x
Convex Datacenter
Página 3 de 3 PrimeiroPrimeiro 123
Resultados 25 a 27 de 27
  1. #25
    Usuário Avatar de Lotavio
    Entrada
    02/11/2015
    Local
    Recife/PE
    Idade
    35
    Posts
    17
    Agradecimentos: 0



    Citação Postado originalmente por megadeth Ver Post
    Boa tarde!

    A minha receita do sucesso para um Jeep mais confiável e confortável, sem sacrificar muito suas características é:

    1 - Kit eixo traseiro flutuante: evita acidentes como o que tive e diversos outros relatos aqui no forum;
    2 - Motor Opala 4cc (GM151) álcool ou gasolina, com caixa do Chevette (4 ou 5 marchas). Conjunto plug and play;
    3 - Pedaleira suspensa/hidrovácuo e freio a disco nas 4 para maior segurança;
    4 - Bancos em courvin de pickup, confortáveis e duráveis. Capota nova, se puder uma Bestop;
    5 - Tanque traseiro em inox, onde fica o implemento agrícola para aumentar a autonomia;
    6 - Amortecedores Ranger 99, recuo na caixa de roda traseira possibilitando levar o banco mais pra trás;
    7 - Injeção programavel Pandoo: meu ultimo upgrade no Jeep e deixou o danado muito melhor que antes. Mas esse investimento é meio caro... já aviso de antemão.

    No mais é o que os amigos falaram: tente conhecer o Jeep aos poucos e vá curtindo. Minhas meninas gostam demais do Gema, que já virou parte da família.

    Abraços
    Caio
    Boa Noite Caio e Gustavo Bulle,

    Sou leigo, entrando no mundo do Jeep agora e não entendo muito de Mecânica.
    Passa pra gente (leigo) uma breve descrição dos Prós de cada um dos tópicos mencionado por favor (dessa sua receita de sucessos!) rsssss....
    Mas precisamente os tópicos 1, 2, 3, 5, e principalmente o 7.

    Agradeço desde já a atenção.

  2. #26
    Usuário
    Entrada
    08/01/2016
    Local
    Porto Alegre/RS
    Idade
    39
    Posts
    49
    Agradecimento: 1

    Smile

    Olá pessoal.
    Fui ver alguns jipinhos...
    Milhares de configuração...

    Fiz até vários test drives... Encontrei de tudo... Jeep praticamente relíquica original, jeep todo equipado e com a lataria toda trincada porque o cara é praticamente de off road pesado.
    E os intermederiários que estavam mais dentro do meu orçamento alvo que a partir desse ponto aos poucos faço os pequenos upgrades visando a segurança e o mínimo de conforto.

    Sou engenheiro eletricista, então deixar a parte elétrica realmente funcional (pisca, para-brisas, rádio FM/MP3 e até algum sistema bloqueador anti-furto não duvido que instalarei). Coisas pequenas mecânicas como troca de assentos, ajustes no volante porque também sou alto (1.85 m), talvez resposicionar o tanque de gasolina (o design original da época debaixo do banco do motorista é coisa de maluco acho que o senso de segurança não existia) vou fazendo devargar a cada final de semana nos tempos livres.

    Mecânica moderada: trocar sistema de freio (disco), direção hidráulica, troca de câmbio, etc. Prefiro deixar para mecânico profissional.

    Como na abertura do tópico: considero o jeep cj carismático, tem um design digamos simpático. Com poucos acessórios, pneus largos, alguns suportes como bagageiro, farol de milhas já deixa uma cara mais aventureiro mesmo que seja para o meu perfil de aplicação 95% do tempo urbano, quase sempre 4x2 normal engatado. Os 5% restante, levar a patroa e as filhotas para algum campo e arrancar um punhado de terra ou grama.

    Como citei, vi diversas configurações... Diversmos tipos com motores original 6 cilindros, opala 4 cilindros até encontrei um com AP diesel mas o cara não sabia me dizer nada sobre o motor aí fiquei na dúvida se era o mesmo usado na Kombi ou algum importado do Uruguai ou Argentina (acho que fosse da Kombi apesar de baixa potência acredito que é fácil manutênção). Caixas de marcha vi que há muitas configurações, a grande maioria tinha original 3 marchas só cara de offroad pesado que colocou a de F1000 de 4 marchas.
    Direção Hidráulica percebi que é quase opcional, com o jeep parado consigo tranquilamente torcer a direção com facilidade (a maioria estava com a direção mecânica do Santana) estava mais leve que o Celta da minha mãe que é mecânico. kkkk

    Como fiquei muito confuso... E quero partir de uma configuração base para meu perfil deixar um jeep urbano, suficiente confiável para usar no dia a dia e se possível conseguiria fazer viagens longas com ele, algumas perguntas:

    1. Sobre o motor BF 6 cilindros + caixa original 3 marchas. Vale a pena essa configuração? Eu sei que esse motor é de baixa rotação e alto torque, logo bebe razoavelmente. Devido ser de baixa rotação, praticamente é quase um motor vitalício, com o tempo vaza um pouco de óleo e fuma mas o bichicho continua rodando. Encontrei um vendedor recém fez a retifica, uma preciosidade para quem é amante de restauração. Eu sei que retificar não vale a pena, melhor pegar outro motorzinho mais moderno até injetado, deixa o jeep quase que um auto.

    2. Motor Opala 4 cilindros + caixa original 3 marchas. Esse foi outra opção comum que encontrei, provavelmente o motor original pifou ou foi colocado do Opala por ser mais moderno. Os jeeps que encontrei com essa configuração, eram mais pelados e mais surradinhos até na lata.

    3. Sobre o câmbio. Alguém poderia fazer um tutorial nesses esquemas de adaptação do T-Case Willys... Até hoje está meio confuso para mim. Eu sei que se pegar um conjunto completo Motor+câmbio não tem erro tudo encaixa perfeitamente, agora como entra a caixa 4x4 e a reduzida no meio (T-Case), aí que vem o tal de flange? Porque for assim pego um jeep só no chassi e lata e motor fumando mais do que uma boca de fumo mas muito em conta... Aí colocaria um motor usado moderno dentro de qualquer carro 2.0, sei lá de um Monza ou Kadett baixado.

  3. #27
    Usuário Avatar de Roberto FL
    Entrada
    05/12/2011
    Local
    São Paulo / Londrina (FDS)/SP
    Posts
    223
    Agradecimento: 1
    Citação Postado originalmente por rodrigoevaldo Ver Post
    Olá pessoal.
    Fui ver alguns jipinhos...
    Milhares de configuração...

    Fiz até vários test drives... Encontrei de tudo... Jeep praticamente relíquica original, jeep todo equipado e com a lataria toda trincada porque o cara é praticamente de off road pesado.
    E os intermederiários que estavam mais dentro do meu orçamento alvo que a partir desse ponto aos poucos faço os pequenos upgrades visando a segurança e o mínimo de conforto.

    Sou engenheiro eletricista, então deixar a parte elétrica realmente funcional (pisca, para-brisas, rádio FM/MP3 e até algum sistema bloqueador anti-furto não duvido que instalarei). Coisas pequenas mecânicas como troca de assentos, ajustes no volante porque também sou alto (1.85 m), talvez resposicionar o tanque de gasolina (o design original da época debaixo do banco do motorista é coisa de maluco acho que o senso de segurança não existia) vou fazendo devargar a cada final de semana nos tempos livres.

    Mecânica moderada: trocar sistema de freio (disco), direção hidráulica, troca de câmbio, etc. Prefiro deixar para mecânico profissional.

    Como na abertura do tópico: considero o jeep cj carismático, tem um design digamos simpático. Com poucos acessórios, pneus largos, alguns suportes como bagageiro, farol de milhas já deixa uma cara mais aventureiro mesmo que seja para o meu perfil de aplicação 95% do tempo urbano, quase sempre 4x2 normal engatado. Os 5% restante, levar a patroa e as filhotas para algum campo e arrancar um punhado de terra ou grama.

    Como citei, vi diversas configurações... Diversmos tipos com motores original 6 cilindros, opala 4 cilindros até encontrei um com AP diesel mas o cara não sabia me dizer nada sobre o motor aí fiquei na dúvida se era o mesmo usado na Kombi ou algum importado do Uruguai ou Argentina (acho que fosse da Kombi apesar de baixa potência acredito que é fácil manutênção). Caixas de marcha vi que há muitas configurações, a grande maioria tinha original 3 marchas só cara de offroad pesado que colocou a de F1000 de 4 marchas.
    Direção Hidráulica percebi que é quase opcional, com o jeep parado consigo tranquilamente torcer a direção com facilidade (a maioria estava com a direção mecânica do Santana) estava mais leve que o Celta da minha mãe que é mecânico. kkkk

    Como fiquei muito confuso... E quero partir de uma configuração base para meu perfil deixar um jeep urbano, suficiente confiável para usar no dia a dia e se possível conseguiria fazer viagens longas com ele, algumas perguntas:

    1. Sobre o motor BF 6 cilindros + caixa original 3 marchas. Vale a pena essa configuração? Eu sei que esse motor é de baixa rotação e alto torque, logo bebe razoavelmente. Devido ser de baixa rotação, praticamente é quase um motor vitalício, com o tempo vaza um pouco de óleo e fuma mas o bichicho continua rodando. Encontrei um vendedor recém fez a retifica, uma preciosidade para quem é amante de restauração. Eu sei que retificar não vale a pena, melhor pegar outro motorzinho mais moderno até injetado, deixa o jeep quase que um auto.

    2. Motor Opala 4 cilindros + caixa original 3 marchas. Esse foi outra opção comum que encontrei, provavelmente o motor original pifou ou foi colocado do Opala por ser mais moderno. Os jeeps que encontrei com essa configuração, eram mais pelados e mais surradinhos até na lata.

    3. Sobre o câmbio. Alguém poderia fazer um tutorial nesses esquemas de adaptação do T-Case Willys... Até hoje está meio confuso para mim. Eu sei que se pegar um conjunto completo Motor+câmbio não tem erro tudo encaixa perfeitamente, agora como entra a caixa 4x4 e a reduzida no meio (T-Case), aí que vem o tal de flange? Porque for assim pego um jeep só no chassi e lata e motor fumando mais do que uma boca de fumo mas muito em conta... Aí colocaria um motor usado moderno dentro de qualquer carro 2.0, sei lá de um Monza ou Kadett baixado.
    Jipe urbano é o meu caso 90%! Parece ser mais simples, no entanto não é. Voce vai precisar de um conjunto confiável, mas que não precise subir paredes. Se tem criança e patroa, não vai querer ficar na mão com um jipe sem ar condicionado e elas de cara amarrada! Aff.

    O meu montei para aguentar uma viajem de 600km.

    Investiria nos seguintes iten para não ter dor de cabeça.

    Conjunto motor AP/GM com injeção eletronica. Motor opala é muito bom, mas carburado dá trabalho e injetar sai caro. O conjunto original é problemático para longas! Esquece isso pois já são muito antigos.
    Cambio: Tenho clark260F que é o melhor na opinião de vários, masss está faltando peças por ai. Sugiro chevette.
    DH
    Freio a disco nas 4 (não economiza nesse item!) e pedal suspenso.
    Pneus 31 BFG. Mais que isso precisa alargador, levantar, jumelos etc. Para um urbaninho está de bom tamanho! Invista em conforto!
    Amortecedores Rancho reguláveis e amortecedor de direção. Se tiver shimming conserta primeiro.
    Seria interessante escolher os que tiverem a maior parte dos itens e depois instalar outros.

    Santo antônio e abraço!
    ML 430 V8 MB --> FreeLander HSE V6 Rover LR --> OutLander V6 MIVEC - MIT + Jeep Willys 58 "Chico"

Classificados ANUNCIE GRÁTIS

AQUI VOCÊ ENCONTRA TUDO

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Tópicos Similares

  1. Respostas: 8
    Última resposta: 12/09/2012, 08:07
  2. Alargador de para lama em fibra para jeep willys com traseira redonda
    Por Claudio Almeida Machado no fórum Vendem-se Peças e Acessórios
    Respostas: 3
    Última resposta: 23/09/2011, 08:25
  3. Diferenças entre Jeep para trilha e para Rock Crawling?
    Por Alexandre Melo no fórum Jeep Willys
    Respostas: 8
    Última resposta: 18/06/2006, 20:58
  4. Compro Chassis de jeep/jeep para restaurar com ou sem doc
    Por garbage!!! no fórum Compram-se Peças e Acessórios
    Respostas: 5
    Última resposta: 25/05/2006, 12:37

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  • BB Code está Ligado
  • Smilies estão Ligados
  • Código [IMG] está Ligado
  • Código HTML está Desligado

Change privacy settings Alterar definições de privacidade