x
Convex Datacenter
Página 15 de 15 PrimeiroPrimeiro ... 56789101112131415
Resultados 169 a 173 de 173
  1. #169



    Em Castelhanos os caras cobram horrores pra te resgatar e ameça quem ta quebrado. Nas rodovias aqui do Litoral os mecanicos cobram fortunas para dar uma jeito.

    A lata de cerveja, a pipoca na estrada. É assim, tem essa mentalidade.

    Lá não vai ser diferente. É assim... fazer o q? Faz assim, não vai. E se for e ver briga, chama a Policia. Vai embora.

    Chegou lá (em qualquer lugar) e viu briga, viu problemas, foi ofendido. Chame a Policia, faça um BO. Chegue no Hotel e peça as contas. Chame o Gerente, explique o ocorrido e fale para ele que você não foi lá para ser ofendido e muito menos sofrer humilhação que sofreu.

    Se vc já pagou, tente negociar uma devolução de pelo menos uma parte. Se não pagou, fale que não vai pagar (claro, tente negociar, pq algumas taxas vc terá q pagar).

    Pronto, acabe com a farra. Aproveite e avise a todos os hospedes que estiverem passando.
    O proprio pessoal dos Hoteis e Pousada vão perceber isso e tentar mudar a situação.

    Seria legal se boicotassem os Bugueiros. Pronto, acaba.

    Como falei, um dia eles vão achar o que procuram. Pega um cara estourado da vida e toma um tiro na testa. É assim.

    Meu pai conhecia um cara q não aceitava um "A" no transito. Ele era o certo, ele era o bom. Um dia pegou um cara que não tinha o que perder e tomou um tiro. Porem, como nessa vida, tudo que vc planta vc colhe, o tiro não matou. Ele ficou tetraplegico.

    Não desejo o mau nunca pra ele, mas achou o q tanto procurou.
    Então, não vamos brigar com quem procura briga. Faça o que a lei o permite e vá embora da cidade.

    Se eu fosse dono de Hotel ficaria louco.

    Abraços

  2. #170
    Usuário Avatar de rogeriomasih
    Entrada
    28/03/2007
    Local
    Fortaleza/CE
    Idade
    45
    Posts
    2,071
    Agradecimentos: 2
    Incerteza no Carnaval gera prejuízo em Aracati

    4/3/2011


    http://diariodonordeste.globo.com/ma...?codigo=943464

    Ao contrário de anos anteriores, sobram vagas em imóveis e em hotéis de Aracati, diante da decisão da Justiça

    Aracati Decisões judiciais tão à véspera do Carnaval deixaram apreensivos empreendedores turísticos e os foliões com planos de ir para Aracati. Muitos moradores que alugaram a casa para os quatro dias de festa, com pagamento adiantado, amargam o cancelamento e a devolução do dinheiro. Em outros casos houve redução de 50% nos alugueis para o prejuízo não ser maior. O folião quer fugir da incerteza às vésperas do Carnaval.

    "Foi um verdadeiro desastre. Em alguns casos, houve desistência de 60% nas reservas", afirma Paulo César, falando da desistência de foliões para algumas casas para alugar na temporada. "Tive que dar o dinheiro de volta", lamenta. É comum, em Aracati, dezenas de famílias deixarem suas casas e irem para a casa de parentes, enquanto alugam a casa própria para os quatro dias de festa por valores entre R$ 1.500 e R$ 2 mil.

    Mas na Rua Cônego João Paulo, onde é tradicional a mudança temporária dos moradores para alugar a casa no Carnaval, as famílias não conseguiram vender reserva. Das 14 casas que geralmente são alugadas, somente cinco conseguiram manter a reserva. Uma delas é a da dona Maria Liduína, que recebeu a ligação dos locatários informando a desistência e o pedido de devolução, mas ela conseguiu "segurar" com a garantia de desconto de 50% no valor do aluguel. É o estranho quadro da cidade com um dos carnavais mais animados do Ceará: sobram vagas em Aracati.

    O dono de pousada, Henrique Eduardo, lamenta que dos seis apartamentos à disposição, somente um está alugado. O motivo foi a desistência diante da incerteza sobre a realização do Carnaval. E, de três casas que dispôs para alugar, em duas precisou devolver o dinheiro. "A única que está alugada ficou mantida porque é uma família de Pernambuco que está vindo para descansar, independente de ter ou não Carnaval", afirma.

    Liberação da ponte

    Mas não foi só a decisão judicial de primeira instância, no início da semana, que motivou a desistência das reservas. Houve reclamação quanto ao atraso no anúncio das atrações. Outro problema é a demora na reforma na BR-304, com apenas uma faixa liberada na Ponte Juscelino Kubitschek, sobre o Rio Jaguaribe. No feriado de fim de ano, motoristas passaram quase duas horas para atravessar de um lado para outro da ponte. O Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit) prometeu para até hoje a liberação da ponte nova, mas, ontem pela manhã, ainda era feita a pavimentação asfáltica.

    Tanta coisa de última hora deixa o folião apreensivo e, para sair da dúvida, muitos desviaram o roteiro para outros destinos litorâneos, como o vizinho Município de Beberibe, que registra lotação nos hotéis, pousadas e casas de veraneio na Praia de Morro Branco, ponto alto da folia no Litoral Leste.

    A Associação dos Empreendedores de Canoa Quebrada (Asdecq) aponta que o cenário de não realização de Carnaval em Aracati representaria um prejuízo de pelo menos 50%. Mas a cadeia do turismo vai para além do dono de pousada ou do locador de imóvel. Tem o comércio local aquecido pela chegada de turistas, e mesmo as bandas que contratam dezenas de pessoas.

    Mas o dilema da polêmica semana não é a importância do Carnaval, seja social ou economicamente, mas sobre a idoneidade de um Município que gasta R$ 2,2 milhões com quatro dias de festa ter por realidade um caos na saúde pública. O dinheiro gasto nos quatro dias de Carnaval é um valor próximo do que se gastaria para manutenção das instalações do hospital local por três anos.

    A "novela" do Carnaval de Aracati durou exatos três meses, desde que o Ministério Público encaminhou uma Ação Civil Pública com sérias denúncias que denotavam o caos na saúde publica de Aracati. O hospital Dr. Eduardo Dias, que atende a cinco Municípios, era o ponto central do problema, faltando de médico a medicamento. O Ministério Público pedia que a Justiça proibisse a Prefeitura Municipal de fazer gastos com festas e publicidade enquanto não fossem resolvidos os problemas na saúde. A juíza Maria do Socorro Montezuma Bulcão atendeu e determinou, no início da semana, a suspensão do Carnaval. Até o fechamento desta edição, o Tribunal de Justiça não havia informado se mantinha ou derrubara a liminar deferida pela juíza.

    Melquíades Júnior
    Colaborador
    Samurai 97
    Fortaleza-CE

  3. #171
    Usuário
    Entrada
    21/05/2006
    Local
    CWBA-BRAZIL/PR
    Idade
    45
    Posts
    1,966
    Agradecimentos: 0
    é simplesmente impressionante......











    ganhamos coisas incriveis totalmente de graça....inteligencia/natureza neste caso......e nao nos pediram nada em troca.......provavelmente por isto é que nao se da VALOR!!!!!!


    aposto meus dedos que se a cabeça do cidadao comum "doesse" por falta de usa-la ,o povo começaria a se coçar rapidinho.....por que pelo jeito só o estomago nao esta adiantando.

    Se toda esta maravilha que recebemos tivesse custado algum suor...... aposto que o povo nao estaria pintando e bordando por ai......

    ai quando filmes como 2012 aparecem o povo fica doido ....Meu DEUS o mundo vai acabar.......

    Mas NAO ESTAMOS NOS DANDO CONTA QUE NÓS JA ESTAMOS ACABANDO COM ELE só que aparentemente alguem já começou a cobrar a conta !!!!!!!!

  4. #172

    Entrada
    29/09/2011
    Local
    Fortaleza/
    Idade
    47
    Posts
    0
    Agradecimentos: 0
    è válida a opinião de todos, mas quando se vai pra trilha a ideia é aliviar o stress e deixar rolar a liberdade, hoje em dia está muito perigoso
    passear nas dunas,porque todos se acham donos do lugar. tanto os bugueiros com o pessoal das 4x4 devem estar atentos e viver em harmonia, muitas vezes a gente vê carros em alta velocidade onde se percebe que o condutor não a minima preocupação com segurança.
    se nã mudarmos nosso comportamento as trilhas e as dunas logo estarão como as ruas das grandes cidades com muita gente stressada
    que só pensa em sí. o melhor é todos os que desfrutam das maravilhas da natureza se unirem e andarem em harmonia sem ninguem tomar
    o espaço de ninguem. abraços a todos e paz na trilha...

  5. #173
    Usuário
    Entrada
    08/02/2018
    Local
    Cachoeiro de Itapemirim/ES
    Posts
    14
    Agradecimento: 1
    Estive em Canoa Quebrada e litoral norte na virada de 18/19.

    Lugar bagunçado, sujo, desorganizado, sem leis.

    Se tivesse lido esse tópico antes, não teria ido.

    Fui abordado por um guia alcoolizado, me cobrando R$120 para que eu pudesse passear pás dunas.

    Contratei outro guia pra fazer o passeio, e a sensação foi de ter jogado dinheiro fora - não há necessidade de guia. Nas dunas, brugueiros encarando todo o tempo. Dois deles, na Tirolesa, estacionaram de forma que bloqueasse meu carro, impedindo que eu saísse até que eles deixassem... Sorte um ter saído antes de mim.

    Depois de rodar 3 mil km de litoral do Brasil, afirmo que foi a primeira cidade em que me senti desconfortável e com medo.

    Se tivesse visto esse post antes, não voltaria.

    Se tivesse lido esse post antes, não teria ido a Canoa Quebrada. E essa é minha recomendação a todos.

Classificados ANUNCIE GRÁTIS

AQUI VOCÊ ENCONTRA TUDO

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  • BB Code está Ligado
  • Smilies estão Ligados
  • Código [IMG] está Ligado
  • Código HTML está Desligado