Página 1 de 4 1234 ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 12 de 42
  1. #1
    Usuário
    Entrada
    16/05/2005
    Idade
    39
    Posts
    46

    Seguro de automóvel, muito cuidado !!!




    Pessoal, tenho notado que muitos de nós, costumamos perguntar sobre custo de seguro no fórum. Sou Corretor de Seguros e, gostaria de informar sobre algo muito importante.

    Para que todos possam conhecer como funciona o mercado de seguro de automóvel, estarei explicando a todos o Jogo que existe entre corretores antiéticos.

    Hoje o seguro auto não é determinado somente pelas características dos veículos, como era no passado e, principalmente pelo perfil do usuário, e aí que mora o perigo.

    Muitos corretores, que chamo de vendedores ou prepostos de Seguradoras, só tem o interesse em vender o seguro, não em prestar um serviço de qualidade e, a maioria das vezes esses profissionais alteram dados importantes, para trazer os preços para baixo.
    Exemplo 1 :
    Levando em conta que temos o mesmo veículo e o mesmo condutor, se o corretor coloca que seu carro fica em garagem integral, manhã/tarde/noite, algumas seguradoras compreendem que esse carro não pode em hipótese alguma estar fora de estacionamento fechado, ou seja, se for à casa de um amigo que não tem estacionamento nem garagem, o carro estará estacionado na rua, aí quando chega já não está mais lá. As letras miúdas do contrato que você não leu, irá revelar que não tem cobertura, pois na contratação você assinou um termo de responsabilidade pelas informações fornecidas.

    Exemplo 2 :
    Considere a mesma questão anterior, modificando somente o CEP de pernoite do veículo, você terá diferença de até 50% nos custos do seguro, então se colocar o endereço do interior, havendo perda total e se na sindicância ficar comprovado que não mora no endereço, ou seja, estar no local indicado pelo menos 75% do tempo, não tem cobertura.

    Exemplo 3 :
    Considere a mesma situação, sendo que o principal condutor é o mais jovem e, no seguro consta que o mais velho EX. Pai/Mãe, etc. é o principal condutor, havendo sinistro, na sindicância ficando comprovado que existe pessoas mais jovem que usam o veículo, ou ainda não relacionadas no perfil da apólice, não tem cobertura.

    Pessoal, existe uma série de fatores que estão diretamente ligados a quanto realmente custo o seguro e, brincando com essas informações, quem trabalha com seguro pode fazer o preço ser correto, ou pode fazer o preço cair, com informações que não são verdadeiras.

    Vale informar, que as seguradoras encontraram uma forma de minimizarem seus prejuízos com indenizações, é gastando uma fortuna em sindicância e, esta é feita por policiais e pessoas que estão acostumadas a investigar a vida alheia.

    Vou dar 1 exemplo de clientes que deixaram de renovar o seguro comigo, por um preço maravilhoso.

    1. O rapaz de 27 anos tinha o carro no nome da mãe e, consecutivamente para o seguro ser + barato sua mãe era a principal condutora. Ele bateu e deu perda total. Na sindicância o dono do boteco que ele bebia informou ao investigador que aquele carro era do rapaz, lógico que essas informações são como um jogo, o investigador chega fazendo perguntas, por exemplo, tem um Vectra preto 99 que esta a venda, fica aqui na rua, conhece o dono. O dono do bar ha sim é do Sergio. Não tem cobertura.

    Isso é apenas uma forma de coloca-los informados de como funciona o mercado de seguro de auto.

    Se vocês possuem um Corretor de Seguros com SUSEP e de confiança, eles estarão confirmando todo isso. Caso não tenham, faça seguro pelo menor preço, através do Banco, CUIDADO !!!

    Estarei sempre a disposição de todos.

    Abraço,

  2. #2
    Usuário Avatar de samukanvas
    Entrada
    01/02/2005
    Idade
    35
    Posts
    7,299
    Grande paulo,

    num sei se é bem assim não, viu? é bem mais brando que isso....

  3. #3
    Usuário
    Entrada
    16/05/2005
    Idade
    39
    Posts
    46

    Seguro auto

    Fala Samukanvas,

    Não sei se você é do mercado de seguros, ou se tem alguém do seu relacionamento que é do mercado, só acho que você não sabe do que esta falando.

    O que escrevi é o que estamos vendo acontecer no mercado, lógico que não é uma regra e, a sindicância não é pra todos, mas quando há se houver algo errado, a seguadora fará tudo para negar a indenização.

    Trabalho desde 18 anos com seguros e, tenho relacionamento com profissionais que possuem mais de 40 anos de profissão, tanto corretores, como diretores de cia de seguros e, de fato isso é o que esta acontecendo.

    Caros colegas do Fórum 4X4,
    Estou somente transmitindo informações da Folha de São Paulo de 22.03.2005. Não tenho a pretenção de criar nemhum constrangimento, mas para voc~es terem ideia, estarei abaixo copiando a matéria.

    Cabe ressaltar, que a Porto Seguro após esta nota, enviou carta aos corretores informando que é tudo mentira, então, não cabe a nós especular sobre a matéria e, sim aguardar o que a Justiça provar e determinar.

    Mas sem dúvidas, toda mentira tem um fundo de verdade e, como havia escrito no fórum 4X4, as seguradoras estão fazendo o possível para não pagar indenização, ou seja, se houver algo que infrinja as cláusulas contratuais, poderá não ter cobertura.
    MUITO CUIDADO !!!!

    Paulo Otto
    Consultor de Seguros
    Direct (55 21 ) 99966860

    MATÉRIA DE 22.03.05 - FOLHA DE SÃO PAULO

    Senhores,
    Leiam que é importante, saiu na folha.
    A Porto Seguro, uma das 3 maiores seguradoras do Brasil, descobriu uma maneira para não pagar indenização para seus clientes vítimas de furto do seu automóvel.

    Montando um esquema com advogados e delegados, a Porto Seguro está forjando provas contra seus clientes:
    Ao ser vítima de furto ou roubo do veículo e acionar a seguradora, a Porto Seguro investiga o caso para não ser enganada pelos clientes (procedimento padrão), porém fez um acordo com delegados de polícia que acusavam a vítima de ter vendido o seu carro no Paraguai e depois ter alegado furto. Ou seja, além de ter seu carro roubado, você ainda é fichado como estelionatário, era extorquido pelos delegados a pagar 3 mil para arquivar o caso, mais uns 2 mil para a Porto Seguro, pelos gastos da investigação e depois disso você não consegue mais fazer seguro nenhum, pois seu nome está sujo!!! Foram 600 casos!!!!
    http://www1.folha.uol.com.br/folha/c...5u107063.shtml
    (FOLHA DE SÃO PAULO 22/03/2005)

    "Promotoria denuncia fraude contra clientes de seguradora, ALEXANDRE HISAYASU
    da Folha de S.Paulo. O Ministério Público apresentou ontem denúncia na Justiça contra dois diretores e um gerente da Porto Seguro por participação em um suposto esquema de fraude contra segurados. Também foram denunciados três delegados e um escrivão da Polícia Civil, um advogado e três proprietários de uma empresa que prestava serviços para a Porto Seguro. O gerente e o escrivão tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça.

    Segundo o Ministério Público! , os acusados montaram um esquema de fraude para não pagar indenizações a segurados que tinham o veículo roubado ou furtado. Esses clientes acabaram indevidamente acusados de tentar fraudar o seguro.

    A Porto Seguro, por meio de sua assessoria de imprensa, não quis comentar a denúncia do Ministério Público. Em nota oficial, a empresa afirmou que se pronunciará "somente após ser comunicada oficialmente e tomar conhecimento do teor da denúncia do Ministério Público".

    Montagens Entre 1999 e 2004, cerca de 600 inquéritos foram abertos --sempre na mesma delegacia, o 27ª DP (Campo Belo)-- para investigar pessoas acusadas de vender seus carros no Paraguai antes de pedir indenização na Porto Seguro por roubo ou furto do veículo.

    O Ministério Público concluiu que as acusações eram montadas, com documentos falsos, para justificar o não-pagamento de indenizações pela perda dos veículos.
    Em cerca de 120 dos 600 casos, os promotores constataram que a suposta negociação no Paraguai foi "comprovada" pela seguradora com papéis falsificados. Os demais casos ainda estão sendo investigados.

    A Porto Seguro não quis comentar o caso. Afirmou, em nota oficial, que só se pronunciaria após tomar conhecimento do teor da denúncia.

    A Folha teve acesso a uma cópia da denúncia encaminhada ontem na 23ª Vara Criminal.
    Na denúncia, consta que os acusados "obtiveram, de forma continuada, com a colaboração dos delegados titulares e do escrivão de polícia, durante cinco anos, vantagem ilícita, em
    benefício final das seguradoras, que se constituiu no não-pagamento das indenizações relativas a cada veículo produto de furto ou de roubo, em prejuízo dos segurados".

    Denunciados
    Foram denunciados por crimes de formação de quadrilha, estelionato, falso testemunho, uso de documento falso e denunciação caluniosa: o diretor do departamento jurídico da Porto Seguro, Luiz Paulo Horta de Siqueira, o diretor do departamento de sinistros, Nelson Peixoto, e o gerente do departamento jurídico, Joel Rebellato de Melo; os delegados Reinaldo Correia, Enjolras Rello de Araújo e Guaracy Moreira Filho; o escrivão Geraldo Picatiello Júnior; o advogado Carlos Alberto Manfredini; e os empresários Nanci Concílio de Freitas, Marcos Rodrigo Concílio de Freitas e Karla Concílio de Freitas, donos de uma empresa que apura se há irregularidades em pedidos de pagamento de seguro.

    O escrivão Picatiello, que se aposentou no início do ano, e o gerente Rebellato de Melo também tiveram a prisão preventiva decretada pelo Dipo (Departamento de Inquéritos Policiais e Polícia Judiciária) por acusação de extorsão contra um segurado. Até a noite de ontem, eles não haviam sido presos.

    Segundo o Ministério Público, os acusados providenciavam documento de venda do veículo do segurado, supostamente registrado em cartórios do Paraguai, com data anterior ao pedido do seguro. O cliente era então pressionado pelos funcionários da seguradora a desistir da indenização. Caso contrário, era aberto um inquérito policial no 27ª DP (Campo Belo) contra o segurado por crimes de estelionato e fraude.

    As apurações da Promotoria constataram que sempre os mesmos policiais participavam das investigações contra os clientes a pedido da seguradora.

    Em alguns casos, segundo o Ministério Público, segurados pagaram propinas de US$ 3 mil para policiais ! do 27ª DP para não serem indiciados. Depois, ainda pagaram para a seguradora pelos gastos realizados para investigar a suposta fraude.

    A investigação foi conduzida pelos promotores do Gecep (Grupo de Atuação Especial e Controle Externo da Atividade Policial), Dipo e Corregedoria da Polícia Civil."
    Paulo Lima Machado - DBA
    Paulo.Machado@anvisa.gov.Br
    Fone: (61) 448-1359

  4. #4
    Usuário
    Entrada
    25/03/2004
    Local
    Guarapuava/PR
    Idade
    40
    Posts
    1,122
    No caso de negativa da seguradora no pagamento da apolice, é so acioná-la na justiça...
    Na relacao entre segurado e seguradora, aplica-se o codigo de defesa do consumidor, ocorrendo uma figura chamada "inversão do ônus da prova".... Por exemplo, caso ela se negue em pagar a apolice em razao de embriagez, compete a ela provar que seu cliente estava bebado e nao ao contrario (o segurado provar que nao tinha ingerido alcool).
    Entao, no caso de nao pagamento da apolice, o negocio é processar a seguradora e pleitear, ainda, indenizacao pelos danos morais e patrimoniais sofridos.
    Abraço,
    Vinicius!
    Ranger 1999 4x4 V6, pneus 33, frente 2007. Explorer 1994, pneus 35, lift 3', bloqueios e.locker, motor 3.0 ngd, guincho 12.000 lbs e outras frescuras!

  5. #5
    Usuário Avatar de leovalle
    Entrada
    10/02/2004
    Posts
    5,660
    Trabalho também com seguros:

    As letras miúdas que tanto podem ajudar as seguradoras, normalmente ajudam o segurado na justiça. Dificilmente, a não ser com provas de fraude realmente a seguradora vence na justiça. Testemunha todo mundo arruma. Todas jogam com o que normalmente acontece, que é o cara não entrar na justiça.

    []'s
    Leo Valle
    ENSIMEC HEAVY DUTY PARTS
    Equipe ENSIMEC de Rock Crawling - Raptor II

  6. #6
    Usuário
    Entrada
    16/05/2005
    Idade
    39
    Posts
    46

    Seguro auto

    Vinícius,

    Acredito que sejas Advogado como também sou. Mas acho que não esta por dentro da legislação da industria do seguro, defesa do consumidor pode até ser aplicado em alguns casos de seguros, mas não na sua maioria, pois a industria de seguro é encondrada com atividade financeira, como os bancos, por este fato, é regulamentada pela Susep e pelo Banco Central. A maior parte da industria do seguro vende serviços, não produtos, portanto, fora da defesa do consumidor.

    A maior parte das ações contra a industria do seguro, não tramita pela esfera Juizado, por tanto, não aplica-se a defesa do consumidor. No mais, esta ação não durara menos que 18 meses, ou seja, só quem tem grana, pode aguardar este tempo para conseguir em juizo receber a devida indenização de seu patrimonio, quanto as provas, a maior prova é o que o segurado ou o corretor assinou no ato da contratação do seguro. Se estiver escrito que o seu CEP é 20000 e na verdade o CEP É 21111, a prova esta definida, um simples exemplo.

    Caso tenham dúvidas, leiam todas as cláusulas de uma apólice.

    Abraços,

  7. #7
    Usuário
    Entrada
    02/02/2005
    Idade
    55
    Posts
    33
    Realmente a P.Seguros não é uma empresa séria, eu me envolvi em um acidende e tive que acionar a Porto Seguros para cobir somente o dano contra 3º, pois o meu veiculo não teve grandes avarias,olha foi 1 dor de cabeça que voces não podem imaginar, apareceu um Araponga no meu serviço e em casa , queria que as pessoas com que ele conversou assinasse um papel que ele mesmo redigiu alegando que era apenas uma pesquisa, na minha casa como a minha esposa não quis assinar o que ele escreveu por não concordar com o texto , foi chamada de MENTIROSA, e que iria ser PROCESSADA caso não assinasse o que ele queria, fui durante 1 mês ameaçado a ter minha apolice cancelada caso não concordasse em pagar um valor de R$ 3.500, 00, para Porto Seguros, sendo que o valor do conserto do 3º era de $ 3.000,00, Tive de acionar a SUSEP, ai então sem provas a P.Seguros se comprometeu a pagar o sinistro.Problema resolvido? Para minha surpresa A P.S. ñ pagou o sinistro e fui processado pela seguradora do 3º, + 1 vez acionei a SUSEP e ai então eles liquidarão o sinistro q acabou saindo para els em + de $6.000,00 + 1 processo por danos morais q estou movendo contra eles

  8. #8
    Usuário
    Entrada
    17/03/2005
    Idade
    31
    Posts
    74
    Olá para todos,
    não é assim também, colocou o CEP errado não tem direito a indenização, pelo proprio contrato tem-se direito a uma indenização proporcional caso alguma das informações dadas não seja verdadadeira, sendo essa proporcão a mesma do valor pago dividido pelo valor do seguro sem o desconto, é isso certo? Pelo menos é o que lembro de alguns contratos que vi.
    O valor dos seguros é meio ridiculo, para não dizer abusivo, e é oque leva as pessoas a alterar essas informações pessoais.
    Eu tenho um perfil ruim, 22 anos, solteiro, estudante, sem garagem, etc...a cotação do seguro de uma sportage 1998 saiu 9000 reais, cerca de 1/3 do valor do carro( oque estatisticamente significa que eu acabaria com um carro cada tres anos), oque não acontece na pratica, eu nunca acionei o seguro do meu carro e dirijo a quatro anos, tenho varios colegas de faculdade na mesma situação, alias não tem nenhum que tenha destruido um carro inteiro.
    Esse negocio de perfil funciona bem para quem? As seguradoras não analisam bem o risco que correm e o cliente não paga um preço justo.
    Aparentemente só e bom para corretores mal intencionados e para aqueles de bom perfil. Isso só se justifica pois esses erros estatiscos se compensam e so aumentaria os gastos fazer uma melhor determinação dos habitos do cliente, e como só sera benefico para o cliente...oque de certa forma é burrice pois se fosse estimulado que as pessoas desenvolvessem perfis individuais melhores, com direito aos habitos e historico de sinistros, o fator financeiro mudaria os habitos dos clientes alem de fideliza-los á seguradora, que de quebra poderá correr riscos mais calculados e oferecer melhores preços aos melhores clientes.
    Eu tenho a impressao de que eu pago o pato e os de perfil melhor ficam na mesma que antes.
    Na pratica quase todo mundo altera um pouco o perfil e as seguradoras não estão falindo, oque sugere algumas coisas.
    Eu não acredito que essa politica de perfil faça milagres e me sinto abusado quando vou renovar o seguro, se tivesse capital para poder arcar com o custos de outro carro certamente apostaria em mim e faria melhor uso do dinheiro do seguro.
    Gui

  9. #9
    Usuário Avatar de gustavo signori
    Entrada
    17/04/2005
    Idade
    42
    Posts
    72
    olá pessoal.
    paguei seguro durante uns 14 anos sem nunca ter usado. tinha uma f1000 em 95 e na época pagava no seguro dela o equivalente à 3% do valor do carro( comparem com o valor hoje em dia!!!), e não tinha essa "papagaiada" de perfil, era um seguro total e ponto final.
    há 3 anos atrás minha esposa perdeu controle de uma blazer num retorno da rod. dos bandeirantes cuja lateral havia sido capinada e a pista estava cheia de capim e ela bateu no barranco e conseguiu "só" entortar o chassis do carro.
    a minha seguradora era marítima e a apólice feita numa corretora respeitável.
    aí começaram os problemas. levei o carro para uma concessionária chevrolet para reparo e fiquei agurdando o vistoriador que após 10 dias não havia aparecido. fui numa "agência" porto seguro e me pediram para tirar o carro da concessionária e levá-lo a uma oficina credenciada que eu teria um atendimento melhor.
    ok, o bobão aqui fez tudo isto.
    mais vinte dias e nada de vistoriador. reclamei de novo. o orçamento havia sido aprovado, mas com detalhes curiosíssimos: o meu carro só amassou um para-lamas, quebrou um faról e que era realmente grave era o chassis torto. no orçamento haviam sido também colocadas 4 portas e a tampa traseira ( que no fim de tudo não foram trocadas e alguém "ganhou" estas peças).
    depois de +- 40 dias começaram a desmontar o carro. tiraram a carroceria e tiraram o chassis completo e o mandaram para uma otra boca de porco onde arrancaram o motor, câmbio e demais acessórios e mandaram o chassis limpo para uma terceira boca para desentortar.
    para encurtar a conversa depois de +- 80 dias, e já quase maluco, consegui reaver o carro todo desalinhado, todos os fluídos faltando, faltando lâmpadas, etc, etc. procurei uma assistência jurídica mas de cara me desestimularam a continuar pois perderia tempo, dinheiro e muita paciência.

    conclusão: o único objetivo das seguradoras é, sempre foi e sempre será ganhar dinheiro. se voce passou o ano sem ter problemas é bom para os dois lados. se v. teve um sinistro durante o ano, o prejuízo é seu. simples não?

    em tempo: esse negócio de virem especular os seus hábitos de uso do carro para vizinhos, pessoal do trabalho, etc, pra não te indenizar, acontece mesmo. deles induzirem os terceiros a porem a culpa em v. , acontece mesmo.
    ninguém me contou, aconteceu com um vizinho meu.

    é meu, é duro morar prá baixo da linha do equador!!! ( exceto aus e nzl)

  10. #10
    Banido
    Entrada
    03/12/2004
    Idade
    44
    Posts
    641
    Um ponto importante a favor das seguradoras nao foi esclarecido aqui:

    -Qdo o contratante mente para diminuir o preço do seguro incorre em "fraude a seguro" (ou tentativa, art 14 II do Código Penal) e a fraude é prevista como CRIME no Código Penal.

    Traduzindo - mesmo que o contratante leve o caso para um tribunal ainda vai ter a dor de cabeça de provar que não agiu de má fé ao prestar informações incorretas (será q nao agiu mesmo?), mas só o fato de ser avisado pela seguradora de que além de não receber o seguro pode ser processado criminalmente por fraude (ou tenjtativa) já da um banho de água fria no freguês hehehe.

    Ou será q ninguem nunca se perguntou pq é tao fácil "mentir" na contratação de um seguro ???????????????????????????????????

    Pq será q eles não fazem a sindicância na contratação (ou no mínimo pedir comprovantes de residência como todo mundo faz), pedir contra-cheque como forma de checar onde a pessoa trabalha ???????????????????????????????

    - Resposta: Pq em seguros tudo o q o contratente mente pode e vai ser usado para não pagar o prêmio (eles tem muito apego ao dinheiro deles e não gostam de ver o dinheiro sair voando sem no mínimo fazer uma sindicância)

    Este é o típico caso q se encaixou no Brasil como uma luva, como o brasileiro se acha muito "ESPERTO", como diz q não dá mole pra "MANÉ", como quer levar vantagem em tudo acaba se dirigindo pra uma ARAPUCA achando q esta fazendo um ótimo negócio mentindo para as seguradoras, e elas fazem de conta que não sabem (só checam as info após o sinistro).



    valeu

  11. #11
    Usuário
    Entrada
    25/03/2004
    Local
    Guarapuava/PR
    Idade
    40
    Posts
    1,122
    Paulo, desculpa mas vou discordar de você... Com uma simples busca nos nossos tribunais, podemos verificar que na maioria dos casos, aplica-se na relacao segurado-seguradora o codigo de defesa do consumidor, conforme comprova a ementa abaixo :

    116045598 – DIREITO DO CONSUMIDOR – CONTRATO DE SEGURO – INVALIDEZ PERMANENTE – VALOR DA INDENIZAÇÃO – DIVERGÊNCIA ENTRE OS DOCUMENTOS ENTREGUES AO SEGURADO – PREVALÊNCIA DO ENTREGUE QUANDO DA CONTRATAÇÃO – CLÁUSULA LIMITATIVA DA COBERTURA – NÃO-INCIDÊNCIA – ARTS. 46 E 47 DA LEI Nº 8.078/90 – DOUTRINA – PRECEDENTE – RECURSO PROVIDO – Havendo divergência no valor indenizatório a ser pago entre os documentos emitidos pela seguradora, deve prevalecer aquele entregue ao consumidor quando da contratação ("certificado individual"), e não o enviado posteriormente, em que consta cláusula restritiva (condições gerais). II – Nas relações de consumo, o consumidor só se vincula às disposições contratuais em que, previamente, lhe é dada a oportunidade de prévio conhecimento, nos termos do artigo 46 do Código de Defesa do Consumidor. III – As informações prestadas ao consumidor devem ser claras e precisas, de modo a possibilitar a liberdade de escolha na contratação de produtos e serviços. Ademais, na linha do art. 54, § 4º da Lei nº 8.078/90, devem ser redigidas em destaque as cláusulas que importem em exclusão ou restrição de direitos. (STJ – RESP 485760 – RJ – 4ª T. – Rel. Min. Sálvio de Figueiredo Teixeira – DJU 01.03.2004 – p. 00186) JCDC.46 JCDC.47 JCDC.54 JCDC.54.4

    Claro que é muito melhor receber o seguro sem ser necessário mover um processo judicial, pois é de conhecimento de todos a morosidade da nossa justiça, mas na pior das hipóteses é uma das formas do segurado fazer valer seus direitos.
    Atenciosamente,

    Vinicius.
    Ranger 1999 4x4 V6, pneus 33, frente 2007. Explorer 1994, pneus 35, lift 3', bloqueios e.locker, motor 3.0 ngd, guincho 12.000 lbs e outras frescuras!

  12. #12
    Usuário
    Entrada
    02/02/2005
    Idade
    55
    Posts
    33
    Olha...Eu pago seguro a +- uns 10 anos, e nunca tinha acionado a seguradora nem mesmo para um socorro de pane ou coisa parecida, quando renovei o seguro, declarei que não trabalhava e morava na mesma cidade e tinha + de 1 veiculo ;eu não omiti nada, o que eles queriam alegar " olha o absurdo" é que eu não poderia estar com meu carro em São Paulo, e como sempre tive + de 2 carros é claro que me acidentei com 1 deles.
    Outra coisa, descobri que a negativa de pagamento do sinistro com base no perfil é condenada pela SUSEP, órgão que fiscaliza as seguradoras, e mais....Lembra do Araponga que veio fazer a sindicância??? Ele é comissionados para derrubar o sinistro, portanto ele nunca virá somente pesquisar sobre o seu perfil, e sim tentar a qualquer custo te condenar, olha foi uma baixaria o que aconteceu. Vale lembrar que quem dá $ para estes picaretas somos nos consumidores, e renovar 1 seguro com uma empresa com este histórico, estamos assinando nosso atestado de burrice

Página 1 de 4 1234 ÚltimoÚltimo

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
Topo