x
Convex Datacenter
Página 10 de 10 PrimeiroPrimeiro 12345678910
Resultados 109 a 115 de 115
  1. #109
    Usuário Avatar de CAPT GOTTLIEB
    Entrada
    05/12/2013
    Local
    AMPARO/SP
    Idade
    73
    Posts
    669
    Agradecimentos: 16



    Aristides e Maggion, o melhor a fazer é "não dar moleza pro azar nem pro governo". Aqui na cidade houve o emprego de radar móvel por alguns meses, durante uma administração municipal de ideologia extremada. A revolta foi grande e os operadores de radar precisaram ser protegidos por seguranças. Acredito que isto encareceu ainda mais o radar, além de ser um marketing político extremamente negativo. Agora só temos os radares fixos e nestes pouca gente cai. A solução foi manter ativos apenas 3 radares fazendo um rodízio (não divulgado). Tudo para diminuir custos. Nas estradas é mais complicado, pois é possível o agente ficar de tocaia, pegando desde pequenos erros até absurdos.
    Infelizmente parte dos motoristas é imprudente e irresponsável e a fiscalização precisa existir, senão seria o caos. O problema está no exagero, tanto de quem erra como de quem pune.
    VW-BAJA 1600 (8x33); VW-GAIOLA 1600 (8x35); JIPÃO BAND 1983;
    https://www.4x4brasil.com.br/forum/f...ao-o-onca.html

  2. #110
    Usuário Avatar de CAPT GOTTLIEB
    Entrada
    05/12/2013
    Local
    AMPARO/SP
    Idade
    73
    Posts
    669
    Agradecimentos: 16

    Troca de óleo do motor e filtros

    Hoje dia 09 de Abril de 2020 meu ONÇA virou o velocímetro. Sabe-se lá quantas vezes isto aconteceu com ele nestes seus 37 anos de existência. Talvez 3,4,5 vezes...
    Aproveitei a prisão domiciliar voluntária do coronavírus e troquei o óleo do motor, o filtro de óleo, os dois filtros de diesel e o filtro de ar. Óleo usado foi LUBRAX Extra-Turbo 15W 40 API CH-4.
    Filtro de óleo TECFIL PL 364 (Filtro de óleo inclinado motor OM-314).
    Filtros (2) de diesel TECFIL FC 161.
    Filtro de ar Red Filter OM-314.

    O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-onca-100-000-km-4-.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-troca-de-oleo-em-casa-10-.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-troca-de-oleo-em-casa-23-.jpg Troca de óleo do motor OM-314. Precisei levantar um pouco a frente do ONÇA com o macaco hidráulico para caber o balde que recolheu o óleo. Sofri um pouco para retirar o bujão do cárter, pois foi muito apertado (desnecessariamente) na última vez que trocaram o óleo. LUBRAX EXTRA TURBO 15W 40 API CH-4.
    Já usei óleo URSA TDX 15W 40 também com bom resultado.

    O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-filtro-de-oleo-inclinado-12-.jpgMeu ONÇA (1983) tem motor OM-314 com filtro de óleo inclinado, semelhante ao motor OM-364.

    O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-filtro-de-oleo-inclinado-13-.jpg Motor OM-364 com filtro de óleo inclinado. Este filtro serve no meu ONÇA.

    O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-filtro-de-oleo-vertical.jpgMeu primeiro JIPÃO (1978) tinha motor OM-314 com filtro de óleo na vertical. É um pouco maior.

    O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-filtro-de-oleo-inclinado-4-.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-filtro-de-oleo-inclinado-9-.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-filtro-tecfil-pl-364-3-.jpg Filtro de óleo inclinado (OM-314) TECFIL PL 364.

    O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-filtro-de-diesel-tecfil-fc161-2-.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-bombinha-sangrador-5-.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-bombinha-sangrador-7-.jpg Filtros de diesel (2) TECFIL FC 161
    Sempre que se troca estes filtros de combustível é preciso sangrar o sistema (bombinha ao lado da Bomba Injetora).

    Filtros de óleo (inclinado) para OM-314:
    - TECFIL PL 364
    - MANN H 932/4
    - FRAM CH 5261
    - INPECA SEL 0630

    Filtros de óleo (vertical) para OM-314:
    - TECFIL PL 442
    - MANN H 1271
    - FRAM CH 4829
    - INPECA SEL 0635
    4X4 Brasil
    VW-BAJA 1600 (8x33); VW-GAIOLA 1600 (8x35); JIPÃO BAND 1983;
    https://www.4x4brasil.com.br/forum/f...ao-o-onca.html

  3. #111
    Usuário Avatar de CAPT GOTTLIEB
    Entrada
    05/12/2013
    Local
    AMPARO/SP
    Idade
    73
    Posts
    669
    Agradecimentos: 16
    Motor OM-314 equipou os Jipes Toyotas de 1973 a 1989.
    O filtro de óleo em posição vertical foi usado de 1973 a 1980.
    O filtro de óleo em posição inclinada foi usado de 1981 a 1989.
    As dimensões destes dois tipos de filtro de óleo do motor OM-314 são diferentes, portanto é necessário atenção quando for comprar. Segundo informação do local onde compro óleo, lubrificantes e filtros o filtro inclinado do OM-314 serve no motor OM-364.

    O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-motor-om-314-filtro-v.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-motor-om-314-filtro-i.jpg

    Filtros de óleo (inclinado) para OM-314 e OM-364:
    - TECFIL PL 364
    - MANN H 932/4
    - FRAM CH 5261
    - INPECA SEL 0630

    Filtros de óleo (vertical) para OM-314:
    - TECFIL PL 442
    - MANN H 1271
    - FRAM CH 4829
    - INPECA SEL 0635
    4X4 Brasil
    VW-BAJA 1600 (8x33); VW-GAIOLA 1600 (8x35); JIPÃO BAND 1983;
    https://www.4x4brasil.com.br/forum/f...ao-o-onca.html

  4. #112
    Usuário Avatar de fabriciosimonini
    Entrada
    10/11/2010
    Local
    Brotas./SP
    Idade
    42
    Posts
    222
    Agradecimentos: 9
    Capt Gottlieb.

    Boa tarde! achei muito legal o trabalho de manutenção do "Onça", além se ser uma higiene mental, necessária devido ao extress pelo qual estamos passando, devido a pandemia do COVID-19, que tem afetados à todos independentemente de idade, problemas préexistentes de saúde, grupos de risco, condições financeiras etc... o vírus afeta a todos sem distinção.

    Eu lí a M.P que o Sr. me mandou com as relações do câmbio D-608, achei muito interessante, mais reduzido do que eu esperava, kkkkk...

    Já fazia um bom tempo que não entrava no fórum inclusive meu último post foi aqui, é que tive um pequeno problema de saúde e aos 42 anos descobri que sou diabético, mas graças à Deus estou bem e a diabete sob. controle.

    Também andei fazendo umas "traquinagens" no meu cj5, deu um "trabalho" danado!, depois de ter alguns problemas com o meu carburador TLDZ resolvi instalar uma injeção eletrônica no meu motor AP. 2.0, como já havia um tbi com os sensores e uma central guardada aqui em casa, resolvi "abraçar a causa", sendo necessário a contratação de um eletricista/mecânico para fazer o serviço (que parcialmente também foi feito por mim) e a compra de algumas peças como a carcaça e eixo de um distribuidor do motor 2.0 com o sensor hall e "janelas" do motor 1.8, bem como, bobina, módulo de ignição, bomba elétrica externa do Monza, sonda lambda de 4 fios (VW/Ford - dos tempos da Autolatina), um chicoque completo que achei em boas condições, relês, fios terminais, fusíveis, filtros de combustível, um antes da bomba e outro antes do tbi no cofre do motor, além da montagem da linhas de alimentação e retorno de combustível ao tanque, trocas dos cabos e velas, velas, óleo, filtro etc...

    Ao todo foram 45 dias em que o meu Jeep ficou "internado" na oficina até receber "alta", aproveitei para ligar o marcador de combustível e uma tomada tipo "acendedor de cigarros" no painel para carregar celular, muito útil em passeios... principalmente se houver alguma emergência. Ainda não coloquei nada na minha página, uma vez que estou acertando alguns detalhes ainda, mas assim que possível vou "documentar" tudo!, uma vez que, a estória foi bem mais longa do que a narrativa, kkkkkk...

    Vou continuar acompanhando o tópico!

    Cordial abraço!

  5. #113
    Usuário Avatar de CAPT GOTTLIEB
    Entrada
    05/12/2013
    Local
    AMPARO/SP
    Idade
    73
    Posts
    669
    Agradecimentos: 16
    Fabrício, bom dia e boa semana! Agradeço suas palavras.

    Parabéns pelas alterações que você fez no seu Jeep. Estes melhoramentos deixam nossos veículos cada vez melhores e nos deixam satisfeitos também.

    Agora a bomba da direção hidráulica do ONÇA está cada dia mais fraca e deverá ser substituída. A configuração que foi instalada há mais de 15 anos é caixa de direção da caminhonete GM S10 (1998) e bomba do FIAT ELBA. Estou estudando se mantenho o esquema ou se compensa mudar o tipo de bomba. Aguardemos.

    Tenho 73, descobri que era pré-diabético aos 40 anos. Desde então passei a não consumir mais sacarose (açúcar comum), mas continuei comendo outros hidratos de carbono, tais como derivados da farinha de trigo, milho, mandioca, batata, porém com muita moderação. Só me tornei diabético aos 65 anos e mesmo assim de forma moderada. Tomo medicação via oral duas vezes por dia e minha glicemia de jejum nunca foi acima de 140 mg%. Nunca precisei de insulina. Diabetes mellitus é uma doença muito traiçoeira e é preciso ficar atento, principalmente à dieta. Só a medicação não é suficiente. Cuide-se bem e controle bem sua alimentação.

    Três vezes por ano mando a dieta às favas: Dia de Natal, Domingo de Páscoa e meu aniversário. Mas mesmo assim não como sacarose. Em vez disso vou de macarronada e tortas (coisas que um italiano gosta). Neste 3 dias aumento um pouco a dose da medicação e uso o glicosímetro pelo menos 2 vezes/dia. Tem dado certo. São pequenas transgressões alimentares, porém toleráveis.

    Jipes são veículos maravilhosos e cada Jipeiro pode melhorá-los à sua maneira.

    O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-logo-toyota-onca-1.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-jeep-heart-1.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-jeep-willys-ad-101.jpg
    4X4 Brasil
    VW-BAJA 1600 (8x33); VW-GAIOLA 1600 (8x35); JIPÃO BAND 1983;
    https://www.4x4brasil.com.br/forum/f...ao-o-onca.html

  6. #114
    Usuário Avatar de fabriciosimonini
    Entrada
    10/11/2010
    Local
    Brotas./SP
    Idade
    42
    Posts
    222
    Agradecimentos: 9
    Capt. Gottlieb.

    Bom dia! Obrigado, estou sempre tentando melhorar alguma coisa no meu Jeep Willys dando uma manutenção adequada ou mesmo instalando componentes novos, a troca do carburador por injeção eletrônica foi muito bem vinda, disponibilizando tempo para dar atenção a outros ítens, eu mexo com carburadores desde os 18 anos, já faz um tempinho, kkkk, primeiro tive um Buggy 1600 com dois carburadores, depois meu pai comprou uma lancha com motor Jhonson de 70HPs, com três carburadores sendo um para cada cilindro, e em ambos a mutenção sempre foi feita por mim, sempre gostei de ir fazendo as coisas sozinho sem depender muito dos outros, o que me poupava tempo e aborrecimentos.

    Quando comprei o Jeep ele já veio com o motor AP. carburado e nesses 11 anos eu dei uma sobrevida aos mesmo, cheguei a plainar manualmente a carcaça para evitar falsas entradas de ar, troquei giclês, juntas, mangueiras e de três em três meses desmontava tudo e limpava com gasolina.

    Ultimamente estava bem díficil de regular a marcha lenta, estava dando excesso apesar de regular bem o nível da bóia e com o motor quente estava difícil de dar uma segunda partida, enfim, hoje já não tenho mais esta preocupação pois a injeçao está funcionando muito bem.

    Também uso a caixa de direção da S-10/Blazer, da marca ZF e a bomba é do próprio motor A.P (Santana), logo que comprei o Jeep ela tinha um vasamento de fluído constante e não deu retífica, comprei uma do mesmo modelo num desmanche e mesmo depois de todo este tempo numca mais me deu problema, salvo engano ela trabalha com uma pressão de 75 BAR.

    Com certeza o Onça possuindo motor diesel e com carroceria de lata é bem mais pesado que o Willys o que sobrecarrega o conjunto caixa de direção/bomba hidráulica, as vezes uma substituição se faz necessária, talvez por uma bomba própria para um motor à diesel, dependendo da posição do suporte ou até criar um suporte novo específico para ela, o que não é nenhum bicho de sete cabeças.

    Eu ví a foto do velocimetro Zerado que o Sr. postou acima, coicidentemente uns dias atrás eu retirei o cabo do meu velocímetro e desmontei, retirando o cabo da capa e lubrificando tudo muito bem, estava incomodado com o ponteiro do velocímetro sempre oscilando, lembrando que uso um velocímetro da Cronomac modelo Street, o limpeza e lubrificação ajudou um pouco mas a tremedeira ainda não parou completamente, acredito que seja o pinhão/corôa na caixa de transferência, estou pretendendo desmontar a mesma para troca das juntas na tentativa de eliminar um vazamento, ai aproveito para fazer a troca do conjunto pinhão/corôa por via das dúvidas, acho que a oscilação do ponteiro seja uma "característica" do CJ5.

    Abraço!

  7. #115
    Usuário Avatar de CAPT GOTTLIEB
    Entrada
    05/12/2013
    Local
    AMPARO/SP
    Idade
    73
    Posts
    669
    Agradecimentos: 16
    Fabrício, boa tarde! Aqui na montanha chegou o frio esta madrugada. Amparo fica no vale do Rio Camanducaia e na cidade sempre faz menos frio. Eu moro numa chácara, montanha e o frio é sempre maior. Em compensação o verão é mais ameno.

    Teu Jeep deve ter ficado ótimo com a injeção eletrônica. A tecnologia torna o que era moderno completamente obsoleto. Quando o avião cruzou o Atlântico os navios transatlânticos deixaram de transportar passageiros e se transformaram em navios de cruzeiro. Quando surgiu a furadeira elétrica ninguém mais quis saber do arco de pua. Quando inventaram a injeção eletrônica o carburador foi paulatinamente aposentado. Minha Gaiola usa motor VW 1600 (ar), carburador Solex H-30, tem relação coroa/pinhão 8x35 (mais curta - prioriza a força com menor velocidade) e roda muito bem. Mas como é um carro para lazer não compensa gastar tempo e dinheiro com injeção eletrônica. Além do mais acima de 80 Km/h ela fica desagradável para dirigir, pois a direção fica muito leve (ela pesa só 450 Kg) e o diferencial curto faz o motor subir muito acima de 3.000 rpm e começar a urrar. Mas conheço pessoas que tem Gaiola para corrida na terra e nestas a injeção eletrônica é uma constante.

    Consegui identificar corretamente a configuração da direção hidráulica do meu ONÇA, mas me deu bastante trabalho, pois a maioria das pessoas que vendem autopeças não sabem informar com mais detalhes a ficha técnica dos produtos. No Mercado Livre 95% ou mais não têm a menor ideia do que estão vendendo. Mas acabei encontrando um Engenheiro que trabalhou muitos anos na indústria de bombas e caixas de direção hidráulica e ele me esclareceu muito. Primeiro eu tirei minha bomba do suporte e fotografei todos os números dela e emblemas. Idem para a caixa de direção da S-10. Enviei tudo para ele por e-mail. Ele facilmente descobriu a configuração de DH do meu ONÇA feita há mais de 15 anos.

    - Caixa de direção hidráulica (marca ZF) da caminhonete S10, OEM 26000525 – GM SM 25, compatível com S10 2.8 4x4 (1998). Esta caixa aceita uma bomba de 100 bar e vazão de 8 litros/minuto a 1.200 rpm.
    - Bomba de direção hidráulica DHB – FIAT Tempra 2.0 16V (92/99) e Elba (90/96) OEM 30-013. Pressão 80 bar e vazão = 6 litros/min. Rotação para direita (sentido horário).
    - Reservatório FIAT.

    O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-bomba-dh-s10-21b-.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-dh-s10-10-.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-pump-dh-fiat-onca-4-.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-steering-pump-20-.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-dh-bomba-2-.jpg

    Pensei em comprar uma bomba da S-10, mas foi impossível, pois esta trabalha com uma engrenagem que se acopla ao motor e a minha bomba precisa ser com polia e correia. Então fui atrás de uma bomba de 100 bar e vazão 8 L/min e encontrei algumas, porém todas de tamanho, forma e disposição diferentes do que tenho no ONÇA. Isto exigiria uma nova adaptação (suportes, soldas, mangueiras, etc.). Pensei, refleti e concluí que mesmo a bomba FIAT sendo um pouco mais fraca para a caixa de DH da S-10 era trabalhou bem 15 anos. Então comprei uma idêntica e coloquei plug and play. Aproveitei para sangrar o sistema e trocar o óleo (Lubrax ATF). A bomba está funcionando muito bem, a direção está ótima, sem ruídos, sem vibrações e sem vazamentos. Na verdade quando o veículo está em movimento não costuma haver necessidade de muito esforço para pilotar, mesmo com direção mecânica. Mas em baixa velocidade e manobrando a diferença entre direção mecânica e hidráulica é notável, principalmente num veículo de quase 2 toneladas como o ONÇA. O fato desta bomba FIAT ser um pouco mais fraca em relação à caixa de DH da S-10 não deverá me trazer aborrecimentos. Afinal a outra durou 15 anos.

    Encontrei uma bomba de DH de 90-95 bar, vazão 8 L/min, bom preço e marcas AMPRI e INDISA. É usada no VW Gol, Fox e Polo. É quase igual a que tinha no ONÇA e a adaptação seria de pouco trabalho e fácil. Fiquei muito animado, mas logo veio uma decepção, pois a rotação era para a esquerda (sentido anti-horário). Dei azar.

    O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-cx-dh-s-10-1-.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-cx-dh-s-10-2-.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-new-dh-pump-1-.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-new-dh-pump-4-.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-mangueiras-1.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-suporte-1.jpg


    Embora a bomba comprada seja idêntica à bomba retirada a posição do cano de retorno do óleo (baixa pressão) estava diferente em quase 90 graus. Mas facilmente colocamos a mangueira de retorno de outra maneira e achei prudente levantar o reservatório de óleo em 6 cm.

    E depois de tudo acabado, testado e funcionando bem fui desmontar a bomba velha. Fazer uma "autópsia" para tentar encontrar a "causa mortis". Achei um anel de metal quebrado, deformado, ondulado na parte que recebe o retorno (baixa pressão). Talvez esta peça não esteja quebrada, sendo então um anel de trava, porém deformado e praticamente sem função. As aletas estavam boas. Não consegui a desmontagem completa por falta de ferramenta especial para este trabalho. Ao girar o eixo da bomba ouvia-se um pequeno ruído na parte sem desmontar (alta pressão). Concluí que além do anel quebrado ou deformado deveria haver também um desgaste generalizado e estes dois fatores deixaram a bomba fracote. Mas durou 15 anos...

    O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-old-dh-pump-5-.jpg

    A minha bomba era da marca DHB e me disseram que esta firma foi encerrada. Mas as autopeças ainda têm muitas peças DHB em estoque. A outra marca bem conceituada é AMPRI (São Paulo) e faz a mesma bomba (formato, tamanho, pressão, vazão, etc.). Há no ML muitas bombas aparentemente iguais e mais baratas...made in China e eu preferi declinar. Na verdade as montadoras fabricam poucas partes dos veículos que vendem. Elas compram quase tudo das indústrias de autopeças, que fabricam conforme o projeto da montadora. Por isso cada peça de carro pode ser comprada de marca diferente, porém igual no tamanho, forma, características, etc. O que pode diferir é o material usado e a qualidade.

    O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-bomba-dh-fiat-39-013-crestana-5-.jpg O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-bomba-dh-ampri-2.jpg
    Bombas de DH de boa qualidade

    Bons passeios com seu belo Jeep, apesar do frio que vem chegando.
    Abs,
    O retorno do JIPÃO (O ONÇA)-navy-salute-1c.jpg
    4X4 Brasil
    VW-BAJA 1600 (8x33); VW-GAIOLA 1600 (8x35); JIPÃO BAND 1983;
    https://www.4x4brasil.com.br/forum/f...ao-o-onca.html

Classificados ANUNCIE GRÁTIS

AQUI VOCÊ ENCONTRA TUDO

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 2 usuários navegando neste tópico. (1 registrados e 1 visitantes)

  1. CAPT GOTTLIEB

Tópicos Similares

  1. Envemo Camper 4X4 94 4.1 "Onça"
    Por Caio no fórum Frota 4x4 Brasil
    Respostas: 64
    Última resposta: 15/06/2018, 13:25
  2. CJ5 79 azul - "Jipão"
    Por folgado no fórum Frota 4x4 Brasil
    Respostas: 1623
    Última resposta: 15/02/2012, 11:49
  3. Lumiar - Toca da Onça - GPS
    Por itamar.vieira no fórum Relatos de Viagem
    Respostas: 0
    Última resposta: 04/10/2007, 17:57
  4. amortecedor "o retorno!"
    Por Ismar Leal Machado no fórum Suzuki
    Respostas: 24
    Última resposta: 15/08/2007, 15:16
  5. ::2a Trilha da Dona Onça :: 02/07/05 ::: Agora VAIII !!!
    Por Eduardo Merege no fórum Trilhas
    Respostas: 50
    Última resposta: 08/07/2005, 14:36

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  • BB Code está Ligado
  • Smilies estão Ligados
  • Código [IMG] está Ligado
  • Código HTML está Desligado