Convex Datacenter
  • Avaliação: Toyota Hilux Flex SRV

    Mexendo na caixa de 3 marchas do Jeep-flavioverna_4x4brasil-1-.jpeg

    Recebi a picape flex da Toyota Hilux SRV para avaliação. Versão equipada com cambio automático de 6 velocidades, tração 4x4 e bloqueio traseiro.

    A primeira impressão ao pegar a picape é que precisava me acostumar com ela, pois parecíamos estar descompassados. Quando eu acelerava ela não respondia e quando eu não precisava, o motor enchia.

    Mexendo na caixa de 3 marchas do Jeep-flavioverna_4x4brasil-9-.jpg

    A proposta da Toyota para este motor flex é atender clientes que não são interessados em investir mais de 30 mil reais para ter um motor a diesel.

    A boa noticia é que existe a possibilidade de ter tração 4x4 e cambio automático nesta versão.

    Mexendo na caixa de 3 marchas do Jeep-flavioverna_4x4brasil-1-.jpg

    O propulsor é o grande destaque para esta versão 2.7L VVT-I com 163cv, que é forte o suficiente para a maior parte do uso normal do veiculo se não fosse a bagunça que a eletrônica esta fazendo com ele. Na maior parte das vezes vai bem, mas em alguns momentos teima não subir giro rápido ou sobe o giro sem precisar. A impressão que tive é que roubaram a sonda lâmbida e ninguém mais sabia se tinha que enriquecer ou empobrecer a mistura, causando este estorvo na condução. Tive uma situação em uso off road, encarando uma subida de quase 40º graus de inclinação, no meio do caminho caiu o giro, perdi velocidade, tive que reduzir uma marcha e acelerar forte para voltar ao embalo. Lembrei-me dos antigos carburados quando dava falta de alimentação ou 'engasopava', causando o corte de potencia.

    Mexendo na caixa de 3 marchas do Jeep-flavioverna_4x4brasil-6-.jpeg

    O consumo registrado em nossa avaliação foi de 6 km/l na rodovia, 4 km/l na cidade e 3km/l no uso 4x4. O veiculo foi abastecido 100% etanol. Rodamos um total de 785 km.

    O modelo avaliado foi analisado pelos engenheiros da Toyota, logo após a minha devolução, onde afirmaram estar em condições normais de funcionamento, portanto, os sintomas não são exclusivos a esta unidade especificamente. Minha conclusão é: A eletrônica da versão flex precisa ser melhorada. Não falta potencia, mas falta economia, que inclusive pode melhorar se for devidamente ajustada.

    Mexendo na caixa de 3 marchas do Jeep-flavioverna_4x4brasil-3-.jpeg

    A versão SRV avaliada é a topo de linha e parte dos 134 mil. A Chevrolet S10 LTZ também com cambio automático e 4x4 na versão topo de linha é quase 4% mais barata, partindo de 130 mil. Consultei alguns especialistas da área de veículos usados e constatei que na revenda, a Toyota tem a menor desvalorização em geral, mas em especial na versão flex da picape, a maior procura é pela S10, que também não encontra desvalorização para o modelo em questão.

    Mexendo na caixa de 3 marchas do Jeep-flavioverna_4x4brasil-2-.jpeg

    Receberemos outra unidade da Toyota Hilux para avaliação e poderemos dizer a vocês como anda a versão movida a diesel.

    Mexendo na caixa de 3 marchas do Jeep-flavioverna_4x4brasil-7-.jpeg

    Quando você for comprar ou trocar de carro, diferente do que você tem ou teve, a dica é: Invista na locação, empréstimo ou qualquer outra forma que possibilite usá-lo ao menos 3 dias na sua rotina, pois só assim é possível saber se o carro se ajusta ao que você precisa. Trocar de carro não é uma tarefa simples, tão pouco barato, portanto, antes de bater o martelo, tenha a certeza.

    O protetor de caçamba não possui pontos de drenagem para água, como na maioria das picapes.

    Mexendo na caixa de 3 marchas do Jeep-flavioverna_4x4brasil-10-.jpg

    Nesta avaliação procurei dar foco na mecânica, mas não posso deixar de dizer que a Hilux é uma picape consagrada, uma das mais vendidas e não é a toa. Sabemos que o brasão Toyota tem seu peso, peso este que faz diferença principalmente no atendimento pós venda. Raramente vemos veículos Toyota sendo guinchados por quebra. A solidez da construção dos veículos Toyota tem foco na qualidade de cada componente e sua instalação, garantindo assim tranqüilidade ao usuário.

    Mexendo na caixa de 3 marchas do Jeep-flavioverna_4x4brasil-8-.jpg

    Estamos em um momento de renovação automotiva, principalmente das picapes, com a chegada da nova Nissan Frontier, Mitsubishi L200 Triton Sport, VW Amarok V6 e logo devemos ter Renault Alaskan, Mercedes Classe X e talvez outras especulações se realizem. Mas é fato que a Toyota não ficará atrás.

    Até a próxima...

    Flávio Verna
    Insta: flaviostm