x
Convex Datacenter
Página 3 de 225 PrimeiroPrimeiro 1234567891011121353103 ... ÚltimoÚltimo
Resultados 25 a 36 de 2693
  1. #25
    Usuário
    Entrada
    05/10/2007
    Local
    São Mateus/ES
    Posts
    22
    Agradecimentos: 0



    Boa Tarde Edusão.

    Quanto a instalação do turbo, tenho também uma Pajero e o manometro foi ligado em uma mangueira fina existente na saida do turbo. Estava olhando o turbo da Sportage e ela tem esta mangueira. Como estou para ir em Vitória, vou aproveitar e ir na Kia para verificar esta informação.
    Alguém poderia me responder qual a altura original do cabeçote da Sportage 2.0 turbo diesel 01/01 ? A minha foi dado um passe e vou mandar fazer uma junta nova para compensar a altura do cabeçote.
    Quando voce acelera fundo, qual o pico máximo que o manometro atinge ? Voce instalou manometro até quantos kilo ?
    4X4 Brasil

  2. #26
    Usuário
    Entrada
    30/09/2007
    Local
    curitiba/PR
    Posts
    377
    Agradecimentos: 0
    Quando voce acelera fundo, qual o pico máximo que o manometro atinge ? Voce instalou manometro até quantos kilo ?[/quote]


    Então, a minha vai até 0,9 kg de pressão, acredito que esteja original mas como comprei usada não posso garantir.

    atenciosamente,
    Edusao.

  3. #27
    A pressão máxima em regimes contínuos do turbo da SPT é de 0,8Kg/cm², na minha foi mexido na Waste Gate e está com 0,9.
    Vou abrir um pouco a bomba e levar a pressão a 1.1.
    []s

    Citação Postado originalmente por Amado Bento Ver Post
    Boa Tarde Edusão.

    Quanto a instalação do turbo, tenho também uma Pajero e o manometro foi ligado em uma mangueira fina existente na saida do turbo. Estava olhando o turbo da Sportage e ela tem esta mangueira. Como estou para ir em Vitória, vou aproveitar e ir na Kia para verificar esta informação.
    Alguém poderia me responder qual a altura original do cabeçote da Sportage 2.0 turbo diesel 01/01 ? A minha foi dado um passe e vou mandar fazer uma junta nova para compensar a altura do cabeçote.
    Quando voce acelera fundo, qual o pico máximo que o manometro atinge ? Voce instalou manometro até quantos kilo ?

  4. #28
    Meu manômetro tem escala até 2Kg

  5. #29
    Usuário
    Entrada
    05/10/2007
    Local
    São Mateus/ES
    Posts
    22
    Agradecimentos: 0
    Eduisão.
    Quanto a instalar o manometro de temperatura, manda fazer um "T" e instala os dois sensores, o orginal e o outro do manometro.
    Alguem sabe me dizer onde fica o sensor de temperatura da ventoinha da Sportage Turbo Diesel ? Se houver foto da localização, melhor ainda.

  6. #30
    Usuário
    Entrada
    24/11/2005
    Local
    São Paulo/SP
    Idade
    58
    Posts
    511
    Agradecimentos: 0
    Na minha opinião a ventoinha das Sport´s não tem sensor.
    Para quem já viu uma ventoinha desmontada percebe que há uma espécie de "condutor" de calor que está fixado no eixo e se abre em forma de espiral na parte frontal do corpo da ventoinha, (não sei se expliquei direito).
    Dizem que o tal gel se expande com o calor tornando-se mais denso, fazendo com que a ventoinha gire mais rápido.
    Porém tenho outra teoria para seu funcionamento.
    Depois que desmontei a minha percebi que a quantidade de gel em seu interior é pequeno e creio que o que ocorre é exatamente o contrário, o gel tende a tornar-se menos denso com o aumento da temperatura e com isso penetra nas rainhuras que existe no interior do corpo da ventoinha e consequentemente faz com que ela gire mais rápido.
    Ainda na minha teoria, com o tempo e constante calor o tal gel vai secando (evaporando) e consequentemente a quantidade vai diminuindo até o ponto em que não haja quantidade suficiente para penetrar nas rainhuras.
    Na minha foi substituido o gel pelo aditivo "Prolong" e está trabalhando perfeitamente.
    4X4 Brasil

  7. #31
    Usuário
    Entrada
    05/10/2007
    Local
    São Mateus/ES
    Posts
    22
    Agradecimentos: 0
    Boa Noite para todos. Alúém poderia me informar qual a altura original do cabeçote da Sportage 01/01 turbo-diesel ? Preciso desta altura para poder mandar fazer uma junta nova. A minha ferveu e o cabeçote teve que dar um passo.

  8. #32
    Usuário Avatar de ANDRÉHUFF
    Entrada
    25/08/2007
    Local
    Indaiatuba/SP
    Idade
    51
    Posts
    933
    Agradecimento: 1
    Ola pessoal, a respeito das Sportages turbo diesel,tive recentemente uma conversa muito interessante com um dos mecanicos da Kia, quando levei minha Sportage para trocar um bico numa concessionaria, eu e o mecanico de la começamos a discutir sobre a durabilidade dos cabeçotes kia tanto gasolina como diesel, ele me disse que em alguns casos nas diesel era feito um furo interno na bomba d`água para otimizar o funcionamento da mesma para que os cabeçotes não empenassem devido a aquecimentos, não entrei muito em detalhes devido a minha ser a gasolina, mas vou ver se consigo contato com ele novamente e volto a postar aqui.

  9. #33
    Usuário
    Entrada
    05/10/2007
    Local
    São Mateus/ES
    Posts
    22
    Agradecimentos: 0
    Boa Tarde NIVAHUFF. Quando voce conversar com este mecanico, pergunte para ele qual a altura original do cabeçote. O problema do cabeçote rebaixado, é que quando esta frio e voce liga o carro, faz uma fumaceira daquelas, mas é só na hora que liga, em compensação fica ótimo para acelerar.

  10. #34
    Citação Postado originalmente por comenale Ver Post
    Edusao,

    Esse é um tema muito discutido neste forum, com muitos relatos e experiências.
    Tenho uma TDI e passei por situação identica a sua. A viatura tinha esse mesmo comportamento. Quando pegava uma estrada, principalmente em subidas ou serra, a temperatura subia e jorrava água para fora do sistema.
    Não confie no marcador de temperatura, pois ele não indica a realidade. Se passar do meio, pare a viatura imediatamente. Se chegar no 3/4, a coisa fica muito feia.
    No meu caso o problema todo era uma micro fissura no cabeçote, ocasionado por um aquecimento por travamento da válvula termostática. O grande problema da micro fissura é que os sintomas de aquecimentos só aparecem em situações de esforço do motor. E aí entra num ciclo vicioso, pois o sistema esquenta e joga água para fora e consequentemente jogando água para fora volta a esquentar mais rápido
    O cabeçote das sport´s é de alumínio e muito frágil em relação a aquecimento. Não aguenta nada acima do normal
    Só resolvi esse problema quanto a viatura foi examinada por um mecânico de muita confiança e "capacitado", que me explicou em detalhes todos os sintomas sem eu ter que entrar nos detalhes.
    Digo profissional de confiança e capacitado pois de início levei a viatura a outro profissional que fez o serviço pela metado, ou seja, só plainou o cabeçote e não verificou mais nada. Resultado, tive que refazer todo o serviço inicial e mais um pouco na segunda vez
    Esse tema já tá merecendo virar um "best-seler"
    Comenale, passei exatamente pelo mesmo problema, só que meu preju foi ainda maior. A viatura começou a ferver no trânsito rodoviario e após várias oficinas (só havia oferta de cabeçote recondicionado por preço de novo), foi trocado o cabeçote com essa fissura por um novo original e genuíno, trocado junta, oleo, filtros, limpeza do radiador, etc. Custo do serviço: R$ 4100. Agora o problema é outro. A oficina dá garantia de 6 meses e estou esperando chegar na revisão dos mil km pra ver se eles dão jeito na perda de potência que apareceu depois dessa troca e o excesso de fumaça preta que faz parecer uma maria fumaça qdo acelera...Ô encrenca.
    Vc tem alguma idéia do que pode ser? Acho que vou abrir um topico pra essa dúvida.
    abraços

  11. #35
    Usuário
    Entrada
    24/11/2005
    Local
    São Paulo/SP
    Idade
    58
    Posts
    511
    Agradecimentos: 0
    Citação Postado originalmente por dalton30 Ver Post
    ...Agora o problema é outro. A oficina dá garantia de 6 meses e estou esperando chegar na revisão dos mil km pra ver se eles dão jeito na perda de potência que apareceu depois dessa troca e o excesso de fumaça preta que faz parecer uma maria fumaça qdo acelera...Ô encrenca.
    Vc tem alguma idéia do que pode ser? Acho que vou abrir um topico pra essa dúvida.
    abraços
    Dalton,
    Estou enfrentando esse mesmo problema, excesso de fumaça preta, falta de potência (parece que está com o freio de mão puxado) e ainda pior, neste feriado peguei estrada e percebi que está gastando uma barbaridade.
    Estou levando de volta pro mecânico na quarta-feira e espero que consiga resolver esse problema.
    Isso está começando a me desanimar da viatura. Adoro a danada, mas não dá pra iginorar essa situação

  12. #36
    Usuário
    Entrada
    25/09/2006
    Local
    Campinas/SP
    Idade
    59
    Posts
    714
    Agradecimentos: 2

    Exclamation Dicas

    Olá Amigos,

    Apesar de não ser proprietário de Sportage, peço a permissão aos colegas de dar alguns palpites nesse assunto de superaquecimento. Esse problema não é exclusividade de vcs. Vejo os colegas com L200 e Pajero Sport Diesel (motores 4D56 e 4M40) penando com o mesmo defeito.

    As causas de superaquecimento são várias mas podemos destacar duas como as principais: Perda de eficiência de troca de calor no radiador e/ou dificuldade de circulação de fluído refrigerante.

    A primeira delas se deve a entupimentos nas galerias do radiador e/ou problemas de circulação de ar através das colmeias (amassados, sujeira, lama, etc). Se nenhum dos aspectos acontece, pode-se ainda suspeitar da eficiência do acionamento viscoso do ventilador. É muito comum que o viscoso apresente perda de eficiência com o passar do tempo, isto é, vai girar mais lento do que o necessário, reduzindo o fluxo de ar através do radiador.

    Muitos usuários acabam travando o viscoso e o sistema passa a ter um ventilador "fixo", ou seja, girando sem escorregamento relativo ao eixo da bomba dágua, não importa a temperatura do motor. O ruído de funcionamento aumenta, mas a eficiência também.

    No segundo caso, dificuldade de circulação do fluído refrigerante, as causas podem sem várias. A primeira suspeita seria perda de eficiência da bomba dágua. Isso acontece pelo aumento de folga de trabalho entre o rotor e a carcaça, devido à corrosão de ambos. Completar o reservatório com água da torneira (sem aditivo) acelera o processo de corrosão. Não precisa ser uma corrosão destrutiva, basta o aumento de alguns décimos de milímetro na folga que a eficiência cair drasticamente.

    Outra causa é a válvula termostática. Há casos que a válvula abre com o aquecimento da água no bloco dos cilindros, mas não totalmente. Isso reduz a área de passagem entre o bloco e o radiador, dificultando a circulação do fluído refrigerante. É mais difícil, mas não impossível, uma válvula termostática travar fechada. Para verificar o funcionamento, basta retirá-la e fazer um teste simples, em casa mesmo. Coloque a válvula em água fervente e meça o deslocamento do disco de vedação. Cada fabricante especifica um valor, mas deve abrir pelo menos uns 10 mm.

    É muito comum esquecer (ou pior, não saber fazer) a sangria do sistema de refrigeração depois de algum serviço, troca de cabeçote, por exemplo. Não podemos esquecer que o cabeçote é, normalmente, a parte mais alta do motor, e por isso costuma "aprisionar" bolsas de ar. Outro detalhe é abrir a válvuva do sistema de aquecimento interno do veículo, pois a água deve chegar até o trocador de calor interno também.

    Existe um recurso que pode ser tentado, no caso de estar tudo aparentemente normal, mas persiste ocorrência de superaquecimento. Basta fazer um pequeno furo na carcaça da válvula termostática (4 mm). Através desse pequeno furo haverá sempre um fluxo de água adicional, mesmo que a válvula não abra totalmente.

    Finalmente, se é comum a ocorrência de micro fissura no cabeçote, não basta apenas plainá-lo. É preciso também fazer teste de pressão imerso em água quente, pois algumas trincas só aparecem com o cabeçote aquecido. Nem toda retífica tem condição de fazer tal teste.

    Quanto a fumaceira preta, esse é sintoma típico de queima incompleta e/ou excesso de diesel. Se o problema apareceu depois de alguns eventos de superaquecimento e não desapareceu com o serviço no cabeçote, provavelmente é defeito nos bicos.

    A Bosch prescreve para alguns bicos da linha dela temperatura máxima de funcionamento ao redor de 300 C. Por isso que o volume de diesel retorna dos bicos para o tanque é alto (20%), para promover a refrigeração dos mesmos.

    Bicos que foram "superaquecidos" podem travar ou não fechar corretamente, acarretando gotejamento e por conseguinte excesso de consumo e baixa no rendimento.

    Bem, espero ter colaborado de alguma forma para a busca de solução do problema de vcs.

    Saudações a todos,

    Octávio

Classificados ANUNCIE GRÁTIS

AQUI VOCÊ ENCONTRA TUDO

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  • BB Code está Ligado
  • Smilies estão Ligados
  • Código [IMG] está Ligado
  • Código HTML está Desligado