x
Convex Datacenter
Página 2 de 10 PrimeiroPrimeiro 12345678910 ÚltimoÚltimo
Resultados 13 a 24 de 117
  1. #13
    Usuário
    Entrada
    30/09/2010
    Local
    Tiete/SP
    Idade
    47
    Posts
    234
    Agradecimentos: 0

    Unhappy Que pena que nao vi isto antes




    O problema todo é que a prática de drenar o fluido do câmbio e repô-lo todo de uma vez (ou apenas aqueles 3 ou 4 lts que saem da transmissão) provocam um choque químico muito grande no conjunto.

    Os solenóides ou sensores de temperatura internos são muito sensíveis e a formação de material particulado é grande no interior das galerias de qualquer transmissão automática. A reposição de grandes quantidades de fluido novo gera a soltura e purga imediata dessas impurezas, com grande possibilidade de entupimento desses componentes.

    Tb existe o fato de que as diversas classes de fluidos nem sempre estão disponíveis nos postos ou pontos de troca de óleo, estabelecimentos que normalmente mantém em seus estoques os itens de rotatividade. Mas como garantir a adoção do fluido homologado para o Tiptronic, por exemplo, se o litro desse fluido custa mais de R$ 100,00 por litro?? E para piorar, vale lembrar que a mistura de fluidos apenas piora o tal "choque químico" a que eu me referi a pouco.

    A dica é sempre a mesma: MONITORE o fluido, ao invés de trocá-lo. Trocar o fluido de um automático, requer a desmontagem do conjunto, prática desnecessária e onerosa em manutenções preventivas. Esse "monitoramento" é realizado pela inspeção de algumas propriedades do fluido, tais como cor, viscosidade, presença de impurezas, PH e temperatura (principalmente). E não é preciso ter um laboratório para tanto: qualquer oficina que se preze a trabalhar com automáticos possui termômetros, viscosímetros e papel indicador de PH em seu kit de trabalho. É importante tb que a verificação se dê após 20KM de funcionamento da transmissão em regime normal, tb.

    Se o fluido trocado estava em boas condições e foi reposto por fluido equivalente, duvido que ocorram problemas. Caso alguma reação adversa seja notada, o monitoramento pode salvar o conjunto.
    Fonte :http://autoforum.com.br/index.php?showtopic=106872

    Na minha opinião pessoal tem muito mistério no ar fizeram cagada e agora nos pagamos o pato veja a seguinte matéria , com relação ao cambio de outra montadora o pior e que quando o bicho tava pegando jogaram a culpa no proprietario e o chamaram de golpista e encerraram o forum vale apena dar uma olhada

    http://www.portalmercedes.com/t11654...oleo-do-cambio
    4X4 Brasil

  2. #14
    Usuário Avatar de Cláudio Brasília
    Entrada
    10/03/2005
    Local
    Brasília/DF
    Idade
    62
    Posts
    866
    Agradecimentos: 0

    Mais fluído...

    Vejamos que o limite desta troca de fluído está diretamente relacionado com a temperatura a que foi exposto o fluído e por quanto tempo foi isto; digamos que estavámos nas dunas ao Norte do Ceará, no meio de um dia de verão e utilizando a tração intensamente, em meio à areia solta do lugar, por tempo continuado longo; este óleo vai esquentar para caraca e, também, vai ter sua vida útil encurtada em um monte de quilômetros; então, este negócio de trocar, certinho, certinho a cada tantos quilômetro, pode não vir a ser um grande negócio.

    Quando feito o flushing, pode ser que sim, pode ser que não, ou até mesmo naquele processo Ninja; pode ser, talvez, que uma carga de passagem de fluído pelo sistema, o ideal seria que fosse no sentido reverso, totalizando um ciclo, poderá ser ainda feita, com a utilização de um certo tipo de solvente industrial, misturado ou puro, que depois deverá ser retirado totalmente, com uma outra carga de fluído novo, que vai ser perdido em seguida, logo após, pois recompletar novamente com novo fluído, em mais uma carga em um novo ciclo, isto vai fazer uma limpeza mais completa, com um tipo de lavação interna, diferente do que se pode fazer em uma drenagem simples, com substituição apenas de fluído novo, mas isto ainda é muito arriscado, caso não se faça uma limpeza completa do solvente, mas isto somente deve ser usado se não houve o comprometimento dos componentes atritantes.

    Como estaremos lidando com produtos químicos diversos é importante ter em mente, sempre, que devemos conhecer a ficha técnica dos produtos envolvidos e as restrições de uso/descarte, assim bem como primeiros socorros a serem empregados em caso de emergência. Grande abraço a todos e saudações.

    PS: Aqui, neste vídeo do link abaixo tem another guy, a fazer uma limpeza e teste geral com a utilização de ar comprimido, após fazer uma desmontagem em primeiro escalão da caixa:

    [ame]http://www.youtube.com/watch?v=UbBkEqRRp0E&NR=1[/ame]
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos Nao troquem o oleo do cambio Grand Cherokee ZJ 97/98-42re_fluido_capacidade_e_kmtroca.jpg  
    Nao troquem o oleo do cambio Grand Cherokee ZJ 97/98 Arquivos Anexos

  3. #15
    Usuário Avatar de Cláudio Brasília
    Entrada
    10/03/2005
    Local
    Brasília/DF
    Idade
    62
    Posts
    866
    Agradecimentos: 0

    Angry O pobrema de uma tar de corrosão por atrito...

    Cambio automático é muito legal; é um barato dirigir quando que, grosso modo, um pistão hidráluco fecha e abre o pacote, dando início ao acoplamento ou aproveitando a inércia, com a redução da pressão e umas engrenagens lindas, chamadas planetárias em roda livre; so que este pacote é feito de discos de aço e composite, intercalados, obedecendo eixos independentes e freiado por conta revestida de material aderente. Estes materiais e adesivos utilizados são muito sensíveis às propriedades detergentes e acídas dos fluídos. Isto, este atrito ocasionado e o consequente desprendimento de partículas móveis acaba desgastando os componentes e gerando um monte de resíduos que contaminam, entopem e escariam as aberturas do corpo de válvulas e das bombas hidráulicas, principalmente. A isto, o Conselho dos sábios resolveu denominar: uma tar de corrosão por atrito, que vai comendo o câmbio devagarinho, até que um evento gatilho possa ser a gota d'água, ou do fluído utilizado naquela malfadada troca. Pode ser que, apressadamente, acabe colocando a culpa deste desfecho tragico naquela última troca de óleo da transmissão; mas é claro que, se a culpa é minha eu boto ela em quem eu quiser, mas pode ser que não seja bem assim; muitas vezes pode ser que o carro já esteja beirando os 200.000Km e a caixa, simplesmente, acabou, corroeu totalmente e desliza e ronca alto e; vai ter que ser refeita, reconstruída totalmente; como isto vai ser feito, com quais critérios técnicos a serem observados, isto são outros quinhentos.

    Minha singela contribuição, coloco logo abaixo links de vídeo sobre um breve teste de ruído, em certa viatura parecida, que apresenta problemas semelhantes; desculpem se ficou baixo o som, mas o equipamento era de amaddor:

    [ame]http://www.youtube.com/watch?v=UFAWRd6Navk[/ame]

    [ame]http://www.youtube.com/watch?v=3tU4poNRH94[/ame]

    Grande abraço a todos e saudações.

  4. #16
    Usuário
    Entrada
    30/09/2010
    Local
    Tiete/SP
    Idade
    47
    Posts
    234
    Agradecimentos: 0

    Thumbs up Nao troquem o oleo antes de ler este forum

    Claudio Brasilia
    Cara ficou muito legal o que você fez parabéns , a minha idéia de abrir este fórum era exatamente esta , deixar claro o risco que qualquer um que tenha um cambio automático de ( disparar o gatilho) e apesar de eu não ser mecânico, alguns picaretas , mal intencionados,podem usar esta artimanha e querer ganhar um cambio novo da loja onde foi feita a troca, no meu caso eu acompanhei a troca e o mecânico fez o que eu pedi, ele so errou, talvez , por não saber que a coisa poderia complicar conforme ocorreu e ter me avisado, por isso este tópico não , troque o óleo da grand cherokee eu deveria ter colocado não troque, sem antes ler este fórum .

    No meu caso estes vídeos me foram muito úteis, pois reforçou a minha tese de que o problema da minha VTR era no conversor de torque e não no cambio pois o meu cambio não fazia nenhum destes ruídos, rodava tranquilinho entrando todas as marchas no tempo certo acredito que com uma boa limpada = Vídeo 1 e a troca do conversor o meu problema pode ser solucionado , só uma observação vou certificar que o compressor tenha filtro de água senão vai complicar mais ainda , o que vocês acham,? alguma dica ?

    Obrigado a todos e quem tiver mais experiências favor compartilhar pois será muito bem vindo inclusive aos novos proprietários ou a quem quiser ter uma maquina maravilhosa igual as nossas . Valeu!!
    4X4 Brasil

  5. #17
    Usuário Avatar de Cláudio Brasília
    Entrada
    10/03/2005
    Local
    Brasília/DF
    Idade
    62
    Posts
    866
    Agradecimentos: 0

    Cambio Automático Chrysler...

    Citação Postado originalmente por Wilsonaa Ver Post
    Claudio Brasilia
    Cara ficou muito legal o que você fez parabéns , a minha idéia de abrir este fórum era exatamente esta , deixar claro o risco que qualquer um que tenha um cambio automático de ( disparar o gatilho) e apesar de eu não ser mecânico, alguns picaretas , mal intencionados,podem usar esta artimanha e querer ganhar um cambio novo da loja onde foi feita a troca, no meu caso eu acompanhei a troca e o mecânico fez o que eu pedi, ele so errou, talvez , por não saber que a coisa poderia complicar conforme ocorreu e ter me avisado, por isso este tópico não , troque o óleo da grand cherokee eu deveria ter colocado não troque, sem antes ler este fórum .

    No meu caso estes vídeos me foram muito úteis, pois reforçou a minha tese de que o problema da minha VTR era no conversor de torque e não no cambio pois o meu cambio não fazia nenhum destes ruídos, rodava tranquilinho entrando todas as marchas no tempo certo acredito que com uma boa limpada = Vídeo 1 e a troca do conversor o meu problema pode ser solucionado , só uma observação vou certificar que o compressor tenha filtro de água senão vai complicar mais ainda , o que vocês acham,? alguma dica ?

    Obrigado a todos e quem tiver mais experiências favor compartilhar pois será muito bem vindo inclusive aos novos proprietários ou a quem quiser ter uma maquina maravilhosa igual as nossas . Valeu!!
    Prezado Wilsonaa,
    Sei que este não é o primeiro e não será o último tópico sobre este tipo de cambio e seus problemas e, também, sei que sempre será muito mais fácil aos moderadores ficarem dizendo para que façamos pesquisas, antes de abrir novos tópicos, do que colocar os links respectivos em um e em outros, para tentar unificar o que para nós é muito útil em informações; mas aqui vai mais uns links, para outros tópicos, que tratam de veículo igual e problemas semelhantes, estes todos contendo mais informação sobre isto que agora tentamos descutir aqui:

    http://www.4x4brasil.com.br/forum/sh...ad.php?t=79860

    http://www.4x4brasil.com.br/forum/sh...ad.php?t=82374

    http://www.4x4brasil.com.br/forum/sh...ad.php?t=82327

    http://www.4x4brasil.com.br/forum/sh...ad.php?t=81464

    http://www.4x4brasil.com.br/forum/sh...ad.php?t=80365

    Fim-de-semana com maratona de câmbio automático; quem estiver precisando e/ou tiver interesse vai ter que ter paciência e ler estes alguns tópicos encontrados, em uma tentativa de unificação de assunto tão vasto e necessário; bom proveito.

    Realmente, o título do tópico, num primeiro instante, me pareceu que havíamos voltado no tempo, tempo em que as fábricas diziam que não seria mais necessário trocar o óleo do câmbio de alguns veículos, até então ditos mais modernos. Se algum moderador achar que deve, por favor, faça a alteração solicitada pelo anunciante do tópico, pois assim ficará melhor o entendimento. Grato, grande abraço a todos e saudações.

  6. #18
    Usuário
    Entrada
    22/03/2009
    Idade
    69
    Posts
    2
    Agradecimentos: 0

    barulho no cambio automatico cherokee sport 98

    pessoal . o cambio apresenta um barulho , um cerrado, de metal com metal quando se arranca o carro frio, depois que esquenta o problema some. quando esta quente o problema volta a aparecer na primeira marcha numa subida ingreme. bem, o problema tambem apareceu apos troca parcial do oleo.

  7. #19
    Usuário
    Entrada
    30/09/2010
    Local
    Tiete/SP
    Idade
    47
    Posts
    234
    Agradecimentos: 0

    Exclamation Bem vindo ao Clube

    Bem vindo ao clube , conforme relatado no primeiro post, o meu problema é exatamente igual ao seu, neste caso não troque o óleo ainda a não ser que seja acompanhado em uma oficina com monitoramento, pois no meu caso levarei a VTR amanha em uma especializada em cambio para ver o que aconteceu e estarei retornando aqui neste fórum o mais breve possível , não cometa o mesmo erro que eu Valeu !!

  8. #20
    Usuário
    Entrada
    30/09/2010
    Local
    Tiete/SP
    Idade
    47
    Posts
    234
    Agradecimentos: 0
    Claudio brasilia como vai beleza
    Antes de eu abrir este fórum fiz uma pesquisa e passei bastante tempo lendo alguns fóruns, alguns muito Grandes com 50 ,51 paginas e nem sempre chegavam a um objetivo a razão deste seria discutir o assunto e colher informaçoes como as suas e desde já te convido a abrir um com um resumo de todos os possíveis problemas e soluções o que você acha ? Seria mais ou menos assim, eu sei que é Complicado generalizar mas deixaremos um aviso neste caso como foi solucionado o defeito em cada caso especifico
    Estou a disposição para isso, no aguardo obrigado

    Problema = Repimboca
    Solucao 1 = trocou a repimboca
    Soluçao 2 = Trocou a parafuzeta
    Obs = So serve se for em Fusca 1972 no 1973 nao serve

    Eu nao consegui colocar uma tabela aqui
    4X4 Brasil

  9. #21
    Usuário
    Entrada
    30/09/2010
    Local
    Tiete/SP
    Idade
    47
    Posts
    234
    Agradecimentos: 0

    Angry Resposta do mecanico

    Caros amigos hoje fui a uma oficina renomada para tentar solucionar o problema da minha VTR e conversando com o mecânico que condenou o meu cambio de acordo com o que eu falei para ele , Quando fui trocar o óleo e o filtro aviam limalhas dentro do Carter e o imã estava todo coberto, o óleo estava aparentemente normal a não ser pelas limalhas , a resposta foi a seguinte vamos abrir o cambio e trocar o máster kit e mandar remanufaturar o conversor de torque ,tudo isso vai te custar +- R$ 4.000,00 se não houver algum agravante como peças grandes, traga a VTR ate aqui para que possamos passar pela maquina e ver o que acontece, eu indaguei porque havia acontecido isso e ele me respondeu o seguinte, Eu não troco o óleo do cambio a não ser que o proprietário assuma qualquer risco, desmonto o Carter e se tiver limalhas eu o aviso que o cambio esta com problemas e se ele quiser que eu monte assim mesmo o problema é dele se o carro não andar , ai eu perguntei e no meu caso se eu mandar fazer o cambio aqui e com vinte mil eu vim trocar o óleo e tiver limalhas o que acontece ? ele me respondeu não posso fazer nada o risco e seu , perguntei de novo e a garantia ? Resposta 6 meses se for a gasolina e três se tiver GNV.
    Sai de lá sem saber o que faço, Alguma opinião antes de eu abrir o cambio, agora quando engato atração a VTR morre e não tem forças a não ser de ré que quase me quebrou o pescoço.

  10. #22
    Wilson!!
    O imã existente dentro do Cãmbio é exatamente para reter as limalhas do desgaste normal e não deixar que as mesmas danifiquem o câmbio como um todo.
    A troca de oleo segundo o manual seria a cada 40.000Km , trocando o filtro e limpando o imã .
    Troque o oleo no sistema flushing e de uma olhada como fica!
    Não entre nessa história que só pq tem resíduos ( Limalha ) tem que abrir o cambio e fazer tudo ... é pegada!!
    Abçs

    OBS> Não leve na Pradomatic

  11. #23
    Usuário Avatar de Cláudio Brasília
    Entrada
    10/03/2005
    Local
    Brasília/DF
    Idade
    62
    Posts
    866
    Agradecimentos: 0

    Sem problemas...

    Citação Postado originalmente por Wilsonaa Ver Post
    Claudio brasilia como vai beleza
    Antes de eu abrir este fórum fiz uma pesquisa e passei bastante tempo lendo alguns fóruns, alguns muito Grandes com 50 ,51 paginas e nem sempre chegavam a um objetivo a razão deste seria discutir o assunto e colher informaçoes como as suas e desde já te convido a abrir um com um resumo de todos os possíveis problemas e soluções o que você acha ? Seria mais ou menos assim, eu sei que é Complicado generalizar mas deixaremos um aviso neste caso como foi solucionado o defeito em cada caso especifico
    Estou a disposição para isso, no aguardo obrigado

    Problema = Repimboca
    Solucao 1 = trocou a repimboca
    Soluçao 2 = Trocou a parafuzeta
    Obs = So serve se for em Fusca 1972 no 1973 nao serve

    Eu nao consegui colocar uma tabela aqui
    Prezado Wilsonaa,
    Sem problemas; desculpe se não disse corretamente o que pensava naquele momento, mas não tive a intenção de repreender de modo algum, quando falei em pesquisa, que é um assunto muito delicado aqui no Forum, foi tão somente uma dica para não encontrando aqui poderia encontrar ali o que procuravas, mesmo que demorasse mais ainda; friso que NÃO tenho autoridade e NÃO quero esta tarefa ingrata, nem muito menos o quase impossível encargo de fazer um RESUMO disto tudo, pois agradeço e deixo isto para os Augustos Moderadores deste Forum, que venham nos socorrer em nossas atribulações. Minha singela contribuição é procurar entender do assunto, pesquisar e anexar aqui as informações (recomendo que outros assim o façam), se disser bobagens, por favor, joguem-me suas preciosas pedras, porque assim poderei me aperfeiçoar mais, ainda, para no instante seguinte vir aqui e dizer coisa mais refinada, então. O meu problema segue, à revelia de meus esforços em corrigí-lo, quanto ao câmbio e, quando tiver uma solução, quer seja esta satisfatória ou não, pode ter a certeza que vou colocar aqui tudinho, para o deleite da galera e meu interesse pessoal, também, pois preciso registrar isto e penso: o que restará de nossa passagem por aqui é o escopo e a qualidade de nossas obras. Grande abraços e saudações destracionando.

    PS: Tenho, ainda, estudado outros assuntos aqui no nosso Forum (notadamente tópicos enormes sobre reforço de chassis e adaptação de molas Toy Band em CJs), e concordo contigo, acerca do volume de informação ser muito grande, mas preciso disto e penso que devo redobrar meus esforços e me submeter às dificuldades para chegar a um bom termo no que pretendo fazer. Convite aceito, se abrir o tópico resumo vou lá fazer contribuições.

  12. #24
    Usuário
    Entrada
    30/09/2010
    Local
    Tiete/SP
    Idade
    47
    Posts
    234
    Agradecimentos: 0

    Question Alguem já viu Isto?

    Pessoal Achei estas informaçoes em um site Americano e tentei traduzir , vai ai alguns problemas que talves possamos nos confundir com problemas de cambio, estou realisando um estudo mais profundo , mas se alguém já fez algum procedimento parecido favor postar para que possamos trocar experiências.
    A maioria das automáticas modelo antigo pode ter algum tipo debloqueio do conversor de torque para melhorar a economia de combustível. Se o bloqueio não funcionar, nao haverá economia e alguns deslizes de combustível . Faz com que incluem um solenóide de travamento ruim, informações de entrada incorreta do sensor para o controlador de transmissãoou PCM (normalmente um sensor de velocidade) e os problemas de controle hidráulico.
    Se o bloqueio não liberar ,o motor pode estremecer e morrer quando chegar em uma parada. Pode ser um solenóide de travamento com defeito, uma válvula de bloqueio de degola, fiação aterrada solenóide de travamento ou falta um bloqueio de telaplaca solenóide espaçador.

    Estremecer Lockup é outra reclamação que pode ser encontrado. Refere-se a uma vibração que é sentida imediatamente antes ou após o travamento ocorre. Esse tipode problema pode ser difícil de diagnosticar porque a causa pode ser o conversor de torque, transmissão ou motor. Motor Bad monta, falhas de ignição do motor, uma más vibraçõesCV-comum ou U-comuns, etc podem causar que pode ser sentida como um tremor em todo o sistema de transmissão.


    Se um dos veículos Check Engine luz estiver acesa, significa que o computador detectou uma falha e criou um código de diagnóstico de anomalia. Não há nenhuma maneira de saber se é um código de mecanismo de código, código de transmissão ou do corpo, assim você terá que ligar um leitor de varredura ferramenta ou código para o conector de diagnóstico para extrair o código.

    Se a densidade óptica de transmissão de luz (overdrive) está aceso ou a piscar, significa que o controlador de transmissão foi diagnosticado uma falha de transmissão interna. Para diagnosticar o problema, uma ferramenta de verificação que podem ler códigos de transmissão deve ser ligado ao conector de diagnóstico do veículo (normalmente localizado abaixo do painel perto da coluna de direcção). A ferramenta de verificação irá então exibir o código de transmissão (s) que ligou a luz de alerta ligado. O que acontece a seguir depende do código. Se o código indica um problema de desempenho interno, a transmissão provavelmente terá a atenção de um especialista. Mas, se o código indica uma falha elétrica, sensor de ruim ou solenóide, você pode ser capaz de resolver o problema sem ter de levar o seu veículo a uma loja de transmissão.

    códigos de falhas elétricas são definidos quando o controlador de transmissão ou PCM detecta aberto ou curto em um solenóide turno, o sensor de velocidade do eixo ou outro dispositivo. códigos de desempenho são definidos quando o computador envia um comando, como uma mudança de 2-3, mas a transmissão não responde corretamente.

    Com os códigos elétricos, você pode usar um DVOM para testar uma resistência solenóides. Se o solenóide é aberta, em curto ou fora das especificações, ele precisa ser substituído. códigos de desempenho, por outro lado, exigem um diagnóstico mais profundo e pode-se ser causado por falhas em sensores elétricos.

    transmissões eletrônicos usam sensores de velocidade para monitorar mudanças eo que está acontecendo dentro da transmissão. Quando as coisas não corresponder de forma adequada, uma "margem de erro" código de falha pode ser definida, indicando que algo está errado com a maneira como a transmissão é mudar as marchas. Isso pode causar a transmissão de ir para o padrão ou limp no modo, que normalmente gira todos os solenóides fora e deixa a transmissão em 2 ou 3 da engrenagem.

    A única maneira de isolar estes tipos de falhas de transmissão é seguir os gráficos de diagnóstico para o código específico (s). Relação de códigos de erro, muitas vezes acabam por ser causado por uma falha em um eixo de entrada ou saída do sensor de velocidade.

    Independentemente do que diz o código, é uma boa idéia para verificar se há boletins de serviço do OEM técnicos que se relacionam com o código ou a queixa. Muitas vezes você vai encontrar a correção no TSB, que pode exigir a substituição de um determinado componente ou mesmo reprogramar o computador de transmissão.

    Algumas transmissões Chrysler, por exemplo, pode experimentar uma "colisão shift" condição. Não há nada errado com a transmissão, mas o computador precisa ser reprogramado para recalibrar os pontos de mudança. Em Chrysler automáticas de três velocidades, mudando o fluido ATF 3 também pode ajudar a eliminar turnos duras.

    Alguns problemas de transmissão pode exigir "reciclagem" do computador. Isso também é necessário se uma transmissão electrónica ou o computador foi substituído. Chrysler TSB 18-24-95 descreve o processo de reciclagem que permite que o computador para reaprender os pontos de mudança correta.

    Desligue a bateria para apagar a memória do computador.
    Reconecte a bateria e ligar o motor.
    Drive do veículo, enquanto ele tenta manter uma posição de aceleração constante, como se acelera até por todos os quatro marchas. Se a transmissão está mudando de forma adequada, ele deve estar em 4 ª velocidade com o tempo você chegar 45-50 mph. Repita este procedimento a partir de um início de pé 15 a 20 vezes.
    Com o veículo a circular a menos de 25 km / h, fazer 5-8 ampla kickdowns acelerador para conseguir abrir a transmissão de redução para 1 a partir de segunda ou terceira marcha. Drive em 2 º ou 3 ª marcha, pelo menos, cinco segundos entre kickdowns e lembre-se chutá-la para baixo somente quando você está indo com menos de 25 mph.
    Ao dirigir em 45 a 50 km / h, fazer 5-8 para grande parte kickdowns acelerador aberto a qualquer um 2 º ou 3 º da 4a.Mais uma vez, continue dirigindo por pelo menos cinco segundos em 4 ª velocidade entre kickdowns.


    Desculpem pela tradução não domino muito bem o inglês Valeu!
    Perguntas : Alguém já fez este procedimento de reciclagem do computador ?
    Como funciona este tal de kickdowns ?

Classificados ANUNCIE GRÁTIS

AQUI VOCÊ ENCONTRA TUDO

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  • BB Code está Ligado
  • Smilies estão Ligados
  • Código [IMG] está Ligado
  • Código HTML está Desligado