Convex Datacenter
  • Avaliação: Jeep Compass trailhank escalando o topo

    AP 2.0 em CJ-5-jeep-compass17.jpg

    A Jeep, mesmo com toda a crise já velha conhecida de todos, conseguiu um resultado histórico: esta na liderança de vendas de SUV´s e marcou o Brasil como o primeiro país no mundo em que a marca chegou nesta posição. Em 2 anos de mercado, alcançou mais de 100.000 unidades vendidas, ou seja, tem tido motivos para comemorar. Fato histórico iniciado com o Renegade e agora com o Compass. A comemoração é merecida, seus produtos estão melhorando a cada dia e hoje já tem um veiculo com muita aptidão off-road aliado a conforto e charme, tornando possível ter um veiculo pronto para qualquer parada sem ter que ter um carro para a cidade e outro para aventura.

    AP 2.0 em CJ-5-b.jpeg

    O portal 4x4brasil recebeu o Jeep Compass Trailhank para avaliação. Partindo de São Paulo-SP com destino a cidade de Brumadinho-MG, percorreu 1.275 km em 6 dias, com média geral de 13/1, mas confesso que se o veiculo não estivesse sendo testado com boa parte de sua capacidade, faria tranqüilamente 16/1, resumindo, um ótimo consumo pela potencia entregue pelo multijet II 2.0 turbo diesel de injeção direta e com duplo comando de válvulas que gera 170cv de potencia e 35,7 kgfm de torque, resultando num peso potencia de 10,3 kg/cv, ou seja, não falta torque. Acompanhando este motor forte, o excelente cambio de 9 marchas automático não apresenta solavancos e sua escalonagem é ótima, mas se preferir, ainda pode contar com as aletas do padle-shift. Combinação nota 10, preocupe-se com qualquer outro item antes da compra, mas não com o conjunto mecânico que trabalha muito bem.

    Quando recebemos o Jeep Compass Trailhank, a primeira impressão foi estranha, em virtude do azulão (Azul Pacific), mas depois de um certo tempo, pudemos entender que nenhuma outra cor poderia agradar mais. Se tiver vontade de comprar um exemplar desta cor e não tiver coragem, vá em frente, não vai se arrepender, este carro é para pessoas de atitude mesmo.

    AP 2.0 em CJ-5-c.jpg

    O interior é impecável: tudo bem resolvido, vários nichos, o baú embaixo do assento do passageiro é ótimo para guardar o manual do veiculo ou outras coisas. Tudo muito bem iluminado facilitando o acesso aos objetos. O volante tem sido um dos melhores em questão ergonomia, acesso aos botões e suas funcionalidades, inclusive, nesta versão com o padle-shift é fácil sentir que se faz quase tudo sem tirar as mãos do volante, aumentando ainda mais a segurança.

    AP 2.0 em CJ-5-d.jpg

    O sistema multimídia Uconnect com tela de 8,4 polegadas e conjunto de som premium Beats nos faz viajar pela musica ou com a musica, tanto faz, o que importa é escutar a qualidade entregue em alto volume.

    AP 2.0 em CJ-5-e.jpg

    Visitamos o maior museu a céu aberto do mundo: o Inhotim, em Brumadinho-MG. Lá, mais próximo da arte e com o olhar mais treinado, descobrimos o quanto ela vem influenciando a evolução dos veículos de hoje. Resultado deste raciocínio é imaginar o quão autônomos eles serão e por isso, no futuro teremos apenas que escolher o design e a cor. Seu funcionamento e características mecânicas não serão mais nossa preocupação, quase o caso deste modelo em minha opinião.

    AP 2.0 em CJ-5-f.jpeg

    A suspensão se comportou de maneira confortável em quase todos os pisos. Em estradas esburacadas ouviu-se algumas batidas na dianteira como fim de curso de suspensão, mas nada anormal ou que incomode. Para os que ficaram órfãos da extinta Mitsubishi Pajero TR4, o Jeep Compass é também uma excelente opção de up-grade.

    Percorremos maior parte do percurso em asfalto, mas utilizamos vias não asfaltadas sempre que possível, cascalho, terra fofa e solta, muitos buracos, subidas de rochas e até um pouco de lama, em todos o veiculo se comportou acima da expectativa.

    AP 2.0 em CJ-5-g.jpeg

    Tivemos a sorte de conhecer em Brumadinho, a Luiza, uma apaixonada por off-road. Ela faz parte do Brumadinho offroad, inclusive, no próximo dia 24 de junho, irão reunir mais de 150 jipeiros em sua Pousada (Dona Carmita) para um dia de trilha e muita comilança, como já vem acontecendo ha vários anos, todos convidados, vale a pena!

    AP 2.0 em CJ-5-h.jpg

    Em resumo: o Jeep Compass foi muito eficiente, confortável e confiável. Como nada é perfeito, o maior ponto negativo para este modelo, acredito que seja o preço: a partir de R$ 170.114,00 para o modelo avaliado. Infelizmente, este ponto negativo parece estar presente em todos os modelos comercializados no Brasil. Esperamos que esta realidade mude logo e que se torne mais acessível para todos nós.

    Texto: Flávio Verna
    Fotos: Flávio Verna e Divulgação
Topo