combustível utilizado e a sua manutenção preventiva.
    Ao contrário do que muita gente mal informada afirma, o nosso diesel não é ruim, pelo contrário, ele melhorou muito nos últimos anos. Mesmo algumas bandeiras desconhecidas oferecem um diesel de qualidade suficiente para não ser culpado pelos problemas de sujidades dos componentes do veículo. Alguns mecânicos adoram pegar uma válvula EGR e dizer: "Olha como está contaminada... é esse diesel ruim". Não tem nada a ver com a qualidade do diesel, mas sim da queima natural do combustível.
    Mas, é preciso ficar atento, pois sabemos que alguns postos de combustível fornece produto adulterado, fora das especificações ou contaminado pela falta de cuidado dos tanques. São mais raros hoje por conta de uma fiscalização mais severa, mas existem.

    Aí o mais espertinho dos mecânicos dirá: “Então... eliminar a EGR resolve isso”. Não, não vai resolver nada, porque combustível de baixa qualidade vai prejudicar muitos outros componentes do motor, alguns bem mais sérios do que a válvula EGR.
    A receita é simples, evite combustíveis duvidosos. Aí vem o sujeito novamente e diz: “Mas numa viagem longa pelas estradas mundo a fora não dá para saber o que se está abastecendo”.
    Em primeiro lugar, hoje temos uma infinidade de postos na estrada. Basta se programar para parar com folga para não ter que depender de um posto suspeito.
    Outro ponto, não é uma vez ou outra que utilizamos um combustível ruim que a válvula EGR ficará prejudicada. Tem que usar muito combustível ruim para que a sua durabilidade seja reduzida, e também não é assim de forma assustadora. A contaminação é bem lenta.

    Desconfie de diesel barato em postos sem bandeira ou muito pequenos. Não existe milagre no preço de combustível. Conheci muitos clientes que abasteciam seus veículos em postos suspeitos para economizar 6 reais para completar o tanque de combustível do carro, e gastou depois mais de 4 mil reais para fazer o reparo do motor.

    Procure manter a manutenção do carro em dia, principalmente filtros. Faça uma inspeção e uma limpeza da válvula EGR a cada, pelo menos, 100.000km, ou se não for possível abastecer com combustível de boa qualidade, faça isso a cada 70.000km. É uma inspeção e talvez uma limpeza, mais nada. Raríssimos são os casos em que uma troca se faz necessária, e isso quando não é feita uma limpeza há muito tempo.
    Se for precisar trocar um dia, o que é raro, troque como você trocaria seus pneus, discos ou pastilhas de freio, ou qualquer outro item. Mas, cuidando bem, é provável que você nunca precise trocar esta válvula na vida.
    Temos clientes com Frontier que já passaram dos 500.000km e nunca precisaram trocar esta peça.
    Se alguém disser que precisa trocar ou eliminar, desconfie.

    4. Nunca, jamais elimine a EGR. Por mais que o seu mecânico afirme que essa é uma ótima solução e que seu “método” não deixa nenhum problema, isso não existe. Não tem isso de fazer pequenas alterações e ajustes depois de eliminar a válvula e tudo ficar perfeito.

    Sabe o que você precisa trocar para eliminar a válvula EGR? Todo o motor.
    A válvula EGR não é um componente isolado. Todo o motor é projetado para funcionar com ela. O projeto de tubulação, as zonas de calor e resfriamento, a circulação de gases, tudo é feito para otimizar e permitir o uso da válvula EGR. E não existe a técnica de eliminação perfeita, pois todas deixam sequelas graves.
    Por mais que lhe digam que não haverá consequências negativas com o bloqueio da válvula EGR, saiba que haverá sim. O motor não vai funcionar na sua melhor condição, haverá problemas de temperatura, dificuldades para o motor atingir a temperatura ideal, problemas com catalisador, filtro DPF (o pessoal chega ao cúmulo do absurdo dizendo que o filtro DPF e catalisador vão “sujar” menos), turbina e muitos outros. Vão querer te convencer o contrário, que o motor vai trabalhar melhor, vai ficar mais potente e econômico (mentira), e virão com muitos argumentos para induzí-lo a eliminar a válvula. Esqueça isso. A tecnologia aplicada no projeto do motor para fazer uso da válvula EGR é bem mais complexa do que esse pessoal imagina. Nem nós das concessionárias temos total domínio sobre isso e muitas vezes precisamos recorrer a engenharia da fábrica para entender melhor.

    Não existe eliminação de EGR sem consequências para o motor. Não inventaram isso ainda.

    Estamos cansados de receber caminhonetes, não só Frontier (até uma média do mercado tem sofrido com isso), com problemas no motor causados pela eliminação da válvula EGR. Todos dizem a mesma coisa: “mas o mecânico garantiu que não daria problema”, “mas um amigo que fez me disse que ficaria boa”, “li num site que isso é tranquilo e até recomendado”.
    Quem nesse mundo pode garantir que uma modificação na esquina, de uma tecnologia complexa, desenvolvida por uma engenharia japonesa, e feita sem qualquer critério, é comprovadamente válida e segura?
    É preciso acabar com esse jeitinho brasileiro de remendar tudo, de fazer gambiarras e de querer “ser esperto” para gastar menos. Qualquer máquina precisa de uma manutenção preventiva correta, e uma caminhonete também é uma máquina. Conserve-a, não faça remendos.

    Ao mecânico sério resta preservar o funcionamento das partes de acordo com as suas condições de projeto, até porque ele não tem formação para fazer modificações tão profundas (muitas vezes nem leves”).
    Não vou entrar aqui em detalhes técnicos, senão muitos vão dormir na metade deste tratado.

    5. Como último ponto, vamos tocar numa questão ainda mais sensível, que por si só seria suficiente para desmotivar essa prática infeliz de eliminar a válvula EGR sem sequer entrar no mérito do projeto mecânico em si.
    Vocês sabem qual a função da válvula EGR? É diminuir os índices de emissão de poluentes do veículo, aumentando a eficiência do motor.
    Sabem qual poluição é essa? Composta principalmente de NOx (óxidos de hidrogênio). O IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicos) tem um pdf muito interessante para quem quiser conhecer mais sobre o assunto, basta jogar no Google.
    Fazem parte destes óxidos de hidrogênio o dióxido de hidrogênio e o óxido nítrico (conhecido também como monóxido de hidrogênio). Desculpem, não é o objetivo aqui abordar química, então vamos ao que interessa. Estes componentes são nocivos à saúde humana e ao meio ambiente. Simplificando... eles matam.

    O mundo civilizado tem buscado soluções para conter os níveis de emissão de poluentes. Recentemente vimos o escândalo envolvendo uma montadora que fraudou os índices de emissão poluente em testes. Foi um escândalo internacional. Na Europa a coisa foi tão séria que muitos proprietários do modelo processaram o fabricante, deixaram de comprar este modelo ou outros do fabricante, e alguns deixaram de usar os seus veículos até que o fabricante apresentasse uma solução para o caso. Mas, isso tem um nome: Primeiro Mundo.

    Aqui no terceiro mundo as coisas são diferentes. O “jeitinho” e a “esperteza” levam alguns consumidores a fazer o contrário, desativando sistemas que funcionam corretamente. Exatamente essa ideia, lá eles ficam indignados com o que não funciona, aqui desativam o que funciona. E porque? Para economizar um pouco não fazendo uma manutenção correta no veículo. Bastaria uma limpeza a cada 100.000km, que custa bem menos que um alinhamento e balanceamento de rodas.
    Os caras equipam suas “brutas” com enfeites na maioria das vezes inúteis, colocam pneus gigantes, multimídias completos, ceras de polimento especiais, mas não gastam uma pequena fração disso para conservar a válvula EGR.

    Isso é muito pior aqui no Brasil, onde o download e a pirataria de filmes acabou com locadoras e vendas de DVDs e blu-rays originais. Sabem porque? Porque é mais barato roubar. Pirataria é crime, mas ninguém se importa com o que é crime (desonestos são só os políticos que vieram do... povo). “A produtora de filmes ganha muito, não vai fazer mal”.

    A válvula EGR do meu veículo eliminada não vai representar nada no total de poluentes. Cada um pensa assim.
    Um dia coloquei essa questão para um cliente que insistia que eliminar a válvula EGR era uma possibilidade que ele estava cogitando. Ele, na sua maior falta de consciência me respondeu: “Quando esse mundo estiver podre de poluição eu não estarei mais aqui”. Ele não pensou nas gerações futuras, e porque pensaria? Não é problema dele na sua pobre consciência. O problema dele é ganhar alguma vantagem, que neste caso é na verdade uma grande desvantagem. Mas, talvez ele também não fique tempo suficiente com o veículo para sofrer as consequências mecânicas dessa decisão, e no conceito moral dele, “isso é problema do próximo comprador”.

    Sempre que alguém me pede para avaliar a mecânica de uma caminhonete que pretende comprar e eu noto que a válvula EGR foi eliminada, imediatamente desaconselho a compra. A razão é simples, se o proprietário faz uma gambiarra dessas para tentar ganhar, na sua cabeça, uma vantagem que nem existe, como ele tratou o restante da manutenção deste veículo? Será que tudo foi sempre “feito nas coxas”?

    Quem incentiva esse tipo de coisa também tem culpa, muitas vezes até mais, pois oculta alguns fatos importantes. Também está preocupado em vender sua “técnica e habilidade”, que sempre “são melhores que a do concorrente”.
    É uma vergonha imaginar que as pessoas não se preocupem com a vida, num momento em que o mundo todo busca soluções para melhorar a qualidade de vida.
    Numa época em que até canudinhos plásticos são proibidos em alguns locais. Mas, o consumidor acha um absurdo: “até parece que os meus canudinhos estão matando o mundo”.
    Os canudinhos de uma única pessoa pouco influenciará o total, mas some-se a isso as sacolinhas plásticas, os copos descartáveis, aquela queimadinha de folhas de poda no quintal, a retirada de um catalisador, a eliminação de uma válvula EGR, e multiplique pela quantidade de pessoas que fazem isso.

    É uma questão cultural, de consciência, de formação moral, mas não é certo. O bloqueio da válvula EGR impede o veículo de ser aprovado numa inspeção de emissões. Ele está ilegal. Está poluindo e colaborando para matar as espécies de vida. Uma pena que a nossa visão de terceiro mundo impeça de enxergarmos mais longe, de sermos honestos quando se trata de respeitar ao próximo, ou na falta de vontade disso, de pelo menos obedecer as leis.

    Conclusão

    Para quem não teve paciência para ler tudo, faço um resumo aqui.

    Não elimine a válvula EGR do seu veículo. Você não vai ganhar nada com isso de fato, vai ter problemas técnicos e desrespeitar a vida e a natureza.
    Abasteça com combustível confiável, faça as manutenções em dia e não caia na conversa de quem lhe tente convencer do contrário.


    Não sou eu quem afirma tudo que está neste texto, então agradeço os colegas que participaram de sua elaboração e que também conhecem bem o assunto.

    Agradecemos o interesse daqueles que leram tudo isso, pacientemente, e nos sentiremos recompensados se alguém conseguir entender esta exposição e tomar uma decisão acertada sobre esta questão.

    Desculpe se ofendemos alguém indiretamente, se incomodamos alguém, se reduzimos os lucros de alguém, ou diminuímos o prestígio e o ego de alguém, Mas a verdade precisa ser dita.

    Obrigado.

  2. #554
    Usuário
    Entrada
    25/11/2015
    Local
    Jundiai/SP
    Posts
    186
    Agradecimentos: 11
    Bom dia Iron Man

    Muito bacana a sua abordagem
    Eu estava no grupo quando saiu essa discussão, e até comentei que a minha Frontier antiga também nunca apresentou esse problema. Mas muita gente tinha mesmo Frontier com km bem alta e sem problemas com o EGR.
    Mas discussões técnicas de lado, mesmo porque não conheço bem esse assunto para opinar como os colegas aí conhecem, o que me chamou mesmo a atenção foi a sua última abordagem em relação aos poluentes que realmente já seria um forte argumento para se pensar em relação às atitudes que tomamos.

    Trago aqui até um dado sério para reflexão que também foi divulgado no grupo.

    Escândalo da Volkswagen completa 2 anos; estudo atribui 5 mil mortes ao ano na Europa

    O escândalo dos motores a diesel da Volkswagen, que poluem acima do permitido, pode ter causado 5 mil mortes apenas na Europa, diz estudo publicado nesta segunda-feira (18), quando o caso completa 2 anos.

    Escandalo da Volkswagen completa 2 anos; estudo atribui 5 mil mortes ao ano na Europa | Auto Esporte | G1
    4X4 Brasil

  3. #555
    Usuário
    Entrada
    16/09/2019
    Local
    Florianópolis/SC
    Idade
    43
    Posts
    50
    Agradecimentos: 2
    Boa tarde.

    Concordo em gênero, número e grau.

    Sem querer ofender ninguém, mas não é plausível alguém dar maior peso para a recomendação de mecânicos não especializados do que engenheiros das próprias montadoras.

    Em todos os carros que tive até hoje, segui sempre os planos de manutenção das montadoras. Eu realmente acho que não existe uma boa justificativa para se ter um carro que custa, às vezes, 100 mil reais ou muito mais, no caso das caminhonetes, e tentar economizar algumas centenas de reais nas revisões periódicas.

    "Esperteza" mesmo é manter o veículo em bom estado de manutenção, sabendo-se que o gasto preventivo é bem menor que o corretivo.

    Acerca da poluição, é outro fator triste. Não são raras as vezes em que percebo pickups novas soltando aquela fumaça negra.
    Frontier Attack 2019

  4. #556
    Usuário
    Entrada
    14/04/2018
    Local
    São Paulo/SP
    Idade
    50
    Posts
    292
    Agradecimentos: 65
    Acredito que sei quem é o colega Iron Man. Faz parte de um de nossos grupos de Frontier.
    Suas colocações foram bem oportunas, aliás, alguns pontos eu já defendi aqui.
    Mas, a sua última abordagem sobre a questão da consciência de preservação da vida e do meio ambiente foi bastante forte e muito oportuna.
    Estive recentemente na Alemanha, e como sempre acontece quando vou à Europa, tive a oportunidade de ver como o Brasil é atrasado nesta questão e tão mal visto lá fora. O nosso presidente tem uma má fama em relação a essa questão, mas vemos que nós, que fazemos parte do povo, também temos uma parcela grande de culpa.
    Temos todos os recursos aqui para um país mais "limpo", porém cometemos alguns erros lamentáveis. Como disse o colega, não se trata só de pouco se importar com o ambiente e a vida das pessoas, mas até de desrespeitar a lei e cometer um crime.
    Uma pena !!!
    Depois reclamamos que nada aqui funciona...

  5. #557
    Usuário
    Entrada
    19/03/2015
    Local
    Lucas do Rio Verde/MT
    Idade
    31
    Posts
    416
    Agradecimentos: 10
    Caramba, os bots da Nissan vão encher de groselha mais um tópico?

  6. #558
    Usuário
    Entrada
    02/11/2018
    Local
    Atibaia/SP
    Posts
    27
    Agradecimentos: 2
    Eu fiz questão de logar aqui para parabenizar a postagem do Iron Man. Não por falar que é de concessionária, ou dizer que o serviço deles é melhor ou por falar que fazem recall sem nem o cliente saber. Quase todas as minhas experiências com concessionárias Nissan deixaram a desejar, inclusive nem confio no recall de airbags realizados (que eu fui atrás, pois a CSS nem sabia).
    Mas uma coisa é verdade, a retirada da EGR e DPF é crime ambiental e aumenta a emissão de particulados causadores de CÂNCER DE PULMÃO!
    Agora o povo do interiorzão do Brasil que acha bonito imitar norte americanos fazendo “rolling coal”, fumar, mascar fumo, etc e portanto estão pouco se lixando para sua própria saúde, tampouco vão se importar com isso.
    Vai entender o que passa na cabeça de uma pessoa que compra uma picape de 190cv e acha pouco porque o 0-100km/h dela é pouco maior que 10s.
    Frontier SL

  7. #559
    Usuário
    Entrada
    14/04/2018
    Local
    São Paulo/SP
    Idade
    50
    Posts
    292
    Agradecimentos: 65
    Citação Postado originalmente por rossetto Ver Post
    Caramba, os bots da Nissan vão encher de groselha mais um tópico?
    Ué, o colega Iron Man (todos conhecem ele do grupo e contribuiu muito com todos), eu, o Bigsd, o rdmello e o amigo Rui são bots? Não entendi. Acho que no mínimo você foi leviano em afirmar isso. Todos aqui são muito conhecidos de todos e o tópico é sobre Nissan Frontier, ou me enganei? Mesmo que não fosse, a preocupação aqui é legítima, ou você acha que não?

    É, Rui, estamos perdidos.... falar a mais pura verdade pode incomodar. Lá fora o mundo desenvolvido fica escandalizado com a manipulação de emissão de poluentes da Amarok, já aqui, manifestar-se sobre a preocupação de ver uma gambiarra deliberada que causa a morte de pessoas nos transforma em "bots" e o tema em "groselha".
    Pelo menos no grupo esse tema foi tratado com muito mais seriedade, maturidade e responsabilidade por um grupo muito maior de pessoas.

    Caro amigo Iron Man, peço desculpas em nome de todos. Por isso que certas causas são quase perdidas em nosso país tupiniquim, mas não devemos abandoná-las, pois acho que é desejo de todos (ou pelo menos da maioria) estabelecer discussões saudáveis sobre o futuro, e o presente também ... já que, como vimos, 5 mil pessoas ao ano já morreram por conta da irresponsabilidade de uma única montadora.

  8. #560
    Usuário
    Entrada
    14/04/2018
    Local
    São Paulo/SP
    Idade
    50
    Posts
    292
    Agradecimentos: 65
    Citação Postado originalmente por Rui_ms Ver Post
    inclusive nem confio no recall de airbags realizados (que eu fui atrás, pois a CSS nem sabia).

    Mas uma coisa é verdade, a retirada da EGR e DPF é crime ambiental e aumenta a emissão de particulados causadores de CÂNCER DE PULMÃO!
    Li outro dia que mais da metade dos veículos afetados pelo airbag com defeito não compareceram ainda nas concessionárias para troca do componente, e a maioria já tem conhecimento disso. Um absurdo. As pessoas não estão nem aí com a vida.

    Realmente é crime ambiental, mas quem se importa? Depois reclamam de nossos políticos... vieram do povo...

  9. #561
    Usuário
    Entrada
    25/11/2015
    Local
    Jundiai/SP
    Posts
    186
    Agradecimentos: 11
    Engraçado, depois de tantos tumultuadores que infestaram os fóruns da Nissan, acabamos combinando entre nós de jamais entrar no fórum de outra marca para fazer críticas e não dar motivos para novas provocações.
    Agora estamos aqui entre proprietários de Nissan, no fórum da Nissan, discutindo um ponto de vista sobre um assunto da Frontier, e diga-se bastante justo visto a importância da questão que já trata de questões éticas e de saúde, e ainda temos que ler esse tipo de coisa? Provocação de ordem pessoal?
    Só rindo mesmo.

  10. #562
    Usuário
    Entrada
    02/01/2018
    Local
    Mossoró/RN
    Posts
    12
    Agradecimentos: 0

    Frontier 2011

    Citação Postado originalmente por ednaldoalencar Ver Post
    Veja bem, com o uso da EGR é colocado um solenoide de acionamento da turbina com 03 mangueirinhas que fica bem abaixo do filtro de ar, ela é quem controla a turbina, na minha ela deu problema e não funcionava mais deixando a turbina inativa, o carro não rendia nada e fumaçava horrores, o preço dela varia de 1700,00 à 2300,00, então peguei a mangueira que vem da bomba de vácuo por trás do cabeçote e vai para o solenoide e liguei o vácuo direto na válvula da turbina (fica bem em cima, um cilindro redondo com cano no meio). Lembrando que isolei a EGR dos dois lados e retirei a borboleta.
    Não sei se fui bem claro mas não tenho imagens.
    Que borboleta e essa que vc fala? A da própria egr?

  11. #563
    Usuário
    Entrada
    02/01/2018
    Local
    Mossoró/RN
    Posts
    12
    Agradecimentos: 0
    Então vc e aconselhável isolar as mangueiras d'água? Para evitar possível vazamento d'água para a admissão? Vou fazer isso

  12. #564
    Usuário
    Entrada
    02/01/2018
    Local
    Mossoró/RN
    Posts
    12
    Agradecimentos: 0
    Esse cara entende mesmo do assunto !!! Parabéns e obrigado pelo depoimento!

Classificados ANUNCIE GRÁTIS

AQUI VOCÊ ENCONTRA TUDO

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Tópicos Similares

  1. Frontier LE X Frontier SE/XE - Potencia
    Por A_Benito no fórum Nissan
    Respostas: 12
    Última resposta: 10/07/2017, 19:53
  2. Frontier, Frontier Serrana? Frontier Attack?
    Por Giovaniblu no fórum Nissan
    Respostas: 3
    Última resposta: 09/12/2014, 05:20
  3. tenho KIT para usar caixa EATON no troller RF eliminando a TREMEC.
    Por luis nunes junior no fórum Vendem-se Peças e Acessórios
    Respostas: 1
    Última resposta: 26/09/2011, 19:32
  4. Eliminando o limitador de velocidade S10 4.3V6
    Por 6caneco no fórum Chevrolet - GM
    Respostas: 10
    Última resposta: 26/01/2009, 15:26
  5. Frontier Sel
    Por Nicodemus no fórum Nissan
    Respostas: 7
    Última resposta: 25/02/2008, 22:33

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  • BB Code está Ligado
  • Smilies estão Ligados
  • Código [IMG] está Ligado
  • Código HTML está Desligado