Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 12 de 21
  1. #1
    Usuário
    Entrada
    28/06/2008
    Idade
    31
    Posts
    1,123

    Comparativo: S-10 Executive Flex x Ranger XLT Gasolina




    Pessoal,

    Uma matéria curiosa no iCarros da Uol, a S-10 levou a melhor:



    Chevrolet S10 vence a Ford Ranger, sua velha rival.

    Sabem aquelas duas velhinhas do bairro, que vivem brigando entre si? Uma está sempre querendo mostrar que é melhor que a outra e, quando uma faz plástica, a outra vai atrás para não fiar com a aparência ultrapassada. Esse mesmo contexto pode ser aplicado para a situação vivida entre as veteranas Chevrolet S10 e Ford Ranger.

    A S10 foi lançada em 1995. A Ranger veio um ano antes importada dos Estados Unidos. Ganhou cidadania brasileira somente em 1998, mas desde a época em que vinha de fora, já disputava o mercado com a picape da GM. As duas travam, desde então, uma disputa acirrada e ainda sobrevivem na mesma geração com ligeiras mudanças. Assistiram à chegada das mocinhas Toyota Hilux, Nissan Frontier e Mitsubishi L200 na vizinhança, mas os fiéis fãs da Ford e GM não deixaram que estas picapes perdessem tanto espaço.

    A última plástica foi feita pela Chevrolet. E, por isso, a colocamos frente-a-frente com a velha inimiga. A Ranger não entra na mesa de cirurgia desde 2004, mas não se abala com isso. A picape da Ford tem um visual mais limpo que os apliques exagerados recebidos pela S10. E, para não dizer que ela está parada no tempo, a Ford passou a contar com uma suspensão renovada na linha 2008 e a versão Sport para agradar os jovens admiradores. Ela, inclusive, motivou a volta da cabine simples na linha da rival.

    Mesmo assim, a S10 justifica a liderança de mercado com a maior de suas vantagens: o motor flex. Ela é equipada com um propulsor de quatro cilindros de 2,4 litros. É o mesmo bloco que equipa o Chevrolet Vectra Elite, mas com cabeçote de oito válvulas, que rende 141 cv de potência (gasolina) e 147 cv (álcool) a 5.200 rpm e 21,9 kgfm de torque (com qualquer combustível) a 2.800 rpm.

    O motor da Ranger é movido somente a gasolina. Ele tem 2,3 litros 16V de 150 cv de potência a 5.250 rpm e 22,1 kgfm de torque a 3.750 rpm. O que reduz o agravante do combustível é que a Ford oferece um kit original de GNV (gás natural veicular), que custa R$ 6.000 a mais com garantia de fábrica.

    Além de economizar na bomba, o dono da S10 gasta menos na compra. O preço começa em R$ 58.057 na versão Advantage, que tem ar-condicionado e direção hidráulica. Para acrescentar trio elétrico, alarme, rodas de 16 polegadas, bancos individuais e capota marítima, somente com um pacote, que eleva o valor para R$ 64.154.

    A Ranger XLS começa em R$ 63.390 já com ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico e alarme. A top XLT inclui faróis de neblina, rodas de 16 polegadas, bancos individuais e detalhes cromados. Nessa configuração, sai da loja por R$ 67.230.

    Na última mudança, a Chevrolet lançou a versão Executive com motor flex, que antes era oferecida somente a diesel. Ela tem airbag duplo, freios ABS, bancos de couro, sendo o do motorista com ajuste elétrico e outros itens de conveniência e visual; custa R$ 71.678. Uma Ford Ranger com estes equipamentos só pode ser comprada na versão Limited com motor a óleo, ao preço de R$ 108.125.

    Ranger tem acabamento melhor; S10 é mais confortável

    As cabines das picapes têm uma coisa em comum: a falta de espaço. O ponto mais crítico está no banco traseiro, onde os passageiros não conseguem acomodar as pernas e o encosto na vertical incomoda. A Ranger, ao menos, tem um acabamento melhor. Os tecidos são de boa qualidade, assim como os encaixes das peças plásticas. A S10 é ligeiramente mais apertada e apresenta excesso de plásticos duros. A versão Executive compensa com detalhes em imitação de madeira.

    O painel das duas denuncia o projeto antigo. Foi onde os fabricantes menos mexeram ao longo dos anos. A Ranger tem um estilo mais clássico, com iluminação verde. A Chevrolet partiu para o fundo azul e para um detalhe que pode agradar quem gosta de esportividade: quando se dá a partida, os ponteiros vão até o fim da escala e voltam.

    Ao rodar, a S10 mostra porque deve vencer o comparativo. O torque do motor aparece mais cedo, ideal para levar peso. Perde para a Ranger somente na estrada, que é quando as 16 válvulas e a maior potência falam mais alto. A picape da Chevrolet é também mais confortável, ou melhor, menos desconfortável. O conjunto da suspensão mais rígida faz com que a carroceria pule menos ao passar em buracos e se demonstra mais estável que a rival.

    A Ford, por sua vez, tem um motor mais suave e com desempenho melhor em altas rotações. É também a que conta com o câmbio de engates mais precisos, embora as duas sejam duras no manejo. No final, as duas senhoras podem até ser parecidas em alguns pontos, mas a S10 não é a mais popular à toa.

  2. #2
    Usuário Avatar de LUIS ANTONIO -BA
    Entrada
    28/10/2007
    Local
    salvador/BA
    Idade
    42
    Posts
    920
    Citação Postado originalmente por Alagoano Ver Post
    Pessoal,

    Uma matéria curiosa no iCarros da Uol, a S-10 levou a melhor:



    Chevrolet S10 vence a Ford Ranger, sua velha rival.

    Sabem aquelas duas velhinhas do bairro, que vivem brigando entre si? Uma está sempre querendo mostrar que é melhor que a outra e, quando uma faz plástica, a outra vai atrás para não fiar com a aparência ultrapassada. Esse mesmo contexto pode ser aplicado para a situação vivida entre as veteranas Chevrolet S10 e Ford Ranger.

    A S10 foi lançada em 1995. A Ranger veio um ano antes importada dos Estados Unidos. Ganhou cidadania brasileira somente em 1998, mas desde a época em que vinha de fora, já disputava o mercado com a picape da GM. As duas travam, desde então, uma disputa acirrada e ainda sobrevivem na mesma geração com ligeiras mudanças. Assistiram à chegada das mocinhas Toyota Hilux, Nissan Frontier e Mitsubishi L200 na vizinhança, mas os fiéis fãs da Ford e GM não deixaram que estas picapes perdessem tanto espaço.

    A última plástica foi feita pela Chevrolet. E, por isso, a colocamos frente-a-frente com a velha inimiga. A Ranger não entra na mesa de cirurgia desde 2004, mas não se abala com isso. A picape da Ford tem um visual mais limpo que os apliques exagerados recebidos pela S10. E, para não dizer que ela está parada no tempo, a Ford passou a contar com uma suspensão renovada na linha 2008 e a versão Sport para agradar os jovens admiradores. Ela, inclusive, motivou a volta da cabine simples na linha da rival.

    Mesmo assim, a S10 justifica a liderança de mercado com a maior de suas vantagens: o motor flex. Ela é equipada com um propulsor de quatro cilindros de 2,4 litros. É o mesmo bloco que equipa o Chevrolet Vectra Elite, mas com cabeçote de oito válvulas, que rende 141 cv de potência (gasolina) e 147 cv (álcool) a 5.200 rpm e 21,9 kgfm de torque (com qualquer combustível) a 2.800 rpm.

    O motor da Ranger é movido somente a gasolina. Ele tem 2,3 litros 16V de 150 cv de potência a 5.250 rpm e 22,1 kgfm de torque a 3.750 rpm. O que reduz o agravante do combustível é que a Ford oferece um kit original de GNV (gás natural veicular), que custa R$ 6.000 a mais com garantia de fábrica.

    Além de economizar na bomba, o dono da S10 gasta menos na compra. O preço começa em R$ 58.057 na versão Advantage, que tem ar-condicionado e direção hidráulica. Para acrescentar trio elétrico, alarme, rodas de 16 polegadas, bancos individuais e capota marítima, somente com um pacote, que eleva o valor para R$ 64.154.

    A Ranger XLS começa em R$ 63.390 já com ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico e alarme. A top XLT inclui faróis de neblina, rodas de 16 polegadas, bancos individuais e detalhes cromados. Nessa configuração, sai da loja por R$ 67.230.

    Na última mudança, a Chevrolet lançou a versão Executive com motor flex, que antes era oferecida somente a diesel. Ela tem airbag duplo, freios ABS, bancos de couro, sendo o do motorista com ajuste elétrico e outros itens de conveniência e visual; custa R$ 71.678. Uma Ford Ranger com estes equipamentos só pode ser comprada na versão Limited com motor a óleo, ao preço de R$ 108.125.

    Ranger tem acabamento melhor; S10 é mais confortável

    As cabines das picapes têm uma coisa em comum: a falta de espaço. O ponto mais crítico está no banco traseiro, onde os passageiros não conseguem acomodar as pernas e o encosto na vertical incomoda. A Ranger, ao menos, tem um acabamento melhor. Os tecidos são de boa qualidade, assim como os encaixes das peças plásticas. A S10 é ligeiramente mais apertada e apresenta excesso de plásticos duros. A versão Executive compensa com detalhes em imitação de madeira.

    O painel das duas denuncia o projeto antigo. Foi onde os fabricantes menos mexeram ao longo dos anos. A Ranger tem um estilo mais clássico, com iluminação verde. A Chevrolet partiu para o fundo azul e para um detalhe que pode agradar quem gosta de esportividade: quando se dá a partida, os ponteiros vão até o fim da escala e voltam.

    Ao rodar, a S10 mostra porque deve vencer o comparativo. O torque do motor aparece mais cedo, ideal para levar peso. Perde para a Ranger somente na estrada, que é quando as 16 válvulas e a maior potência falam mais alto. A picape da Chevrolet é também mais confortável, ou melhor, menos desconfortável. O conjunto da suspensão mais rígida faz com que a carroceria pule menos ao passar em buracos e se demonstra mais estável que a rival.

    A Ford, por sua vez, tem um motor mais suave e com desempenho melhor em altas rotações. É também a que conta com o câmbio de engates mais precisos, embora as duas sejam duras no manejo. No final, as duas senhoras podem até ser parecidas em alguns pontos, mas a S10 não é a mais popular à toa.
    Bom comparativo, porem eles deveriam informar tambem consumos, já que estes veiculos são grandes vilões nos postos de abastecimento.
    PAJERO DAKAR HPE 12/13
    S10 CD LT 12/13

  3. #3
    Banido
    Entrada
    16/12/2006
    Idade
    35
    Posts
    1,335
    Citação Postado originalmente por LUIS ANTONIO -BA Ver Post
    Bom comparativo, porem eles deveriam informar tambem consumos, já que estes veiculos são grandes vilões nos postos de abastecimento.
    Meu amigo LA!

    X2!!!!

    Essa matéria tá com cara de jabá da General Motors. Não por nada mas notoriamente o 2.4 da GM é o mais beberrão dos propulsores. Todas as publicações anunciam o fato da S10 ser flex mas nenhuma (eu insisto NENHUMA) ousa a tocar no consumo de combustivel do motor da GM. Porque será???? Parece até assunto proibido. Divulgam os numeros oficiais mas não fazem qualquer medição mesmo que básica.

    Abs

  4. #4
    Usuário Avatar de Gouveia
    Entrada
    28/11/2006
    Local
    Blumenau/SC
    Idade
    39
    Posts
    586
    Todos os comparativos e testes que vi de picapes a gasolina ou Flex não informam tudo. Falta consumo, desempenho em ambos combustíveis... dizer que a S-10 gasta menos na bomba é meia verdade... tem que comparar com alguma coisa, como por exemplo, a Ranger na gasolina (porque se for no GNV a Ranger ganha) no consumo... E dizer que a S-10 é mais rápida no álcool que a Ranger no GNV é subestimar a inteligência dos leitores... é óbvio que com álcool anda mais que com GNV, mas se comparar a S-10 no álcool (147cv) e a Ranger na gasolina (150cv) como fica? é praticamente a mesma coisa... por final, o consumo... de que adianta gastar menos pra encher o tanque com álcool e fazer 3 km/l????

    isso sim tem que ficar claro..

    pra mim é tudo matéria paga pela GM... mais uma vez tenho que reconhecer que eles são bons de marqueting e respondem rápido aos poucos ataques que a ford faz... a Ford agora poderia revidar com uma Ranger Limited a gasolina também com air bags e ABS... como a vendida no chile (veja: http://www.comunidaderanger.com.br/i...=103&Itemid=30 ) ou melhor, com uma V6 Flex 4x4.. mas dá muito trabalho trazer o V6 Flex da Explorer (210cv) pra montar na Argentina, preferem vender fiesta e Ecosport (outra falha do teste dizer que a Ranger foi nacionalizada... hehe, ela continua sendo importada)
    Carlos Gouveia (Govi)
    XJ 99 - "Green" - 0||||0
    PP5PD - PX5P4004


  5. #5
    Usuário Avatar de muricaum
    Entrada
    09/08/2007
    Idade
    28
    Posts
    32
    A todos, concordo com tudo, exceto s10 flex fazer 3 km/l.
    tenho uma blazer flex 08/08 e a pior média que eu já fiz na cidade foi de 4,1 km/l.. e mesmo assim aqui compensa pois o álcool é 1,269..
    blazer bebe mais que s10, e todos que tem s10 por aqui (e olha que a flex aqui ta vendendo pa kc*) nunca fazem menos que 5 km/l na cidade.. eh de 5 pra frente..
    se a ford tivesse um "suv" igual a blazer, flex e mais ou menos no mesmo preço eu ia de ford sem dúvida...
    ta demorando a sair o flex da ranger em...
    no mais é isso ai..
    abraços

  6. #6
    Usuário Avatar de Guilherme A. Araújo
    Entrada
    15/07/2008
    Local
    Cuiabá/MT
    Idade
    26
    Posts
    715
    Citação Postado originalmente por Gouveia Ver Post
    com uma V6 Flex 4x4.. mas dá muito trabalho trazer o V6 Flex da Explorer (210cv) pra montar na Argentina, preferem vender fiesta e Ecosport (outra falha do teste dizer que a Ranger foi nacionalizada... hehe, ela continua sendo importada)
    Gouveia, eu tenho uma v6 4x4 210cv e estou querendo colocar flex nela, até postei um tópico aki no forum (um novo módulo para flex??O que acham?)

    Depois se puder dar uma olhada e responder algo...
    Liguei na ford daki e eles me recomendaram isso, comfirmaram que é
    o mesmo sistema se fosse adaptado na fábrica...


    Abraços
    PU9TAZ-Yaesu FT-8900R-Ranger XLT CE V6 210cv 4x4+BL4"+35"->"Amante"
    CBT Javali-S4T -150cv-Grand Cherokee 2.7CRD Diesel 04-Muitas Fotos!

  7. #7
    Usuário
    Entrada
    28/06/2008
    Idade
    31
    Posts
    1,123
    Sobre o consumo concordo com todos vcs, eu não vejo muito vantagem nesses carros grandes flex, pois autonomia é uma coisa q não existe nesses modelos....sem falar no litro do álcool que já chegou na casa dos R$ 2,00 em Alagoas. A S-10 flex aqui ta vendendo muito...mesmo com o álcool tão caro.

    Mas não tocaram no assunto q mais chamou atenção na matéria: "conforto, estabilidade e suspensão". Não é de hj q sempre escuto críticas sobre a S-10, principalmente sobre esses 3 ítens mencionados e justamente foram os pontos mais fortes da reportagem, colocando a S-10 na frente da Ranger e contrariando várias críticas, pelo menos ao que se refere a esse modelo com nova suspensão.

    Sinceramente, não acredito em jabá da GM pois ela não precisa disso...pelo menos em relação a S-10 que vende fácil.

    Abs!

  8. #8
    Usuário
    Entrada
    28/06/2008
    Idade
    31
    Posts
    1,123
    Citação Postado originalmente por Guilherme A. Araújo Ver Post
    Gouveia, eu tenho uma v6 4x4 210cv e estou querendo colocar flex nela, até postei um tópico aki no forum (um novo módulo para flex??O que acham?)

    Depois se puder dar uma olhada e responder algo...
    Liguei na ford daki e eles me recomendaram isso, comfirmaram que é
    o mesmo sistema se fosse adaptado na fábrica...


    Abraços

    Vc tocou num assunto interessante....

    O mecânico da minha família (mais de 20 anos conosco), certa vez me disse que o motor flex nada mais é que um motor a alcool com um sistema eletrônico que reconhece a gasolina e uma taxa de compressão que NÃO é perfeita (esse é o motivo do consumo excessivo do motor flex), mas serve para queimar os dois combustíveis da melhor maneira possível. Não há nada de extraordinário nisso, pois é uma tecnologia com mais de 20 anos.

    Embalado no assunto, perguntei se tinha como transformar um motor convencional em flex e ele disse que sim....porém, só na hipótese do motor ser originalmente a alcool pois é um combustível danoso e corrosivo, o motor recebe uma preparação especial de fábrica para queimar o alcool. Então era só ajustar a taxa de compressão e mudar a sistema eletrônico para reconhecer a gasolina tbm.

    Para fazer o contrário (q é o seu caso) a coisa muda, seu motor não tem preparação nenhuma para receber o alcool, ele disse que nessa hipóstese a possibilidade do motor "bater" é muito grande, por isso, tenha muito cuidado...pesquise, consulte especialista (de verdade)...

    Espero ter ajudado..

    Abração!!

  9. #9
    Usuário Avatar de Bianor
    Entrada
    12/02/2005
    Idade
    54
    Posts
    572

    Consumo

    Citação Postado originalmente por muricaum Ver Post
    A todos, concordo com tudo, exceto s10 flex fazer 3 km/l.
    tenho uma blazer flex 08/08 e a pior média que eu já fiz na cidade foi de 4,1 km/l.. e mesmo assim aqui compensa pois o álcool é 1,269..
    blazer bebe mais que s10, e todos que tem s10 por aqui (e olha que a flex aqui ta vendendo pa kc*) nunca fazem menos que 5 km/l na cidade.. eh de 5 pra frente..
    se a ford tivesse um "suv" igual a blazer, flex e mais ou menos no mesmo preço eu ia de ford sem dúvida...
    ta demorando a sair o flex da ranger em...
    no mais é isso ai..
    abraços
    Ops o consumo é alto mesmo meu irmão tem uma CD flex advantage e faz 3,5 a 4 km/L de alcool na cidade. Mas vamos as contas de quantos centavos por km que é o que interessa
    Minha Blazer faz R$0,21/Km considerando o Diesel Podium a R$2,06
    A CD flex faz R$0,41 considerando o alcool a R$1,80
    A CD Flex a gasolina considerando 6km/l custando R$2,80 faz R$0,46.
    Ou seja alcool ou gasolna na cidade dá no mesmo.
    Mas vá de alcool pois o motor funciona uma beleza parece um V6.
    Quanto ao conforto é indiscutível das parece um sedan e a estabilidade não é ruim não porem esta calçada com Michelin Latitude HP 245/70R16.
    Façam as contas das suas e coloquem o que acharam .
    Sds

  10. #10
    Usuário Avatar de AKPG
    Entrada
    07/12/2006
    Local
    SP/SP
    Idade
    44
    Posts
    7,008
    Citação Postado originalmente por Alagoano Ver Post
    Vc tocou num assunto interessante....

    O mecânico da minha família (mais de 20 anos conosco), certa vez me disse que o motor flex nada mais é que um motor a alcool com um sistema eletrônico que reconhece a gasolina e uma taxa de compressão que NÃO é perfeita (esse é o motivo do consumo excessivo do motor flex), mas serve para queimar os dois combustíveis da melhor maneira possível. Não há nada de extraordinário nisso, pois é uma tecnologia com mais de 20 anos.

    Embalado no assunto, perguntei se tinha como transformar um motor convencional em flex e ele disse que sim....porém, só na hipótese do motor ser originalmente a alcool pois é um combustível danoso e corrosivo, o motor recebe uma preparação especial de fábrica para queimar o alcool. Então era só ajustar a taxa de compressão e mudar a sistema eletrônico para reconhecer a gasolina tbm.

    Para fazer o contrário (q é o seu caso) a coisa muda, seu motor não tem preparação nenhuma para receber o alcool, ele disse que nessa hipóstese a possibilidade do motor "bater" é muito grande, por isso, tenha muito cuidado...pesquise, consulte especialista (de verdade)...

    Espero ter ajudado..

    Abração!!
    Mas a nossa gasolina não tem mais de 20% de alcool? Então os motores a gasolina já recebem preparação contra corrosão. Só não sei se existem níveis diferentes de preparação para isto.

    Abraços,
    Alexandre K
    T4 "ORIGINAL" com pneu 37 - Clique e conheça!!!
    Quer ver um brinquedo diferente? Clique aqui ou vá em Www.youtube.com/AKPGOMES


  11. #11
    Usuário
    Entrada
    14/05/2004
    Posts
    9,962
    Citação Postado originalmente por Alagoano Ver Post
    Vc tocou num assunto interessante....

    O mecânico da minha família (mais de 20 anos conosco), certa vez me disse que o motor flex nada mais é que um motor a alcool com um sistema eletrônico que reconhece a gasolina e uma taxa de compressão que NÃO é perfeita (esse é o motivo do consumo excessivo do motor flex), mas serve para queimar os dois combustíveis da melhor maneira possível. Não há nada de extraordinário nisso, pois é uma tecnologia com mais de 20 anos.
    O seu mecânico esta equivocado. O pessoal mais antigo do fórum já aprendeu que o que um mecânico fala não se escreve.
    O que permite um motor flex funcionar com 3 tipos de combustíveis diferentes com a taxa de compressão fixa é o formato da câmara de combustão.
    L200 Triton AT 3.2 2010

  12. #12
    Usuário Avatar de Pequeno jr
    Entrada
    07/12/2004
    Local
    Brasília/DF
    Idade
    37
    Posts
    6,554
    Citação Postado originalmente por Alagoano Ver Post
    Vc tocou num assunto interessante....

    O mecânico da minha família (mais de 20 anos conosco), certa vez me disse que o motor flex nada mais é que um motor a alcool com um sistema eletrônico que reconhece a gasolina e uma taxa de compressão que NÃO é perfeita (esse é o motivo do consumo excessivo do motor flex), mas serve para queimar os dois combustíveis da melhor maneira possível. Não há nada de extraordinário nisso, pois é uma tecnologia com mais de 20 anos.

    Embalado no assunto, perguntei se tinha como transformar um motor convencional em flex e ele disse que sim....porém, só na hipótese do motor ser originalmente a alcool pois é um combustível danoso e corrosivo, o motor recebe uma preparação especial de fábrica para queimar o alcool. Então era só ajustar a taxa de compressão e mudar a sistema eletrônico para reconhecer a gasolina tbm.

    Para fazer o contrário (q é o seu caso) a coisa muda, seu motor não tem preparação nenhuma para receber o alcool, ele disse que nessa hipóstese a possibilidade do motor "bater" é muito grande, por isso, tenha muito cuidado...pesquise, consulte especialista (de verdade)...

    Espero ter ajudado..

    Abração!!
    Alagoano, em partes discordo do que vc comentou.

    Os Primeiros Flex que foram na casa de 2004 (Já li uma materia falando de veiculos 2003 flex mas no mercado até hj não achei o tal Uno 2003 Flex) eram motores a gasolina feitos para rodar com alcool. Por isso que logo no inicio qdo a galera começou a fazer as médias de consumo, viu-se que não valia tanto a pena e os consumidores ficavam meio receosos se iam ou não para um Flex. para vc ter idéia, os 1.6 VW que com o motor apenas a gasolina faziam na casa de 11,5km/litros nos flex estavam fazendo 6km/Litro no alcool e 10 na gasolina.

    Ai, já em 2005 a ford lança o Fiesta Flex. O Bixim 1.6 Flex faz 8,5 a 9 km/litro no alcool e de 11,5 a 12km/L na gasolina. Para a época foi uma puta revolução, pois a Ford ao inves dos demais fabricantes, pegou um motor a álcool e fez ele andar com gasolina. (da forma que teu mecanico falou)

    Desde o final de 2006, não tem mais essa de o flex ser feito na base de um motor a gasolina ou alcool, o que tem foi um refinamento na tecnologia empregada nos carros, por isso saiu o Corolla Flex, Civic Flex e etc e só da forma que está, qualquer fabricante que seja, pode colocar na praça motores flex, só basta querer e ver se há mercado para tal. Não sei se vc viu a galera postando que até o final deste ano sai a Hilux e Prado com motorização Flex.

    No caso do motor do Guilherme, concordo contigo. É um motor de 1995 feito na argentina ´para andar com Gasolina.
    Ex-Ranger XLT 4x4 1999 - HSd 2.5 Euro I + Kit Super LDA (Deixou saudade)
    Homenagem ao meu ídolo: http://www.youtube.com/watch?v=_v85q0Y8hs8

Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
Topo