x
Convex Datacenter
Página 5 de 5 PrimeiroPrimeiro 12345
Resultados 49 a 57 de 57
  1. #49
    Usuário Avatar de BIOCOM
    Entrada
    26/09/2005
    Local
    rio das ostras/RJ
    Idade
    52
    Posts
    228
    Agradecimentos: 0

    Lightbulb Mini usina recicla óleo de fritura com padrão para motores diesel




    Qualquer micro empresário pode ganhar dinheiro reciclando OVF de fritura e vendendo para industrias de saboes e para uso em seus próprios motores e geradores diesel, além de outros usuários que queiram adquirir para testes.
    Em tempos de crise e pandemia, ousar de forma ponderada pode trazer bons resultados.
    Um bom plano de negócio pode indicar viabilidade em sua região, se buscar indicadores confiáveis.


    Integrantes da Coopcal reaproveitam óleo usado:
    novos equipamentos permitirão reciclagem de PETs
    Depois de passar por um longo processo de pacificação, a rotina no Complexo do Alemão, que reúne um total de 13 favelas na zona norte do Rio de Janeiro, mudou. Com a queda nos índices de violência e a consequente chegada de serviços e novos negócios, desenhou-se uma nova realidade para os moradores da região. Ali, o incentivo à reciclagem é uma das atividades que tem aberto portas para aqueles que não tinham um futuro profissional bem definido. Com um projeto voltado para a reciclagem de PETs – que já vinha sendo realizada, mas em pequena escala, por pequenas cooperativas –, o empreendedor Pedro Paulo Felicíssimo aposta que pode incrementar de forma significativa os números atuais de iniciativas que já vêm transformando a vida de muitas pessoas naquelas comunidades. O projeto ganhou a chancela da FAPERJ por meio do edital Apoio ao Desenvolvimento de Modelos de Inovação Tecnológica e Social.

    Com os recursos repassados pela Fundação, serão compradas bags – sacolas grandes para armazenar as garrafas colhidas na rua –, uma esteira de aproximadamente 12 metros e uma prensa, o que garante, ao produto final, maior valor agregado. “A esteira, com cerca de 12 metros, é fundamental para que a atividade de reciclagem seja agilizada, aumentando a produtividade total de seleção deste material”, explica Felicíssimo. Antes de serem comercializadas, as garrafas precisam ser separadas por cor e ter suas tampas e rótulos retirados. A primeira cooperativa da região a receber essas melhorias é a Cooperativa de Catadoras do Complexo do Alemão (Coopcal), formada por 26 cooperados, sendo 17 deles mulheres , que sustentam suas famílias, principalmente, com a renda obtida na reciclagem. “Com este apoio, acredito que o trabalho poderá ser até 50% mais eficiente”, aposta o empreendedor. Além de ser uma fonte de renda, o trabalho também é benéfico ao meio ambiente, porque retira das ruas uma quantidade importante de material para reciclagem.

    Além do projeto de reutilização de PETs, há na comunidade um importante trabalho de reciclagem de óleo de cozinha, que já contou com o apoio da FAPERJ, por meio do edital de Inovação e Difusão Tecnológica. A Coopcal foi uma das beneficiadas com os recursos, ao lado da cooperativa Eu Quero Liberdade (CooperLiberdade), formada por egressos do sistema prisional, colocados à margem no mercado de trabalho. Com a verba oriunda desse primeiro edital foram realizadas obras de melhoria no galpão onde trabalham as cooperativadas da Coopcal, além de terem sido compradas bombonas para armazenamento e coleta de óleo, e uma mini usina fabricada pela LPM do Brasil, equipamento com capacidade para purificar e tratar 2.400 litros/dia do óleo de cozinha usado, para venda e posterior beneficiamento pela indústria. Estes mesmos equipamentos foram disponibilizados com recursos do projeto para a CooperLiberdade, que alugou, por um ano, um container de uma empresa parceira para a instalação da mini usina e a realização da reciclagem de óleo da cooperativa, já que os cooperados não possuíam sede própria. Contando apenas estas atividades, pode-se afirmar que os membros da cooperativa receberam um estímulo importante para seguir adiante, além da conquista da autonomia financeira, pois, com a renda obtida com a reciclagem, eles conseguem se manter e ainda sustentar e ajudar às suas famílias. “O container da CooperLiberdade está localizado próximo ao local onde o jornalista Tim Lopes foi executado, Comunidade da Esperança, o que considero muito emblemático, já que onde se perdeu uma vida, outras vidas se instalaram para ganhar seu sustento e dignidade”, finaliza Felicíssimo.

    Como o trabalho de reciclagem de óleo ainda é recente, as cooperativas do complexo do Alemão conseguem recolher, por ora, cerca de 1.500 litros/mês cada, de restaurantes, da associação de moradores de Ipanema e supermercados, entre outros. O empreendedor acredita que o volume pode chegar, nos próximos seis meses, até dois mil litros mensais. O óleo recolhido é reciclado e comercializado para a Cooperativa Popular Amigos do Meio Ambiente (Coopama). Mais estruturada, esta, localizada no Cachambi e também beneficiada com equipamentos adquiridos com recursos repassados pela FAPERJ, apoia as demais cooperativas na gestão e infraestrutura.

    FONTE: FAPERJ
    Lpm Do Brasil | Facebook
    Mini Usina Biodiesel no Mercado Livre Brasil[A:mini%20usina%20biodiesel]
    Equipamento -mini Usina Recicladora De Oleo Vegetal- Usada | Mercado Livre
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos -biodieselcycle.jpg   -di_78_s57576ytmyu6.jpg   -pydjyi7l_dfu.jpg  

  2. #50
    Usuário Avatar de BIOCOM
    Entrada
    26/09/2005
    Local
    rio das ostras/RJ
    Idade
    52
    Posts
    228
    Agradecimentos: 0

    Unhappy VeÃ*culo movido a ov é aprendido novamente.

    Apreensão de veículo movido a óleo vegetal - capítulo 2, versículo 3...
    Publicado em 08/11/2009 19:33 e atualizado em 09/03/2020 20:568812 exibições
    Fendel teve mais um dos seus veiculos a Oleo Vegetal apreendido.




    Meus caros iludidos, assaltados e enganados brasileiros:



    Muito obrigado pelas várias idéias e pela oportunidade de novamente explanar sobre a magnitude da descentralização.

    Repasse e comente este texto. O (re)conhecimento, a repetição, a revolta e a divulgação, são nossas únicas armas contra a sacanagem oficial.



    Um pouco de história dos motores a óleo vegetal - OV:

    O motor a explosão por compressão foi concebido pelo alemão Rudolf Diesel em 1892 e funcionava originalmente com pó de carvão vegetal.

    Na feira mundial de Paris em 1900, Rudolf apresentou seu motor movido a óleo de amendoim, que desenvolveu a partir de 1897.

    Naquela época não existia óleo Diesel, e o próprio Rudolf profetizava que seu motor a OV seria a revolução dos países agrícolas.

    Profecia real, tão logo se quebre o porco monopólio energético.

    !cid_001901ca5c75$bed83590$0100007f@f800af2a4985a4 .jpg

    Em 1987, o eficiente motor ELKO (foto acima) do alemão Ludwig Elsbett, deveria entrar em produção seriada aqui no Brasil, com números impressionantes, turbinado, rendimento fantástico de 40%, o que, num carro do porte de um Santana, com velocidade de 60 km/h resultava em 35 km com 1 litro de óleo de fritura, sem eletrônica, sem materiais especiais, sem refrigeração a ar ou água, e com durabilidade superior a 400.000 km.

    Mas, bastou o assunto aparecer na mídia, para ser enxotado pelo vagabundo peleguismo mafioso fóssil.

    Aliás, até hoje, o Brasil produz o mais sujo e mais caro óleo Diesel do mundo, e é único também na estúpida proibição de uso dos econômicos e eficientes automóveis com motor a explosão por compressão, que qualquer outro cidadão do planeta pode utilizar, menos o escorchado povo brasileiro.



    Por insistência do Bautista Vidal, foi instituído o pró-álcool, de forma centralizadora, a ponto de até hoje ser proibida a produção e a venda de álcool em pequena escala. Quem faz cachaça, faz o proibido etanol combustível de micro-destilaria, da melhor espécie.

    O Bautista tentou ao mesmo tempo implantar o pró-óleo, mas foi abortado pelos corruptos, pois além de descentralizado, o uso e a produção do OV é ainda melhor e mais fácil do que a do etanol.

    Nesta época o baiano Hernani de Sá https://www.biocombustiveis.com..br testou uma Parati da VW, com motor Diesel e andou 87.000 km com óleo de dendê, de amendoim, de soja e de cacau.

    O Presidente Collor andou e se encantou com essa Parati a dendê do Hernani...

    Aliás, Collor não foi deposto da presidência do Brasil por causa de uma Elba... e sim, por causa desta Parati a OV, o que fica evidente quando sabemos que a mais recente e muito maior falcatrua do "Land Rover" não deu em nada, nada, absolutamente nada...



    O Sylmar da Cati - SP, há anos pesquisa, com muito sucesso, o uso das misturas de OV como por exemplo: OV30G5, ou seja, 30% de OV, 5% de gasolina e 65% de Diesel.

    No PR temos o Pastor Fuchs com suas mini-usinas de OV extra-virgem e misturas OV20 em motores eletrônicos.

    No RS temos o Lenhardt, com mais de 200 mil km rodados a OF100 (óleo de fritura) em sua S10 - GM, apelidada carinhosamente de pasteleira.

    E muitos, muitos outros.

    No mundo rodam mais de 200.000 veículos a OV, em maior número na Alemanha, e de forma artesanal.

    Infelizmente a indústria mundial procura centralizar as coisas descentralizadas, afim de concentrar phoder, dominar e promover maracutaias, resultando que quaisquer medidas reais de desenvolvimento social, sofrem vultoso boicote.

    O que sobra são sacanagens e bobagens como mercado de carbono, terrorismo ambiental escravagista, terras indígeno-quilombolas, etc.



    !cid_001a01ca5c75$beda7f80$0100007f@f800af2a4985a4 .jpg

    O Passat Variant com mandato de apreensão é o meu terceiro veículo a OV arrestado pela polícia...

    O primeiro, foi um Ômega Suprema a OV, com motor Toyota, que a polícia rodoviária confiscou a caminho do Fórum Mundial Social em Porto Alegre, onde iria fazer uma palestra sobre bioenergia e ENEREDE Page not found - Fendel - Opcoes Binarias, Apostas Esportivas e Loteria com Fendel, que acabei fazendo por telefone. O carro se auto-denunciou através do barulho diferente característico do motor, ao passar por uma barreira de controle policial, e acabou na sucata.

    O segundo veículo foi um caminhão MB 1113 a OV, seqüestrado após 6000 km participando da expedição nacional "Energias Positivas" promovido pelo Greenpeace e denunciado devido aos tanques suplementares com 2 mil litros de OV. Page not found - Fendel - Opcoes Binarias, Apostas Esportivas e Loteria com Fendel

    Do Passat retirei o motor a gasolina 2.0 e instalei um motor Diesel do Golf 1.9 eletrônico, com turbina variável e intercooler... um verdadeiro bólito, econômico, limpo e eficiente. Page not found - Fendel - Opcoes Binarias, Apostas Esportivas e Loteria com Fendel

    Através de ações judiciais e mandatos de segurança, no PR e SC, a Dra. Ana conseguiu uma homologação provisória em SC, que agora foi derrubada por "unanimidade" pela capacha juschtischa do estado de SC...

    Este motor já está com 100 mil km rodados com misturas de OV70 a OV30 (óleo de fritura)(equivalentes a 50 mil km de OV100).

    Não há oficina de manutenção deste motor neççepaísch... e fazem 50 mil km que não troco o filtro do óleo lubrificante, por não achá-lo para comprar.



    Veículos novos movidos a OV, não provocam chuva ácida...

    Com oxi-catalisadores, os automóveis a OV são atualmente os mais ecológicos e sustentáveis imagináveis de serem produzidos neste planeta, e o serão por muito tempo, ou mesmo para sempre, pois energia não se cria do nada, e o OV é uma das mais concentradas energias que a natureza nos fornece graciosamente, afora as reações nucleares, que continuarão sujas, inviáveis e perigosas. Motores a OV são muito mais limpos, eficientes e baratos do que os elétricos e a hidrogênio, pois o poder energético dessas infantis opções, veneradas como soluções centralizadoras, é ridículo, ...sem considerar que 80% da EE gerada no mundo ainda é agonizante fóssil.

    Um litro de desprezado óleo de fritura tem 3000 vezes mais energia do que um litro de endeusado H2 (ambos nas CNPT)... e 80 vezes mais energia do que num “litro” de idolatrada bateria à plena carga...

    !cid_001b01ca5c75$beda7f80$0100007f@f800af2a4985a4 .jpg

    O protótipo VW de nome L1 faz 70 km com apenas 1 litro de óleo vegetal.





    Recomendo a entrevista ao Canal Rural (vídeos de 10 minutos) sobre a descentralização das energias:




    Tendo em mente que os "eschpeschialischtas" continuam viajando na maionese... a maioria por ignorância, e os demais por dólares nas cuecas.







    HidroEólicosBioAbraços

    Eng. Thomas Renatus Fendel

    www.fendel.com.br



    Acesse a entrevista maravilhosa com a filósofa Ayn Rand:
    https://www.libertarianismo.com/inde...a-em-portugues
    Leia o livro com a revolta de Gustavo Barroso em pagar míseros 4% de escorchantes juros ao ano (1934) aos Rothschild:
    http://www.scribd.com/doc/8499053/Br...ustavo-Barroso
    A dinastia Rotschild: https://brasilacimadetudo..lpchat.co...612&Itemid=234
    Representantes dos Bilderbergers no Brasil: https://brasilacimadetudo..lpchat.co...631&Itemid=234
    Leia o livro "A Revolução dos Bichos" e compare com a ladroagem inschtituschional de nossos dias:
    https://d.yimg.com/kq/groups/1305737...odosbichos.pdf





    FONTE: NOTICIASAGRICOLAS.COM

  3. #51
    Usuário Avatar de BIOCOM
    Entrada
    26/09/2005
    Local
    rio das ostras/RJ
    Idade
    52
    Posts
    228
    Agradecimentos: 0

    Smile Depoimentos de usuarios de ov e respostas do eng thomas fendel

    Paulo Lenhardt escreveu:

    Meu querido e amado Fendel, fiquei chocado com esta notícia da apreensão de teu carro!!! Não dá para acreditar, tanta coisa importante pedindo urgência neste pais e vão logo te CAÇAR..... REALMENTE NÃO SEI O QUE FAZER NUMA SITUAÇÃO DESTAS!!! Mas qual é o argumento deles, qual o CRIME que estás cometendo!!!! NÃO TEM APELO!!!???? sei lá.... É difícil viver num pais assim!!!! Só posso dizer que estou totalmente solidário, mas não sei o que fazer....

    !cid_001c01ca5c75$beda7f80$0100007f@f800af2a4985a4 .jpg

    PS: To fechando 200.000 Km com óleo de fritura, abri o motor da S10 pasteleira e nem sujo estava, tudo perfeito, fechei novamente e to rodando, só tá difícil conseguir óleo, a indústria do biodiesel tá comprando tudo... o lado de lá é muito safado e sujo, não deixam nenhum precedente!!!! Vamos nos falando. Abraços, Paulo.

    (FENDEL) R: Alguns advogados me disseram que não adianta apelar, pois devido à troca do número da ação, perdemos o prazo legal... Outrossim estes mamagaios da juschtischa se basearam apenas no fato do motor ser Diesel... proibido neççepaísch em carros com menos de 1000 kg de carga útil... por lei feita em benefício exclusivo da porca e ineficiente porcobráisch.

    A própria porcobráisch agora recolhe óleo de fritura... prá fazer bioBOBO...e mentirosa propaganda social... e não sei não, se simplesmente não misturam OV ao Diesel... vendendo OV4 no lugar do B4...






    Rolf escreveu:

    Fendel, Agora tu acertou na veia ... quando o Claudio Humberto emcampa uma ideia e bota no site dele é prá mexer com quem de direito Lembras quando te passei em tempos idos o e-mail da carro movido a oleo vegetal e que na Alemanha já tinham 1.800 postos de puro oleo vegetal de canola abastecendo Mercedes & BMWs Kompressor ??? HIPOCRISIA que eu não entendo ... tem milhões de carros rodando com oleo vegetal puro ou misturado clandestinamente - é um cheiro de pastel só e os FDP do governo podam um que está tentando legalizar. Olhe a matéria abaixo https://www.revistaocarreteiro.com.b...id=410&edid=40 rolf

    Coluna do Cláudio Humberto de 04/10/09:

    Combustível ‘limpo’ vira caso de polícia no Sul

    O engenheiro Thomas Fendel pode ir ao Supremo Tribunal Federal contra a apreensão absurda, em Santa Catarina, esta semana, de um de seus “carros limpos”. Movido a diesel e óleo de canola, o carro OV não pode circular, dizem autoridades, porque o diesel (“sujo”, derivado de petróleo) é proibido em carros pequenos. Barato e não poluente, o combustível roda clandestinamente em centenas de veículos no país.

    Tio Patinhas

    O motor de carro movido a óleo de canola é uma uma das invenções de Thomas Fendel, “tio Patinhas” paranense de 51 anos.

    Lucro para todos

    A polícia mandou retirar o motor OV e trocar por gasolina. O carro faz 20km com óleo de fritura - pequenos agricultores lucrariam produzindo.

    No país do pré-sal

    Fendel banca sozinho há 30 anos o sonho da bioenergia, no país do pré-sal distante. A Alemanha tem cem mil carros movidos a OV

    (FENDEL) R: Pois óia, acertei num prego... pelo que percebo, quem enfrenta o monopólio da pelegada sindicalizada, sofre impeachment, perseguição, desprezo, ridicularização... o povo deççepaísch é enganado 72 horas por dia... é algo descomunal. E dê-lhes circo e pão através de futebol, olimpíadas e cestas eleitorais. Pagamos os maiores juros do planeta, damos risada, e achamos que a galinha preta quer assim, que esse é noççodestino.






    Hermínio escreveu

    Acho que o Cláudio Humberto quis dizer "Professor Pardal" e acabou saindo "Tio Patinhas".

    A menos que ele tenha tido acesso à sua declaração anual de IR...héhéhé

    Ontem, na TV Senado, um senador, Gilberto Goellner (DEM/MT), estava sendo entrevistado. Me pareceu um cara bem intencionado, honesto. Você o conhece? O tema era "Óleo Vegetal Refinado Combustível". É a mesma coisa que você prega?

    O entrevistador num dado momento disse que quando o álcool começou, o esquema de produção era subdividido em pequenos produtores. Mas que depois saiu uma lei exigindo um capital mínimo para ser produtor, o que acabou com eles.

    Durante o programa foi dito também que os países não-tropicais estão mais adiantados em bio-combustíveis que a gente. Bate com o que o Cláudio Humberto diz no recorte sobre a Alemanha.

    Outra coisa que ouvi na entrevista é que 50% do custo do transporte rodoviário neççepáisch é devido ao diesel. Não está meio alto?

    Se somarmos o pedágio, não sobra nada... Espero que eu tenha entendido corretamente.

    Um abraço. Hermínio.

    (FENDEL) R: O professor Pardal foi meu aluno, e tirou nota 7, hehehé... Sim, conheço, há muito tempo venho fornecendo informações e sugestões aos 4 cantos, e é uma piada infame, os países não tropicais produzirem e utilizarem mais bioenergias do que os ensolarados tropicais...

    Meus bioamigos mineiros Marcelo Guimarães - in memorium e Sérgio Pataro fazia(em) etanol clandestino em microdestilarias a R$ 0,30 o litro, e ainda sobra bagaço e vinhoto para reforçar a ração das vacas leiteiras. O Pataro até batizou uma de suas dezenas de microdestilarias, com direito ao hasteamento da Bandeira Nacional, com meu nome, em reconhecimento ao incentivo que lhe dei para ser clandestino... sei de dono de posto de combustíveis que tem microdestilaria clandestina... e está certíssimo...

    O papo de que o combustível onera o transporte é balela... mande um pacote por sedex, calcule o preço por kg/km e analise a roubalheira dos monopólios oficiais...





    Benayon escreveu:

    Caro Fendel, Por sermos brasileiros, não somos filhos das putas, ladrões nem mentirosos.

    Asbandalheiras acontecem em todo este conturbado planeta, e as que cometem nos países ditos civilizados são inimaginavelmente brutais.

    Bem, passemos ao carro. Penso que o melhor será esconder o veículo e fazer uma ocorrência em delegacia, dizendo que o veículo foi furtado, que desapareceu.

    Informar a “autoridade” judicial desse desaparecimento do veículo.

    Depois de um tempo, voltar a usá-lo, depois de pintá-lo sem os dizeres que vinha portando.

    Enquanto isso analisar o processo, com a ajuda de advogado, verificando também se se dormiu no ponto ao longo desse processo.

    Ao mesmo tempo, continuar na luta, com a consciência fortalecida de que não dá para fazer muita coisa senão virar gado, enquanto perdure o atual sistema econômico e político, governado pelos donos da grana. Quem, nesse sistema de eleições movidas a dinheiro, tem mais poder político, as distribuidoras de derivados de petróleo, especialmente as transnacionais, ou nós? Saludos, Adriano Benayon

    (FENDEL) R: Os filhos e netos das putas são apenas os brasileiros mentirosos, ladrões, assassinos e quetais, realmente a minoria, mas, infelizmente são estes os pilantras que se tornam políticos, e que regem nossas vidas e ações.

    Não posso esconder o carro, pois a documentação está em meu nome, e sem o registro legal, o veículo perde o valor, não posso transferí-lo, e sobra apenas a opção de vendê-lo picado, em peças, com meu nome sujo. O esquemão progressivo de escravizar e espoliar o povo deççanação é perfeito, é obra secular de vivaldinos, a cada hora mais elaborado, sofisticado e nojento.

    Penso em recorrer da sentença em Brasília, e estou à procura de um advogado que se habilite a tal, a preços módicos.





    Delmondes escreveu:

    Fendel, Pelo que li, só posso concluir duas coisas, ou esses juízes são uns beócios totais que não compreenderam que se tratava de um modelo piloto, fruto do trabalho de um cientista, e que, para tanto, bastava uma inspeção veicular para verificar se o veículo poderia causar danos às vias, ao meio ambiente, aos seus passageiros ou aos transeuntes. Constatado que o veículo cumpre todas as disposições de segurança previstas em lei, ficaria ele liberado para circular como um veículo de teste, creio até que poderia ter um placa de cor especial. OU esse juízes estão a serviço da ignorância, da idade da pedra lascada, dos interesses políticos e econômicos de certos grupos e, para isso, usam o texto da lei que melhor lhes aprazem.
    Todos sabemos que a proibição de veículos leves movidos a diesel no Brasil só existe porque o diesel é subsidiado para que a nossa economia se mova sobre as rodas de caminhões.. Não existe impedimento técnico algum para que veículos movidos a diesel não circulem no país. Vc está usando em seu carro-teste um combustível que não é subsidiado pelo governo, na verdade, vc mesmo o produz e o está testando num veículo para, num possível futuro, legalizar a produção de tal combustível. Que é que tem de errado nisso.
    Recorra, use todos os argumentos possíveis, mas não desista. Infelizmente nada posso fazer por vc a não ser emprestar um pouco do meu raciocínio.

    Hernani, O problema disso tudo é puramente econômico. As grandes empresas, Petrobras inclusive, não admitem que no quintal da nossa propriedade possamos prensar dendê, transformar em óleo e colocar um carro para rodar com isso sem que elas abocanhem um bom naco desse negocio. Não adianta procurar resolver o assunto de forma limpa, essa gente é suja, mata pessoas, invade países, faz qualquer coisa para manter o controle sobre as matrizes energéticas. O povo, ah! o povo? Esse não conta, esse tem que pagar pela parte do leão que eles abocanham. Vocês descobriram uma forma simples e barata de produzir combustível e rodar muito bem com ele. Mas quem lucra com a venda de combustíveis não quer saber disso. Essa é que é a verdade, no meu entender. Caso vc estivesse pesquisando novas formas de fazer sexo com anjos, maravilha, seria endeusado, mas vc e Fendel foram mexer na galinha dos ovos de ouro de um grupo fechado e poderoso. Ferraram-se. Um abraço Delmondes

    (FENDEL) R: Faz parte do processo judicial um laudo de emissões desse Passat, feito pela vistoria técnica do Detran de SC, que resultou em deslumbramento dos técnicos, pois os valores medidos estão muito abaixo dos mínimos exigidos... Com OV os motores fazem menos barulho, e é bem visível que emitem também muito menos fumaça preta (opacidade).

    O povo deççanação é feito de idiota, é feito de burro de carga, e o pior é que os vultosos impostos arrecadados evaporam integralmente nas calcinhas da corrupção.

    Um carro a OV (grátis se for de fritura), faz exatamente o dobro de km por litro, do que um beberrão flex a álcool...

    "Placas" verdes especiais neççepaísch, só conseguem fabricantes de carros e oficinas de manutenção...

    Não devemos engolir o que nos ditam... devemos analisar... calcular... pensar... não devemos ser vacas de presépio.

    Isso vale para todas as áreas, e como desde criancinha sou viciado em rodas de água, papaventos, motores, máquinas e veículos, adquiri um censo elementar, que me faz estudar por hobby, por prazer, ininterruptamente, resultando numa bagagem sólida, que induziu até a um reitor a me prometer um título de doutor "honoris causa" após assistir 10 minutos de uma aula magna minha na PUC de Curitiba - PR.

    Também devemos ter ciência de que a grande maioria dos títulos de pós-doutores e de "zeros à esquerda" são sinônimos...

    O resultado de qualquer cálculo matemático mirabolante computacional é lixo, quando os dados são incompletos, errados ou eivados de má-fé... vide a papagaiada do fanatismo religioso, o ambientalismo de fachada, etc.




    Hernani escreveu:

    Cara Izabel, E demais. Você sabe que "água dura em pedra mole tanto fura até que bate"(hahahah).

    É uma questão de organização "água mole em pedra dura tanto bate até que fura", união, comunicação (mídia e INTERNET) e....POLÍTICA.

    Política:

    Geisel: começou; nos deixou trabalhar, sob a tutela de Bautista (defensor de usineiros) começamos com o INTOL no INT, virou Pró-óleo e os usineiros, com outros poderosos, quando perceberam que estariam ameaçados, engavetaram o pró-óleo, por meios políticos (talvez mensalão).

    Houve dumping; o preço do diesel importado, inexplicavelmente, passou a ser vendido pela metade da gasolina (vou contar detalhes no meu livro).

    Collor: Fendel eu e muitos outros teimosos, suspeitamos que Collor dançou, principalmente por isso, entre outros feitos plantados, que Lula colheu.

    Lula: lançou o biobobodiesel (como diz Fendel) com mamona e criou até um pai do biodiesel que "reinventou a roda"; se elegeu e quem foi atrás, quebrou ou vai quebrar (e nós pagaremos a conta; até quando?).

    Mas foi importante a divulgação que Lula fez a nível global; despertou o INTERESSE MUNDIAL.

    Agora com o projeto de lei aprovado no senado (o senador autor deve ter acompanhado nossas discussões na lista biocom), sendo alternativa mais ECONÔMICA e de grande alcance social, o mercado vai exigir e os políticos de oposição poderão aproveitar, para bater no pré-sal e no biobobodiesel da situação.

    Se os políticos candidatos não agirem rapidamente, acredito que o presidente vai dizer que também é do seu governo; é bom que a oposição aproveite. Nós estaremos sempre à disposição para mostrar os caminhos que percorremos desde 1976, para os políticos.

    Uma certeza:

    TUDO DEPENDE DOS POLÍTICOS (concorrência, mensalão, etc.).

    Mas o povo (pobrezinho) vai ficar sabendo e poderá votar bem; hoje já são milhões que usam a INTERNET, até os políticos!

    Tem-se que fazer ampla divulgação dos OVN, para seus conhecidos políticos e jornalistas.

    Eu, Já virei cacique Tonem; quando vencida a guerra, serei o Cacique TonemAí

    Anauê. Hernani Sá Cacique Tonem

    (FENDEL) R: Infelizmente a mídia é comprada, tem rabo preso, e nenhuma divulga coisas contrárias ao schischtema que a sustenta. Nos últimos anos, dentre vários, gravei 3 programas de TV, que não foram ao ar...

    Segundo a mídia, a soizacruiz é o que há de mais sustentável e saudável neççepraneta...

    O Hernani deve ter feito mais palestras do que eu, que contabilizo mais de uma centena, incluindo Paraguai, Argentina, Alemanha e EUA.

    Só em Brasília foram mais de 10... no çenado, nos miniçtérioç...

    Acontece que o povo é anestesiado pela mídia... não consegue mais raciocinar... e mesmo os engenheiros acreditam em abobrinhas e desprezam o óbvio. Imaginam que a evolução da informática tem que ter paralelos em outras áreas. A maioria defende e trabalha com contos de fadas, suposições, achismos, a ponto de mesmo em época de informação, não se saber o que é verdade ou mentira.





    Teresa escreveu:

    E agora, Thomas? Como é que fica? Vc vai entrar na Justiça? Vai continuar a luta? Qtos carros iguais já existem rodando no país? Abs, Teresa.

    (FENDEL) R: Juschtischa? Que juschtischa? Onde? No pranarto, nos postos chave, de decisão, só tem injuschtischa, ladrões, vagabundos e incompetentes... mas, vou continuar na briga... só não sei ainda como...

    Com OV qualificado, qualquer motor Diesel aguenta até 30% misturado ao Diesel. No caso do óleo de soja o limite cai para 20% por causa da sua insaturação... aliás, o bioBOBO de soja continua igualmente insaturado, e provoca polimerização.

    A parte inteligente do bioBOBO é que começou com porcentagens baixas... caso contrário, seria o caos... o porcograma teria feito água mais cedo.

    A parte idiota, é que para estas pequenas porcentagens (e demais)... a transesterificação só serve para desviar dinheiro, para centralizar o descentralizado.




    MM escreveu:

    Fendel, Sem palavras... mas pensando bem, PUTAQUEOPARIU!!!! Abraço MM

    (FENDEL) R: Pensando bem, nem conseguimos imaginar as falcatruas e enganações a que somos submetidos a cada fração de segundo.

    Pensando um pouco mais, está na cara que os prédios gêmeos do 11 de setembro foram implodidos, e o pentágono foi atingido por um míssil... e os engenheiros todos encolhem o rabo... não querem se comprometer a denunciar os phoderosos...

    E nem precisa ser engenheiro prá saber que um prédio só desaba, verticalmente, com a aceleração da gravidade, quando implodido...





    Macluf escreveu:

    Veja...que em épocas diferentes participamos de algum desenvolvimento.

    Forneci os primeiros motores estacionários para CTA e recebi o certificado do primeiro motor

    a álcool do Brasil. Veja foto do Prof.Israel Vargas me entregando o certificado.

    Pelo menos não fui para a cadeia e o Stumpf também não !!! Isto é Brasil. Ridículo este mandato.

    Manda o juiz voltar a época da inquisição.

    (FENDEL) R: Na inquisição pelo menos o jogo era aberto, não era na base do "eu não sabia...".

    Falta responsabilizar os bandidos de colarinho roto por seus atos. Falta a lei do "2 olhos por 1 olho". Falta a um sobrevivente de um titanic reconhecer que foi salvo pelo acaso, e não por forças esotéricas.

    Hoje, com o sistema todo dominado e controlado, ninguém conseguiria provar que o sol é o centro de nossa galáxia...





    Euclides escreveu:

    Caro Thomas, ainda estarrecido pela decisão da "justiça" catarinense, fiquei em dúvida sobre a determinação judicial imposta.
    Aquele tribunal determinou a "apreensão" do veículo? Julgo, sem informações adicionais, que a decisão poderia somente impedir a circulação, segundo os critérios muito confusos que envolvem a discussão da matéria. Como disse, não tenho elementos para estabelecer um juízo de razão adequado ao caso em julgamento, se foi decisão baseada em aspectos substantivos ou adjetivos. Precisaria todo o processo para uma análise mais acurada.
    Quanto à decisão para "apreensão", é no mínimo absurda. A propriedade do veículo não está sendo questionada.
    A Dra. Ana, com certeza, têm a medida adequada para reverter a decisão, ou buscar apoio em medidas excepcionais, dos recursos pertinentes, destarte a unanimidade da decisão estadual.
    Conte com meu apoio e de outros amigos que, aqui do Rio de Janeiro, colocam-se ao seu lado, hipotecando solidariedade e à disposição para buscarmos uma solução para situação tão esdrúxula nos anais jurídicos da colônia brasil.
    Euclides

    (FENDEL) R: Não tenho fôlego e nem cacife para enfrentar esses ratos todos sozinho... e sou incompetente o suficiente para não sensibilizar quem poderia fazer alguma coisa. Para encarar este tipo de animais, vc precisa utilizar as mesmas armas, precisa ser mentiroso, vagabundo, falsário e bandido. Pessoas que lutam contra o abobalhamento são isoladas, sacaneadas e desprezadas pela maioria.

    Tentei convencer os engenheiros da nossa associação aqui da cidade, via email aberto, para mover uma ação via associação, e o resultado foi de apenas uma resposta favorável pública, e três favoráveis em particular...

    Pelas piadinhas que soltam, percebo um ciúme, uma inveja indescritível, não sei do quê. Não conseguem perceber a razão da causa. Preferem discutir e se empenhar por 22 marmanjos correndo atrás de uma bola.




    GF escreveu:

    Parabéns. Nunca desista de seus sonhos. Este, mais do que o pré sal, significará a independência real.
    Quanto ao pedido de sugestões, prefiro a terceira hipótese, para não estragar o carro. GF

    (FENDEL) R: Sonhos só enchem a barriga, quando feitos de massa de pão, assados e com recheio de goiabada... Felizmente ou infelizmente, tenho outros modos de sobrevivência e não dependo de meus projetos de energia descentralizada. Uma lástima, pois imagino um mundo muito mais justo, mais equilibrado, muito mais saudável, melhor e menos estúpido...




    Miguel escreveu:

    QUEM "FAZ" AS LEIS?? Pelo que eu saiba, é o "Poder Legislativo" (Vereadores, Deputados Estaduais, Federais e Senadores) e destes ninguém cobra nada... Veja quem é o "representante do povo" da sua região e veja se ele se interessa em lhe ajudar!

    Duvido muito!! E sem botar fogo, a imprensa não vai noticiar nada... Miguel Heinen

    (FENDEL) R: O senador Álvaro Dias do PR foi o primeiro que procurei... e ele mandou a proposta de Lei OV prá análise da aççeççora do çenado.... e só saiu merda... A proposta de projeto de lei que levei em mãos é: Page not found - Fendel - Opcoes Binarias, Apostas Esportivas e Loteria com Fendel

    Imagina explicar a uma gambá, que ela não deve quebrar os ovos todos... e nem matar todas as galinhas...

    Os doutrinados não conseguem entender que um litro de leite vale muito mais do que um litro de gasolina... e que uma leitebráisch seria o cúmulo do cúmulo...





    Donato escreveu:

    Sr. Fendel. É profundamente lamentável que nossas autoridades sejam tão apegadas a formalismos e vivam num mundo distante da realidade.

    Sugiro que o sr. convoque a imprensa de sua cidade para ver o veículo e tomar conhecimento da decisão judicial.

    Ao mesmo tempo, sugiro que ameace colocar fogo no veículo.

    Mas como é um bem valioso, que aceite os apelos dos amigos (previamente combinado com eles, claro) e não o queime, hehehe.

    Atenciosamente, Donato Heinen

    (FENDEL) R: Até topo atear fogo no bólito, mas, ainda não aprendi a fazer show, a convocar a mídia, a fazer cena... e portanto o resultado será um tiro no pé... no meu pé... Até em minhas palestras, a metade da platéia, raivosa, quer me jogar sapatos, enquanto a outra metade me aplaude de pé, emocionada. É evidente que só me interessa a metade séria, inteligente, bem intencionada, mas, esta não tem voz, não é eleita... não sabe fazer cambalacho.





    Hilton escreveu:

    APELE SEMPRE !!!
    Não conheço os termos da homologação, da sentença de 1o grau ou do acórdão de 2o grau.
    Mas se vc tiver saco, com este sistema judiciário enrolado como o nosso, utilize todos os recursos legais por uns cinco anos de sobrevida.
    Até lá o carro tb. terá acabado... Ou o seu saco. Abrs, Hilton.

    (FENDEL) R: Misteriosamente a sentença contrária saiu a jato...outrossim não tenho saco de me emprenhar em noçça estúpida juschtischa, em nossas vagabundas leis, feitas por safados para seu usufruto exclusivo.






    Kerber escreveu:

    Tive uma idéa!!!!!!
    Pega a caranga, lota o porta-malas de comida e água, pinta bem grande uma faixa de protesto e fixa no teto do bólido, compra umas correntes de uma polegada de grossura e te amarra no teto ao chegar na ponte em Floripa, tendo antes atravessado o carro na pista, trancado ele com uma âncora, amarrado o trem na mureta da ponte. Pega um megafone e sobe no teto e começa o protesto. Um pouco tempo vem a TV, alguma rádio, e a polícia a fim te te meter em cana. Para não meterem a mão em ti, coloca um dispositivo de choque na lataria, usa aquela bobina de fogão a gás que acende com botão, ela dá choque contínuo, basta tu apertar um gatilho e o milico salta pra trás. Caso tenha uma parceria afim de te apoiar, pede reforço. Daí é só botar a boca no trombone, chamar a atenção. (teve um alemão teimoso em 1970 que fez isto numa árvore em Porto Alegre. Subiu nela, se amarrou e não deixou derrubarem a dita cuja que até hoje está lá graças a ele.)
    Obs. - sempre é bom ter alguém que trabalhe na imprensa para dar uma cobertura, tirar fotos, daí não te metem o cacetete logo de saída, e quem sabe tu saia de lombo liso.
    Obs 2 - Qualquer coisa fala com este advogado meu amigo aí da capital dos barriga-verde, um tal Franzoni. Ele adora uma confusão. Ele te tira da enrascada e ainda bota o teu carro a andar livre e solto.
    Mas é braba a coisa neste nosso Brasil. Toda a legislação feita para os grandes interesses, montadoras, vendedores de combustíveis, nos lacticínios para a Nestlé, etc, Experimenta tentar vender água engarrafada. Só se tu patrocinar uma campanha para deputado e senador. Dá a grana que sai.

    (FENDEL) R: E a maioria chama a cleptocracia de democracia... acha que o roubo é normal... pensa que energia é diferente de chuchu... só falta sair gritando: "a abobrinha é nossa"... daqui a pouco criam a pãobráisch... serão fechadas todas as padarias “irracionais” e será proibido vender pão nas feiras, nas quitandas...

    Primeiro nos roubam as flores do jardim... e ficamos todos quietos, acovardados...

    Fico revoltado com nossa mídia especializada em automóveis, que só sabe debater e escrever sobre formatos de lanternas, pintura da lataria, rodas afrescalhadas, e só. Nem um informe decente sobre consumo e eficiência são capazes de fazer, e vivem propagando papagaiadas futuristas sem fundamento. Estou trocando informações com o Franzoni...





    Tom escreveu:

    Prezado Fendel, creio que seria interessante buscar o apoio da mídia. Se a imprensa veiculasse ao público o estágio de seu projeto, certamente veríamos um recuo dos órgãos oficiais.


    Sou professor aqui em SP e ficarei grato se puder me enviar maiores informações e fotos de seu veículo, pois gostaria de apresentá-lo como case de sustentabilidade. Abs Tom

    (FENDEL) R: Certamente a descentralização das energias é o mais belo exemplo de sustentabilidade... qualquer semente tem óleo... de fácil extração... e ainda se obtém ração. Difícil encontrar algo mais sustentável.

    Meu problema é como sensibilizar a mídia. É como escrever artigos que se encaixem nos cérebros lavados, sem atacar os mentirosos, sem ofender os néscios. O ideal seria que alguns bons escritores fizessem artigos a 4 mãos comigo... num ping-pong até que conseguíssemos textos claros, corretos e impactantes. Alguém se habilita?





    Telesp78 escreveu:

    Prezado Fendel : Como vai ?

    Espero que tudo bem com o alemão mais genial que conheci (bons tempos de FEG com Bunda, Dalvo, Rocco, Paia...e muito mais...)

    Veja abaixo (se é que já não viu), o texto de Roberto Nasser, da WebMotors, falando de vc...

    Me sinto muito orgulhoso de, em uma época de minha vida, ter convivido com uma pessoa extremamente brilhante.

    Um grande abraço (do Telesp 78)

    Webmotors | Compre, venda e financie carros usados, novos e motos

    Samba da ... – Engenheiro, inventor, patriota e investidor, Thomas Fendel adequou veículos ao uso de óleo de canola. Enfrentou dificuldades porque as autoridades do Paraná seu estado, não reconhecem o óleo vegetal como combustível. Cansado, Fendel conseguiu sentença judicial para licenciar o veículo.
    Polícia doida... – Polícia do Paraná fez superior interpretação legal e apreendeu o carro porque ele é a óleo. E óleo, só diesel. E diesel, apenas se enquadrado como picape, van ou jipe. É o varejo da picuinha e da cabeça pequena.

    Vergonha – Fendel deve ir aos tribunais superiores, em Brasília, para opor-se à Polícia que só liberará o automóvel se trocado o motor por um a gasolina. A proposta de Fendel é simples: o agricultor pode fazer seu próprio combustível. A Polícia pensa diferente ao ser contra o biodiesel total, que dispensa o diesel.

    (FENDEL) R:Muito obrigado pela exagerada massagem do ego. Para conseguir essa homologação provisória, tive que providenciar um endereço residencial também em SC... O Roberto Nasser, além de aficionado por automóvel, é advogado em Brasília... solicitei a opinião e apoio dele, que estou aguardando...





    Bete escreveu:

    Caro Fendel. Estamos todos estarrecidos com a situação aqui na prefeitura, acho que deverias mandar este email para toda a imprensa, como rbs, sbt, record, etc....... quem sabe alguém compra essa briga justa. Att. Bete

    (FENDEL) R: Infelizmente a imprensa é comprada... atende aos interesses de seus financiadores... e como a porcobráisch anuncia em todos os meios de comunicação, não sobra nenhuma mídia de cara limpa... A solução passa por encontrar autores capazes de dar tapas na orelha da pelegaiada, com luvas de pelúcia... pois minha mão é muito pesada... e arrebenta suas enormes orelhas...





    Freisleben escreveu:

    CARO FENDEL OS CARAS SAO UNS FDP MESMO, UM DIA VAO TER QUE ENGOLIR O OLEO VEGETAL, ESTA MAFIA CATARINA.

    A IDEIA 'E SE ARMAR COM BONS ADVOGADOS, E MOSTRAR ATRAVES DE REPORTAGENS E DOCUMENTOS QUE A ALEMANHA E MUITO PAISES DA EUROPA USAM E PORQUE QUE NOS NAO PODEMOS USAR.

    OU ENTAO TRANSFORME DE NOVO O CARRO EM GASOLINA E ACABOU, DEPOIS O NEGOCIO 'E ANDAR ESCONDIDO MESMO.

    E RECORRA DE TER QUE PAGAR AS CUSTAS JUDICIAIS, JA QUE O ESTADO DE SC HOMOLOGOU COMO VAI DESOMOLOGAR AGORA, ISSO JURIDICAMENTE 'E CONTRADITORIO, EU NAO SOU ADVOGADO NEM NADA MAS SE ELES DERAM A PERMISAO TEM QUE MANTER ESTA PORRA.

    FOI UM DIREITO ADQUIRIDO SEU , COMO QUE PODEM TIRAR ASSIM, MOSTRE PRA ELES QUE VC NAO ESTA INFRINGINDO NADA, NAO APRESENTA PERIGO NENHUM E ENFIM CORRA ATRAS DE UM BOM ADVOGADO QUE CONSIGA REVERTER O JOGO E POR NO RABO DESTES CARAS.

    SE PRECISAR UMAS 100 MIL ASSINATURAS FAÇA ESTE ABAIXO ASSINADO QUE AGENTE AJUDA.

    ENFIM NAO SEI SE MINHAS IDEIAS SERVEM PRA ALGO.

    BIOABRAÇO FREISLEBEN

    (FENDEL) R: Só essa troca e adaptação de motor me custou 25 mil reais... por incompetência da oficina "eschpeschializada" tive que trocar até a caixa de mudanças de marchas do carro, que era automática... afora os defeitos todos de acochambração da adaptação... que muitos nem consigo solucionar... e com tanta adaptação é inviável ficar trocando o motor... pois agora o motor original também teria que ser readaptado... e ficaria uma chachichera só...

    São tantos anos de luta, de investimentos, de pregação, que me nego a recuar, a andar camuflado. Ainda prefiro continuar a ser motivo de chacota, de incompreensão, de perseguição... afinal, cabeça dura é quem discute comigo, hehehé.




    Delmondes escreveu

    Fendel, Isso é sério? Vc homologou o carro, ou seja, estava rodando dentro da legalidade, qual a razão da apreensão ou da homologação ter sido revogada?
    A minha sugestão é a seguinte: faça circular a notícia para Deus, o mundo e o Diabo na terra, provoque a indignação pública, jogue a população contra essa gente. Procure um amigo publicitário e crie uma campanha, pode-se fazer coisas muito boas com pouca grana, mas nunca desista.
    Um abraço Delmondes

    (FENDEL) R: A sentença se baseou apenas no fato de ser o motor do tipo Diesel... A rataiada do monopólio se sente ameaçada...

    Conto com a boa vontade dos amigos, com a indignação das pessoas de bem, com a divulgação do boca a boca, dedo a dedo, com o poder exponencial da internet, com o acaso de sensibilizar algum repórter com bom senso, algum político honesto.

    Sei que a questão do OV depende de uma vírgula, de um estalo, tal qual foi e continua sendo a questão do etanol.

    Depois que foi provado e mastigado que a terra era redonda, nunca mais alguém insistiu na estória do prato... mas até lá, quem defendia a esfera era queimado vivo.





    Arthur escreveu:

    Fendel, Realmente lamentavel. Algumas sugestoes:
    1) entregar sem o motor
    2) pintar na lataria (talvez o povo veja durante o transporte) algo como:
    "Confiscado pela justica por nao usar petroleo"
    3) acho que nao da' mais, ja' que vao recolher, mas podia exibi-lo num pedestal !
    Boa sorte e um abraco, Arthur.
    (FENDEL) R: Tenho pouco tempo prá fazer alguma coisa... e apesar de tantas sugestões, o prazo de entregar ou modificar o carro está no fim, e não tenho a mínima idéia do que fazer... minha cuca está fundindo... Tenho mais outro carro, encostado há 2 anos, esperando a segunda homologação neççepaísch... e mais uma camionete Diesel que também estou tentando oficializar a OV... afora meus 2 carros do Paraguai. Ainda me recuso a desativar meus 3 endereços brasileiros... Há cerca de 3 anos, o Governador do Acre se sensibilizou e queria me ajudar... mas a coisa enroscou numa nota fiscal do carro... que o vendedor prometeu e não forneceu...





    Hermínio escreveu:

    Caro Fendel.

    Poderia dar alguns detalhes sobre o caso, isto é, como começou a ação, por parte de quem, como prosseguiu, etc.

    Não consegui captar o desenrolar do processo pela sua descrição resumida. Pode ser a gripe que peguei, pode ser a idade...

    Um abraço. Hermínio.

    (FENDEL) R: Começamos a ação, pois queremos implantar o uso do OV em carros pequenos e médios. Na tramitação mudaram a numeração do processo... o número era:023.06.029165-9/00002 e passou a ser 2008.065449-8...

    Tínhamos uma sentença favorável de um Juiz, e o estado de SC recorreu... e perdemos o prazo...





    Ricardo escreveu:

    Com exceção da primeira e última idéia, as outras interessantes. No entanto é provável que caiba recurso ainda da decisão do Tribunal. Você leu a sentença? Eles fazem confusão citando todo o momento que é proibido pela legislação vigente veículos de passageiros movidos com motor a diesel com capacidade de carga inferior a 1000kg. Acho que seria interessante em novo recurso destacar (talvez embargos de declaração) que não se trata de pedido de autorização para alteração de motor de gasolina/álcool por diesel, e sim óleo vegetal, destacar a intenção científica. É difícil conseguir um teste com um instituto do tipo INMETRO? Eles destacaram isso também, que é necessário uma avaliação de segurança (art. 2º da Resolução nº 25 do Conselho Nacional de Trânsito: "Quando a alteração envolver quaisquer dos itens do artigo anterior, exigir-se-á Certificado de Segurança Veicular – CSV expedido por entidade credenciada pelo INMETRO – Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualificação, conforme regulamentação específica." Existe a PROTESTE que é uma associação da qual faço parte que realiza testes em produtos disponíveis no mercado para avaliar as condições para os consumidores, talvez, caso não seja possível fazer o teste pelo INMETRO, tentar um contato com a proteste (posso tentar se vc quiser). Estou te mandando a sentença em anexo caso vc não tenha.

    Abraço Ricardo

    (FENDEL) R: As emissões nocivas dos motores a OV podem ser muito reduzidas, pois na ausência de enxofre, pode-se instalar oxi-catalisadores nos tubos de descarga, e assim queimar completamente os hidrocarbonetos que não tiveram tempo de queimar dentro da câmara de combustão.

    Com 5% de OV misturado ao Diesel, a porcobráisch poderia eliminar o enxofre (lubrificante) do Diesel, e os veículos nacionais poderiam atender as normas vigentes do primeiro mundo imediatamente, e não com 5 a 10 anos de atraso, como acontece agora.





    RR escreveu:

    Fendel, O teu advogado certamente vai intentar alguma medida em termos processuais. Os processos não terminam nas 'escadarias' dos Tribunais de Justiça Estaduais. Até briga de vizinho chega até o Supremo ...

    Pero não esqueças que estás lutando contra a turma do 'petróleo é nosso' e por isso para continuar sendo o mais caro do mundo - deve eliminar qualquer concorrência, sobretudo - energia mais limpa e barata.

    Não desanimes... Um grande abraço. Rivadávia

    (FENDEL) R: Neççepaíz somos induzidos a deixar roubarem noçços pratos da mesa... pois se tentarmos impedir, metem bala...

    Temos que promover uma revolução. Temos que frear o abobalhamento, estagnar a ladroagem. Não é justo o povo pagar 7 vezes mais pela energia elétrica do que os grandes grupos. É infame o povo pagar juros estratosféricos e impostos astronômicos que viram benesses para poucos ladrões apadrinhados.





    Mattos escreveu

    Caro Fendel - Grrrrrrrande lutador

    Não posso silenciar ao teu desabafo. Considero que uma luta pela LIBERDADE de coisa BOA, não pode ser interrompida pelo canetaço desses f........p, que gestionam e se locupletam com as causas (10%) mais rendosas. Acho que a associação pode sim atuar como mediadora neste caso, fazendo manifestação a Promotoria Pública (que diz-se responsável pela preservação ambiental, atuando indefesos agricultores em nome da lei), solicitando liminares e, mostrando a sociedade (via jornal, rádio e tv, palestras) o tamanho da safadeza de abortar um projeto promissor. Portanto sou favorável a continuidade de tua bandeira de lutas.

    Abraços MATTOS.

    (FENDEL) R: Tentei sensibilizar nossa classe na região... mas, é muito mais cômodo deixar um indignado lançar dardos aos ventos... O problema maior é que os próprios engenheiros são uns acomodados, engolem as bobagens veiculados pelas mídias, sem nem desconfiar da conversa mole, como por exemplo a questão do aquecimento global, que de aquecimento não tem nada, pois estamos entrando em nova era glacial. Na minha opinião, engenheiro não poderia ser criacionista, não deveria receber diploma se continuasse acreditando em mãe virgem, em coelhas que botam ovos, etc. Deveriam escolher outras profissões, menos as técnicas, físicas, químicas ou biológicas, afinal as leis universais fundamentais são claras, únicas, simples e cristalinas, como: “nada se cria, só se transforma”. Nós somos um conjunto de átomos, e só, que apenas se transformam em moléculas, em seres e em coisas, seguindo leis elementares. E, mesmo ainda em vida, parte de nossos átomos se transformam em flores, em alface, em esquilos e etc.





    Otto escreveu:

    Meu caro amigo Thomas ! Aqui a minha dica: Procure "os sinos mais fortes e afinados" para por os em movimentos de badaladas, que se ecoam em todos os cantos do mundo afora !! Abraços, Gina e Otto

    (FENDEL) R: Quanto mais fortes os sinos... mais corruptos, mais safados...

    A maior parte das pessoas encasteladas em posições políticas é medíocre e tem um indisfarçável medo da inteligência.

    Na medida em que admiram a facilidade com que os mais lúcidos resolvem problemas, os medíocres os repudiam para se defender.

    Nem sei se é sábio o velho conselho de Nelson Rodrigues... "Finge-te de idiota, e terás o céu e a terra".







    Wert escreveu:

    Ola, Thomas!
    Lamento que uma pessoa bacana como vc tenha que passar por isso. Fica o meu amparo fraternal. Em relação às sugestões, acrescente a seguinte: deixe estacionado lá nos fundos de sua casa, na ribanceira que daqui a pouco a enchehte leva... ps tire o radio antes

    (FENDEL) R: Nestes dias de chuva o rio Negro subiu, e faltaram apenas 5 centímetros prá água invadir meu laboratório de fundo de quintal... e para o êxito da tua sugestão, teria que "vedar" a carcaça do carro para que flutuasse... senão, agora teria a carro no mesmo lugar, e sujo.

    Quanto ao rádio, é um sofisticado de “marca” e de luxo, que veio junto com o carro... e é uma porcaria.

    Nada chega aos pés de um rádio marca barbante de Singapura...




    ----- Original Message -----

    From: Bisca

    To:Fendel Fendel

    Sent: Wednesday, September 30, 2009 2:40 PM

    Subject: RE: Extra Extra - Mandato de apreensão de veículo movido a óleo vegetal

    Meu caro Bio Amigo!
    Do jeito em que as coisas estão, creio que você perdeu seu maravilhoso carro movido a OV.
    Se você entregar este carro para o estado de Santa Catarina, tenho a certeza de que você verá um filho da puta dirigindo seu carrinho pelas ruas com placas frias. Já que a coisa fodeu creio que seria uma boa idéia você antes de entregar seu carro, estacione na frente do prédio do tribunal que te ferrou e meter fogo nele. A impresa vai te perguntar o porque disso? Você então aproveita para fazer um Market pessoal do ocorrido. Abraços Bisca Obs: Não esqueça de retirar os adaptadores para o OV instalados antes de acender a fogueira. Peça também para um amigo filmar o evento e depois colocar na net.

    (FENDEL) R: Se jogar uns litros de álcool no carro ajudasse à causa do OV, e a acordar o povo, eu não teria dúvidas em fazê-lo. Acontece que a mídia é tão corrupta quanto seus financiadores. Na época da apreensão do caminhão da expedição a OV do Greenpeace... o Greenpeace ficou quietinho... enfiou o rabo entre as pernas e não quis contrariar o monopólio... me enganei redondamente, pois até nem tentei impedir (como se isso fosse possível) que a polícia apreendesse o caminhão, queria ver a mídia envolvida... e dei com os burros na água...

    Aliás o comprado Greenpeace mete o pau em nossas maravilhosas hidroelétricas... em nossas florestas e culturas novas que comem CO2...





    Omar escreveu:

    Boa tarde Thomas, Minha sugestão é que você procure a mídia nacional, como a revista Veja e o Estadão de São Paulo. Saudações, Omar

    (FENDEL) R: Já perdi o número de artigos e de denúncias que enviei aos meios de comunicação... poucos foram publicados... as mídias são em sua maioria paus mandados, ignorantes e covardes... E o mesmo vale para as instituições técnicas e de ensino.

    Há anos proferi palestra no INEE - instituto nacional de eficiência energética, que agora defende os ineficientas veículos elétricos... e na época, seus dirigentes nem sabiam o que era injeção de EE nas redes, cogeração, etc.

    Em qualquer seminário sobre bioenergia, só louvam abobrinhas, só ufanam lorotas futuristas, sem fundamento. Estou com nojo de escutar e de participar de tanta hipocrisia. Quando não sou convidado a palestrar, evito ir, para não criar constrangimento, pois não permito que falem asneiras na minha presença.


    Moritz escreveu:

    Meu Caro Amigo Fendel,
    Acho que a posivel solucao para seu caso eh usar o que chamamos de coalisao democratica. Utilizar ferramentas usadas em organizacaoes como o GREEPEACE. Algumas dicas:
    Quando a policia vier tomar seu carro tire fotos e se possivel filme, com certeza podem ser usadas em jornais e ateh em programas de televisao, gerando uma certa opiniao publica.
    Paralelamente a isso, vamos comecar um abaixo assinado usando a ferramenta popular de comocao politica e de aguma forma chamar a atencao do setor legislativo tentando posteriormente alguma mudanca legal, que mesmo que nao acabe em nada vai gerar discussao.
    Nao acho que a solucao seja atear fogo ao carro, apesar de concordar com a raiva e indignacao. Tambem quero atear fogo em algo todos os dias. Acabei de ter um empreendimento da construcao civil que iria valorizar toda uma regiao no nordeste brasileiro, que tinha todas as preocupacoes ambientais possiveis, inclusive eu mesmo estava preparando o processo de certificao ambiental LEED. Sem contar que esse projeto tb nao pode usar energia eolica pois a ANEEL nao se interessou pelo projeto, e nao autorizou a colocacao dos cataventos.
    Mas estamos no Brasil meu amigo.... e aqui se testa a todo dia a paciencia... se testa a todo dia nossa vontade de evoluir de trazer para o pais o que apreendemos aqui e lah fora.
    Parece o futuro do pais ser o fracasso, pois esta remando sempre pro lado contrario da receita de sucesso de paises vitoriosos. Compartilhando sentimentos, Moritz

    (FENDEL) R: Certa feita organizei um abaixo-assinado contra os ensurdecedores apitos dos trens, que não se justificam numa época de banais cancelas eletrônicas de passagem nas cidades... Desistí após a recusa de vários letrados, alegando que o buzinaço não os incomodava... que era música de relembrar sua infância...

    Ou seja, são incapazes de pensar no próximo... e claro, são beatos e se consideram justos...






    Ermitão escreveu:

    Fendel, a REDE MUNDIAL que a AMYRA EL KHALILI PERTENCE creio ser o melhor Canal para você esclarecer tudo e ter APOIO DA REDE BECE EC0'S, também há O CAL JUNIOR COM REAÇÃO NATURAL super ativo, e , no mais, creio nestes dois grandes PROFISSIONAIS DA COMUNICAÇÃO E PRESERVAÇÃO AMBIENTAL, além claro de ANA ENCHEVENGUÁ EM FLORIANOPOLIS.... que poderá advogar em tua causa, assim reenvio teu email a eles....ok?

    E, na sequência surgiram : Paulo Paese na Rádio Garuva, pertinho de você, vai lá e mete a boca no trombone, ....a Vera Perdigão também em FLORIPA, ....Damáris Gomes que você conheceu em nosso encontro lá em ITAPEMA, Walquiria Garcia, Lucia Beatriz e tantos outros que são verdadeiros AMIGOS, e sem dúvidas todos irão lhe dar BOAS OPINIÕES e estão ao teu lado, SEMPRE ....confie nisto!

    Além claro da MARINA SILVA QUE TEM VOCÊ EM ALTA CONTA....

    Grande e Saudoso Abraço, .....NUNCA ESMORECER é nosso Lema, ...E TEM OUTRA DICA. envia o Veículo para nós aqui na Ilha da Madeira que lhe daremos bom uso e divulgação, assim poderemos sem dúvidas lhe trazer e provar que se na nossa Terra não fazemos milagre,

    caminhemos e cantemos seguindo a canção, somos todos iguais, amados ou não...há soldados armados...GERALDO VANDRÉ, eu lembrei ....e você lembra?

    Vamos a isto gente, conto com vocês para dar força a THOMAS RENATUS FENDEL e seu veículo movido a ÓLEO DE SOJA, produção e construção de KITS PRESERVACIONISTAS DA NATUREZA e outras grandes invenções é com ele mesmo....

    Édison Pereira de Almeida

    www.ermitaodapicinguaba.com

    (FENDEL) R: Para sensibilizar alguém de fato, é só apelar pro místico, pro esotérico, prá estórias mirabolantes, o que não sei e me nego a fazer... Também não me sujeito a repetir a ladainha pseudo-ambientalista da moda, ao contrário, denuncio a mamagaiada escravagista, e assim arrumo muitos inimigos profetas do caos climático, que tem verdadeiros orgasmos com os percalços que enfrento.

    Ninguém gosta de assumir que é um idiota, que faz papel de palhaço, e assim é impossível explicar a um crente, que a escuridão da noite é um fenômeno físico natural, é o estado normal, que independe de reza, de fé... tal como a evaporação da água e os fenômenos científicos que regem a vida.





    Alckmar escreveu:

    Fendel, Sugestão inteligente de minha companheira Thaís: entre em contato com um bom advogado ligado às causas do meio-ambiente. Conhecemos um, que mora perto de casa em São José. Ele conseguiu impedir que a prefeitura de São José estragasse o centrinho histórico da cidade com uma absurda avenida beira-mar. Eu não sei o nome dele, nem tenho o telefone. Mas tenho um amigo que certamente o conhece. Ligue para o Gerlach (em alemão, pronuncia-se guerlaque), diga que eu passei o telefone dele p'ra você e pergunte por esse advogado. Se não der certo, me avise, que peço ao estudante que está em casa que vá até o escritório do advogado e pegue o nome e o telefone dele.
    Abração, Alckmar - P.S. Se precisar de escova de dentes na cadeira, é só avisar!

    (FENDEL) R: Minha advogada na causa é a Dra. Ana, ferrenha defensora do meio ambiente... Instituto Eco&Ação

    P.S. Minha cor preferida de escova de dentes é azul...




    Hernani escreveu:

    Caros Gert, Fendel, Ana e demais abnegados, verdadeiros cientistas, empreendedores com recursos próprios.

    Eu também passei por décadas, perseguições, tentativas de suborno e outras mazelas; Fendel sabe.

    Com muita habilidade consegui escapar. Vivo triste por ver o desastre moral nas universidades , instituições de pesquisas, professores mestres e doutores; UMA VERDADEIRA FALTA DE VERGONHA.

    Se o Ruy Barbosa fosse ainda, fisicamente, vivo, diria para nós: "Viram abestalhados? eu bem que avisei.

    "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto..."

    Aguardem, próxima semana estarei usando minha única arma: Internet.

    Denuncias que alguns de vocês, e muitos jovens ficarão boquiabertos.

    Fendel, Gert e muitos outros do grupo, venham para nossa tribo (depois explico), aqui unidos avançaremos.

    Anauê. Hernani de Sá - Cacique Tonem da tribo NIQUIMNAMBÁ

    Absurdo!

    O Engenheiro Fendel, mecânico, inventor revolucionário, ousou colocar em seu carro OVN;Óleo Vegetal Natural.

    Vejam abaixo o que aconteceu; leiam até o final.

    Viu UESC, CEPLAC, Óleo Vegetal Natural sem o besteirol anti-econômico do biodiesel equivocado(Reação química de transesterificação).

    É bom que os profissionais que estão fazendo mestrado em biodiesel na UESC saibam disso.

    2%, até mijo funciona!

    VOCÊS ENTENDEM PORQUE COLLOR SE AUSENTOU no dia sendo o presidente?

    Eu sei. Segunda-feira explico. Aguardem. Eu sabia que um dia iria acontecer; 30 anos depois.

    Mas está acontecendo; é uma questão de mercado e democracia!

    Nós fomos até chamados de loucos. Parabéns para nós todos.

    Hernani de Sá Cacique Niquimnambá Tonem

    (FENDEL) R: Os catedráticos querem primeiro saber: de quanto é a parte deles... Nunca consegui entender a falta de interesse das escolas, dos doutores, nas questões energéticas. Sempre a energia é envolvida em um véu, numa nebulosidade... Os phds fazem contas mirabolantes, envolvem cálculos computacionais astronômicos, verdadeiros tratados matemátcos e são incapazes de prever o clima daqui a meia hora... mas, estes bandidos contratados se enchem de razão e de empáfia para proclamar as mudanças climáticas dos próximos séculos...

    Os carrinhos elétricos não passam de carrinhos de golfe e de madame ir no supermercado... e nunca passarão disso.

    O hidroBOBOgênio não existe como molécula H2 na natureza... sua produção requer mais energia nobre e cara do que a obtida... E mesmo se existisse grátis tal qual os OVs, a densidade energética do H2 é medíocre... seu uso é, e será sempre caríssimo, perigoso e ineficiente... e será que os catedráticos não sabem disso? Como não sabem? São ignorantes ou falsários?





    Silvio escreveu:

    Caro Fendel, Quanto tempo meu amigo! Eu não posso deixar de me manifestar com o mais intenso repudio, sobre esta aberração. Estar sujeito a esta decisão (pre) judicial (ao pais e a todos os brasileiros), além de ser historicamente uma demonstração de ignorante exxxperteza dos assaltantes que sempre comandaram o pais, é algo asqueroso de lidar.

    Ao vermos vermes 7.500 vereadores mandando a conta pela guela do povo pacato; senadores sem nada pra fazer e recebendo

    muito por isso, etc.,etc, etc, chego a conclusão q a melhor opção para este caso de apreensão (não só do seu veiculo, mas de todo povo produtivo deste pais) é vc se candidatar a deputado,,,,,, e se dividir direitinho o resultado, seu trabalho ganhará o mundo!

    Caro Fendel, tirando a ironia sobre assunto tão sério, penso que este é mais um desafio no teu caminho. Conte comigo aonde sentir que posso ajudar Silvio

    (FENDEL) R: Esses episódios confirmam que o povo é manipulado, é enganado e ainda fala muito obrigado, e claro, nunca alguém que não mente será popular ou eleito. A mentira é o ingrediente número um da política... e a corrupção o número 2.

    Há poucas semanas quisemos reativar a roda de água do Museu do Mate, em Campo largo – PR, transformando-a numa micro hidroelétrica conectada à rede da COCEL. As negociações estavam bem adiantadas e empolgantes... até o ponto em que teríamos que fazer uma concorrência pública... por causa de 1 kWh de EE... aí ... desistimos.





    Gert escreveu:

    Caro Colega e eng. mecanico Thomas Fendel,

    Me envergonho e muito, de ser catarinense, convivendo com um governo hipócrita e mentiroso como o atual de LHS, que tem beneficiado empresas estrangeiras às quais concede incentivos e ainda usa do nosso imposto para fazer festas e honrarias para quem sequer se digna a fazer o licenciamento ambiental como o fazem os demais empreendedores tupiniquins, gente empobrecida sobre a qual o imperador não tem qualquer fascinio.

    O judiciario brasileiro infelizmente não viu nessa inovação, uma oportunidade para beneficiar essa gente pobre brasileira refém da petrobrás, que nos oferece um pessimo combustivel, não fiscaliza a adulteração e proibe a vendas dos carros com motor diesel que são fabricados em Curitiba pela Volkswagen.

    Posso entender a tua indignação por que ha muitos anos como eng. agronomo inovador de novas tecnicas da engenharia da sustentabilidade ( veja que este é o discurso do governo do MST e Lula) tambem venho sofrendo reveses nos meus projetos.

    Um desses projetos foi o NATIVAS FLORESTAIS, que me foi surrupiado por doutos PhDs que habitavam um antro de sacanagens chamado UFSC - a maioria aposentada regiamente com o dinheiro dos impostos que pagamos ainda hoje, caracterizado no começo da decada de 90 do seculo 20, como um legitimo roubo do colarinho branco. (Tenho documentado em verso e prosa e nos minimos detalhes, documentos desse roubo, identificando todos os nomes dos vivaldinos professores que estavam no rol dos beneficiados. A documentação é um acervo historico da canalhice que acontece nos antros podres e corruptos das universidades brasileiras, mostrando de que forma me roubaram usurpando os meus direitos autorais conquistados com recursos proprios, num valor muito acima de R$ 500.000,00 os quais para serem armazenados levaram 12 anos de muito sofrimento e trabalho de campo nas florestas que não existem mais em SC. Formaram e ainda formam o mais importante acervo de biomassa voltado a 36 especies florestais nativas da Mata Atlantica da região litoranea.

    Sei que é revoltante tudo isso. INFELIZENTE QUEIRAMOS OU NÃO, somos reféns dessa bandalheira e dessa canalha toda que nos escalpa um pouco mas profundamente todos os dias.

    Para os 40 ladrões identificados pela PF no conhecido e vergonhoso escandalo batizado como MOEDA VERDE com prisões de mintirinha de figurões amigos do Imperador, o que restou depois de um piquenique regado a caviar na "prisão" que foram submetidos por 5 dias, ao sair foram diretamente para o palacio da Agronomica onde foram recebidos com champagne (espumante ) e salmão pelo alcaide maior do PMDB que se doeu pelos mesmos resultando na grande pizza que a imprensa marrom nada fala por que não é autorizada pelo Chefão.

    Fendel, muita gente da politca catarinense nos le nesse revoltoso e indignado desabafo de cidadãos que muitos o são, e tenho total certeza que diante de tanta travessura, nada farão em beneficio da inteligencia catarinense, menos ainda para a livre iniciativa de inventos realizados não com o dinheiro do contribuinte, mas com o que sobrou dos 60% de todos impostos que pagamos para garantir uma melhor qualidade de vida coletiva.

    Isso nossa justiça formada hoje por uma pleiade de jovens que por terem passado nos concursos publicos fazem justiça de forma tão estranha.

    Fendel se os participantes do MST tivessem automoveis paraguaios sendo pilotados nas invasões que praticam impunemente por essa bagunça que virou essa Nação, tenho certeza que jamais seriam importunados, muito pelo contrario, teriamos alguns Celsos Amorins propondo medalhas, honrarias patrocinadas pela caterva politica puxa-saco que coloniza todas as tocas de ratos desse pais que foi de portugal e dos holandeses.

    Desejo que voce consulte um medico do MST pois não pagarás nada, para que olhe pelo seu coração e o proteja, pois voce tem mulher e filhos para criar.

    Cheguei a conclusão que os pais de hoje não podem ensinar aos filhos praticas de honestidade, pois certamente estarão em breve condenados a exclusão social.

    Portanto ensinemos aos nossos descendentes que ser ladrão, bandido, traficante, assaltante de ônibus, de condominios fechados, roube de carros é o emprego que os governantes do quanto pior melhor, estão oferecendo.

    Meus pesamos, sinto por voce caro Fendel a tremenda injustiça que foi cometida para um pesquisador do bem que é voce.

    Meus pesamos a Doutora Ana Echevengá que foi a advogada que lutou para liberar esse carro que tem ordem de apreensão instrumento de trabalho de um engenheiro mecanico tão ilustre e reconhecido tão somente no exterior.

    Horrorizado me despeço p.d.v com tudo o que acontece neste pais de ignorantes.

    Eng. Gert Roland Fischer

    (FENDEL) R: Imagina o progresso deççanação, se os vultosos impostos retornassem em forma de benefícios ao povo, e não evaporassem nas cuecas da ladroagem institucional. Teríamos um padrão de vida superior ao do primeiro mundo...

    Imagina não depender de nada centralizado... não ter de sustentar as máfias, os sindicatos, os currais, os congressos... os vales vagabundagem eleitoral...

    Na verdade nossa imaginação é limitada, e não conseguimos projetar uma vida sem essas ladroagens.

    Mais fácil é pensar no antônimo... é imaginar a estupidez da centralização da batata, do arroz, da lingüiça... e perceber que energia é a mesma coisa... idem dinheiro (juros)...

    Imagina a estupidez e a estagnação de uma internet centralizada, censurada... aliás... já tem vagabundo pensando nisso... e logo os bits não andarão mais somente na velocidade da luz... logo os bits terão que passar por porteiras, por taxas (impostos), por controles...

    Até o contratado não-americano obama já está rosnando em phoder mundial único... centralizado... em cercar os porcos selvagens...





    Brito escreveu:

    Caríssimo Fendel:


    Será a redenção da agricultura.


    Cada agricultor produzirá seu próprio combustível, sua própria energia.


    Haverá uma geração de empregos de norte a sul do país, no campo, através da extração de óleo, principalmente pelo processo de extrusão e prensagem, para os pequenos, médios e grandes produtores.


    O farelo servirá para composição de rações para qualquer tipo de aves e animais e o óleo para mover máquinas e equipamentos, como combustíveis e geração de energia.
    Em anexo, laudo oficial realizado pela SGS de Paranaguá, constatando a maravilha do farelo semi-integral com duração acima de 6 meses contra a rancificação precoce e sem traços de solvente.


    O Brasil viverá uma nova era.


    Parabéns ao Senador Gilberto Goellner (DEM-MT) e esperamos que não haja aves de rapina, no transcurso para a aprovação do mesmo e que este projeto de Lei seja aprovado com urgência.


    Este projeto será uma das maiores conquista do Brasil.
    https://www.democratas.org.br/news_v...0C33A5451A8%7D

    Fico com: - Convidar os juízes e políticos para uma volta... e soltá-los numa ribanceira? Abs. Brito.

    (FENDEL) R: No entorno de cada e qualquer cidade pode-se plantar oleaginosas.Imagina, na Alemanha, que não tem sol, se produz muito mais óleo por hectare do que neççepaísch... sem falar dos vegetais com potencial para fermentação (etanol). Na Índia se planta nabo doce, com o dobro de produtividade, em litros de etanol por hectare ano, do que nossa cana de açúcar...





    Neddo escreveu

    Caro Fendel. Tua força foi um dos pilares para isto (projeto de lei do óleo vegetal). Teus méritos. abs, neddo

    (FENDEL) R: Imagina só os benefícios de uma lei correta sobre OVs, sobre a descentralização das energias... o desenvolvimento de toda a sociedade... novos negócios, novas escolas, novas técnicas, etc.

    Certa feita, tive que traduzir com asco as palavras do idiota vice-presidente da fábrica alemã Deutz de tratores e de motores, para uma platéia de 20 eschpeschialischtasch brasileiros em bioenergia, que disse: “Os combustíveis tem de se adaptar aos nossos motores”... e o babaca alemão ainda fazia questão de falar em inglês, sendo que pedi a ele prá falar em alemão, pois prá mim é mais fluente...

    Esses mesmos eschpeschialischtasch estavam muito preocupados com a tal da acroleína, emitidos pelos motores a OV. Nenhum alemão que visitamos e indagamos sequer tinha ouvido falar desse alegado “produto altamente cancerígeno”. Aliás, se fosse assim nocivo, teriam que ser fechadas todas as cozinhas e pastelarias mundo afora, pois a tal acroleína é o hidrocarboneto que dá o cheirinho e gosto de pastel pras frituras... sem falar que qualquer oxi-catalizador elimina 95% da acroleína remanescente... que a eventual acroleína ainda emitida, se decompõe em menos de um dia na natureza... e que os modernos motores não emitem cheiro nenhum de fritura...

    Tecnicamente todos os motores Diesel estão se aproximando do revolucionário e desprezado motor ELKO de mais de 30 nos de idade...

    Aliás... e as cancerígenas emissões de dioxinas oriundas dos motores a Diesel, e a bioBOBO, ambos sem oxi-catalizadores neççepaísch de porco Diesel com enxofre? Cadê a indignação dos eschpeschialischtasch de araque?





    Pedrock escreveu:

    MEU AMIGO FENDEL FICO CHATEADO POR VER UM GRANDE CIENTISTA COMO TU SER ESCULACHADO POR UM BANDO DE INCOMPETENTES E CORRUPTOS. SOBRE O SEU CARRO SUGIRO LEVA- LO A BRASILIA E QUEIMA-LO EM FORMA DE PROTESTO. COLOQUE UMAS BOMBINHAS DENTRO. ABRAÇOS PEDROCK

    (FENDEL) R: Parece piada... às vezes não sei se estou acordado ou tendo um pesadelo... tal qual nos primórdios da utilização do álcool, os OVs são atacados e ignorados. Lembro que os mesmos porcos que agora denigrem os OVs, condenavam o etanol e diziam que suas emissões eram prejudiciais à saúde. Hoje, sabe-se que é exatamente o inverso, que o etanol substitui inclusive o venenoso chumbo tetraetila da gasolina, elevando sua octanagem, de maneira muito mais saudável e limpa. Da mesma forma, os OVs podem substituir o sujo enxofre em misturas no óleo Diesel, melhorando em muito a sua qualidade.





    Bellé escreveu

    Olá meu ilustre, Não desista... Será que eu posso usar este carro aqui no meu "fundão"? Que carro é? Grande abraço Bellé

    (FENDEL) R: O carro e a questão são muito nobres, prá terminarem num fundão... Trata-se de uma revolução mental... chega de andar em grandes e beberronas camionetes... vamos andar em eficientes, limpos e pequenos carros a OV... fazendo 40 km com1 litro de óleo de fritura...



    Sebastião escreveu:

    Boa tarde. Li uma nota na coluna do Claudio Humberto no jornal Correio Braziliense e torço de todo coração que você vença mais essa. Boa sorte. Abraços, Sebastiao.

    (FENDEL) R: A bioenergia elementar de primeira geração vencerá todas as lutas, óbvio, pois é a mais racional, a mais sustentável e a menos estúpida maneira de se obter e utilizar energia solar móvel concentrada. Além de ser descentralizada, limpa, barata e universal, suas maiores qualidades.

    Assim como OV é alimento de gente, também o é para minhocas, galinhas e peixes, e um eventual derramamento, ao invés de ser tóxico, perigoso e explosivo, ainda alimenta a biodiversidade...






    Wilton escreveu:

    à Thomas Fendel
    (engenheiro visionário outsider)
    o farto sol (raro acima dos trópicos)
    dorme na massa vegetal extrema
    mente abundante nos trópicos
    a energia mais barata e limpa
    e potente que se pode
    e não se usa
    por que não
    USA?

    https://minutosdefeiticaria.wordpress.com
    https://vidamiuda.blogspot.com/

    Comentário sobre a apreensão no Blog do Nassif: https://colunistas.ig.com.br/luisnas.../carro-a-oleo/

    (FENDEL) R: E coloque outsider nisso... e haja sol nos trópicos, até demais, segundo os falastrões alarmistas carbônicos... que não percebem a virtude do gás carbônico, comida exclusiva dos vegetais... pois plantas não comem terra... plantas comem CO2, isso mesmo, CO2... e comem de graça... e nos fornecem frutos, folhas e até óleo... desde que ocorreu a primeira fotossíntese, há prováveis 650 milhões de anos passados... e o babacus macacus estúpidus surgiu a menos de 500 mil anos... por seqüência de quinquilhões de acasos, claro, pois só existe o acaso.





    Eng. Edson escreveu:

    Olá meu caro Engenheiro Thomas, somente hoje tomei conhecimento de seu e-mail por motivos de viagem e Raios que queimaram meu acesso à Internet em casa, mas nem por isso posso deixar de respondê-lo.

    Olha Thomas, muitas pessoas tenho ouvido falar e comentar sobre as barbaridades, absurdos, escândalos, falcatruas, etc que estamos presenciando em nosso país, tanto a nível municipal e estadual quanto e principalmente no Federal. O fato é que as mesmas pessoas que preconizam todo este falatório só o fazem em rodas de bate papo, grupos de amigos (Fofoqueiros), botecos, Entidades Secretas, jantares festivos ou como se diz na giria por debaixo dos panos. Infelizmente estamos inseridos numa Sociedade de Covardes, Incapazes e principalmente Acomodados que não sei se por medo, cumplicidade ou comodismo, acabam se escondendo e se omitindo em buscar ou reivindicar os seus Direitos de Cidadão.

    Confesso que não tenho uma resposta imediata à sua solicitação, o que tenho neste momento é a Sugestão de que face às atuais circunstâncias o mais prudente é usar a Razão acima de qualquer atitude que parta da Emoção, pois sabemos que na hora do pega pra capa, todos aqueles que te apoiam nas conversas de bastidores querem saber é de não aparecerem, não se envolverem, ou seja, se acovardam diante da realidade.

    Também sabemos que diferente de nossos hermanos não temos a cultura de um povo guerreiro, não aprendemos a lutar com unhas e dentes sobre as coisas e causas que nos interessam, não temos a consciência do valor e da força do Associativismo do Cooperativismo ou mesmo do Corporativismo frente a tais questões, e infelizmente como você mesmo diz ~, sozinha uma andorinha não faz verão.

    Cheguei a comentar com um colega que o Hino de nossa cidade terá que ser mudado, pois em vez de " Um Povo ordeiro e feliz " na realidade trata-se de " Um povo Cordeiro e Infeliz ", pois aceita as situações como elas se apresentam e não são capaz de brigar nem mesmo pela sua felicidade, mesmo sabendo de seus direitos como cidadão.

    Pois bem, voltando à Sugestão, certa ocasião perguntei a um Palestrante como poderíamos intervir em decisões ou questões de interesse da comunidade sem precisar se utilizar do caminho Político, o qual sabemos muito bem, nem sempre é o mais Justo e Moral, e a resposta que obtive foi:

    Uma das únicas ferramentas que temos disponíveis para mudar algumas realidades pelas quais não nos conformamos é nos utilizarmos da ferramenta chamada IMPRENSA.

    Não de forma Individual, mas sim atraves do Associativismo, de forma Coletiva, fundamentando coerentemente nossas idéias, opiniões e convicções para que possamos de uma forma Justa , Moral e Profissional delatar e denunciar, transgressores, corruptos e pessoas que se utilizam do Poder para impor suas inescrupulosas atitudes que tanto mau causam à coletividade e desenvolvimento da Humanidade.

    Desta forma caro colega, coloco-me à sua disposição para como representante de Entidades de Classe (A.E.A.A. Rio Negro e Mafra), Empresariais ( ACI/RN e Coordenadoria da Fiep / RN) e do Clube Ecológico e De Pesca Arpão Sem Rumo, além de outras atuações em demais Entidades constituídas de nosso município, poder ajuda-lo nesta busca pelo Respeito e Valorização como Profissional, Direito de Cidadão, defesa e preservação do nosso tão falado Meio Ambiente, sendo assim o interlocutor de suas considerações e fundamentações técnicas em pról do resgate do direito de poder utilizar ou mesmo continuar na tentativa de legalização do uso de óleos vegetais nos veículos neste Magnífico País, que além de autosuficiente em matéria prima para extraí-los tem um potencial energético incomensurável em todos os setores - Solar / Hidráulico / Eólico , etc.

    Engº Thomas, vamos nos unir em prol desta causa, vamos movimentar nossos pares, vamos como falei utilizar a Imprensa, já que não temos representantes políticos em nossas cidades, mas acima de tudo não vamos nos calar face às decisões que simplesmente vem de cima para baixo com o intuito de intimidar, acovardar e acobertar interesses ocultos muitas vezes encobertos pelo suborno e pela corrupção.

    Conte Comigo - Engº Edson

    (FENDEL) R: Teu triste relato infelizmente é a mais pura e incompreensível verdade, meu caro Vice-Presidente da FIEP – federação das indústrias do estado do PR. Vc deve se lembrar; quando fiz questão de participar das reuniões da comissão de energia da FIEP em Curitiba; - acabou a comissão... Depois fiz questão, também como conselheiro da FIEP, a fazer uma palestra no SIEF - seminário internacional de energias do futuro; - e cancelaram o pomposo seminário... claro... por coincidência... hehehé... e, enquanto eu continuar conselheiro, desconfio que a FIEP não fará novo seminário, ou comissão, ou congresso, infelizmente, pois não permito que propagem besteiras no setor que domino aficionado, e tampouco receberei um honrado convite oficial para cair fora da instituição...

    Sou da opinião de que as federações das indústrias deveriam servir mais às pequenas do que às grandes. E igualmente, o povo deveria pagar menos pelas energias do que os grandes... os pequenos deveriam pagar menos impostos do que os grandes...

    Ser grande empresário neççepaísch é baba... recebem terras grátis, isenções de impostos por décadas, benesses incontáveis, etc, etc...

    Quanto à imprensa, não se iluda, faz parte da jogatina, é exatamente fundamentada na mesma embromação, na mesma idolatria aos grandes financiadores dos políticos, ...em detrimento dos idiotas pequenos pagantes.

    E se queremos mudanças... vamos intimar os acomodados... vamos divulgar os anseios e questões que julgarmos justas... vamos cutucar os poderosos... vamos promover e organizar o SIEF, com tecnologia real, e não com falatório esotérico... um mundo melhor (para os ditos humanos) está em nossas mãos... mãos à obra...





    Mario escreveu:

    Putz.. nem sei o que falar... como podem fazer você retirar o motor do carro?? Não tenho palavras para expressar essa calamidade. Que lixo!!

    Enquanto o Governo achar que a Petrobrás é o melhor negócio do mundo (do ponto de vista $$ deve ser mesmo), mas a que custo?? E agüentar o barbudo falando que o pré-sal irá mudar o Brasil!?? (no mínimo louco).

    Se eu colocar o kit, eu necessariamente terei que mudar alguma coisa na documentação? até porque os babacas que fazem vistoria não irão saber de nada... impacto só no seguro então. Mas o que me dá agonia é realmente saber como é difícil ter um veículo com um combustível mais limpo, sustentável, de maior rendimento e estrategicamente para o Brasil seria muito (mas muito) melhor do que o álcool.

    Abraços e obrigado, Mario

    (FENDEL) R: Por ironia... o item 8 da tabela de combustíveis da resolução 04/86 do Denatran, vigente, é "Óleo Vegetal"...

    O impressionante é que mesmo constando por escrito em lei... esses filhos das putas se negam a segui-la... e a gente fica com cara de tacho...

    Se um guarda rodoviário acorda menstruado, ele pode alegar qualquer coisa... as leis são interpretáveis ao bel prazer, feito a bribra...

    Até em termos de segurança o OV é muito melhor do que o Diesel, pois OV não queima à temperatura ambiente, não provoca incêncio e nem explosão, sem falar que não é tóxico, é benéfico prá natureza, e que, para ser produzido é necessário fazer comida ao mesmo tempo, ou seja, se vc quiser produzir 1 litro de óleo de soja, vc tem que obrigatoriamente fazer 5 kg de farelo... e mais um bom tanto de palhada, que deveria virar carvão vegetal, e gases energéticos... retornando as cinzas como adubo...

    OV e etanol são compostos apenas por átomos concentrados de C, H e O... retirados e oriundos só da água e do CO2... só... e maravilhosamente só... transformando e acumulando a energia solar... através de graciosos processos físico-químico-biológicos nas clorofilas das folhas verdes...

    (no caso do etanol, ainda se acresce a fermentação... outro elementar e fantástico processo biológico natural gracioso e sem abracadabra...)





    Caroline escreveu

    Olá Thomas, achei muito interessante seu site e fique impressionada como você pensa no ambiente. Gostaria de perguntar-lhe duas dúvidas:

    - A sua proposta de lei foi aceita?

    - Quanto que custa para converter um motor de caminhão antigo movido a diesel para óleo de cozinha puro?

    Muito obrigada e mais uma vez parabéns por seu trabalho junto ao meio-ambiente. Caroline

    (FENDEL) R: Não, minha proposta de projeto de lei não avançou e recebeu apenas respostas idiotas da aççeççoria do çenado... mas, atualmente tramita outro projeto, do Senador Goelner, infelizmente proposta muito mais humilde e acanhada.

    Os kits geralmente se baseiam no sistema de 2 tanques, um pequeno para o Diesel e um grande para o OV, e de um trocador de calor para esquentar o OV com a própria água quente do motor Diesel.
    Inicialmente dá-se a partida com Diesel, e depois de quente, passa-se para o OV aquecido, através de uma chave no painel.
    Também na marcha lenta, através de uma chave no pedal do acelerador, o motor volta a funcionar com Diesel.

    Minutos antes de se desligar o motor, deve-se voltar ao Diesel, para deixar a bomba injetora com Diesel, quando fria.

    O kit experimental, com manual de instalação, vendo por R$ 500,00.
    Calculo que um bom mecânico cobre uns R$ 300,00 para fazer a instalação
    (+ mangueiras, tanque, suportes, abraçadeiras, etc).
    O kit serve para qualquer motor Diesel na faixa de 50 a 200 HP.
    O tanque auxiliar pode ser de 10 a 20 litros, de um motor estacionário, ou mesmo um galão de plástico...
    O rendimento, potência e consumo se mantém mais ou menos o mesmo, com uma variação de +/- 10%.
    Quanto à glicerina, o objetivo do kit é esquentar o óleo vegetal para queimá-la.
    Quanto à troca de óleo lubrificante, recomendamos ficar de olho no nível, consistência... utilizar um óleo mais barato, e trocar com mais freqüência.
    O óleo vegetal mais indicado seria o refinado ou o virgem... mas é possível tratar os outros óleos e inclusive os de fritura.
    Quanto ao sebo, é necessário aquecer também o tanque e a tubulação, além é claro de filtrá-lo e neutralizá-lo.
    Nosso kit é de tecnologia própria, baseado numa salada de kits e informações coletadas, que continua em aprimoramento, e contamos com o retorno e sugestões dos abnegados amigos usuários cobaias.
    O motor continua a funcionar só com Diesel também, ou qualquer mistura, OV/Diesel.
    Para preparar óleos de fritura, misturo com igual tanto de água e por 10 minutos agito com uma hélice eletromecânica e deixo decantar por 2 semanas. Depois filtro a parte decantada superior. Claro que o ideal é analisar as características dos OV conforme a norma alemã...

    Informações interessantes sobre OV, veja:

    https://novaenergia.net/forum/viewforum.php?f=18

    e (em inglês)

    https://journeytoforever.org/biodiesel_svo.html

    https://www.oliomobile.org/english/
    Prensas de óleo virgem:

    www.scottech.com.br

    www.ecometal.com.br
    www.apitec.com.br
    www.bindgalvao.com.br
    www.greenpecas.com.br
    www.ecirtec.com.br
    www.granjatec.com.br

    https://dcpsc1.bloombiz.com/
    www.biomaq.com.br

    Aos interessados recomendo o kit do Paulo Lenhardt - paulo@morrodacutia.org - que está mais desenvolvido do que o meu...





    Udo escreveu:

    Caro Thomas, como faço p/ legalizar o uso de OV na BESTA que vamos colocar em teste? Aguardo Obrigado. Udo

    (FENDEL) R: Boa pergunta... Sugiro participar do fórum biocom@grupos.com.bronde discutimos e postamos as novidades do setor.







    XXX escreveu

    Bom dia Thomas, um grupo de investidores europeu pediu-me para gerenciar um projeto de um carro « diferente » que seria fabricado e vendido no Brasil. Sou engenheiro de F1 e acho o projeto bastante interessante, mas precisaria confirmar a viabilidade juridica/legal de um tal projeto (homologação, registro, etc) antes de entrar nos estudos tecnicos.

    Procurando por informações sobre homologação acabei encontrando o seu projeto e agradeceria se voce pudesse me indicar um contato (DETRAN? DENATRAN? INMETRO?) com quem pudesse dialogar para tirar as minhas duvidas quanto à homologação, procedimentos de validação, etc de um tal veiculo.

    Ps : navegando pelo vosso site me sinto até meio envergonhado com meus motores esportivos e poluentes! Esse novo projeto me daria a oportunidade de fazer algo mais util e ecologico. Cordialmente, XXX

    (FENDEL) R: Desconfio que se trata de carro a ar comprimido, ou outra besteira da moda... e nada disso é limpo... muito pelo contrário...

    Nada como um Diesel sem enxofre (por enquanto) ou muito melhor ainda o OV...

    O velho e surrado motor 4 tempos, tão mal falado, é na verdade uma maravilha... e o será ainda por longo, senão infinito tempo.

    Na F1 não considero a gasolina o vilão... e sim as regras, que não complementam a economia... e nem permitem tecnologias e criatividades livres...

    Em termos de homologação vc só vai ter problemas, se mexer com a porcobráisch...

    Na verdade nossas leis são muitas... e interpretáveis a bel prazer... e não sei quem eu poderia te indicar para dar umas dicas...

    Acho que o melhor seria vc fazer uma consulta via algum advogado, que goste do assunto, pois os termos e questões são mais “legais” do que técnicas... como vc bem colocou.







    Grupo Virtual BIOCOMBUSTÍVEIS - Tribuna Livre !!! - Pesquisa e Desenvolvimento Social Aberto - Nosso e-mail: biocom@grupos.com.br. Uma bio-homenagem ao Engenheiro Thomas Renatus Fendel - www.fendel.com.br.
    ?216397:43:1257611516:1:1257611512384404__utm.gif? utmt=imp&utmac=UA-164895-2&utmcsr=grupos&utmcmd=email&utmctr=biocom&uctr=bi ocom&utmcid=2
    h.gif

  4. #52
    Usuário Avatar de BIOCOM
    Entrada
    26/09/2005
    Local
    rio das ostras/RJ
    Idade
    52
    Posts
    228
    Agradecimentos: 0

    Wink Anp quer implantar oleo vegetal e animal nos motores vai vendo hvo

    ANP inicia conversas para regular HVO no mercado brasileiro
    Diesel renovável hidrogenado pode ser a grande aposta para ajudar na redução de emissões do transporte

    SUELI REIS, AB
    Facebook

    Linkedin

    Twitter


    A Agência Nacional do Petróleo – ANP – iniciou na quarta-feira, 16, uma série de reuniões para debater como o Brasil poderá adotar a introdução do diesel renovável HVO (óleo vegetal hidrogenado, na sigla em inglês) de forma a regular seu uso no futuro. O biocombustível, que atualmente vem sendo testado na Europa e em outros países, ainda não está em uso no País e não há qualquer regulação a respeito. Com características físico-químicas semelhantes ao do biodiesel, o composto é formado por óleo vegetal ou gordura animal aliada à hidrogênio e sua eficiência se equipara ao do diesel, podendo ser utilizada em motores atuais sem a necessidade de quaisquer alterações. Sua principal vantagem é a redução significativa de emissões e material particulado.

    Em painel realizado nesta quarta-feira, 16, no Congresso SAE Brasil, que ocorre em paralelo à Fenatran, o presidente da Aprobio, Associação dos Produtores de Biocombustíveis do Brasil, Erasmo Carlos Battistella, defendeu a ampliação da gama de biocombustíveis produzidos no País a partir da agregação do HVO e do querosene de aviação renovável (SPK). Logo após sua apresentação, ele se dirigiu ao Rio de Janeiro para participar da reunião com a ANP.

    “A atual mistura B11, que vai chegar a B15 em 2023, poderia começar com H1, por exemplo, mas poderia chegar a H89 [89% de HVO no biodiesel]. O biodiesel já é uma realidade e o HVO é uma oportunidade para consolidar o Brasil como maior produtor de biocombustíveis no mundo”, disse.

    Em sua análise, defendeu que a partir da construção de um marco regulatório sobre como produzir e utilizar o HVO, como já acontece para o biodiesel e etanol, o Brasil poderá ter condições de produzir o combustível em larga escala daqui a três ou quatro anos.

    O vice-presidente de pesquisa e desenvolvimento global da Scania, Jesper Wiklander, que também participou do painel, disse que o Brasil tem uma grande vantagem e oportunidade por ser um grande produtor rural, gerando biomassa para o setor de biocombustível. Para ele, o País tem todas as condições de adotar o HVO imediatamente.

    “A única barreira que vejo hoje é a falta de especificação, mas pelas suas características, todos os veículos a diesel já podem usar o HVO em qualquer proporção, de 1% até 100% sem a necessidade de investir ou alterar os motores. Na Europa temos testes que apresentaram excelentes resultados de eficiência e emissões.


    O executivo defendeu fortemente o uso de biocombustíveis como forma de atingir os restritos níveis de emissões de CO2 que os países se comprometeram quando assinaram o acordo de Paris. “Sabemos que a eletrificação é o futuro, mas vamos demorar chegar lá de forma massiva. Além disso, se toda a frota global fosse elétrica hoje, a redução dos níveis de emissões pelo transporte seria de apenas 37%. Então, a melhor opção atual é utilizar todos os combustíveis alternativos. Precisamos começar a trabalhar juntos para que a mudança realmente aconteça.”

    USINA BRASILEIRA DE HVO NO PARAGUAI

    O presidente da Aprobio lembrou os participantes do Congresso SAE sobre o investimento que sua empresa, a holding ECB Group, anunciou em setembro no valor de US$ 800 milhões para a construção de uma usina de combustíveis renováveis no Paraguai. O projeto Ômega Green idealizado pelo próprio Battistella será a primeira planta dedicada a combustíveis renováveis de segunda geração do Hemisfério Sul. Ela também será a primeira usina para a produção de HVO na região da América do Sul.

    Segundo Battistella, a refinaria será localizada a cerca de 45 quilômetros da capital Assunção, na cidade de Villeta, e também fará a produção de SPK, querosene renovável para uso na aviação.

    O executivo disse que o que os bancos que farão a estruturação financeira do projeto já foram escolhidos e acrescentou que já foram protocolados os pedidos de licença ambiental para o início da construção da usina, que deve ocorrer no primeiro semestre de 2020. A implementação da planta tem duração prevista de 30 meses e a intenção é ter plena capacidade produtiva a partir de 2022.

    “Escolhemos o Paraguai por ter condições econômicas mais favoráveis neste momento; onde a energia custa um terço do que temos aqui no Brasil; a logística também é estratégica: é uma planta também pensada para a exportação como Europa, Canadá, Estados Unidos. Com um custo menor, é mais fácil ser competitivo e exportar”, disse.

    O QUE É O HVO?

    O HVO é um combustível renovável e pode ser produzido a partir de óleos vegetais, como óleo de palma, de soja, de girassol, óleo alto (de aparas de madeira), gorduras residuais (óleo de cozinha) e gorduras animais. Ao colocar os óleos em contato com hidrogênio sob alta pressão, é criado o combustível líquido HVO. Esse processo artificial garante qualidade consistente e diferente do biodiesel, o produto básico não determina a qualidade do combustível. Atualmente na Europa, a Escandinávia, Holanda e Cingapura são importantes países produtores de HVO.



    Tags: Diesel renovável, combustível renovável, HVO, óleo vegetal hidrogenado, ANP, ECB Group, usina, Paraguai, Congresso SAE Brasil, Fenatran.

  5. #53
    Usuário Avatar de BIOCOM
    Entrada
    26/09/2005
    Local
    rio das ostras/RJ
    Idade
    52
    Posts
    228
    Agradecimentos: 0

    Lightbulb Proposta prevê que carros deverão usar somente biocombustível a partir de 2030

    Publicado em 06/10/2020 às 11h16
    Foto Notícia
    O Projeto de Lei 3368/20 determina que a partir de 2030 os automóveis e utilitários leves fabricados no Brasil ou importados usarão exclusivamente biocombustível, como o etanol. A migração para o novo padrão será gradual.

    Pela proposta que tramita na Câmara dos Deputados, em 2030 a regra valerá para todos os veículos com motor 1.6 a 1.8 cilindradas. Depois, será a vez dos carros 1.4 a 1.6 (em 2033) e 1.4 para baixo (em 2035).

    O projeto obriga que até mesmo os carros elétricos saiam de fábrica adaptados para receber biocombustível, tornando-se, na prática, veículos híbridos.

    O texto é de autoria do deputado Jose Mario Schreiner (DEM-GO). Segundo ele, a proposta estimula o uso, no Brasil, do etanol, biocombustível que tem várias vantagens, principalmente ambientais, sobre a gasolina e o diesel, .

    "Quando avaliado o ciclo de vida completo do combustível, o etanol proporciona uma redução de até 90% na emissão de gases do efeito estufa", disse Schreiner. Outras vantagens apontadas por ele são a menor emissão de partículas na atmosfera e a maior capacidade de biodegradação.

    Para garantir o abastecimento do mercado interno de biocombustíveis, o projeto obriga o governo federal e os estaduais a desenvolverem programas de incentivo e financiamentos para produção de etanol e outras fontes de energias renováveis.

    Motor flexível
    Pelo projeto, até que o prazo de migração para o biocombustível esteja completo, os fabricantes de veículos deverão aumentar a eficiência dos motores flexíveis (flex fuel), visando a paridade entre o etanol e combustíveis fósseis.

    O objetivo é chegar a 2030 com os motores movidos a etanol tendo desempenho idêntico aos movidos a gasolina.
    05/10/2020
    Fonte: Agência Câmara de Notícias

  6. #54
    Usuário Avatar de BIOCOM
    Entrada
    26/09/2005
    Local
    rio das ostras/RJ
    Idade
    52
    Posts
    228
    Agradecimentos: 0

    Smile Metas do Acordo de Paris estimulam investimento em BIOCOMBUSTIVEIS

    Uma das prioridades do Brasil, avanços serão discutidos durante a cúpula do G20, na Argentina
    Assessoria da Presidência da República - 30 nov 2018 - 07:42

    Criar química para um futuro sustentável é o propósito da BASF e, por isso, a empresa apoia iniciativas que contribuem com esse objetivo. Com esse pensamento, a Fundação Espaço Eco, instituída e mantida pela companhia, desenvolveu um treinamento para o uso da RenovaCalc, calculadora de intensidade de carbono na produção de combustíveis renováveis, aplicável a etanol, biodiesel, bioquerosene e biometano.

    A calculadora avalia emissões de gases de efeito estufa nas diferentes etapas do ciclo de vida dos biocombustíveis e faz parte do programa RenovaBio, do governo federal, previsto para entrar em plena operação a partir de 2020.


    Os avanços no cumprimento das metas do Acordo de Paris serão levadas para discussão pelo presidente da República, Michel Temer, para discussão na 14ª Cúpula do G20, marcada para sexta (30) e sábado (1º/12). Para o Brasil, as regras previstas estimulam o investimento no desenvolvimento sustentável.

    Entre os temas previstos para discussão, estão mudança no clima e formas para garantir a alimentação da população. “Nada do que foi previsto nas metas brasileiras interrompe o desenvolvimento econômico. É um estímulo para construção de uma agenda de investimento em atividade de desenvolvimento sustentável”, afirmou o secretário de Mudanças no Clima e Florestas do Ministério do Meio Ambiente, Thiago Mendes.

    De acordo com o secretário, as metas do Brasil foram construídas em um amplo processo de discussão entre o setor privado, o governo e a comunidade acadêmica. Elas se tornaram oficiais após passarem por promulgação presidencial em julho de 2017.

    No Acordo de Paris, o País se comprometeu a reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 37% abaixo dos níveis de 2005 até 2025. Para 2030, a previsão é a diminuição em 43%. Entre 2016 e 2017, o Brasil reduziu 2,6 bilhões de toneladas de carbono, o que antecipa em três anos o cumprimento de sua meta para 2020 em relação à Amazônia e ao Cerrado.

    Também aceitou aumentar a participação de bioenergia sustentável na sua matriz energética para aproximadamente 18% até 2030, além de restaurar e reflorestar 12 milhões de hectares de florestas.

    Nas energias renováveis, a previsão é que o Brasil alcance uma participação estimada de 45% na composição da matriz energética em 2030.

    RenovaBio
    Sancionada pelo presidente da República em dezembro de 2017, a Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio) contribui para o cumprimento das metas brasileiras assumidas no Acordo de Paris e incentiva a produção de biocombustíveis como etanol, biodiesel e biogás, além de garantir a redução da emissão de gases do efeito estufa e a eficiência energética.

    Segundo maior produtor mundial de biocombustíveis, o Brasil já tem cerca de 45% de toda demanda de gasolina no Brasil atendida pelo etanol. "Isso não tem precedente em lugar nenhum do mundo”, disse Thiago Mendes.

    Preservação
    A implantação do Código Florestal e do Cadastro Ambiental Rural também é referência mundial. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, são mais de 6 milhões de propriedades cadastradas que preservam mais de 100 milhões de florestas nativas no Brasil.

    Além disso, o Brasil tem investido em novas fontes de energia e faz parte da Plataforma para o Biofuturo, que abrange alguns dos países mais relevantes para mercados e inovação em biocombustíveis avançados e biomateriais.
    4X4 Brasil Razão: INCLUIR ANEXO

  7. #55
    Usuário Avatar de BIOCOM
    Entrada
    26/09/2005
    Local
    rio das ostras/RJ
    Idade
    52
    Posts
    228
    Agradecimentos: 0

    Carros movidos a oleo de cozinha farão tour pela europa

    Carros movidos a oleo de cozinha cruzarao Europa - Geral - Estadao
    O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. As regras têm como objetivo proteger o investimento feito pelo Estadão na qualidade constante de seu jornalismo. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link: Carros movidos a oleo de cozinha cruzarao Europa - Geral - Estadao

  8. #56
    Usuário Avatar de BIOCOM
    Entrada
    26/09/2005
    Local
    rio das ostras/RJ
    Idade
    52
    Posts
    228
    Agradecimentos: 0
    A Petrobras vem defendendo a possibilidade de introdução do diesel renovável na matriz de biocombustíveis do Brasil. O diesel renovável é um biocombustível moderno, feito com matérias-primas como óleos vegetais, gordura animal e até mesmo óleo de cozinha usado, que pode ser misturado ao diesel derivado do petróleo.

    A companhia concluiu este ano testes em escala industrial, onde produziu diesel R5 em sua refinaria no Paraná, ou seja, óleo diesel com 5 % de parcela renovável e aguarda a autorização do Conselho Nacional de Política Energética para que esta parcela renovável do diesel seja aceita como alternativa para cumprimento do teor obrigatório de biocombustíveis no Brasil, atualmente ocupado exclusivamente pelo biodiesel
    fonte: agencia petrobras

  9. #57
    Usuário Avatar de BIOCOM
    Entrada
    26/09/2005
    Local
    rio das ostras/RJ
    Idade
    52
    Posts
    228
    Agradecimentos: 0

    Petrobras joga a toalha :diesel será de óleo vegetal

    Fonte : Com avanco de carros eletricos e hibridos, petroleiras correm para fazer combustivel verde - Jornal O Globo
    Com avanço de carros elétricos e híbridos, petroleiras correm para fazer combustível verde
    Transição para um novo modelo no setor automotivo é um dos fatores para o fim da fabricação de automóveis da Ford no Brasil
    Bruno Rosa
    18/01/2021 - 11:00 / Atualizado em 18/01/2021 - 12:48
    Um carro elétrico da Mini é exibido no estande da fabricante no Salão do Automóvel de Frankfurt Foto: Tobias Schwarz / AFP
    Um carro elétrico da Mini é exibido no estande da fabricante no Salão do Automóvel de Frankfurt Foto: Tobias Schwarz / AFP
    Newsletters

    RIO — O crescente cerco às emissões de carbono dos automóveis tradicionais tem levado petroleiras a aumentarem os investimentos em combustíveis verdes, com uma combinação de óleos vegetais e petróleo durante o processo de refino. O movimento, acelerado pela pandemia do coronavírus, ocorre ao mesmo tempo em que diversos países desenvolvem políticas para eliminar carros movidos a gasolina e diesel ao longo desta década.
    PUBLICIDADE

    No Brasil, a Petrobras está à frente dessa tendência. A companhia pretende investir US$ 1 bilhão, nos próximos cinco anos, em uma área de combustíveis verdes. A estatal já desenvolveu o chamado diesel renovável e só espera regulamentação do governo para vender o novo combustível ao setor de transporte de carga.

    Entrevista: Saída da F

Classificados ANUNCIE GRÁTIS

AQUI VOCÊ ENCONTRA TUDO

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Tópicos Similares

  1. Kit Nacional = > Conversão Diesel X óleo Vegetal
    Por BIOCOM no fórum Geral Off-Topic
    Respostas: 34
    Última resposta: 05/10/2020, 17:47
  2. Como Transformar O Motor Diesel Para Oleo Vegetal
    Por BIOCOM no fórum Geral Off-Topic
    Respostas: 36
    Última resposta: 28/03/2019, 14:35
  3. Conversão para óleo vegetal - tecnologia alemã
    Por gallep no fórum Fórum Geral 4x4 Brasil
    Respostas: 2
    Última resposta: 10/05/2012, 23:34
  4. Respostas: 0
    Última resposta: 27/01/2012, 01:06
  5. 4x4 até r$28mil para rodar c/ óleo vegetal ?!
    Por Phb no fórum Geral Off-Topic
    Respostas: 5
    Última resposta: 01/08/2010, 23:40

Tags para este Tópico

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  • BB Code está Ligado
  • Smilies estão Ligados
  • Código [IMG] está Ligado
  • Código HTML está Desligado

Change privacy settings Alterar definições de privacidade